Sesi-SP oferece serviços de cidadania em Birigui, Leme e Diadema

Agência Indusnet Fiesp

Três municípios paulistas recebem atividades do Sesi-SP nesta semana. O programa “Sesi-SP Cidadania e Qualidade de Vida” passa por Birigui (dias 30/04 e 01/05) e por Diadema (04/05). Já o programa “Sesi-SP Cidadania Sacode a Praça” tem passagem por Leme neste feriado 01/05).

As ações, que contam com apoio de diversos parceiros, incluem vários serviços gratuitos – como aferição arterial e teste de glicemia, entre outros – para os trabalhadores da indústria e seus familiares, incluindo atividades nas áreas de educação, saúde, nutrição, cultura, esporte e lazer.

Em Birigui, as atividades começaram nesta terça (30/04), das 19h às 22h na Praça do Povo, e das 9h às 15h de quarta-feira (01º/05), sempre no centro da cidade.

No centro de Leme, na Praça da Bíblia, os serviços serão oferecidos das 9h às 13h.

No sábado (04/05), é a vez de Diadema. As atividades acontecem das 10h às 16h na Avenida Paranapanema, 1500, no bairro de Taboão.

Além dessas ações, estão previstas outras quatro iniciativas até outubro, que serão realizadas em unidades do Sesi-SP ou espaços públicos como praças, ruas, ginásios ou parques. Cumprindo a sua missão, o Sesi-SP realiza eventos com foco social há mais de duas décadas.

Serviço e atividades oferecidas

Birigui
Data: 30/04 e 01/05
Local:Praça Anna Nunes Garcia (Praça do Povo), Centro de Birigui
Horário: Terça, 30/04, das 19h às 22h; Quarta, 01/05, das 9h às 15h

Dia 30/04
Corrida de rua com premiação
Show com Banda Maçambará
Pronto Atendimento – Primeiros Socorros
Sorteio para trabalhadores associados ao Sindicato das Indústrias do Calçado e Vestuário de Birigui (Sinbi)

Dia 01/05
. Aferição da pressão arterial;
. Teste de glicemia (diabetes);
. Peso, altura e IMC;
. Orientação Nutricional
. Orientação sobre Diabete
. Prevenção de Câncer Bucal
. Teste de Hepatite C
. Vacinação
. Cantinho da Leitura
. Xadrez Gigante
. Ginástica Laboral
. Massagem Quik
. Gincanas
. Modalidades dos jogos do Sesi

Leme
Data: 01/05
Local: Praça da Bíblia, Centro de Leme
Horário: Quarta, das 9h às 13h

. Aferição da pressão arterial;
. Teste de glicemia (diabetes);
. Orientação sobre a prática de atividade física;
. Jogos e atividades recreativas;
. Exposição de fotos;
. Feira de Artesanato
. Contador de Histórias
. Demonstração de Robótica
. Ciclismo Adaptado
Diadema
Data: 04/05
Local: Avenida Paranapanema, 1500, Taboao, Diadema (SP)
Horário: das 10h às 16h

. Aferição da pressão arterial;
. Teste de glicemia (diabetes);
. Avaliação Bucal e Orientação da Saúde Bucal;
. Escovódromo – Orientação para Escovação
. Orientações da Vigilância Sanitária
. Mini Palestra sobre como administrar o dinheiro de forma consciente
. Educação para a sustentabilidade
. Avaliação física
. Orientação Nutricional e para atividades físicas
. Apresentações Musicais
. Brinquedos diversos, jogos e atividades esportivas
. Aprendizagem tecnológica (robótica)

Impostos: movimento ‘Não Veta Dilma’ reúne autoridades e representantes entidades no vão livre do Masp

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

Autoridades, representantes de entidades de classe e trabalhadores realizaram nesta quarta-feira (05/12), no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), um ato público pela sanção do projeto de Lei 1472/07, que obriga a discriminação dos impostos nas notas fiscais.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544802198

Em seu discurso, Sylvio Gomide, titular do CJE/Fiesp, recordou que todos os anos a Fiesp realiza o Feirão do Imposto, apresentando à população o peso da carga tributária em cada produto.

O evento, organizado pela Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), batizado de Não veta Dilma, contou com o apoio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) e de diversas entidades de classe, que colheram mais de 1.500 assinaturas.

Idealizador do projeto de lei, o vice-governador do Estado de São Paulo, Guilherme Afif Domingos, confidenciou aos participantes que a presidente Dilma Rousseff demonstrou muita simpatia pela proposta. No entendimento de Afif, a aprovação desta lei promoverá uma revolução na cidadania.

“O Brasil é o campeão mundial de carga tributária sobre consumo. Nós não tributamos renda, tributamos consumo. Nós estamos conscientemente transformando súditos em cidadãos. É o cidadão que vai cobrar, por isso o título da nossa campanha era ‘pago, logo existo’. Este é o principio que vai nos levar à grande revolução da cidadania no Brasil”, enfatizou o vice-governador.

Opinião compartilhada pelo prefeito da cidade de São Paulo, Gilberto Kassab: “Este projeto é fundamental para sociedade brasileira, que tem o direito de saber quanto paga de impostos. No mundo de hoje é inadmissível que isso aconteça.”

Representando o presidente da Fiesp e do Ciesp, Paulo Skaf, o diretor do Comitê dos Jovens Empreendedores (CJE) da Fiesp, Sylvio Gomide, lembrou que as entidades da indústria paulista realizam, todos os anos, o Feirão do Imposto, que mostra à população o volume dos tributos embutidos em produtos e serviços.

“A Fiesp e o CJE, ao longo dos últimos quatro anos, organizaram o Feirão do Imposto, que é um braço deste projeto. Esta é uma forma de conscientizar, mobilizar e protestar contra alta carga tributária que nós temos”, afirmou.

Consumo consciente

Para o presidente do Facesp, Rogério Amato, a campanha Não veta Dilma é muito importante para orientar a população sobre o percentual de impostos embutidos na compra de produtos e serviços.

“No momento em que todos nós soubermos quanto pagamos de imposto e isso for uma prática comum, nós vamos transformar isto em ato de cultura de cidadania. Então, nós todos vamos saber que não existe saúde, escola e pavimentação de graça”. E completou: “Pessoas desinformadas são vitimas da empulhação. Cidadãos não, eles sabem definir o seu destino. Liberdade é isso. Saber decidir a sua vida livremente, mas para isso é preciso educação”.

Impacto

O número excessivo de impostos embutidos na compra dos produtos tem impacto direto na mesa do brasileiro. Do valor total de um pacote de arroz, por exemplo, 18,65% representa cobrança de impostos. O tradicional peru, que custa em média R$ 58,80, sairia para o consumidor por R$ 41,72 sem a incidência de tributos. Já uma garrafa de espumante, com custo de R$ 22,00, valeria R$ 8,80 sem a cobrança dos impostos.

Os preços impressionaram o consumidor Rogas Mathias, que visitou o mini mercado instalado no vão livre do Masp, onde estão discriminada a porcentagem dos tributos embutidos nos alimentos. Mathias acredita que este tipo de mobilização é importante para alertar os políticos sobre as reais demandas da sociedade.

“O consumidor precisa saber o que está pagando de imposto. Com isso, ele [consumidor] terá uma posição para cobrar tudo aquilo que paga de imposto e onde está sendo empregado. Simplesmente ele é descontado e não serve para o que deveria servir, como os investimentos em educação, cultura e moradia.”

Sesi-SP, em parceria com a Fiesp, realiza o Ação Indústria Saudável na cidade de Birigui

Agência Indusnet Fiesp


Imagem relacionada a matéria - Id: 1544802198No próximo dia 20 de outubro, o Sesi-SP, com o apoio da Fiesp e Prefeitura local e outras entidades parceiras, realizará mais um Ação Indústria Saudável, na cidade de Birigui.

A iniciativa tem por objetivo promover qualidade de vida, além de mapear a saúde dos trabalhadores e seus familiares e motivar a prática de hábitos saudáveis.

A expectativa é atender cerca de três mil pessoas, entre os trabalhadores da indústria e seus familiares, com serviços gratuitos nas áreas de saúde, cultura, nutrição, esporte e lazer.

O evento acontecerá no Centro de Atividades do Sesi-SP Ministro Dilson Funaro do Sesi-SP, na cidade de Birigui. A iniciativa tem o apoio da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp/Ciesp) e conta com a parceria da Prefeitura Municipal de Birigui, o Sindicato das Indústrias do Calçado e Vestuário de Birigui (Sinbi), o Sindicato dos Sapateiros de Birigui, o Senai-SP, a ETEC Dr. Renato Cordeiro, a Associação de Diabetes Juvenil (ADJ), a Faculdade de Ciências e Tecnologia de Birigui (Fateb), o Hospital do Câncer de Barretos, o Corpo de Bombeiros de Birigui e a Polícia Militar.

Para saber mais detalhes do evento, clique aqui.

Veja alguns atendimentos que estarão disponíveis no Ação Indústria Saudável:

  • testes de glicemia;
  • verificação de pressão arterial;
  • avaliação física;
  • teste de hepatite C;
  • teste rápido de HIV;
  • emissão do cartão SUS;
  • saúde auditiva; vacinação;
  • orientação nutricional;
  • orientações sobre glicemia capilar;
  • uso de medicamentos;
  • postura;
  • tuberculose;
  • hanseníase;
  • planejamento familiar;
  • amamentação;
  • higiene e câncer bucal;
  • dengue;
  • posse responsável de animais;
  • escorpiário;
  • leishimaniose;
  • Campanha Não Seja a Próxima Vítima;
  • Campanha de Trânsito Mirim;
  • Anjos da Guarda – educação para a cidadania;
  • vivência sobre auto-estima;
  • acupuntura;
  • Sistema SESI de Ensino: robótica; cantinho da leitura;
  • mini cursos do Alimente-se Bem,
  • ginástica laboral;
  • jogos de mesa;
  • brinquedos infláveis;
  • oficinas de pintura de rosto;
  • escultura de bexiga e sorteio de prêmios.



Sesi-SP promove dia de brincadeiras e cidadania ao lado do Metrô Carrão

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544802199Agência Indusnet Fiesp

Neste sábado (15/09), das 10h às 17h, o Serviço Social da Indústria (Sesi-SP) e a Prefeitura de São Paulo realizam na Rua Monte Serrat, 230, em frente ao Metrô Carrão, o Sesi Cidadania. Aberto à comunidade, o evento oferecerá, gratuitamente, diversos serviços nas áreas de educação, esporte, lazer, nutrição e cultura.

A iniciativa pretende levar ao público dos bairros periféricos atividades lúdicas com foco educativo. Além desta ação, estão previstas outras cinco até novembro, que serão realizadas em praças, ruas, ginásios ou parques.

Sempre à frente de iniciativas de caráter social, o Sesi-SP realiza eventos com foco social há mais de duas décadas.

Confira algumas atrações:

  • Brinquedos infláveis;
  • Jogos (dama gigante, tabuleiro, jogo da velha, amarelinha, corrida maluca, xadrez);
  • Oficinas de circo;
  • Esporte (vôlei e basquete);
  • Oficina de arte e moda sustentável – Tulipa Mágica;
  • Educação nutricional;
  • Música (DJ, break, rap, sampa, hip hop);
  • Arte urbana (grafite, poesia);
  • Teatro e oficina de bonecos;
  • Oficina de mangá;
  • Massa de modelar;
  • Pintura com tinta guache;
  • Lego;
  • Circuitos recreativos;
  • Quarteto de Saúde Bucal.

Serviço
Sesi-SP Cidadania
Local: Rua Monte Serrat, 230 – Metrô Carrão, São Paulo, capital
Data/horário: sábado (15/09), das 10h às 17h
Mais informações: tel. (11) 2291-1444

Taboão da Serra recebe Ação Global Nacional neste sábado, 05/05

Rodrigo Marinheiro, Agência Indusnet Fiesp

No próximo sábado (05/05), das 9h às 17h, a cidade de Taboão da Serra, na Grande São Paulo, será contemplada com a Ação Global Nacional. O evento será realizado na Praça Luiz Gonzaga, no bairro Pirajuçara, e acontece simultaneamente em todos os estados do país.

Serão prestados, gratuitamente, atendimentos para crianças, jovens e adultos nas áreas de educação, saúde, educação para a sustentabilidade, cultura, alimentação, esporte e lazer, além de serviços de cidadania e inclusão social. Ao todo, estão programados mais de 100 serviços, destacando-se emissão de documentos, orientações jurídicas, exames de saúde preventivos, shows, apresentações culturais e oficinas de artesanato e geração de renda.

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) disponibilizará água aos participantes e voluntários do evento. A Sabesp também montará uma agência móvel para orientar a população sobre o uso racional da água e esclarecer dúvidas sobre os serviços prestados e contas. A AES Eletropaulo disponibilizará duas unidades volantes para visitação, além de uma tenda, onde serão oferecidas palestras para uso consciente e seguro da energia elétrica.

O Movimento Limpa Brasil – uma iniciativa que acredita no poder de transformação do qual é dotada a sociedade quando unida em nome do bem comum – atuará durante todo o evento distribuindo sacos de lixo e orientando a população a descartá-lo corretamente.


Difusão do Consumo Consciente

A temática ambiental deste ano da Ação Global é Lixo urbano, consumo consciente e descarte correto de materiais.

Mais do que orientar sobre a necessidade de realizar a coleta seletiva, separando materiais recicláveis do resíduo orgânico, a ação esclarecerá que o consumo consciente é um hábito que precisa se difundir entre a população do Brasil e do mundo para que possamos viver melhor em sociedade e na relação com a Terra.

A Ação Global Nacional, que completa 19 anos, é promovida pelo Serviço Social da Indústria (Sesi) e a Rede Globo de Televisão. Em São Paulo, o evento será realizado em Taboão da Serra (na Praça Luiz Gonzaga, s/nº, Bairro Pirajuçara) e terá o apoio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

O objetivo da iniciativa é utilizar a informação e a mobilização social como estratégia de inclusão e resgate da cidadania. A expectativa da organização do evento, que conta com o apoio de 1.500 voluntários, é atender 50 mil pessoas. Para saber os serviços que serão oferecidos, clique aqui.

Serviço: 

Ação Global Nacional – Taboão da Serra
Data e horário: 05/05/2012 (sábado), das 9h às 17h
Local: Praça Luiz Gonzaga, s/nº, Bairro Pirajuçara, Taboão da Serra, SP

Público e privado unem esforços em reabilitação

Cesar Augusto, Agência Indusnet Fiesp

Experiências tanto no setor público quanto privado se mostram eficazes na luta contra a reincidência e reestruturação da cidadania do indivíduo que cumpre ou já cumpriu pena de prisão. Em Goiás, a Cia. Hering implantou fábricas intramuros, que empregam detentos em regime fechado no Estado. A experiência beneficia os apenados com ajuda de custo e remissão de pena proporcional aos dias trabalhados.

Para o gerente da Plataforma Goiás da Cia. Hering, Cláudio Schwaderer, é impressionante a diferença que a capacitação e o trabalho fazem na vida das pessoas. “Muitas vezes um banho de água quente, um sabonete, um par de sapatos já têm um significado enorme. É incrível para quem está longe dessa realidade como são coisas importantes para eles”, observou. “Essas coisas ajudam a resgatar a cidadania.”

O prefeito de Sorocaba, Vitor Lippi, é outro que empolga ao falar dos resultados dos programas implantados na cidade, no modelo de cooperativas. “Temos dois tipos, por onde já passaram mais de 800 pessoas nos últimos anos.” Segundo Lippi, 80% dos cooperados acabam conseguindo se reinserir no mercado de trabalho e, até o momento, nenhum voltou a cometer crimes. Todos eles recebem ajuda de custo e remissão de pena.

Ação Global Regional – Taboão da Serra supera expectativas e recebe mais de 62 mil pessoas

Evelyne Lorenzetti, Agência Indusnet Fiesp

Entre 10h e 18h de sábado (5), 62.305 pessoas compareceram na Praça Luiz Gonzaga, no bairro Pirajuçara, onde aconteceu a Ação Global Regional – Taboão da Serra.

A última edição do evento neste ano reuniu cerca de 43 parceiros representando empresas privadas, Ongs e prestadoras de serviços públicos. O resultado desta mobilização dos diferentes setores da sociedade foi a oferta de 61 serviços e o engajamento de 1.868 voluntários.

Foram realizados 156.899 atendimentos gratuitos nas áreas de educação, saúde, meio ambiente, esportes e lazer, além de serviços de cidadania e inclusão social, como a emissão de documentos e corte de cabelo. Durante todo o dia, a média foi 2,5 atendimentos por pessoa.

Só na área de saúde foram registradas 37.104 consultas, exames e orientações, com destaque para avaliação dos rins, teste para hepatite C e teste de gravidez. Já nos setores de cidadania e inclusão social, foram emitidas 466 cédulas de identidade e registradas 2.086 orientações jurídicas.

Os profissionais do Espaço Beleza, que contava com o tradicional corte de cabelo, atenderam 4.002 pessoas. Também foi oferecida esmaltação de unhas e massagem relaxante a 956 visitantes.

Na ocasião, estavam presentes Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Ciesp, Evilásio Farias, prefeito de Taboão da Serra, José Felício Castellano, superintendente de integração do SESI-SP, José Luiz Eloi, presidente da Câmara Municipal de Taboão da Serra, autoridades locais e diretores de unidades do SESI-SP e de escolas do SENAI-SP da região.

AGR Taboão da Serra em números:

  • Cultura/Esporte/Lazer – 87.722
  • Educação – 14.578
  • Emissão de documentos e orientação jurídica – 2.552
  • Serviços comunitários diversos/ Meio Ambiente – 5.652
  • Serviços de saúde – 37.104

Balanço do ano

O Sesi-SP e a Rede Globo promoveram neste ano nove edições da Ação Global em todo o Estado. O conjunto dos eventos mobilizou quase 500 mil pessoas e contabilizou mais de um milhão de atendimentos, com destaque para 189.275 consultas na área de saúde e a emissão de 25.030 documentos.

Os municípios contemplados com o evento foram Limeira, Botucatu, São Vicente, Campinas, Araraquara, Jundiaí, Taboão da Serra e São Paulo, que recebeu a edição regional na Brasilândia e a edição nacional no Parque da Água Branca.

Veja mais informações aqui.

Leis de Incentivo à cultura alavancam inclusão social e promovem cidadania

Solange Sólon Borges, Agência Indusnet Fiesp

Os mecanismos de utilização da Renúncia Fiscal, nas esferas federal e estadual, foram analisados em encontro promovido pelo Comitê de Responsabilidade Social (Cores) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) na última segunda-feira (23/11).

Entre eles, a Lei Rouanet (nº 8.313) com a possibilidade de se investir parte do Imposto de Renda devido – 4% para pessoas físicas e 6% para jurídicas, baseando-se no lucro real – e o Programa de Ação Cultural (Proac), que se alicerça no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS).

Para Antônio Bellini, diretor da produtora Bellini Cultural, ainda há muito a ser feito, pois dos projetos aprovados pelos incentivos culturais, somente 20% conseguem captação.

Ele explicou que as atividades voltadas à cultura crescem ano a ano no País, mas 80% das empresas ainda não apostam no mecenato. Por outro lado, quem utiliza o patrocínio pela primeira vez percebe os benefícios alcançados e realiza novos investimentos.

Entre as conquistas sociais, ele cita a geração de emprego e renda, promovendo a inclusão social e o pleno exercício da cidadania. Hoje, o cenário cultural brasileiro pede uma mudança mais do que necessária:

  • Apenas 14% das pessoas vão ao cinema pelo menos uma vez ao mês;
  • 92% não frequentam museus;
  • 93% nunca foram a uma exposição de arte;
  • 78% nunca viram um espetáculo de dança; e, pior,
  • 90% dos municípios brasileiros não têm cinema e teatros, ou seja, aparelhos culturais multiusos.

Como ferramenta de marketing, o patrocínio agrega valor à marca e aproxima a empresa de seu público alvo. “Atualmente, há três mecanismos de incentivo à cultura”, pontuou Anis Kfouri Jr., especialista tributário, que detalhou os caminhos do Proac:

Existe a possibilidade de os recursos seguirem para o governo, que os repassa para o Ministério da Cultura, a fim de promover investimentos específicos.

A segunda via é quando a pessoa física ou jurídica elege a destinação dos impostos devidos para projetos aprovados. E, a mais recente possibilidade, em debate no Congresso Nacional, é o Vale Cultura, que beneficia diretamente o usuário final.

Para Kfouri Jr., o Vale Cultura é polêmico. “É importante incentivar a difusão do conhecimento e da cultura, mas é preciso também levar em conta a meritocracia, sair da zona de conforto”, opinou.

Para ilustrar como se obtém benefícios práticos, o mote do seminário “Seu imposto pode gerar cultura e inclusão social” reforçou a apresentação de inúmeros cases.

Entre eles: do Ecofuturo (patrocinado pela Suzano) com o Dia Nacional da Leitura; da Exxon (Prêmio Esso de Jornalismo, Projeto de liderança feminina e publicação de livros ilustrados sobre cidades brasileiras); e da DC Eventos (Escola de Mulher e Copa do Mundo), além do Projeto Clave de Sol.

“Faremos outros seminários sobre este tema, pois apenas 1/4 das empresas habilitadas para a utilização da Renúncia Fiscal se utilizam do benefìcio. Temos muito a disseminar sobre o tema e os benefìcios que eles podem gerar para as empresas e as comunidades”, avaliou Eliane Belfort, diretora-titular do Cores.

Mostra Fiesp/Ciesp de Responsabilidade Social discute relação entre educação e qualidade

Agência Indusnet Fiesp

Na última quinta-feira (27/08), o auditório do 4º andar do prédio da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp) se transformou em uma verdadeira sala verde. O último dia da Mostra Fiesp/Ciesp de Responsabilidade Socioambiental foi marcado por discussões sobre a educação como elemento para o desenvolvimento sustentável.

Em clima de descontração, a psicóloga norte-americana Susan Andrews começou sua palestra explicando o conceito de Felicidade Interna Bruta (FIB) que, diferentemente do indicador econômico (PIB), mede o desenvolvimento de uma nação pelos índices de felicidade de seu povo.

Susan falou da importância do desenvolvimento das relações humanas, que envolve respeito entre familiares, sociedade e o próprio meio ambiente. “O contato com a natureza é a base da nossa felicidade”, disse a psicóloga.

Sala verde: lição de cidadania

Respeito à natureza e aos recursos naturais é a lição do projeto Sala Verde Cidade Ademar para professores e alunos do Centro Educacional Unificado (CEU) Alvarenga.

A pediatra Maria da Glória Zenha Wieliczka, da Associação Congregação de Santa Catarina, explicou que o projeto visa criar um espaço para desenvolver atividades de educação, saúde e cidadania com moradores de áreas em situação de vulnerabilidade social. “Mesmo se levarmos o projeto para outro lugar, queremos que as pessoas continuem, possam caminhar sozinhas”, disse.

O projeto Sala Verde, em parceira com as Secretarias municipais do Verde e do Meio ambiente, da Educação e da Saúde, busca desenvolver essa consciência de preservação por meio de oficinas de artesanato e sabão, encontros de educação ambiental com pesquisas virtuais e ambientes de interação e exibição de filmes com foco nesta temática.

O engenheiro Luiz Mucerino encerrou a discussão e apresentou o projeto Ecopolo, que há cinco anos faz parte do cotidiano dos moradores do município de Pardinho, a 190 quilômetros de São Paulo. “Idealizamos uma cidade que promova o desenvolvimento econômico em harmonia com o ambiental para que as pessoas possam viver isso em todas as ações do dia a dia”, explicou Mucerino.

Para Mucerino, é preciso conter o êxodo rural, criar alternativas e oportunidades para aqueles que estão fora dos grandes centros urbanos. “O nosso comprometimento é com a qualidade de vida das pessoas, despertando nelas a consciência de desenvolvimento e preservação”, finalizou.

Empresas mostram os benefícios de fazer o bem

Agência Indusnet Fiesp

O último dia (27/08) da Mostra Fiesp/Ciesp de Responsabilidade Socioambiental colocou na mesa de discussões o compromisso das empresas com a ética e o exercício da cidadania, como alicerces para gestões mais competitivas e lucrativas.

Por meio do “Programa Sou Legal” da Fiesp – que tem o objetivo de difundir o conceito de Responsabilidade Social Empresarial como uma ferramenta de gestão –, as empresas mostraram como é fácil praticar o bem.

A proposta do programa é adequar o cotidiano empresarial às práticas e condutas éticas, em suas diversas frentes de atuação. De acordo com a Fiesp, a iniciativa incentiva o diálogo sobre melhoria das relações trabalhistas; importância do consumo consciente; combate à pirataria e estímulos de políticas que visam a competitividade.

Troca de resíduos recicláveis por descontos na conta de luz

Nesta esteira, a Coelce – terceira maior distribuidora de energia do Nordeste e responsável por todo o abastecimento de energia no Estado do Ceará – criou o programa “Ecoelce”, que possibilita a troca de resíduos recicláveis por descontos na conta de energia elétrica da população.

Conforme o chefe do Departamento de Inovação e Projetos de Pesquisa da Coelce, Odailton Arruda, o programa nasceu a partir de uma pesquisa realizada em 184 comunidades de baixa renda da Grande Fortaleza.

O resultado mostrou que grande parte do lixo gerado pelos moradores é depositado inadequadamente no meio ambiente. Esta mesma população apresenta os maiores índices de inadimplência e furto de energia elétrica, implicando o aumento das perdas de energia.

“A Coelce diminui a inadimplência, o consumidor ganha dinheiro e as empresas de reciclagem ganham matéria-prima para trabalhar”, disse Arruda. “Com esta iniciativa, a população de baixa renda recebe o incentivo ao consumo organizado e eficiente da energia elétrica e contribui, significativamente, para a redução do impacto ambiental provocado pelos resíduos sólidos”, explicou.

Como funciona?
Imagem relacionada a matéria - Id: 1544802199Por meio da conta de energia, o cliente obtém um cartão magnético com seus dados pessoais e uma cartilha explicativa sobre como separar os resíduos. Após a seleção, o consumidor se dirige a um posto de coleta, onde estes resíduos serão pesados e, a partir de uma escala de valores, recebe os créditos a partir do peso de cada lixo reciclável.

Os resultados impressionam. Desde o início do projeto, que tem cerca de ano ano e meio, a empresa já concedeu quase R$ 800 mil em descontos; recolheu mais de 6,4 mil toneladas de resíduos; conta com cerca de 1,6 mil clientes cadastrados; realizou a economia de dois milhões de quilowatts de energia e de 57 milhões de litros de água.

Também do Ceará vem outro bom exemplo. Trata-se da Sanny Underware – fabricante de peças íntimas –, que desenvolveu o projeto “Zelo”, de prevenção ao câncer de mama e de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST). O programa consiste na implantação de etiquetas nas peças com informações sobre como prevenir o câncer de mama, AIDS e outras DST´s.

“Com esta ação colocamos nossos produtos no foco da informação”, explicou a presidente da empresa, Teresa Joca. “A Sanny desenvolve este programa por acreditar que cada cidadão pode contribuir para um mundo melhor e que o marketing com base na responsabilidade social pode chegar a construir, a longo prazo, um valor diferencial para a marca e uma vantagem competitiva à empresa”, completou.

Segunda edição do ConstruSer é marco da responsabilidade social na construção civil

Agência Indusnet Fiesp,

A preocupação com a inclusão socioeconômica de pessoas com deficiência será a principal novidade da programação do II ConstruSer (Encontro Estadual da Construção Civil em Família) – Construindo a Cidadania e o Ser Humano.

O evento acontecerá no próximo sábado (28), das 9h às 17h, simultaneamente em CATs (Centros de Atividades) do Sesi na capital (A.E. Carvalho) e do interior, onde também estão instaladas nove regionais do SindusCon-SP: Bauru, Campinas (Santos Dumont), Presidente Prudente, Santo André, Santos, S. José do Rio Preto, S. José dos Campos, Sorocaba e Ribeirão Preto.

O evento é realizado pelo SindusCon-SP, Sesi-SP, Senai-SP e Fiesp e em parceria com o Seconci-SP. Sucesso absoluto em 2008, quando recebeu 20 mil trabalhadores da construção civil e seus familiares, o II ConstruSer pretende atrair neste ano 30 mil pessoas.

Serão desenvolvidas atividades voltadas à educação, lazer, cultura, saúde, economia doméstica e geração de renda. O encontro oferecerá ainda oportunidade de discussões sobre valores individuais, éticos, morais e sociais e divulgará os serviços prestados aos trabalhadores da construção pelas entidades ligadas ao setor.

Entre as ações voltadas à pessoa com deficiência, será divulgada uma cartilha, da Oscip Instituto Paradigma. Ela trará dicas de convivência e atividades, comandadas por ONGs do Estado de São Paulo, sobre deficiência, conceitos de inclusão e direito à participação na vida comunitária. Haverá também a distribuição de kits auto-explicativos de dispositivos redutores de vazão de água, com demonstração de técnicos do Senai-SP.

Programação do Sesi-SP

Por meio do Pentáculo do Bem-Estar, os profissionais da entidade desenvolverão diversas atividades de âmbito nutricional, esportivo e de lazer para sensibilizar os participantes a adotar um estilo de vida mais saudável. Ao longo do dia serão promovidas gincanas, caminhadas, festivais esportivos e atividades em quadra, mostrando os benefícios cotidianos da adoção regular de atividades físicas. Para as crianças haverá brinquedos infláveis e jogos educativos e populares.

No Espaço Bem-Estar, os participantes poderão desfrutar de momentos de descontração em poltronas e espreguiçadeiras. O local também será equipado com som, aparelhos de tevê, DVD e uma mini-biblioteca.

Médicos e enfermeiros do Sesi-SP estarão à disposição do público para a realização de aferição da pressão arterial, exames de colesterol e glicemia, verificação do índice de massa corpórea e orientação médica, permitindo um diagnóstico da saúde do público participante. Um escovódromo, destinado a crianças de 7 a 14 anos, será montado para a realização de demonstrações e orientações sobre a correta escovação dos dentes.

Os participantes também terão à disposição a Hora do Saber, espaço com atividades de leitura, escrita e cálculos relacionados ao cotidiano da construção civil.

O local atenderá até 15 participantes por vez e também oferecerá jogos e atividades interativas, como caça-palavras e cruzadas. Oficinas culinárias para incentivar o desenvolvimento de habilidades culinárias e o empreendedorismo, ministradas por nutricionistas do Sesi-SP, completam a programação da entidade.

Apoios

O ConstruSer tem o apoio de Feticom, Sintracon-SP, Federação Solidária/CUT, ADJ, Instituto Paradigma, CBIC, Secovi-SP, Fundacentro, Sintesp e Força Sindical. Na Capital, também conta com o apoio institucional da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida. O patrocínio estadual é da Âmago Corretores Associados, Central de Seguros, Gerdau e Votorantim Cimentos.

O evento integra as ações voltadas a melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores de suas empresas associadas, no âmbito do programa permanente desenvolvido pelo SindusCon-SP que também inclui a Megasipat (Mega Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho) e o PSS (Programa SindusCon-SP de Segurança do Trabalho).