Skaf assina convênio do Senai-SP para formar mão de obra para o Carnaval paulistano

Agência Indusnet Fiesp

O Senai-SP assinou nesta terça-feira (5 de junho) convênio do Programa Comunitário de Formação Profissional com a Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo. A parceria foi firmada na Fábrica do Samba 1, na Barra Funda, em solenidade com a participação de Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Senai-SP, de representantes das 34 escolas de samba da Capital e de 15 escolas de samba do interior do Estado, integrantes das escolas e representantes da Liga e do Senai-SP. O acordo proporcionará oportunidade de formalização da mão de obra para trabalhadores das escolas de samba filiadas à Liga, promoverá o empreendedorismo e geração de renda entre os profissionais do setor, além da profissionalização do Carnaval paulista, por meio do desenvolvimento de soluções tecnológicas e inovação nos processos de produção.

Skaf destacou o crescimento do Carnaval paulista, graças ao trabalho das escolas de samba, e elogiou a iniciativa de agregar tecnologia aos desfiles graças à capacitação que será feita pelo Senai-SP. Para ele, o acordo será fundamental para que as comunidades ligadas ao carnaval paulista tenham mais acesso à educação e oportunidades de se profissionalizar. “Os cursos do Senai-SP são reconhecidos pelo mercado de trabalho por sua qualidade na formação e essa parceria traz novas possibilidades para os que trabalham para produzir essa festa tão bonita que é o carnaval. A educação profissional proporcionará mais geração de emprego e renda para essa população”, afirmou.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542063995

Skaf na assinatura de convênio do Senai-SP para formação de mão de obra para o Carnaval. Foto: Everton Amaro/Fiesp

O convênio prevê a oferta dos cursos de Formação Inicial e Continuada da área do Vestuário, tais como Costureiro de Máquina Reta e Overloque, Modelista de Roupas e Cortador de Confecção Industrial. Oportunamente, também será oferecida capacitação na área de Soldagem. Por isso, na ocasião da assinatura, foi exposta a Escola Móvel de Soldagem do Senai-SP.

As Escolas Móveis do Senai-SP são laboratórios tecnológicos sobre rodas nas as quais são realizadas programações de formação inicial e continuada, de curta duração, destinadas a atender às necessidades imediatas e específicas de formação de mão de obra para empresas industriais e outros clientes.

Por suas características — ambientes de ensino sobre rodas (laboratórios e salas de aula), as escolas têm flexibilidade para atingir localidades de todo o Estado, atendendo, dessa forma, regiões que não possuem unidades fixas do Senai-SP. Equipada com sala para aulas de tecnologia dos processos de soldagem e laboratório, com fontes de energia sinérgica e multiprocesso.

Thobias da Vai-Vai faz prévia do Carnaval no projeto Fiesp/Sesi-Domingo na Paulista

Raisa Scandovieri, Agência Indusnet Fiesp

Em homenagem ao centenário do Samba, comemorado em 2016, o carismático e talentoso sambista Thobias da Vai-Vai faz uma animada apresentação de grandes clássicos do ritmo na calçada do prédio-sede da Fiesp e do Sesi-SP no próximo domingo (31), a partir das 13h.

Com uma programação que engloba desde os sambas clássicos, até os sambas-enredo e marchinhas que marcaram tantos carnavais, a apresentação gratuita do projeto Fiesp/Sesi-Domingo na Paulista promete remontar os 35 anos de carreira desta simpática figura do samba paulistano.

No repertório não faltarão seus grandes sucessos dos anos 1980 e 90, Amor dos Outros e Me Leva no seu Coração, e outras composições de Dorival Caymmi, Martinho da Vila e Pixinguinha, entre outros.

Como bom discípulo do “rei do ziriguidum”, o também intérprete Oswaldo Sargentelli (1924-2002), com quem aprendeu sobre o mundo do samba, Thobias fará o esquenta em clima de Carnaval acompanhado por seis passistas e 10 músicos. O show, intitulado Brasil Samba Show, também terá participação especial de sua esposa, Eliseth Rosa.

Repertório completo:

A voz do Morro (Zé Keti); Samba da minha Terra (Dorival Caymmi); Na Baixa do Sapateiro (Dorival Caymmi); Sorriso Negro (Jorge Portela, Adilson Barbado e Jair Carvalho); Brasil Mulato (Martinho da Vila); Tributo a um Bamba (Ideval Anselmo); Manhã de Carnaval (Antônio Maria e Luiz Bonfá); Rosa (Pixinguiha); Adonirando (Lula Barbosa); Matriz ou Filial (Lúcio Cardim); Poxa (Gilson de Souza); Retalhos de Cetim (J. Veloso e Ney Veloso); Tradição (Geraldo Filme); Amor dos Outros (Giovanna); Me Leva no seu Coração (César Augusto, Cesar Rossini e Reinaldo).

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542063995

Thobias da Vai-Vai se apresenta no projeto Fiesp/Sesi-Domingo na Paulista. Foto: Renan Souza/Divulgação

Thobias da Vai-Vai

Edimar Tobias da Silva, mais conhecido como Thobias da Vai-Vai, é ligado à escola de samba que lhe dá o sobrenome artístico desde 1981 e já foi premiado junto à agremiação 13 das 15 vezes em que foi campeã. Com oito álbuns solo e um DVD já lançados, atualmente Thobias ocupa o cargo de presidente de honra da Vai-Vai e vem trabalhando um novo álbum, ainda sem previsão de lançamento.

Considerado dono de uma das maiores vozes do samba por muitos especialistas, o radialista e intérprete também é militante de causas sociais – é um dos fundadores da Pastoral Afro da Igreja N.S. Achiropita e da Sociedade Afrobrasileira de Desenvolvimento Sociocultural (Afrobrás), instituição mantenedora da Universidade da Cidadania Zumbi dos Palmares (UniPalmares).

Sobre o Fiesp/Sesi – Domingo na Paulista

O projeto oferece programação variada e de qualidade para o público paulistano que frequenta a avenida Paulista, aberta ao livre trânsito dos pedestres aos domingos. A cada semana atividades gratuitas são realizadas sempre na calçada em frente ao prédio-sede da instituição, envolvendo cultura, saúde e esporte.

Serviço:

Fiesp/Sesi – Domingo na Paulista, com Thobias da Vai-Vai

Data: 31 de janeiro de 2016

Horário: 13h

Local: calçada do prédio da Fiesp/Sesi-SP (av. Paulista, 1313 – em frente à estação Trianon-Masp do Metrô).

Duração: 60 minutos

Classificação: livre

Grátis. Para mais informações sobre os eventos do ciclo Domingo na Paulista, visite o site Fiesp/Sesi – Domingo na Paulista

‘Feliz da vida’, Vai-Vai celebra na avenida conquista do Carnaval paulistano

Texto: Edgar Marcel. Entrevista: Viviane Sousa, Agência Indusnet Fiesp

De volta ao Anhembi e com o título de campeã, a Vai-Vai repetiu na madrugada de sábado (12) o espetáculo musical em forma de samba-enredo, “orquestrado” pelo maestro João Carlos Martins.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542063995

João Carlos Martins, no desfile da Vai-Vai


Sem a pressão de realizar um desfile tecnicamente perfeito, a comunidade do Bixiga comemorou a vitória ao encerrar, quase ao amanhecer, a celebração das escolas de samba vencedoras.

“Ver todo mundo cantando o samba que descreve a sua vida foi uma emoção única”, expressou João Carlos Martins ao encerrar a maior festa do Carnaval de São Paulo.

O maestro revelou ainda que a bateria de Vai-Vai estará no Lincoln Center, em Nova Iorque, junto com a Bachiana Filarmônica Sesi-SP, da qual é regente, para uma apresentação especial no dia 25 de setembro. “Vamos até lá mostrar a cara do Brasil”, antecipou.

Veja o vídeo com alguns momentos do desfile e a entrevista de João Carlos Martins:

Fiesp comemora vitória da Vai-Vai

Dulce Moraes, Agência Indusnet Fiesp

A Música Venceu foi o samba enredo da grande campeã do carnaval paulistano, a tradicional Vai-Vai, que levou ao sambódromo do Anhembi a história do ex-pianista, e atual regente da orquestra Bachiana Sesi-SP, João Carlos Martins.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542063995

O maestro João Carlos Martins, durante desfile da Vai-Vai em São Paulo


O grande espetáculo contou com o apoio da Fiesp, que patrocinou um dos carros alegóricos da escola. O presidente da federação, Paulo Skaf, é um dos entusiastas do importante trabalho realizado pelo maestro.

Desde 2010, a entidade paulista, por meio do Sesi-SP, tornou-se parceira da orquestra de Martins, dando início a Bachiana Sesi-SP, que além de formar jovens músicos apresenta concertos em várias regiões do País e até em exibições internacionais.

Ao entrar na avenida, na manhã do sábado (5), a Vai-Vai emocionou a todos, com muita beleza, ritmo e um contagiante enredo que descreve a trajetória do maestro que, apesar de perder o movimento das mãos, ainda leva a música como esperança a todos.

E para mostrar que, realmente, a Música Venceu, a bateria da escola de samba foi regida pelo próprio João Carlos Martins, o grande e, merecidamente, homenageado.

História de Superação do maestro João Carlos Martins será contada no Sambódromo de SP

Viviane Sousa, Agência Indusnet Fiesp

Um dos maiores pianistas brasileiros de todos os tempos, maestro João Carlos Martins, será homenageado no desfile das escolas de Samba de São Paulo este ano. Sua vida e história de superação serão contadas pela Vai-Vai no enredo A música Venceu!. O pianista, de 71 anos, perdeu parte dos movimentos das mãos, mas não abandonou a música e decidiu ser maestro. Há três anos rege a Bachiana Sesi-SP.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542063995

Maestro João Carlos Martins

O projeto, idealizado por ele e patrocinado pelo Sesi-SP, prevê a inclusão social de jovens carentes através da formação musical. A orquestra é formada por trinta jovens que antes participavam de diferentes projetos sociais e vinte músicos profissionais. Além da orquestra, o maestro também é idealizador da Fundação Bachiana Filarmônica, que dá aulas de iniciação à música para 1.165 crianças e jovens carentes.

João Carlos Martins começou a tocar aos 9 anos, teve formação clássica e é reconhecido como um dos maiores intérpretes de Johann Sebastian BachFoi o único pianista no mundo a gravar a obra completa do compositor alemão em teclado. Mas sempre reconheceu a importância da música popular brasileira e seus ritmos.

Prova disso são os arranjos nas apresentações da Bachiana Sesi-SP, que unem o erudito ao popular, música clássica e samba, por exemplo. Hoje, o maestro está envolvido projetos de democratização da música erudita e reconhece a importância da homenagem. A seguir, leia a entrevista.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542063995

Maestro João Carlos Martins rege a Filamônica Bachiana do Sesi-SP e a bateria da Vai-Vai durante o ensaio da escola

Como o senhor se sente ao receber uma homenagem como essa?

João Carlos Martins: Eu me sinto simplesmente como um instrumento. Mas é fantástico, após 80 anos de carnaval, a música clássica estar presente na avenida, sendo representada pela Filarmônica Bachiana Sesi-SP. É uma das orquestras brasileiras que orgulham o Brasil no exterior, como fez quatro vezes lá em Nova Iorque. Eu tenho certeza que pela primeira vez o nome de Johann Sebastian Bach vai estar no sambódromo.

E a ideia de unir o clássico ao erudito, ela deve ser levada pra frente?

JCM: Só pra você ter uma ideia, no ano passado, foram 200 apresentações e só cinco delas foram com a bateria. No momento de uma apresentação dessa eu tenho certeza que você está trazendo um mundo de novas pessoas para esse universo da música clássica. Então para conquistar novos públicos temos que ir de encontro ao povo, e é isso que a Filarmônica Bachiana do Sesi–SP está fazendo. E a gente aprende tanta coisa porque a naturalidade dos músicos da Vai-Vai é fantástica.

Então essa parceria é boa tanto para a música clássica, no caso da Bachiana, quanto para a popular, no caso da Vai-Vai?

JCM: Sem dúvida. Tanto é que no dia 25 de setembro, no Lincoln Center, em Nova Iorque, nós vamos apresentar na primeira parte By Vivaldi e, na segunda parte, a influência dos ritmos africanos no Brasil. É a Filarmônica Bachiana do Sesi-SP em pleno Lincoln Center, com a bateria da Vai-Vai.

E o senhor fica contente?

JCM: Se eu falo muito acabo chorando, então é melhor parar o assunto agora.