Ponteiro do Sesi-SP, Cléber é eleito melhor jogador da última rodada das quartas de final da Superliga

Agência Indusnet Fiesp 

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540204858

Camisa 01 do Sesi-SP, foi eleito o melhor atleta da última rodada das quartas de finais da Superliga Masculina. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

O camisa 01 do Sesi-SP, Cléber foi eleito pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) o melhor jogador da última rodada das quartas de final da Superliga Masculina de Vôlei.

Com uma atuação impecável na vitória por 3 sets a 0 sobre o Canoas, no sábado (16/03), o ponteiro do Sesi-SP teve o segundo melhor saque da rodada – ficando atrás do oposto do Volta Redonda, Leozão – e, também, foi o quarto jogador mais eficiente nos fundamentos ataque e defesa.

Sesi-SP vence Funvic/Midia na retomada da Superliga masculina

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540204858

Sidão na vitória do Sesi-SP sobre o Funvic. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

Com boas atuações dos centrais Éder, melhor jogador da rodada no bloqueio, e Sidão, melhor sacador, o Sesi-SP venceu mais uma partida pela Superliga masculina 2012/13: 3 sets a 1 sobre o Funvic/Midia Fone. As parciais foram de 25/21, 25/16 e 23/25 e 25/21.

Com a vitória, a quinta consecutiva, o Sesi-SP chegou a 21 pontos, ocupando a terceira posição na tabela – liderada pelas equipes do RJX (1º) e Sada Cruzeiro (2º).

Nos dois sets iniciais, a equipe do técnico Giovane Gávio mandou na pontuação, mas a atuação caiu no terceiro set – e o time de Pindamonhangaba reduziu para 2 sets 1. No quarto e derradeiro set, o Sesi-SP impôs seu voleibol. Após a partida, Sidão foi eleito o melhor na quara e ganhou o prêmio Viva Vôlei, entregue pelo professor Walter Vicioni, superintendente do Sesi-SP.

Para Giovane, o terceiro set mostrou que é preciso atenção para evitar surpresas. “Fizemos um segundo set muito bom, mas não demos o mesmo gás no terceiro. Foi disputado, ponto a ponto, mas podíamos ter jogado melhor, mesmo considerando que o adversário fez ótima partida e foi um rival duríssimo. Sabíamos que seria difícil, mas em casa nós aproveitamos o bom momento par conseguir a vitória. Agora temos mais um jogo complicado sábado, só que o time vem evoluindo e ainda vamos chegar no nosso ideal”, declarou o treinador que não quis adiantar se Murilo volta ou continuará sendo poupado.

Na 11ª e última rodada do primeiro turno da competição, o Sesi-SP recebe neste sábado, às 17h, o time do Volta Redonda, também na Vila Leopoldina.

O jogo

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540204858

Eder 9camisa 16) foi um dos destaques, com 16 pontos. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

A partida foi equilibrada, mas o time da casa soube se impor nos momentos decisivos e fez valer a maior quantidade de jogadores que desequilibram. Murilo foi poupado, mas Cléber estava inspirado e marcou 18 pontos, seguido por Sidão e Éder, com 16. O maior pontuador do jogo foi Sérgio, do Funvic, com 20. As duas equipes erraram bastante e proporcionaram pontos para o outro lado, mas o Sesi-SP foi mais eficiente no bloqueio e foi nessa jogada, com Éder, que o time fechou o set em 26 minutos.

No segundo, o time que representa a indústria paulista foi bem mais eficiente e comandou as ações. Com o saque entrando mais e forçando erros do Funvic, além da pontaria afiada de Sidão, foram precisos 24 minutos para fechar em 25/16 e abrir boa vantagem para definir o jogo.

No terceiro set o cenário mudou. O adversário entrou mais focado e determinado a conseguir esticar a partida. Os times se alternavam na frente do placar sem conseguir abrir vantagem maior que dois pontos. Porém, ao fazer 24/23 e com o bloqueio mais eficiente e 14 pontos de saque, o Funvic venceu a etapa em 30 minutos forçando mais um set.

Depois de um puxão de orelhas de Giovane Gávio, o time voltou para o quarto set para decidir o jogo. E o fez em 29 minutos, sem maiores dificuldades. Cléber marcou sete pontos de ataque e foi fundamental para a quinta vitória seguida na competição.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540204858

Professor Walter Vicioni, superintendente do Sesi-SP, e Sidão, com o troféu que recebeu como melhor em quadra. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

No masculino, Sesi-SP bate Canoas e vence terceira seguida na Superliga 2012/13

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540204858

Cleber recebe Trofeu Viva Vôlei depois da vitória do Sesi-SP sobre Canoas. Foto Lucas Dantas

Agência Indusnet Fiesp, com informações da CBV

O time masculino do Sesi-SP confirmou sua recuperação na Superliga masculina 12/13. Em partida de 1h30 de duração válida pela oitava rodada do turno, a equipe comandada por Giovane Gávio derrotou nesta quinta-feira (20/12), no ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo, o Canoas (RS): 3 sets a 0 (25/22, 25/22 e 27/25).

Com a vitória, a terceira seguida, o Sesi-SP sai da quinta para a terceira colocação, com 15 pontos – a rodada ainda não foi concluída.
O ponteiro Murilo foi o maior pontuador do duelo, com 13 acertos, mas o troféu VivaVôlei, concedido ao melhor da partida, parou nas mãos de Cleber.

“Foi uma partida morna, jogamos abaixo do que podemos. Nosso time é agressivo e sempre entra forte, mas não foi o que aconteceu nessa partida. Apesar disso, ganhamos os dois primeiros sets com certa facilidade. No terceiro, revertemos o placar de 24/21 e fechamos o jogo. Fico feliz em ajudar a equipe. Voltei para o Brasil depois de 11 anos atuando fora para buscar o meu espaço no time e ajudar a ganhar”, analisou Cleber.

Na nona rodada, o Sesi-SP vai até Florianópolis para enfrentar o Super Imperatriz Vôlei, no sábado (29/12), às 16h30, no ginásio do Capoeirão.

Fora de casa, Sesi-SP vence atual campeão da Superliga masculina

Agência Indusnet Fiesp com informações do Site da CBV

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540204858

Eleito o melhor jogador em quadra, o oposto do Sesi-SP, Cléber recebeu o troféu Viva Vôlei n

No primeiro de seus dois jogos em Minas Gerais, o Sesi-SP não se intimidou diante do forte time do Sada Cruzeiro, atual vencedor da Superliga masculina. Em 1h40 de jogo, a equipe de Giovane Gávio quebrou a invencibilidade do adversário, vencendo por 3 sets a 0 (25/22, 25/20 e 25/23) em pleno ginásio do Riacho, em Contagem (MG). A partida valeu pela sexta rodada da Superliga masculina 12/13.

O destaque do Sesi-SP foi o ponteiro Cléber, maior pontuador, com 13 acertos, eleito o melhor da partida e premiado com o Troféu VivaVôlei.

“Estou muito feliz pelo prêmio individual, mas o que importa é que aliviamos a pressão sobre o time. Não estávamos jogando mal, mas não conseguíamos ganhar nos detalhes. Agora, finalmente vencemos e ganhamos mais confiança para o resto do campeonato. Mostramos que o Sesi-SP é um time muito difícil de ser batido”, disse Cléber após o jogo.

“Hoje os fundamentos saíram muito mais fácil. O saque entrou, as defesas foram espetaculares. Assim fica muito melhor”, completou Cléber.

Na avaliação de Giovane Gávio, a equipe ainda está longe do ideal. “Muita coisa tem que melhorar, mas ganhamos confiança e sabemos do nosso potencial.”

No sábado (15/12), às 18h, o Sesi-SP enfrenta o Vivo/Minas (MG) pela sétima rodada.“Partida muito difícil, mas estamos evoluindo e vamos para cima. Temos que recuperar o tempo perdido”, analisou o técnico do Sesi-SP.

O jogo

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540204858

Os ponteiros Cléber (1) e Murilo (8) impedem jogada de ataque do jogador do Sada/Cruzeiro, Felipe

O Sesi-SP começou bem e abriu 05/03, mas sofreu o empate. A parcial continuou equilibrada no decorrer do set e, na reta final, o Sesi-SP abriu vantagem de dois pontos: 23/21. No erro de ataque da equipe mineira, o Sesi-SP fez 25/22.

No segundo set, o Sesi-SP manteve o ritmo e fez 08/04. Os donos da casa empataram em nove pontos. O set seguiu equilibrado, com empate em 14/14, mas daí em diante prevaleceu o jogo do Sesi-SP: 25/20.

O Sada Cruzeiro começou melhor a terceira parcial e fez 03/0 e, depois, 08/05. O Sesi-SP buscou o empate (14/14) e virou (16/14). O final do set foi equilibrado, mas o time da indústria paulista fechou em 25/23. O lance inusitado da noite ficou com o líbero do Sesi-SP, Serginho, que conseguiu pontuar ao passar a bola para o outro lado de toque, marcando o oitavo ponto do Sesi-SP no terceiro set.

O Sesi-SP, sob o comando de Giovane Gávio, jogou com Sandro, Lorena, Sidão, Éder, Murilo e Cléber. Líbero: Serginho. Entraram: Leozão, Thiguinho e Ary.

O Sada Cruzeiro atuou com William, Wallace, Acácio, Douglas, Filipe e Leal. Líbero: Serginho. Entraram: Daniel, Sanchez e Maurício. O técnico é Marcelo Mendez.

Leia mais