Sesi-SP vence Canoas/Kappesberg e está na final da Copa Brasil masculina

Talita Camargo, Agência Indusnet Fiesp

Em jogo na noite desta quinta-feira (23/01), em Maringá (PR), o time do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) beirou à perfeição na disputa da semifinal da Copa Brasil ao vencer o Canoas/Kappesberg por 3 sets a 0 (parciais de 21/19, 21/13 e 21/17).

Enquanto o primeiro set foi mais equilibrado, o time paulista não teve dificuldade alguma em passar pelo segundo set e finalizar o terceiro. Se o Sesi-SP cometeu sete erros de saque no primeiro set, compensou no show de acertos e precisão que deu no segundo. O time comandado pelo técnico Marcos Pacheco jogou com inteligência, mantendo-se sempre à frente do adversário e explorando as qualidades de seus jogadores, com excelentes bloqueios e saques decisivos.

Em uma partida em que o líbero Serginho foi poupado com dores nas costas, o time paulista cometeu poucos erros e brilhou com os levantamentos de Sandro, as finalizações de Lucão, os saques de Lucarelli e as surpreendentes largadinhas de Sidão. “Eles estudam bastante a gente e sabem que temos um ataque bem forte, mas quando eu vejo o bloqueio saltando, dou uma largadinha atrás. É a tática e acaba dando certo às vezes”, afirmou Sidão.

A final do campeonato será disputada contra o Sada Cruzeiro, no sábado (25/01), às 10h, com transmissão ao vivo pela Rede Globo, menos para São Paulo – praça em que será exibida a final da Copa São Paulo de Futebol Junior . “São duas equipes de altíssimo nível. O voleibol no Brasil está em alta e temos certeza de que vai ser uma linda final. Esperamos que a torcida contribua com a gente”, completou Sidão.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540329624

Sesi-SP vence Canoas e garante vaga na final da Copa Brasil. Foto: Talita Camargo/Fiesp


O jogo

O primeiro set foi bastante equilibrado, com alguns erros de ataque do Sesi-SP. Uma defesa brilhante de Lucarelli e três pontos de bloqueio do Sesi-SP, fez com que o técnico adversário pedisse tempo. O levantamento espetacular de Sandro garantiu o 14o. ponto do time paulista. Mas o paredão de Thiago Salsa, do Canoas, empatou o jogo em 16/16 e provocou o pedido de tempo do técnico Marcos Pacheco. Depois disso, Lucarelli garantiu os dois pontos seguintes. Lucão finalizou o set em 21/19 para o time paulista.

O segundo set foi à feição do Sesi-SP, que errou pouquíssimo e teve aproveitamento máximo de suas jogadas. O Canoas começou com um erro de saque e teve bastante dificuldade em acompanhar o ritmo do time paulista. Murilo fez um ponto de saque e abriu vantagem no placar. O quarto ponto do Sesi-SP foi garantido por uma defesa espetacular de Sandro, deixando o placar em 04/01. Em mais um ponto de saque, o Sesi-SP abriu a vantagem para 06/03 e a boa sequência de saques, garantiu o primeiro tempo técnico a favor do time paulista, com 07/03. Evandro fez uma jogada rápida e colocou a bola no fundo da quadra, aumentando a diferença para 08/05.

Num erro de saque de Lucarelli, o Canoas diminuiu a diferença para 08/06. Mas o bloqueio duplo de Sidão e Sandro colocou a 11ª bola do time paulista no chão e o técnico adversário pediu tempo. Um peixinho do Lucão manteve a bola em jogo, mas em seguida o Canoas diminuiu para 11/07. Foi o bloqueio de Evandro que levou o Sesi-SP ao segundo tempo técnico com o placar de 14/08. Sidão fez ponto de saque aos 16/09. Foi o erro de saque de Enrico, do Canoas, que fechou o placar e garantiu a vitória do Sesi-SP no segundo set por 21/13.

O primeiro ponto do Sesi-SP no terceiro set veio de uma largadinha de Sidão. Um triplo bloqueio, com Lucão no centro, garantiu o 03/01 para o Sesi-SP. Mas o set foi mais equilibrado e, embora o time paulista tenha cometido mais erros, conseguiu marcar em todos os fundamentos. Evandro errou o saque e a diferença diminuiu para o adversário, chegando a 04/03. Lucarelli forçou o saque e a bola ficou na rede (06/04). O time paulista chegou ao tempo técnico a seu favor, com com 07/04.

O bloqueio de Sidão fez o nono ponto, mas um erro de saque deixou o placar em 09/06 para o Sesi-SP. O primeiro ponto de ataque do Canoas no terceiro set deixou o placar em 09/07. E o 11º ponto do time gaúcho apertou o placar. Mas o Sesi-SP correu atrás e aumentou a diferença para 14/11, garantindo o segundo tempo técnico.

Mais uma vez, o bloqueio do Sesi-SP garantiu a vantagem e, num belo trabalho do Thiaguinho com Lucão, a equipe abriu vantagem de 16/12. Numa sequência de acertos nos saques, o Sesi-SP disparou em 18/13, mas o adversário diminuiu a diferença e Pacheco pediu tempo aos 18/15. O 19º ponto do time paulista foi um lance polêmico, contestado pelo adversário e no erro de saque do adversário, o Sesi-SP encerrou o set em 21/17 e garantiu a vitória da partida.

Pela Superliga, Sesi-SP vence Kappesberg/Canoas e continua na liderança

Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540329624

Mão com o troféu Viva Vôlei. Foto: Divulgação

Em jogo neste sábado (18/01), o time masculino do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) venceu o Kappesberg Canoas por 3 sets a 1 (22/20, 22/20, 16/21 e 21/18), em 1h58 de jogo, no ginásio La Salle, em Canoas (RS). A partida foi válida pela quinta rodada do returno da Superliga 2013/14.

Com o resultado, o Sesi-SP chegou aos 43 pontos (15 vitórias e uma derrota) e mantém a liderança da competição – três pontos na frente do Sada Cruzeiro (MG).

Mão foi o destaque e ficou com o Troféu Viva Vôlei. O oposto Dennis oi o maior pontuador, com 21 acertos.

As duas equipes voltarão a se enfrentar na próxima quinta-feira (23/01), às 21h, pela semifinal da Copa Brasil, em Maringá (PR). A partida tem transmissão ao vivo do Sportv.

Em noite de Murilo, Sesi-SP vence Canoas e conquista vaga na semifinal da Superliga

Juan Saavedra e Talita Camargo, Agência Indusnet Fiesp

Com uma atuação memorável de Murilo, a equipe do Sesi-SP superou neste sábado (16/03), em São Paulo, o Móveis Kappesberg/Canoas por 3 sets a 0 (25/23, 26/26 e 25/21 no último jogo da série melhor de três válido pelas quartas de final da Superliga masculina 2012/13.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540329624

Murilo e Aracaju marcaram 10 pontos (seis e quatro, respectivamente) no bloqueio. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp.

Com o resultado, o Sesi-SP avança para as semifinais. Enfrenta na próxima fase o Sada Cruzeiro, atual campeão da Superliga, também no sistema melhor de três. A ordem das partidas ainda não foi definida, mas a vantagem de mando de quadra em uma possível terceira partida é da equipe mineira, que cumpriu melhor campanha na fase de classificação.

No tira-teima com o Canoas, o ponteiro Murilo foi o maior pontuador, com 18 acertos – 12 de ataque e seis de bloqueio. O ponteiro Cléber fez 11. O jovem central Aracaju também se destacou, com 10 pontos – quatro de bloqueio. O oposto Lorena, com oito pontos, brilhou em outro fundamento: a defesa, salvando oito bolas.

“Jogamos bem durante os três sets e controlamos bastante o jogo”, comentou Murilo ao final da partida.  “Hoje eu estava bem lúcido e consegui colocar em prática tudo aquilo que eu treinei durante a temporada. A maioria dos golpes entrou. Chamei um pouco a responsabilidade e o [levantador] Sandro me deixou em boas condições. Acho que foi a minha melhor partida [na Superliga]”, completou o camisa 8.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540329624

Murilo ataca e supera o irmão Gustavo. Camisa 8 do Sesi-SP fez 12 pontos de ataque. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

De acordo com Lorena, a semifinal com o Sada Cruzeiro será uma batalha. “Vamos ‘remar’ para chegar à final e tentar o nosso objetivo que é ser campeão”, acrescentou o oposto.

Na opinião do gestor de voleibol do Sesi-SP, José Montanaro, a equipe mostrou uma evolução na terceira partida diante do Canoas. “Nosso time hoje jogou muito bem. A equipe de Canoas jogou de forma muito consistente, jogou bravamente. Foi 3 a 0, mas tivemos que jogar muita bola para vencer. O Murilo se superou. Na minha opinião, foi a melhor partida do Murilo na Superliga até agora. Serginho foi excelente. O Aracaju, que entrou para substituir Sidão e Tiago Barth [ambos recuperando-se de lesões],  foi muito bem. Nossa equipe está crescendo na parte mais importante do campeonato.”

O jogo

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540329624

Murilo e Serginho comemoram. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

No início do primeiro set, o Canoas não cometeu erros e chegou a abrir dois pontos (05/03) quando uma bola de Lorena tocou na antena. Murilo, de bloqueio, empatou (05/05), mas o Canoas chegou ao primeiro tempo técnico na frente (08/07). Na volta, o Canoas fez 13/10, forçando pedido de tempo de Giovane Gávio. O Sesi-SP encostou com uma bola rápida do central Aracaju. Foi a vez de Paulão pedir tempo. O garoto revelado na base do Sesi-SP prosseguiu bem e empatou a contagem (14/14). No ponto seguinte, depois de uma bela defesa de Lorena, Murilo botou a bola no chão. O ponteiro do Sesi-SP prosseguiu bem e fez mais um de bloqueio (16/15). No retorno da segunda parada obrigatória, o Sesi-SP manteve a regularidade e abriu sua maior margem no placar. Aracaju fez de bloqueio depois de outra defesa salvadora de Lorena (18/15). Sandro variou as jogadas, acionando Cléber pela ponta (19/16) e Aracaju pelo meio (20/17). O Canoas não se intimidou e buscou o empate (22/22), preocupando a torcida. Mas o Sesi-SP manteve a calma e fechou com mais um ponto de bloqueio de Murilo (25/23) em 32 minutos.

No segundo set, um erro de Minuzzi na largadinha deixou o Sesi-SP abrir um 03/01, o que provocou um pedido de tempo de Paulão. O Sesi-SP manteve a dianteira e chegou ao primeiro tempo técnico com três pontos de vantagem (08/05). Na volta, a margem subiu para cinco pontos (11/06). O Canoas subiu e rendimento e reduziu para dois pontos, mas um Murilo inspirado no bloqueio fez o Sesi-SP ganhar um ponto importante (15/12). O mesmo Murilo, com ótimo tempo de bola no bloqueio, fez 17/12. O Canoas não se entregou e, depois de dois pontos seguidos de Éder, encostou novamente no placar (20/22). Lorena cravou uma bola (22/33), mas os visitantes chegaram duas vezes ao empate (23/23) e (24/24). O Sesi-SP não se perturbou e fechou o set em bloqueio de Aracaju: 26/24 em 36 minutos.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540329624

Serginho vibra com a torcida. Foto: Fiesp

A exemplo dos demais, o terceiro set também começou com troca de pontos de lado a lado. Sandro continuou mostrando confiança no central Aracaju, que fez o 06/05. O Canoas, muito determinado, foi para o primeiro tempo técnico com vantagem mínima (08/07). O time gaúcho manteve essa margem mínima e fez 17/16 depois da segunda parada obrigatória, mas o Sesi-SP não se abalou e virou para 23/20 em ponto de bloqueio. O primeiro match point veio com o camisa oito, Murilo (24/21). Muito concentrado em todos os fundamentos, o Sesi-SP fechou em 30 minutos: 25/21.

>> Veja as estatísticas do jogo

Acompanhe o vôlei do Sesi-SP nas redes sociais

Twitter: @sesisp_volei 
Facebook: www.facebook.com/sesisp.volei

>> Leia mais notícias do Sesi-SP Esporte

Revelação do Sesi-SP, Aracaju mostra personalidade no ‘batismo’ em playoffs da Superliga de vôlei

Juan Saavedra e e Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540329624

Aracaju (camisa 2 do Sesi-SP): 13 pontos sobre o Canoas de Gustavo Endres. Foto: Helcio Nagamine.

O acaso colocou Aracaju, central da equipe masculina de vôlei do Sesi-SP, diante de um desafio: a primeira partida em playoffs na Superliga. Sua escalação no sexteto titular foi confirmada no sábado (09/03), logo depois que Tiago Barth rompeu os ligamentos do tornozelo, na manhã que antecedeu o confronto com o Canoas, válido pelas quartas de final da competição.

E Aracaju, 20 anos e 1,99m, não decepcionou. Jogou os cinco sets e marcou 13 pontos (quatro de bloqueio), mesmo número de acertos do também central Éder e do oposto Lorena.

Uma atuação que mereceu elogios de dois centrais medalhistas olímpicos: o titular Sidão, fora do time depois de uma lesão ocorrida em fevereiro, e até mesmo do adversário Gustavo Endres, destaque do Canoas.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540329624

Murilo marcou 15 pontos. Aracaju, com 13, foi um dos destaques. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

Logo após a derrota para os visitantes, Aracaju, ao falar com a imprensa, lamentou a lesão de Tiago Barth e agradeceu a confiança do técnico Giovane Gávio e dos companheiros de equipe.

“Eles me passaram muita tranquilidade em quadra. O [levantador] Sandro confiou bastante em mim e graças a Deus consegui fazer os pontos. Infelizmente não saímos com a vitória, mas essa oportunidade me dá ainda mais motivação para a sequência dos jogos”, disse o atleta com passagens pelas seleções brasileiras infanto-juvenil e juvenil.

“Agora é buscar o resultado em Canoas”, concluiu.

Acompanhe o vôlei do Sesi-SP nas redes sociais
Twitter: @sesisp_volei 
Facebook: www.facebook.com/sesisp.volei

Veja outras notícias no site do Sesi Esporte 

Sesi-SP bate Volta Redonda e enfrenta Canoas nos playoffs da Superliga masculina

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540329624

Tiago Wesz, o Mão, recebeu o Troféu Viva Vôlei: Foto: Fiesp

Agência Indusnet Fiesp

O Sesi-SP precisou de 2h40 para superar o Volta Redonda por 3 sets a 2 (25/22, 21/25, 21/25, 25/21 e 15/13), em jogo na noite de sábado (02/03), na casa do adversário, válido pela 11ª rodada do returno da Superliga masculina 2012/13.

A rodada com seis jogos simultâneos definiu o adversário do Sesi-SP nas quartas de final. É a equipe do Canoas (RS). Os playoffs já têm datas programadas (dias 9 e 12 e março), mas ainda sem locais definidos. Se houver necessidade de um desempate, o Sesi-SP tem a vantagem de mandar a terceira partida em casa, no ginásio da Vila Leopoldina, no dia 16 de março.

O triunfo sobre o Volta Redonda, na Ilha de São João, rendeu dois pontos ao Sesi-SP. O time encerrou a etapa classificatória totalizando 47 pontos em 22 jogos, com 16 vitórias e seis derrotas.

Com o terceiro lugar definido antecipadamente, o técnico Giovane Gávio preferiu poupar cinco jogadores de sua formação titular: os ponteiros Murilo e Cléber, o oposto Lorena, o central Sidão e o líbero Serginho.

O ponteiro da equipe de São Paulo, Tiago Wesz (Mão), recebeu o Troféu Viva Vôlei. O ponteiro do time do Volta Redonda, Vini, foi o maior pontuador, com 22 acertos.

Giovane Gávio escalou o Sesi-SP com Sandro, Tiago Barth, Leozão, Tiago Wesz (Mão), Eder e Ary. Lucianinho jogou como líbero. Atuaram Léo Mineiro, Aracaju, Everaldo, Wagner Silva e Tarcisio Guinter.

Acompanhe o vôlei do Sesi-SP nas redes sociais

Twitter: @sesisp_volei 
Facebook: www.facebook.com/sesisp.volei

Vôlei masculino reencontra seu jogo e emplaca segunda vitória seguida na Superliga

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540329624

Líbero Serginho comemora a segunda vitória consecutiva do Sesi-SP na Superliga. Foto: Alexandre Arruda/CBV

No sábado (15/12), o time masculino do Sesi-SP mostrou a todos que qualquer crise que poderia existir acabou e agora é começar a acumular as vitórias. Com o triunfo de 3 sets a 1 sobre o Vivo Minas (25/17, 23/25, 25/20, 25/13), no sábado, em Belo Horizonte, a equipe obteve 100% de aproveitamento na sua passagem por Minas (antes, na quinta (13/12), bateu o Sada Cruzeiro por 3×0) e consolidou a boa fase na Superliga 2012/2013.

“Conseguimos reencontrar nosso jogo, mas tem muita coisa a melhorar ainda. Não tem jogo fácil, é uma pedreira atrás da outra e se não mantivermos o ritmo, poderemos cair novamente”, declarou o técnico Giovane Gávio após o jogo de sábado. Na partida, o central Sidão foi escolhido como o melhor em quadra e ganhou o prêmio Viva Vôlei.

“Muito bom receber esse prêmio e ganharmos de novo. Estávamos precisando emplacar uma sequência para ganhar confiança e mostrar que os problemas ficaram para trás”, afirmou o meio de rede que marcou cinco pontos de bloqueio do total de 17 em todo o jogo.

O time masculino do Sesi-SP volta à quadra nesta quinta-feira (20/12), contra o Canoas, em casa, a partir das 18h.

Acompanhe outras notícias no site do Sesi Esporte