Diretor de Segurança da Fiesp fala sobre missão a Israel

Agência Indusnet Fiesp

Entre os dias 31 de outubro e 5 de novembro, a cidade de Tel Aviv será sede da 1ª Conferência Internacional de Segurança Pública. O Departamento de Segurança (Deseg) da Fiesp e a Missão Econômica da Embaixada de Israel no Brasil estão reunindo um grupo de empresários brasileiros para participar do evento e conhecer a estrutura de segurança pública local.

O encontro apresentará tecnologias inovadoras para segurança pública com foco no tema Cidades Seguras, segurança de aeroportos e de grandes eventos. Como o Brasil vai sediar a Copa de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, o País terá destaque, com um painel exclusivo sobre oportunidades. O diretor do Deseg da Fiesp, Ricardo Lerner, fala sobre a missão. Confira a seguir:

Por que o senhor acha essa missão importante?
Até 2016 o Brasil sediará três mega eventos esportivos. Só isto já bastaria para explicar a importância da missão. Mas as últimas notícias veiculadas na mídia do mundo todo, sobre os acontecimentos no Brasil e a péssima impressão da performance da segurança pública na Copa do Mundo na África do Sul, nos mostram que participar desta missão a Israel é mais necessário do que nunca.

Por que esta é uma missão empresarial e não simplesmente uma missão voltada somente para a Segurança Pública?
Porque atualmente as empresas, o cidadão e a Segurança Pública, queiram ou não, têm que trabalhar ajustados. Não existe solução através de uma única via. É uma somatória de atitudes do empresário, do cidadão e do Estado.

Quais os setores que seriam mais beneficiados nesta missão?
Os setores diretamente ligados ao desenvolvimento de tecnologia, serviços e construção civil nas áreas de segurança pública, aeroportos e grandes arenas.

Além das inovações tecnológicas desenvolvidas no Estado de Israel, o que mais o senhor salienta de importante nesta missão?
Tão importante quanto as inovações tecnológicas, que nos darão maior agilidade no combate à criminalidade, são a análise e a interpretação dos dados que os sistemas e tecnologias nos oferecem, além dos procedimentos rígidos necessários para tanto. Esta segunda parte está um pouco ausente na nossa cultura. E, sobre isso, nós precisamos aprender melhor e disseminar mais nosso conhecimento.

Quais os benefícios para as empresas nesta missão?
As empresas terão uma grande oportunidade, durante a visita ao Aeroporto Ben-Gurion, de conhecer in loco como a tecnologia e os procedimentos funcionam em conjunto. O programa da Conferência Internacional de Segurança Pública contará com palestras e profissionais de renome internacional, além da participação de empresas de grande porte e representatividade no mercado mundial. Autoridades e empresas de mais de 40 países são aguardadas.

Quais as vantagens para a Delegação Brasileira ao evento?
Os membros da delegação brasileira terão como cortesia a inscrição em todas as palestras, cujo custo é de US$ 400; transporte gratuito ao evento em todos os dias; passeio turístico a Jerusalém; visita ao Centro de Simulações do Comando da Frente Interna (Home Front Command), em Ramla; visita ao porto de Ashdod; visita profissional ao Aeroporto Ben-Gurion e exercícios de treinamento e demonstrações no local; visita ao projeto de cidade segura; e agenda com reuniões focadas em interesses específicos de cada empresa.

Brasileiros irão a Israel conhecer modelo de segurança pública

Agência Indusnet Fiesp

O Departamento de Segurança (Deseg) da Fiesp está organizando, com a Missão Econômica da Embaixada de Israel no Brasil, um grupo empresarial e institucional para a 1ª Conferência Internacional de Segurança Pública, que se realizará em Tel Aviv, entre os dias 31 de outubro e 5 de novembro.

O encontro apresentará tecnologias inovadoras para segurança pública com foco no tema “Cidades Seguras”, segurança de aeroportos e de grandes eventos. Como o Brasil vai sediar a Copa de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, o País terá destaque, com um painel exclusivo sobre oportunidades.

“A missão tem como objetivo fomentar o desenvolvimento da nossa indústria por meio de parcerias com o país que detém as melhores tecnologias para aplicação na segurança pública”, afirma o diretor do Deseg, Ricardo Lerner.

Os participantes terão oportunidade de fazer uma visita profissional guiada ao aeroporto Ben-Gurion, considerado o mais seguro do mundo. O programa inclui: ida a indústrias de segurança; participação em rodadas de negócios; acompanhamento técnico e consular; e contato com representantes de instituições públicas de segurança de mais de 40 países.

Os interessados em participar da missão devem entrar em contato com a área de Promoção Comercial e de Investimentos da Fiesp, pelo telefone (11) 3549-4653 ou pelo e-mail deseg@fiesp.org.br.