Fiesp pede à chanceler francesa empenho nas negociações entre Mercosul e União Europeia

Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1545230811

Paulo Skaf, presidente da Fiesp, e a ministra das Relações Exteriores da França, Michelè Aliot-Marie

Em reunião com a ministra das Relações Exteriores da França, Michelè Aliot-Marie, o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, pediu empenho da chanceler no avanço das negociações do acordo comercial entre Mercosul e União Europeia, iniciadas há sete anos.

Para Skaf, a finalização do acordo só trará benefícios à indústria brasileira se a União Europeia for mais maleável em suas exigências. Os europeus querem maior abertura do setor industrial basileiro, esquivam-se de um tratamento diferencial para alguns segmentos, como bens de capital, e não cedem na flexibilização do próprio mercado agrícola – umas das mais importantes exigências do Brasil.

Além do acordo comercial entre os dois blocos, Paulo Skaf também abordou o discurso do presidente francês, Nicolas Sarkozy, feito no último G-20, no qual ele afirmou que as maiores economias do mundo precisam combinar novas medidas para conter a volatilidade nos mercados de commodities.

“Quando os preços das commodities estão muito baixos, ninguém reclama, mas quando estão altos todos reclamam”, salientou Skaf.