Pato gigante representa indignação dos brasileiros, diz Skaf

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Fiesp e do Ciesp, Paulo Skaf, explicou nesta terça-feira (29/3) em Brasília a razão da presença do pato gigante instalado em frente ao Congresso Nacional. “Ele vai ficar aqui de vigília, enquanto estiver correndo o processo de impeachment”, disse Skaf.

“Este pato representa a indignação das pessoas”, afirmou. “O povo brasileiro é um povo do bem. O pato, com este olhar de paz, é a forma brasileira de protestar.”

Skaf disse que acredita na aprovação do impeachment. “Não tenho dúvida que será bom para o Brasil. A presidente perdeu o controle do país. O Brasil está à deriva. É uma situação muito delicada, com desemprego aumentando e empresas fechando.” Segundo o presidente da Fiesp e do Ciesp, é preciso que haja uma mudança, para “nascer uma nova esperança”, levando a uma recuperação da confiança e da credibilidade e permitindo a retomada da economia e a volta ao ritmo do desenvolvimento.

A campanha “Não Vou Pagar o Pato”, criada em setembro de 2015 para combater o aumento de impostos, mudou para “Chega de Pagar o Pato” depois que centenas de entidades, representando milhões de empregos e bilhões de reais em tributos, se uniram em torno da bandeira do “Impeachment Já!”. Seu símbolo é um pato – que em Brasília ganhou uma versão com 20 metros de altura, equivalente à de um prédio de 7 andares.

Paulo Skaf ao lado do pato gigante, símbolo da indignação dos brasileiros. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Fiesp e centenas de entidades publicam anúncio pelo Impeachment Já!

Agência Indusnet Fiesp

A Fiesp e centenas de entidades publicaram na edição desta terça-feira (29/3) dos principais jornais do país – Folha de S.Paulo, O Estado de S. Paulo, O Globo e Correio Braziliense – anúncio gigante defendendo o “Impeachment Já!” da presidente da República. Com fundo amarelo, percorrendo 14 páginas do primeiro caderno dos jornais, o anúncio/manifesto tem formato fora do comum e vai destacar sua mensagem à sociedade brasileira.

“Somos milhões de empregos e bilhões de reais em impostos”, explica o título. “Representamos famílias, homens, mulheres e jovens. Vemos que o país está à deriva. A hora de mudança é agora. Dizer SIM ao impeachment, dentro dos parâmetros constitucionais, é dizer NÃO ao descontrole econômico, ao descaso com as empresas, com o emprego e, principalmente com você. Chega de pagar o pato. O Brasil tem jeito.”

Clique aqui para ter acesso à página da campanha pelo Impeachment Já! e perguntar aos deputados da Comissão Especial de Impeachment de que lado eles estão.