Sesi-SP cresce no fim da partida, vence o Pinheiros e fica com tetracampeonato paulista

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Gol a gol a final do Campeonato Paulista de Polo Aquático 2016 foi se desenhando. Com direto a gol do meio da piscina, expulsões, discussão e mais uma vez corte no supercilio, o time masculino do Sesi-SP foi superior, deixou para o trás o Esporte Clube Pinheiros e conquistou o tetracampeonato paulista. Na noite deste sábado (29/10), na piscina da Vila Leopoldina, os donos da casa superaram o tradicional rival por 13 a 11 em jogo muito disputado e com muita rivalidade.

Digno de uma decisão, o jogo foi totalmente equilibrado e tenso. Arthur Salgado acertou um chute logo no primeiro minuto e abriu o placar para o Sesi-SP. Pegado como todo confronto da final, além de gols, a partida contou ainda com contato físico intenso entre os atletas. Com cada jogada disputada à risca e milimetricamente calculada, nem os donos da casa, nem o Pinheiros conseguiu abrir vantagem no marcador. Enquanto Cirilo fechava o gol pelo lado do Sesi-SP em momentos importantes do jogo, os defensores do lado adversário também entravam em ação.

Após muitas discussões, expulsões e Tony Azevedo mais uma vez com um corte no supercílio, o Sesi-SP não se deixou levar pelo clima tenso e nervoso dentro da água. Com calma os comandados do técnico Avallone conseguiram se impor ainda mais no fim da partida e com direito a golaço de Tony do meio da piscina e categoria dos outros atletas nas finalizações, fecharam o último quarto com dois pontos de vantagem e mais uma vitória. Criado em 2010, o time adulto soma quatro títulos na competição (2013, 2014, 2015 e 2016).

Após a tradicional comemoração com todos na água, comissão técnica e atletas, o capitão Rudá comentou sobre a importância de mais um título para o grupo que conta com mais atletas jovens do que na temporada passada.

“Esse ano demos uma renovada legal, estamos com bastante jovens e é importante esse resultado expressivo. Começamos o ano com o objetivo de estar nessa final, jogar contra o Pinheiros, que tem um time muito mais experiente que o nosso. Sabemos que na final tudo pode acontecer, como foi hoje. Nós conseguimos vencer e conquistar o quarto título seguido”, comemorou Rudá.

Sempre de olho na formação de jovens atletas, o Sesi-SP procura integrar ao máximo suas categorias de base com equipes adultas, e o polo aquático é o grande exemplo de que o trabalho tem dado certo. Para ilustrar o crescimento desses jovens Rudá,usou como exemplo o jogo da semifinal contra o Paineiras na última sexta-feira (28). Mesmo com o placar de 9 a 7 o técnico Avallone não ficou totalmente satisfeito.

“Eu acho que o jogo de ontem foi fundamental para o resultado de hoje. Se a gente tivesse ganho fácil do Paineiras talvez não tivéssemos entrado tão fortes como entramos nesta final. Jogo contra o Pinheiros é sempre muito difícil, e existe uma rivalidade muito grande. A conversa não só do técnico como dos mais velhos com os mais jovens ajudou bastante. Eles sentiram a pressão de ontem, foi a primeira semifinal adulto que muitos jogaram, responsabilidade grande. Mas hoje entraram muito bem, melhor que ontem e tranquilos. Esse é o futuro, estamos preparando aqui no Sesi-SP um grande time e grandes atletas”, finalizou o capitão.

Após se classificarem em primeiro com 16 pontos, assim como o Pinheiros, porém melhores no saldo de gols (63 x 49), os meninos da Vila Leopoldina além da vitória com gols de Arthur Salgado (3), Tony Azevedo (3), Pedro Borges (2), Rudá (2), “Carinha” (1), Marcos Paulo (1) e Vinicius Pessin (1), ainda tiveram o goleiro Cirilo premiado com o troféu de defesa menos vazada.

Sesi-SP é tetracampeão paulista de polo aquático, com a defesa menos vazada. Foto: Sesi-SP/Divulgação

Cruzeiro: renovação do Programa Atleta do Futuro do Sesi-SP promove o esporte

Isabela Barros, Agência Indusnet Fiesp, de Cruzeiro

“O nosso trabalho vai muito além de treinar e ganhar campeonatos, incentivar os jovens é uma tarefa importante. Eu nunca tive, na minha época, um contato tão forte com um atleta de alto rendimento”. Foi assim que Rudá, jogador de polo aquático do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), definiu a importância do Programa Atleta do Futuro (PAF), iniciativa da instituição que promove a formação esportiva de crianças e jovens.

Leia também:
Queluz terá 365 estudantes atendidos pelo Programa Atleta do Futuro do Sesi-SP
Programa Atleta do Futuro chega a Silveiras e envolve 275 alunos em três modalidades esportivas

Ele foi, junto com o colega de equipe Cirilo, um dos convidados de honra do evento que, na manhã desta sexta-feira (28/02), firmou o convênio para a implantação do PAF em Cruzeiro, município do Vale do Paraíba a 230 quilômetros da capital.

Renovado, o convênio irá atender cerca de 1.340 estudantes da cidade em diversas modalidades esportivas. Foto: Tamna Waqued/FIESP

 

A cerimônia de renovação foi realizada no Centro de Atividades Octávio Mendes Filho, do Sesi-SP. E contou com a presença do presidente da instituição e da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf.

Na ocasião, Skaf anunciou a ampliação do chamado Plantão de Dúvidas para os alunos do ensino médio da rede Sesi-SP. A iniciativa, que funciona aos sábados, com professores da casa que têm interesse em ampliar suas jornadas de trabalho, hoje funciona apenas em Vinhedo. “Agora vamos ampliar para todas as escolas do Sesi-SP no estado, começando com Cruzeiro, em abril”, afirmou.

Serão atendidos 1.340 alunos na cidade, que praticarão futebol, futsal, futebol society, vôlei, judô, natação, tênis de mesa e tênis de campo. O convênio para o PAF foi assinado por Skaf e pelo vice-prefeito de Cruzeiro, Rafic Simão.

“O PAF é um belo exemplo de projeto e deve ser copiado”, disse Simão. “Obrigado por olhar por Cruzeiro. Está sendo feita aqui uma grande escola do Senai-SP”.

Na cerimônia, Skaf conversou com dois alunos do Sesi-SP na cidade, Luis Otávio, de 16 anos, matriculado no terceiro ano do ensino médio, e Marcos Filipe, de 15 nos, estudante do segundo ano do ensino médio. De ambos, recebeu flores de presente e uma carta de agradecimento pela boa qualidade do ensino na escola em que estudam. O presidente do Sesi-SP aproveitou para perguntar à dupla sobre as condições da escola e até sobre a comida servida, a qual foi elogiada com “nota 10”.

Craques das piscinas

Entre os convidados de honra da solenidade, Rudá Franco, o Rudá, integra a equipe masculina de polo aquático do Sesi-SP desde 2011. Entre os resultados mais importantes já conquistados por ele estão o de campeão sul-americano, o de vice-campeão da Liga Mundial e a conquista da medalha de bronze na Taça Brasil, todos em 2013.

Já Anderson Ferreira de Souza, o Cirilo, é campeão paulista adulto e vice-campeão da Liga Nacional de 2013. O atleta já integrou a seleção brasileira da categoria Junior, que foi campeã sul-americana e conquistou medalha de bronze no Pan-Americano da modalidade. Ele está no Sesi-SP desde 2010.

Em suas rotinas de atletas que treinam na unidade do Sesi-SP na Vila Leopoldina, na capital paulista, Rudá e Cirilo procuram estar sempre perto dos jovens talentos do PAF. “Quando acabo de treinar, fico um pouco mais na água para fazer uma vivência com as crianças”, disse Rudá ao conversar com a reportagem. “Também gosto de conversar com os técnicos desses jovens, incentivar”, completou Cirilo.

Para ambos, teria feito toda a diferença em suas carreiras ter a chance de participar de uma iniciativa como PAF décadas atrás.

Como funciona o PAF

Presente em mais de 180 municípios, o Programa Atleta do Futuro, do Sesi-SP, contempla 74 mil participantes entre 6 e 17 anos e as atividades estão organizadas em três fases, adequadas para cada faixa etária.

Na fase que compreende crianças entre seis e oito anos, os instrutores trabalham para promover qualidade de vida, integração e socialização por meio de jogos e brincadeiras lúdicas. A partir dos oito anos, os participantes iniciam a prática esportiva, conhecendo as diversas modalidades e suas diferenças. Então, dos 11 aos 17 anos, os alunos optam por uma modalidade e realizam treinos específicos. Nesta fase, os atletas podem representar a equipe do Sesi-SP em competições estaduais e nacionais.

Por se tratar de programa de formação esportiva com metodologia própria do Sesi-SP, as aulas esportivas são complementadas por intensa programação nos finais de semana com a participação da família. Todos os profissionais envolvidos passam por capacitações e os alunos têm acesso a todos os materiais necessários para a prática de diferentes modalidades de esporte.