Portugal apresenta oportunidades de investimentos, na Fiesp

Katya Manira, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1537309115

Carlos Moedas, secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro de Portugal. Foto: Helcio Nagamine

A pedido do Consulado de Portugal, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) realizou na tarde desta terça-feira (06/12) encontro entre representantes do governo português e empresários brasileiros de diversos setores.

Com o objetivo de estreitar os laços econômicos entre as duas nações, o seminário “Oportunidades de Investimento em Portugal” abordou temas jurídicos e políticos sobre o processo de investimento de capital estrangeiro no país europeu.

Segundo Carlos Moedas, secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro de Portugal, o Brasil tornou-se o pais do momento e tem muito a ensinar às nações desenvolvidas, principalmente quanto à “resiliência e paciência nos assuntos econômicos”.

Ele declarou: “Estamos a pedir aos nossos amigos que venham investir em Portugal. Queremos muito ver o brilhantismo do empreendedorismo brasileiro gerar frutos no nosso país”.

Reafirmando o discurso feito pelo ministro da Economia de seu país em recente visita à Fiesp, Moedas apresentou algumas mudanças que o governo português implementou na economia para garantir a segurança e facilitar a aplicação de investimentos brasileiros no país.

“Contra a crise econômica, adotamos o orçamento mais rígido desde 1999 e que está baseado na contenção de gastos, fiscalização e boa gestão”, explicou. “Temos também alterações nas leis trabalhistas e a nova lei da concorrência, que permite acesso mais rápido ao processo de investimentos estrangeiros.”

As oportunidades para investidores estão, principalmente, no setor de construção civil e nas estatais, já que o governo português irá privatizar a EDP e a Galp, empresas do setor de energia, além da companhia aérea TAP e da operadora aeroportuária ANA.