CJE recebe empreendedores de sucesso em palestra na Campus Party 2013

Talita Camargo, Agência Indusnet Fiesp

Na noite desta quinta-feira (31/01), durante a Campus Party 2013, o diretor-titular do Comitê de Jovens Empreendedores (CJE) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Sylvio Gomide, mediou o Talk Show Empreendedor. O convidado a apresentar o painel com o seu case de sucesso foi o sócio-fundador da Dry Wash, Lito Rodriguez.

Lito Rodrigues, sócio-fundador da Dry Wash, durante palestra na Campus Party 2013. Foto: Mauren Ercolani

 

Rodriguez declarou que a ideia inicial de se criar Dry Wash não era com o intuito de diminuir o impacto ambiental ou preservar o meio ambiente, pois  na época nem se falava em sustentabilidade. “O objetivo de lavar carro sem água era lavar o carro onde estava”. Porém, segundo o empreendedor sempre houve preocupação social: “nos preocupamos em valorizar a mão de obra”.

A tecnologia foi um elemento  importante para o crescimento da Dry Wash. “Criamos um sistema, um software, com o objetivo de  que permitisse que nosso aproveitamento fosse acima da média do mercado, que produzir um resultado mais significativo e crescermos efetivamente”, explicou.

Ao concluir, Rodriguez relacionou o sucesso da empresa ao investimento em tecnologia da informação: “Não é a toa que a empresa cresce mais de dois dígitos todos os anos”, afirmou.

Transformando sonhos em ideias

Público durante o Talk Show Empreendedor, promovido pelo CJE/Fiesp, na Campus Party 2013

 

“O mais importante não é o design, é a ideia”, afirmou o sócio-fundador da Soap (State of the Art Presentations), Joni Galvão, que também participou do Talk Show, contou ao público,  através de sua história pessoal, como chegou ao sucesso profissional.

Galvão ensinou que não existe história sem protagonista e ela deve sempre ser estruturada por meio daa própria história de quem a está contando. “Qual é a coisa que só você pode fazer por você e que ninguém pode copiar?”, indagou. E logo respondeu: “É a sua própria história. Essa é a única coisa que só você pode contar por você”.

“Nós ajudamos os clientes a terem boas performances em suas apresentações por meio da ambição de acabar com as apresentações chatas e trazer emoções a elas, como no cinema”, explicou.

Ao relatar como montar uma boa apresentação, Galvão enfatizou a necessidade de dividir a história em atos, destacando algumas etapas importantes no processo, como: introduzir o personagem; apresentar o desejo; deixar uma marca; contar histórias verdadeiras; criar conexão emocional com a audiência, sempre com relevância; conquistar a atenção; gerar entendimento; conquistar a adesão; agregar conflito; apresentar as forcas antagônicas; e, finalmente, criar uma solução para o dilema.

Joni Galvão, sócio-fundador da Soap, em palestra na Campus Party 2013

 

“Uma apresentação é uma conversa um a um, como um bate-papo. É preciso esquecer os paradigmas de que não se pode colocar a mão no bolso, ou não pode passar na frente do slides durante a apresentação: pode sim. É um bate-papo”, afirmou.

Para ele, a apresentação precisa deixar uma marca para que não seja esquecida. “Histórias pessoais, com relevância, têm muito mais interesse do que histórias sobre casos aleatórios de sucesso”, explicou.

Galvão destacou que o objetivo de toda apresentação, mesmo que for apenas de uma ideia, é a adesão. “Numa apresentação, você compra a atenção da sua audiência o tempo todo, mas você precisa sustentar isso”, alertou. Para ele, uma crise pode significar perigo ou oportunidade: “O dilema deve saciar a emoção da audiência, e você tem que sair com credibilidade”.

Ao concluir, o fundador da Soap lembrou: “uma apresentação e um negocio precisam ter o equilíbrio: o lado da emoção e o lado da razão”.

Acessibilidade digital nas favelas e tema de palestra do CJE na Campus Party 2013

Talita Camargo, Agência Indusnet Fiesp

Claudia Raphael, coordenadora estadual da Cufa-SP). Foto: Talita Camargo

O paradigma existente entre acessibilidade e comunidade foi o tema da palestra ministrada pela coordenadora estadual da Central Única das Favelas de São Paulo (Cufa-SP), Claudia Raphael, que aconteceu na tarde dessa quinta-feira (31/01), no estande do Comitê de Jovens Empreendedores (CJE) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na Campus Party 2013, na capital.

A coordenadora citou a favela da Paraisópolis – a segunda maior favela de São Paulo  com 120 mil habitantes e onde é sediada a Cufa – que não tem direito a internet de qualidade. “Ainda precisamos recorrer as lan houses, que também tem uma conexão lenta”, explicou. Claudia reconhece que a acessibilidade digital esta crescendo em números, mas está longe da ideal. “Temos wi-fi para acessar serviços públicos, mas não é o suficiente”, afirmou.

Para a coordenadora, a classe C esta na moda pelo crescimento do seu poder de consumo, mas ela acredita que também há a ascendência de jovens conectados na rede.  “Será que existe um direcionamento para que os jovens, esse grande elemento transformador, use a internet não só para o lazer, mas para ter benefícios com essa ferramenta?”, questionou.

Público no estande do CJE durante palestra na Campus Party 2013. Foto: Talita Camargo

‘Tuitaço’

Claudia explicou que a Cufa se utiliza muito das redes sociais para atingir objetivos comuns em busca de melhorias para as comunidades em todo o pais. “Fazemos o chamado ‘tuitaço’, que são tuites organizados na rede, em um determinado horário, para o Brasil inteiro movimentar-se em prol de uma determinada campanha.

Case de sucesso

A coordenadora estadual da Cufa-SP apresentou na Campus Party a Rede Cufa Brasil Internet, uma rede que atua em favelas de todo o país, em mais de 400 cidades e em todas as capitais. “É a única rede nacional formada por pessoas da comunidade e para a comunidade”, concluiu.

Diretor do CJE/Fiesp participa da abertura da Campus Party 2013

Sylvio Gomide, diretor do CJE, na abertura da Campus Party 2013. Foto: Caio Lopes

Talita Camargo, Agência Indusnet Fiesp

“Isso aqui não é um evento ou uma palestra: isso aqui é uma imersão”, afirmou o diretor-titular do Comitê de Jovens Empreendedores (CJE) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Sylvio Gomide, em meio ao clima descontraído e de muita euforia de centenas de jovens geeks, ao participar da solenidade de abertura da Campus Party 2013 – o maior evento de inovação tecnológica, Internet e entretenimento eletrônico em rede do mundo -, na noite desta segunda-feira (28/01), no Anhembi, na capital paulista.

“Os jovens empreendedores têm um papel importante em servir como ponte para transformar as grandes ideias dos ‘campuzeiros’ em realidade”, afirmou Gomide, ressaltando que  essa é uma característica da geração Y. “Essa nova geração quer fazer diversas coisas ao mesmo tempo e é importante ter foco no trabalho e no negócio”.

Para o diretor do CJE, esse evento é uma chance de realizar grandes negócios, já que observar a perspectiva de inovação e ambição é uma característica do empreendedor. “Com uma ideia bem feita e oportunidade, que é o que estamos vendo aqui, com certeza a chance de viabilizar um projeto é muito maior”, explicou.

Estande do CJE na Campus Party 2013. Foto: Caio Lopes

“Esse evento de hoje, que é o maior do mundo, voltado pra área de empreendedorismo, é totalmente inovador, desde os perfis dos participantes à montagem dos estandes e o formato do evento, com palestras na madrugada, com pessoas acampando aqui e virando a noite para fazerem negócios e interagir, sempre em busca de inovação tecnológica”, afirmou.

Gomide lembrou a importância do CJE em participar deste evento ao destacar que uma de suas missões é buscar novidades para a Fiesp, e mostrar para a indústria quais são as novas tendências e as novas formas de se fazer negócio. “Independentemente do setor e área de atuação, sabemos que é uma tarefa nossa trazer toda e qualquer novidade”, afirmou.

“Participar de um evento tão diferente e inovador quanto esse é um divisor de águas para o CJE”, afirmou o diretor, ao explicar que a ideia é que essa participação na Campus Party seja um piloto para poder aplicar a dinâmica nos próximos eventos do CJE, sempre buscando inovação, principalmente com a utilização da tecnologia.

Networking

Na visão de Sylvio Gomide, esse evento é uma excelente oportunidade de networking devido seu formato inovador. “A forma de interação é diferenciada, pois escutamos muito aqui como as pessoas se conectam em rede. Além disso, o fato de as pessoas virar a noite e acampar aqui é um símbolo muito  grande”, afirmou ao ressaltar que este não é um evento tradicional como outro qualquer. “O fato de estar aqui o tempo todo faz as pessoas esquecerem do relógio, dos compromissos, e podem, por exemplo, ter uma ideia às três da manha, logo após uma palestra que assistiu na madrugada”, complementou.

Nova maneira de fazer negócios

Abertura da Campus Party 2013. Foto: Caio Lopes

O diretor do CJE falou sobre a nova tendência em se fazer negócios, que fogem aos tradicionais padrões conhecidos por todos. “O Google e o Facebook usam esse novo modelo para chegar a uma ideia, fugindo de padrões normais de trabalho”, exemplificou. “É uma uma tendência: não tem mais horário para entrar e sair, horário de almoço etc. É um recado que vai contra as leis trabalhistas, mas é uma forma muito mais democrática de se fazer negócios”, concluiu.

A programação desta edição do evento está focada no empreendedorismo e, ao longo da semana, o CJE terá atividades gratuitas em seu estande no evento, localizado na Zona Expo, ao lado do Espaço Inclusão Digital. Para conferir a programação completa do CJE no evento, clique aqui.

A Campus Party vai até sábado (02/02) no Pavilhão do Anhembi (Av. Olavo Fontoura, 1 – São Paulo). Mais informações sobre a feira no link www.campus-party.com.br/2013/index.html

 

Campus Party: CJE/Fiesp terá estande com programação exclusiva

Agência Indusnet Fiesp

O Comitê de Jovens Empreendedores (CJE) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) participa da Campus Party 2013 – considerado o maior evento de inovação tecnológica, Internet e entretenimento eletrônico em rede do mundo.

Nesta segunda-feira (28/01), o diretor do CJE/Fiesp, Sylvio Gomide, participa da solenidade de abertura do evento.

Ao longo desta semana, o CJE terá atividades gratuitas em seu estande no evento, localizado na Zona Expo, ao lado do Espaço Inclusão Digital.

As apresentações começam no horário da tarde e vão até o horário da noite, com uma hora de duração, em formato livre: Talk Show, bate-papo, palestra, entre outros. A iniciativa conta com o apoio do Núcleo de Jovens Empreendedores do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp).

A Campus Party vai até sábado (02/02) no Pavilhão do Anhembi (Av. Olavo Fontoura, 1 – São Paulo). Mais informações sobre a feira no link www.campus-party.com.br/2013/index.html

Veja a programação do estande do CJE

29 de janeiro (terça-feira)
15h – Ivan Azouri Bermudes: O impacto da tecnologia no convívio condominial – Case CondLink
16h – Felipe Baeta, Victor Maluhy e Adriana Cury: Branding para startup
17h – Cristiano Miano: Case Agência Digi
18h – Pedro – Case DigiPronto.
19h – Edson Borelli: BlackDoor – Segurança da informação na indústria.
20h – Otávio Yamanaka: A mobilidade na indústria E-lemento.
21h – Marco Lopes – Projeto Sonhar.


30 de janeiro (quarta-feira)
16h – Rafael Art – Sustentabilidade Dimensão e Evolução.
17h – Ricardo Sodre: Empreendedorismo no Vale do Silício.
18h – Bruno Ghizoni: Investimento anjo.
19h – Roosevelt: UOL – Inovação e modelos de negócio.
20h – Augusto Gomes: Crowdsourcing.
21h – Guilherme de Mauro Favaron – Inovação.

31 de janeiro (quinta-feira)

17h – Claudia Cuffa: Rede Cufa Brasil Internet.
18h – Paola Caiuby e Manuela Colombo: Projeto Conexão Cultural – Como conectar os brasileiros com a nossa cultura.
19h – Wagner Marcelo: Empreendedorismo universitário.
20h – Nathália Britto: Aspectos jurídicos das startups.
21h – Daniel Egger e Marina Miranda: Novas lógicas de negócios – visões de futuro.

1 de fevereiro

17h – Marcella Barros e Juliana Ramalho: Empreendedorismo Endeavor.
18h – Marcus Vinicius: Aprendendo a investir – Terra Nova Investimento.
18h30 – Joni Galvão: Case SOAP.
19h – Daniel Gatti – PUC-SP: Cooperação mútua Indústria-Universidade.
20h – Alexandre Ribeiro de Sá: Vortex Studios – Oportunidades e panoramas da indústria de games.
21h – Gisela Kassoy – Como Vender Inovações.


2 de fevereiro

15h – Marcos Lorenzani: Case Lorenzani – Atitude empreendedora, criação e gestão de uma pequena empresa.
18h – Lucas Foster – Incubadoras para Empreendedores da Economia Criativa: Transformando suas ideias em realidade.
19h – Daniela Moreira: A importância da imprensa no mercado de startups.
20h – Deborah Magnani: PictoCity – Criatividade e indústria – Inovações em comunicação multimídia.

CJE participa da Campus Party 2013

Agência Indusnet Fiesp

O Comitê de Jovens Empreendedores (CJE) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) estará presente na Campus Party 2013, o maior acontecimento tecnológico do mundo, que acontece de 28 de janeiro a 03 de fevereiro, no Anhembi Parque, zona norte de São Paulo.

Além de possuir um stand no evento, o CJE realizará um bate-papo sobre empreendedorismo no dia 31/01, quinta-feira.

Sobre a Campus Party

Criada há 16 anos na Espanha, o evento atrai anualmente geeks, nerds, empreendedores, gamers, cientistas e muitos outros criativos que se reúnem para acompanhar centenas de atividades sobre inovação, ciência, cultura e entretenimento digital.

Ao longo de cinco dias, palestras, debates e oficinas fazem da Campus Party uma experiência única porque, neste período, ela se transforma no principal ponto de encontro das mais importantes comunidades digitais do país. São momentos em que é possível interagir, compartilhar conhecimento, produzir novidades e, através de seus palcos, acompanhar e analisar as principais tendências de um universo onde inovar é a palavra mágica.

Para mais informações sobre o evento, clique aqui.

 

Serviço:
Campus Party – http://www.campus-party.com.br/2013/index.html
Data: de 28 de janeiro a 3 de fevereiro de 2013
Local: Anhembi Parque
Endereço: Av. Olavo Fontoura, 1209,  São Paulo, SP