Compartilhando informações, Reino Unido reduz prejuízos provocados por ataques cibernéticos

Bernadete de Aquino, Agência Indusnet Fiesp

Dois anos atrás, Governo e empresas do Reino Unido decidiram atuar conjuntamente para prevenir ataques cibernéticos. Lançaram o Cyber-security Information Sharing Partnership (CiSP), programa que compartilha entre seus membros informações sobre ameaças e ataques. Alexandre Pacheco da Silva, coordenador do Grupo de Trabalho em Direito e Inovação da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Direito, apresentou esse caso bem-sucedido nesta terça-feira (1º/12), durante o seminário Compartilhamento de Informações para Segurança e Defesa Cibernética, promovido pelo Departamento de Segurança da Fiesp (Deseg).

Na plataforma CiSP, representantes dos setores privados, do Governo e de universidades se integram, discutem as informações sobre ameaças cibernéticas que sofrem e tentam, juntos, encontrar solução para evitá-las ou combatê-las.  “Uma empresa, por exemplo, detecta um tipo de ataque, compartilha isso, que vai ser de interesse de alguma empresa do setor ou de outros setores”, explica o coordenador do GT.

De acordo com Pacheco da Silva, o programa conseguiu reduzir o prejuízo dos ataques para os cofres britânicos. Nos três anos anteriores ao lançamento oficial da plataforma, em 2013, a perda foi de 23 bilhões de libras esterlinas. “O foco do programa é a colaboração. É um intercâmbio entre setores que queremos fazer aqui”, afirma.

Embora o foco seja as empresas relatarem os ataques, também há uma área na plataforma no qual há o relato de melhores práticas, que podem ser adotadas ou adequadas para cada setor,

O ponto mais importante do programa, segundo o palestrante, é o Fusion Cell, um grupo de analistas seniores, cedidos por empresas de telecomunicação, setor financeiro, departamento do Governo, dentre outros membros do grupo, para monitorar as informações e alertas sobre os ataques cibernéticos.

Cerca de 1.200 entidades e mais de 3.300 usuários estão registrados na plataforma, que trata também de grandes eventos, como reuniões da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540266494

Painel do seminário da Fiesp sobre segurança cibernética em que foi relatada experiência do Reino Unido. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp