“Fracassar faz parte do aprendizado”, diz ex-banqueiro

Para Cláudio Haddad, ex-sócio do Banco Garantia e atual presidente do Insper Instituto de Ensino e Pesquisa, do grupo Ibmec S.A. e do Instituto Futuro Brasil, sorte é um ingrediente fundamental para o sucesso e o fracasso, também, faz parte do aprendizado.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539633672

Cláudio Haddad, presidente do Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

“Nos Estados Unidos, fracassar nos negócios é uma coisa normal, mas aqui no Brasil é o fim do mundo. Temos grandes nomes, como o Jorge Paulo [Lemann, empresário brasileiro, o terceiro homem mais rico do País e 92º em todo o mundo], que quebraram e deram a volta por cima”, exemplificou Haddad, para uma plateia de mais de 100 empresários, durante reunião do Comitê de Jovens Empreendedores (CJE) da Fiesp, na última quarta-feira (28), na sede da entidade.

O economista que tem se dedicado à área da educação argumenta que o processo não é o mesmo para todos e que, em alguns casos, os erros são benéficos. “Quebrar também é bom. Aprende-se muito para não cometer os mesmos erros num momento mais importante”, explicou aos jovens empresários.


Opção pelo ensino

Em 1999, o IBMEC foi dividido em duas diferentes organizações. Uma delas o Instituto, dedicado exclusivamente à promoção de estudos e pesquisas sobre mercado de capitais. Já a outra, o IBMEC Educacional S/A, foi comprada por Haddad e transformada numa empresa com fins lucrativos voltada à área de ensino.

“Há uma grande diferença em educação para se ganhar dinheiro e para se deixar um legado. Um ensino de excelência é a ferramenta para a conquista de um país melhor. E é o que precisamos, uma vez que o Brasil já oferece muitas boas oportunidades de negócios”, afirmou.

Ao falar dos obstáculos enfrentados durante sua trajetória, Haddad contou que em 2001, ao montar a Faculdade IBTA (Instituto Brasileiro de Tecnologia Avançada), constatou que a tradição no ensino em São Paulo seria uma das grandes barreiras.

“Em São Paulo, há uma cultura de se valorizar as instituições mais tradicionais. Por isso, me diziam que seria muito ousado abrir uma do zero. Mas não desisti, e consegui construir uma nova faculdade, com um novo conceito”, ressaltou.


Currículo

O empresário acumula as posições de membro do Conselho de Administração do Grupo Abril, da BMF-Bovespa, da Ideal Invest S.A, do hospital Albert Einstein e do Instituto Unibanco. Além disso, é membro do Visiting Committee da Harvard Business School, do Conselho Rockfeller Center de Harvard University para o Brasil e do International Advisory Board do Capital Group.