Superliga: Sesi-SP dá o troco em Canoas e decide vaga nas semifinais em casa

Agência Indusnet Fiesp

Depois de perder o primeiro jogo, em casa, o Sesi-SP bateu o Canoas (RS) nesta quinta-feira (14/03), na casa do adversário, no ginásio Unilasalle, por 3 sets a 2 (25/23, 19/25, 25/23, 18/25 e 15/13) em confronto válido pela série melhor de três das quartas de final da Superliga masculina de vôlei 12/13.

O resultado empatou a série e forçou um terceiro jogo no próximo sábado (16/03), às 21h30, no ginásio Vila Leopoldina, em São Paulo (SP), com transmissão do canal Sportv. O Sesi-SP tem vantagem de jogar em casa por ter ficado em melhor posição na tabela de classificação – foi o terceiro enquanto o time gaúcho ficou em sexto.

Sandro levanta para a finalização de Aracaju. Foto: Everton Amaro.

 

Em Canoas, destaque para Eder, autor do ponto final depois de 3h03 de jogo. O central fez 15 pontos e foi eleito o melhor da partida e saiu de quadra com o Troféu VivaVôlei. O oposto Bergamo, do Canoas, foi o maior pontuador da partida, com o total de 21 acertos. Lorena liderou a pontuação pelo Sesi-SP, seguido por Murilo, com 16. Cléber fez 13.

De acordo com o levantador Sandro, a equipe agora tem que aproveitar para descansar, de olho no jogo de sábado. “Hoje, a equipe mais uma vez mostrou que se supera. A molecada vem entrando e dando conta. Eder jogou demais. O pessoal do banco tem entrado e tem ajudado. Para sábado é mais uma guerra. E a gente está vivo.”

Eder fez o ponto que definiu o jogo. Foto: Everton Amaro.

O Sesi-SP de Giovane Gávio atuou com Sandro, Lorena, Eder, Aracaju, Murilo e Cléber. Serginho jogou de líbero. Entraram Everaldo, Mão, Ary, Tarcísio e Léo Mineiro.

O Canoas do técnico Paulão jogou com Jotinha, Bergamo, Gustavo, Salsa, Minuzzi e Dentinho. De líbero, Jeffe. Entraram Xanxa, Rafinha, Boskinho e Enoch.

O jogo

O Sesi-SP foi para a primeira parda técnica em desvantagem e o Canoas continuou melhor, chegando a abrir cinco pontos de vantagem (15/10). O empate veio com o oposto Lorena (17/17). Os donos chegaram ao 20/17, mas em ponto no contra-ataque, o Sesi-SP empatou mais uma vez (22/22), virando para fechar em 25/23.

No segundo set, o Sesi-SP foi para a parada obrigatória com uma pequena margem (08/07). Quando o Canoas vencia por 12/10, houve uma queda de energia no ginásio Unilasalle e a partida ficou paralisada por aproximadamente 15 minutos. Na retomada da partida, o Canoas ampliou para 18/12 e a margem confortável foi mantida: 25/19.

No terceiro set, o levantador Sandro subiu para marcar, de bloqueio, o ponto que levou os dois times para a parada obrigatória (08/05). Eder fez de contra-ataque para colocar o Sesi-SP com quatro de vantagem (15/11). Bem no bloqueio, os donos da casa reduziram para um ponto (18/17). A parcial seguiu disputada ponto a ponto e o Sesi-SP venceu por 25/23.

Murilo marcou 16 pontos. Foto: Everton Amaro

No quarto set, o Sesi-SP começou melhor, mas o Canoas empatou (07/07). O Sesi-SP abriu dois de diferença (11/09), mas, em ace de Gustavo, a equipe gaúcha virou (13/12). O Canoas chegou a 18/15 e o técnico do Sesi-SP, Giovane, pediu tempo. Mais regular, o Canoas fechou em 25/18 depois de mais um ace de Gustavo.

O Sesi-SP manteve a tranquilidade e comandou o placar no tie-break. Fez 04/01 e, na virada de quadra, com o ace do central Eder, fez 08/04. No bloqueio do central Aracaju, o Sesi-SP ampliou a diferença para cinco pontos: 10/05. O Canoas diminuiu para um ponto na reta final (13/12), mas o Sesi-SP soube fechar o jogo, em lance do central Eder – 15/13 e 3 sets a 2.

Acompanhe o vôlei do Sesi-SP nas redes sociais

Twitter: @sesisp_volei 
Facebook: www.facebook.com/sesisp.volei