Unidade do Sesi-SP em Diadema: R$ 13,8 milhões de investimentos em obras

Isabela Barros, Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), Paulo Skaf, apresentou, na manhã desta sexta-feira (25/04), os investimentos realizados na Escola Sesi de Diadema, na Grande São Paulo. A unidade, que funciona no Centro de Atividades José Roberto Magalhães Teixeira, recebeu aporte de R$ 13,8 milhões para a construção de novos laboratórios e a reforma total dos espaços pedagógicos.

A escola ganhou laboratórios de química e biologia e um segundo laboratório de informática. As 18 salas de aula foram reformadas para a adequação ao regime de educação em tempo integral. Já a biblioteca escolar foi ampliada e o laboratório de informática anteriormente existente foi modernizado. O projeto também contemplou a construção de duas salas de ciência e tecnologia e uma sala de atendimento aos pais.

Além dos espaços de aprendizagem, houve a ampliação da cozinha e do refeitório, a cobertura do pátio e dos passeios. A reforma e a ampliação da escola oferecerão ambientes mais propícios aos alunos, professores e demais profissionais que trabalham na unidade. Atualmente, a Escola Sesi de Diadema atende 652 alunos do ensino fundamental, 124 alunos no ensino médio e 474 alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Essas ações foram recebidas com festa por aqueles que vivem a rotina do local, como a estagiária do núcleo de Cultura da unidade, a estudante de Artes Cênicas Ronélia Silva Damacena, de 28 anos. “A gente percebe a boa relação dos alunos com a escola”, disse. “A área cultural é muito forte aqui”.

Ela no comando do violão e ele sentado ao teclado, os estudantes Letícia Barros Souza e Jonatas de Macedo, ambos de 15 anos e matriculados no primeiro ano do ensino médio do Sesi-SP em Diadema, são dois frequentadores entusiasmados em relação às atividades oferecidas pela escola. “A infraestrutura oferecida é muito boa, temos professores qualificados”, disse Letícia. “O local aqui é grande, temos muito o que fazer”, completou Macedo. “Jogo vôlei na escola todas as sextas à noite”.


Skaf com os alunos do Sesi-SP em Diadema: 18 salas de aula reformadas. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

Skaf com os alunos do Sesi-SP em Diadema: 18 salas de aula reformadas. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp


As boas instalações oferecidas pela unidade do Sesi-SP no município do ABCD paulista também foram elogiadas pelo superintendente da instituição e diretor regional do Senai-SP, Walter Vicioni Gonçalves. “Temos que comemorar a ampliação das instalações”, disse. “O Sesi-SP faz o que é preciso fazer para que a educação seja de fato uns instrumento de transformação das pessoas”.

Não tem outro jeito

Para Skaf, o trabalho feito pela indústria de São Paulo pela educação vai além das referências regionais, ficando entre os melhores exemplos na área em todo o mundo. O presidente da Fiesp e do Sesi-SP lembrou ainda que, em Diadema, o Sistema Sesi-SP de Ensino é adotado pela rede municipal de ensino, chegando a 32 mil alunos do infantil ao ensino fundamental. “Não tem outro jeito de transformar uma sociedade: é preciso investir em educação”, afirmou.

O exemplo do esporte

Ao lado de Skaf, presentes à cerimônia, estavam vários atletas do Sesi-SP, entre os quais os jogadores de volêi Murilo, Lucão e Serginho.

“Recentemente passamos por Ferraz, Vinhedo e Valinhos, treinando e tendo contato com mais de 1 mil crianças”, contou Murilo. “Além de treinar e vencer, estamos preocupados com a educação dos alunos do Sesi-SP”.

Para Lucão, alvo de brincadeiras de Skaf pelos seus 2,10m de altura, levar a sua experiência de atleta para os futuros talentos do esporte é um “compromisso bom”. “Queremos que eles se dediquem e que alcancem seus sonhos”, disse.

Serginho não estava menos animado. “Antes dos treinos, passamos em duplas pelas salas de aula, para conversar com os alunos”, contou. “Sinto orgulho de estar aqui e de vestir a camisa do Sesi-SP”.

A partir da esquerda, Murilo, Lucão e Serginho e atletas do Sesi-SP: compromisso com a educação. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

A partir da esquerda, Murilo, Lucão, Serginho e atletas do Sesi-SP: exemplo. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp


Mais investimentos

 As escolas do Sesi-SP e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP) instaladas nos municípios de Diadema, Mauá, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Ribeirão Pires já receberam R$ 345,9 milhões em investimentos. Juntas, essas unidades somam 89.637 matrículas e totalizam 20 escolas, sendo oito do Senai-SP e 12 do Sesi-SP.