Entrevista: Alisson Sato, 2º colocado no II Concurso de Negócios CJE & Anjos do Brasil

Juan Saavedra, Agência Indusnet Fiesp

Com o projeto Eco Tampas Qualinova, Alisson Heidi Sato recebeu um cheque de R$ 5.000 relativo à segunda colocação do II Concurso de Negócios CJE & Anjos do Brasil. O evento de premiação aconteceu na noite de quarta-feira (27/06) em realização conjunta do Comitê de Jovens Empreendedores (CJE) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544760048

Alisson Sato, 2º colocado no Concurso, recebeu um cheque de R$ 5.000

Engenheiro com MBA em “Gestão com Ênfase em Empresas Industriais”, pela Unindus, Alisson Sato mantém desde 2009 na região metropolitana de Curitiba (PR) uma indústria de bebidas, a Qualinova, que, segundo ele, tem seus esforços direcionados para a inovação.

Leia a entrevista por e-mail:

Explique seu projeto, o Eco Tampas Qualinova.

Trata-se de uma embalagem no formato de uma tampa, encaixável nos modelos padronizados de garrafas PET de água mineral. Dentro da tampa, vários compostos nutritivos, de diferentes sabores, podem ser acondicionados para se misturar à água no momento do uso.

Qual foi o ponto de partida para o desenvolvimento?

O desenvolvimento do projeto Eco Tampas foi um afunilamento de várias ideias. Verificamos que o mercado de bebidas tem alguns fatores críticos de sucesso que tornam difícil a competição com as grandes indústrias. Trata-se de um mercado competitivo, no qual qualquer redução de custo é expressiva para os resultados e, sem economia de escala, fica muito difícil. Decidimos agregar valor, reduzindo custos logísticos e de produção através da inovação. Apresentamos um projeto ao CNPq [Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico], um parceiro que apoiou nossa causa e nos fornece mão de obra especializada. Hoje temos dois mestres trabalhando na empresa.

Quais os benefícios oferecidos pelo produto?

Nosso produto tem os principais diferenciais: ser ecologicamente correto, ter menores custos de produção – e consequente menor preço – e nos permitir utilização de uma infinidade de matérias-primas.

Quais foram os principais desafios nesse processo? E em que estágio o projeto se encontra?

A viabilidade técnica e econômica do projeto já foi realizada. Estamos buscando investidores que tenham know how comercial e possibilitem o lançamento do produto numa escala maior. Nossos maiores desafios estão por vir: a explicação clara dos conceitos aos consumidores e a “pulverização” dos produtos nos pontos de venda.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544760048

Alisson Sato: ser ecologicamente correto, ter menores custos de produção e nos permitir utilização de uma infinidade de matérias-primas são os diferenciais do Eco Tampas Qualinova

Caso algum investidor-anjo venha a se interessar pelo projeto, de que modo serão aplicados os recursos?

Os recursos serão utilizados para aquisição de maquinário e capital de giro.

Quais são as perspectivas de retorno para o investimento?

Nossa perspectiva é haver um retorno do investimento em 24 meses. Mas nós sabemos que esse tempo será possível (podendo inclusive ser bem reduzido) com o apoio de um investidor com conhecimento de mercado e uma rede de contatos forte.

Visando lançar esse produto, quais os próximos passos para a sua empresa?

Nós temos em mente que sempre teremos que inovar. O mercado é muito competitivo e, sem inovação, nenhuma empresa sobrevive dois anos.

O que significa ter sido o projeto escolhido na segunda colocação entre os mais de 900 inscritos neste concurso do Comitê dos Jovens Empreendedores da Fiesp?

A segunda colocação ainda nos parece um sonho. Sabemos que existem excelentes projetos dentro desse grupo de mais de 900 inscritos, e ficar na segunda colocação nos enche de orgulho e disposição para continuar trabalhando e inovando.

Como você começou a empreender?

Desde pequeno tinha o sonho de montar meu negócio e meus pais – como empreendedores – sempre me incentivaram. Na época do vestibular, tive a ideia de montar uma indústria de bebidas e decidi cursar engenharia de alimentos. Desde então, meu foco foi sempre tornar esse sonho uma realidade. Agora, meu objetivo é fazer a empresa crescer de forma sustentável para um dia (quem sabe?) me tornar um empreendedor Endeavor.