Sesi Franca Basquete é Campeão Paulista 2018

Agência Indusnet Fiesp

O Sesi Franca Basquete se tornou campeão paulista de 2018 nesta quarta-feira (10 de outubro) ao vencer o Paulistano, por 77 a 69, no Ginásio Antônio Prado Junior, em São Paulo.

Com o resultado positivo, o time comandado pelo técnico Helinho Garcia fechou a série final em 2 a 0 e deixou a quadra com o troféu do torneio estadual, após 11 anos.

“Esse título representa a resiliência e o poder de reação da nossa equipe. Vou confessar que passei momentos difíceis durante a temporada, mas só tenho que agradecer a todos. Mais do que a conquista, é a mensagem deixada: acreditar sempre e nunca desistir. Esse grupo trabalhou muito, se doou intensamente e soube virar uma página. O grito estava entalado e hoje podemos falar que somos campeões. Parabéns para todos”, disse Helinho.

Eleito MVP das finais, o armador Elinho fez grande partida e terminou com 17 pontos, cinco rebotes e três assistências. Autor de 13 pontos, sete ressaltos e dois passes, Jimmy sagrou-se como o mais eficiente do jogo.

Lucas Dias contribuiu efetivamente com 14 pontos, dois rebotes e duas assistências, assim como Cipolini – 11 tentos e quatro ressaltos – e David Jackson – 13 pontos, cinco sobras e sete passes decisivos.

O time da Capital do Basquete retorna a Franca na tarde desta quinta-feira (11) para comemorar junto a sua torcida.

O time do Sesi Franca Basquete,campeão paulista 2018. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Equipe masculina juvenil do Sesi-SP é bicampeã Paulista Sub 21

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Após se tornar bicampeão da Copa São Paulo e da Taça Paraná, o time masculino de vôlei juvenil do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) conquistou neste domingo (29) o bicampeonato do Paulista Sub 21. Jogando na Vila Leopoldina, os atletas do técnico Gerson Amorim venceram o São Caetano por 3 sets a 0 (25/18, 25/16 e 25/12) na grande decisão.

Sofrendo apenas três derrotas em dezesseis jogos da fase classificatória do Paulista, o Sesi-SP seguiu para os playoffs com a vantagem de decidir em casa com a primeira colocação na classificação geral. E, após passar pelo Vôlei Mogi nas quartas e pelo Santos na semifinal, o time da capital paulista sagrou-se mais uma vez campeão ao vencer os dois jogos contra o São Caetano. Para o técnico Gersinho, o ano foi de muito proveito, e sua equipe está pronta para os próximos passos.

“O ciclo começa com a Superliga B, entra no Paulista, Copa São Paulo, Taça Paraná e culminou agora com mais um título do Paulista. Acho que de tudo o mais importante é a condição que vem sendo dada para que essa categoria possa se desenvolver e a gente conseguir colocar mais atletas na equipe adulta. Estamos muito felizes pelo trabalho, temos alguns garotos que estão no último ano e terminaram bem, tem outros que já estão sendo aproveitados pelo adulto, o que é excelente, e outros que vão sair daqui bem encaminhados para outras equipes”, comentou o técnico, que se sente realizado ao ver seus atletas integrando a equipe adulta do Sesi-SP.

Marcos Pacheco, técnico do time adulto do Sesi-SP, também esteve presente na partida e elogiou não só a atuação dos meninos na final como todo o projeto desenvolvido para formação de novos atletas, visando ao crescimento e desenvolvimento como atleta e pessoa.

“É muito legal ver esse time jogando e jogando muito bem, com um bom padrão de jogo. Porque não é apenas ser campeão, é demonstrar um trabalho, um sistema com questões técnicas e táticas. Ver esses garotos chegando em uma fase bem complicada da vida, já que eles passam uma etapa que é o sub 21 e entram em um mercado único, onde tendo 22 anos ou 40 são iguais, é uma transição complicada, mas eles terminaram muito bem. É um trabalho muito bacana e eu fico muito contente porque o sistema está funcionando, o objetivo do Sesi-SP de formação de atleta e formação de pessoas está sendo bem cumprido e isso é muito bom”, finalizou Pacheco.

Com 13 pontos, Alan foi o maior pontuador do jogo, seguido por Johan, com 10, sendo três de bloqueio. Pelo São Caetano, Robinho marcou seis vezes e foi o atleta que mais pontuou pelo grupo. O Sesi-SP entrou em quadra com Alan, Leitzke, Luan, Rodrigo, Jonatan, Johan e o líbero Pureza. Enquanto o São Caetano mandou para o jogo Vitão, Gustavo, Bruno, Gabriel, Robinho, Caetano e o líbero Rafael.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539874466

Sesi-SP conquistou o bicampeonato de vôlei Sub 21 no Paulista. Foto: Amanda Demétrio/Fiesp

Sesi-SP é vice-campeão paulista de vôlei masculino

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Ao entrar em quadra na tarde deste domingo (1/11) no ginásio da Vila Leopoldina, o time masculino de vôlei do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) sabia que, para conquistar o quinto título do Campeonato Paulista, precisava vencer duas vezes o Funvic/Taubaté: primeiro o jogo e depois o Golden Set (set extra de 25 pontos). Mas não foi o que aconteceu. Depois de jogar bem e derrotar o Taubaté por 3 sets a 0 (25-20, 32-30 e 25-18) na segunda partida da final, a equipe chegou ao Golden Set e não conseguiu superar os adversários, que fizeram 33 a 31, e acabou ficando com o vice-campeonato.

Com os jogadores vibrando o tempo todo e com o forte apoio da torcida do ginásio da Vila Leopoldina, o Sesi-SP foi impecável durante a partida. Murilo se destacou nos bloqueios, Douglas Souza atacou bem, e Serginho salvou pontos espetaculares, mas no Golden Set o Taubaté acabou prevalecendo, errou menos e se tornou bicampeão.

Desde a formação do time, o Sesi-SP foi ao pódio em todas as edições do torneio. Atualmente a equipe conta com 4 títulos e 3 vice-campeonatos. O presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, entregou o troféu de vice ao time.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539874466

Skaf entrega a Murilo troféu de vice do Campeonato Paulista. Foto: Everton Amaro/Fiesp


Para o capitão Murilo, os erros no contra-ataque e a bola final acabaram com o sonho no Paulista.

“Nós jogamos muito bem, fizemos uma partida melhor do que a primeira em Taubaté e chegamos bem para o Golden Set. Infelizmente perdemos muitas oportunidades no contra-ataque e eles encostaram no placar e levaram a melhor em uma bola que não recebemos”, comentou o camisa 8, que agora só pensa na Superliga.

“Agora nós temos uma semana para nos preparar para a Superliga, e assim como hoje, enfrentaremos muitos jogos fortes e difíceis. Será um campeonato muito disputado, teremos times como o próprio Taubaté, Campinas, Sada, o Canoas, com quem já vamos jogar na próxima segunda, então temos que trabalhar muito”, completou.

Lucarelli, atual Taubaté, foi o maior pontuador do jogo, com 34 acertos, sendo o  oposto Theo o melhor do Sesi-SP, com 25 pontos, seguido por Douglas Souza, com 23, e Murilo, com 21.

O Sesi-SP, com o técnico Marcos Pacheco, jogou com Theo, Aracaju, Murilo, Thiaguinho, Douglas Souza, Gustavão e o líbero Serginho. Entraram Sidão, Thiago Alves, Vinhedo, Rafael Araújo. O Taubaté entrou em quadra com Ialisson, Leozão, Lucarelli, Lipe, Otavio, Pedro e o líbero Felipe. Entraram Japa, Diego e Deivid.

Agora o Sesi-SP volta as atenções para a temporada 2015/16 da Superliga. A estreia está marcada para segunda-feira (9/11), diante do Canoas, em Porto Alegre.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539874466

Sesi-SP dominou os três sets da partida, com bons ataques e bloqueios. Foto: Everton Amaro/Fiesp


O jogo

Com um ataque fora do oposto Theo, foi o Taubaté que garantiu o primeiro ponto do jogo. Mas não segurou a dianteira por muito tempo. Logo o Sesi-SP entrou no jogo e abriu 3 a 1. Mantendo uma vantagem de dois pontos, o time da casa garantiu os dois tempos técnicos do set (8/6 e 16/14) e cresceu cada vez mais na partida. Com Thiaguinho distribuindo muito bem as bolas entre Theo, Murilo, Douglas, Aracaju e Gustavão o time não deu chances para o adversário e com 25 a 20 garantiu a primeira parcial do confronto.

O segundo set foi marcado pelo equilíbrio. Com poucos erros e disputando cada bola, as equipes não deram vez um para o outro. Apenas um ponto na frente, foi o Sesi-SP que garantiu a primeira parcial do set (8/7). Empatados em 10 a 10, foi a vez da torcida entrar em cena. Gritando e apoiando a equipe a cada ponto, o público na Vila Leopoldina presenciou um ponto de peito do líbero Serginho, após um ataque forte do Taubaté, e ainda um empate em 30 a 30 no fim do set. Com garra e determinação, mais uma vez o Sesi-SP foi superior e abriu dois pontos, garantindo mais uma parcial (32/30).

O terceiro set começou com o Sesi-SP abrindo boa vantagem (6/3) e logo de cara forçando o técnico adversário a pedir tempo para acalmar os ânimos. Ampliando ainda mais a vantagem, os meninos da Vila Leopoldina, embalados pela torcida, alcançaram as duas parciais técnicas (8/3 e 16/9) e seguiram com tranquilidade. Após dois pontos de saque do ponteiro Douglas Souza, a equipe chegou ao fim do set com 25/18.

No Golden Set, o Sesi-SP voltou a controlar as ações no início. Forçando bem o saque em cima do líbero Felipe, o time chegou a abrir 8/7 e depois 16/13. Na base da raça, o Taubaté chegou ao empate em 19/19. Depois o Taubaté soube aproveitar os erros de contra-ataque do Sesi-SP e fechou o jogo em 33/31.

HISTÓRICO

Ano     Colocação

2009    1º – (Sesi-SP x Brasil Vôlei/SBC)

2010    2º – (Vôlei Futuro x Sesi-SP)

2011    1º – (Sesi-SP x Medley/Campinas)

2012    1º – (Sesi-SP x Medley/Campinas)

2013    1º – (Sesi-SP x Brasil Kirin)

2014    2º – (Taubaté x Sesi-SP)

2015    2º – (Taubaté x Sesi-SP)


CAMPANHA 2015

FINAL

FUNVIC TAUBATÉ   3×1      SESI – SÃO PAULO

SESI – SÃO PAULO  3×0      FUNVIC TAUBATÉ

SESI – SÃO PAULO  0x1      FUNVIC TAUBATÉ (GOLDEN SET)

SEMIFINAL

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS    3×2      SESI – SÃO PAULO

SESI – SÃO PAULO  3×2      SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

SESI – SÃO PAULO  1×0      SÃO JOSÉ DOS CAMPOS (GOLDEN SET)

QUARTAS DE FINAL

(Avançou direto para a semifinal após fazer a melhor campanha e se classificar em 1º)

FASE CLASSIFICATÓRIA

SESI – SÃO PAULO  3×0      CLIMED/ATIBAIA

SANTO ANDRÉ        1×3      SESI – SÃO PAULO

SESI – SÃO PAULO  3×0      SÃO BERNARDO

SÃO JOSÉ CAMPOS 2×3      SESI – SÃO PAULO

SESI – SÃO PAULO  3×0      VÔLEI BRASIL KIRIN

FUNVIC TAUBATÉ   3×2      SESI – SÃO PAULO

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539874466

Murilo na recepção, na final do Campeonato Paulista 2015 contra o Taubaté. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Sesi-SP vence Bauru na estreia do Campeonato Paulista de Vôlei Feminino

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

No primeiro confronto do Campeonato Paulista de Vôlei Feminino, a equipe do Sesi-SP venceu o time do Concilig/Vôlei Bauru. Jogando na noite deste sábado (22/8), na Vila Leopoldina, as donas da casa venceram as adversárias por 3 sets a 0 (25/14, 25/21 e 25/22), mostrando tranquilidade e entrosamento.

No começo da partida, o Sesi-SP foi melhor em quadra, dominou o jogo e com poucos erros encerrou o primeiro set com uma vantagem de 11 pontos. Nos dois sets seguintes a equipe do Bauru mudou um pouco o jeito de jogar, encaixou bem alguns ataques e passou a se aproximar um pouco mais no marcador. Mas, com tranquilidade e superioridade, as meninas da Vila viraram bem as bolas e garantiram a vitória.

Para o técnico Talmo de Oliveira, o Sesi-SP soube controlar melhor a partida, neutralizar os pontos fortes de Bauru e sair com uma vitória importante para a classificação na competição.

“Esse é o primeiro jogo com a equipe que estamos treinando voltados para o Campeonato Paulista mesmo. A Ellen e a Angélica estão chegando à terceira semana de treinos com o grupo; com isso, o time já vai ganhando um pouco mais de consistência. Hoje elas colocaram em prática muitas coisas que estamos trabalhando. Para a primeira partida do Paulista, contra o Bauru, que é um time bem organizado, bem treinado, nós fomos muito bem, conseguimos neutralizar os pontos fortes dele e tivemos um bom resultado, com uma vitória importante.”

Com 19 pontos, Andreia foi a maior pontuadora do jogo, seguida por Ellen Braga, com 11, e Angélica, com 7. O Sesi-SP entrou em quadra com Ellen Braga, Sabrina, Andreia, Angélica, Carol Leite, Bia e a líbero Suelen. Entraram Pri Heldes e Amabile.

O próximo confronto das meninas da Vila está marcado para o próximo sábado (29/8), às 19h, contra o Uniara/Afav. A partida será no ginásio do Gigantão em Araraquara.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539874466

Sabrina, durante o jogo de estreia do Sesi-SP no Campeonato Paulista. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp


O jogo

A partida começou com as meninas do Sesi-SP encaixando melhor os passes e abrindo cinco pontos de vantagem, chegando ao primeiro tempo técnico na frente com 8/5. Mesmo com o Bauru aproveitando alguns erros de recepção do lado do Sesi-SP, as donas da casa conseguiram se reorganizar a ampliar a vantagem (16/8). Com tranquilidade e aproveitando ataques fora das adversárias, as meninas da Vila garantiram o primeiro set com 25/14.

Assim como no começo do jogo, o segundo set começou bom para as meninas do Sesi-SP. Com um belo bloqueio da central Angélica, o time da casa abriu o placar e logo chegou ao primeiro tempo técnico (8/4). Na volta, a equipe do Bauru se entrosou mais, acertou melhor os passes e até chegou a encostar no placar (14/12), forçando o técnico Talmo de Oliveira a pedir tempo. Mas, com sabedoria e aproveitando os ataques, foi o time do Sesi-SP que garantiu mais um set (25/21).

O terceiro e último set começou mais equilibrado, com apenas um ponto de vantagem entre as duas equipes (8/7). Errando um pouco mais do que nos outros sets do jogo, as meninas do Sesi-SP acabaram perdendo alguns pontos, o que levou ao empate em 15/15. Com o placar apertado, Talmo conversou com as suas reservas e trouxe para o jogo Pri Heldes e Amabile no lugar de Andreia e Carol Leite. A entrada das meninas trouxe um gás novo para a equipe e, recuperando o entrosamento, logo elas relargaram na frente e fecharam a partida com 25/22.

Sesi-SP fica em 3º lugar no Campeonato Paulista de Natação

Agência Indusnet Fiesp

A equipe de natação do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) conquistou 43 medalhas e ficou em terceiro lugar no quadro de medalhas do Campeonato Paulista Junior e Sênior, o XV Troféu Alberto Martin Perez. O torneio foi realizado entre os dias 31/10 e 02/11, na piscina do Corinthians.

Das 43 medalhas, a equipe conquistou 10 de ouro, 15 de prata e 18 de bronze. Em segundo lugar ficou o Corinthians com 41 medalhas de ouro, 48 de prata e 30 de bronze, somando 119 e o campeão foi o Esporte Clube Pinheiros com o total de 126 medalhas, sendo 60 de ouro, 33 de prata e 33 de bronze.

Bruna Primati e Sabrina Todão tiveram bons resultados e ficaram bem posicionadas no índice técnico na categoria Junior 1 do feminino.  Bruna foi a segunda atleta de melhor índice técnico, com 866 pontos, graças ao tempo de 2m5s65 nos 200m livre e Sabrina Jacob ficou em quarto, com 863 pontos, pelo tempo registrado nos 100m livre (57s96).

No Sênior a melhor posição foi a da atleta Daynara de Paula, que ficou em sexto na tabela de índice técnico, com 881 pontos pelo tempo de 57s31 nos 100m livre.

No masculino, o atleta Giovanny Lima garantiu a oitava e a nona colocação no índice técnico do Junior 1 masculino, com as provas de 200m livre (1m53s92) e 200m borboleta com o tempo de 2m04s25.

Na pontuação geral, o Sesi-SP ficou em terceiro, com 659,50 pontos, atrás do Corinthians (1.666,50) e Pinheiros (2.102).

Por pouco: Sesi-SP reage, mas deixa vitória escapar no final

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp

Mais uma vez, faltou apenas um set. Como o time masculino, que caiu no tie-break diante do Taubaté sem conseguir levar para o golden set, o feminino também sucumbiu na hora crucial. Depois de recuperar uma partida onde perdia por 2×0, as meninas da Vila não superaram o São Cristóvão Saúde/São Caetano no tie-break e acabaram eliminadas do Campeonato Paulista com a derrota por 3×2 (25/20, 25/16, 21/25, 22/25 e 15/11).

Agora, o time se prepara para a estreia na Superliga, dia 10/11, contra o São José dos Campos, fora de casa.

Apresentando os mesmos erros da partida anterior, o Sesi-SP demorou a se encontrar na partida e viu o São Caetano dominar nos dois primeiros sets, dando a impressão de que fecharia com facilidade. No terceiro set, no entanto, as donas da casa voltaram a dar as cartas, forçando o quinto set. Foi quando faltou a mesma vibração e sobrou apenas a eliminação. Mesmo utilizando todas as jogadoras que tinha à disposição, Talmo não conseguiu encontrar uma maneira de neutralizar o ataque adversário, principalmente de Sonaly e Thaisinha, que desequilibraram.

O jogo

Talmo mandou para quadra a equipe com Fabiana, Claudinha, Suelle, Mari, Monique, Bia e Suelen. Entraram Carol, Michelle, Liz, Pri Daroit e Bárbara.

O Sesi-SP precisava vencer o primeiro set com autoridade para colocar pressão no São Caetano, mas aconteceu o oposto. Jogando muito bem, o time do ABC nunca esteve atrás do placar, enquanto as meninas da Vila repetiam erros da primeira partida. Sem o passe na mão, Claudinha não acionava Fabiana como queria, facilitando a marcação de Monique e Suelle.Para tentar melhorar o quesito, Talmo colocou Pri Daroit no lugar de Mari, mas não surtiu o efeito esperado. Do outro lado, Mara e Thais viraram os ataques, mantendo a vantagem do São Caetano, que fechou em 25/20 após Saraellen explorar o bloqueio de Suelle.

O Sesi-SP melhorou seu jogo no segundo set, mas continuava correndo atrás do São Caetano no placar. O time chegou a liderar em 11/10, mas duas marcações erradas da arbitragem mudaram o cenário e Talmo pediu tempo. A mira também não estava boa e muitos ataques saíam da quadra, dando pontos para as rivais. Talmo fez a inversão colocando Carol e Liz nos lugares de Monique e Claudinha, mas o time não respondeu e a vantagem aumentou, ficando inalcançável. Com isso, Paula explorou o bloqueio de Bia e fechou para o São Caetano em 25/16, com autoridade.

O terceiro set se tornou o tudo ou nada para o Sesi-SP. Começou bem, com o time abrindo 2/0, mas logo permitiu a virada. Bia, no bloqueio, empatou e Mari ampliou. Mas a defesa rival estava em noite inspirada e a bola, por mais difícil que fosse, respingava e voltava. Talmo passou a usar as duas líberos e com Michelle na defesa o time melhorou, a ponto de conseguir seu primeiro tempo técnico da partida em 08/06.Sabendo que não havia outra opção senão ir para cima, Talmo colocou Mari para tentar virar as bolas que Suelle e Pri não conseguiam. Deu certo. A camisa 10 inflamou o time e venceu praticamente todos os duelos na rede. Desta forma, finalmente o Sesi-SP encontrou seu jogo e fechou a etapa em 25/21, levantando a Vila Leopoldina.

Para as donas da casa, o quarto set era a sobrevivência no campeonato. Para as visitantes, a hora de sacramentar o sonho da final. E foi, de longe, o set mais agressivo. O Sesi-SP voltou a apresentar dificuldades no passe, mas Mari e Monique compensavam virando as bolas. Com 07/10 no placar contra, Talmo pediu tempo. As orientações deram certo, Fabiana foi para o saque e a eficiência de Bia no bloqueio virou o jogo para 11/10.Novamente, a Vila pegou fogo. A arbitragem marcou errado um bloqueio de Pri, assinalando fora, mas o juiz de linha corrigiu, aumentando o fôlego do Sesi-SP, que abriu 14/10. Daí foi segurar a diferença até fechar em 25/22, empatando a partida e levando para o tie-break.

Porém, no início do quinto set, o jogo desandou. O time ficou no bloqueio e viu as rivais abrirem boa vantagem, numa etapa de tiro curto, chegando a 09/03. Fabiana chegou a marcar o quarto ponto e Talmo fez a inversão, mas o saque de Carol foi na rede, esfriando a reação. A levantadora do São Caetano, Carol, também errou o saque e devolveu a bola, mas Fabiana não aproveitou e a vantagem de cinco pontos se manteve. Com 13/08, Pri errou mais um saque, quando não podia, dando o match point para as rivais, que fecharam com Silvana na saída de rede em 15/09, se classificando para as finais.

Sesi-SP conta com Fabiana e volta à casa para conseguir a vaga na final

Agência Indusnet Fiesp

Ainda envolvida com o Campeonato Paulista, a equipe feminina de vôlei do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) tem uma tarefa complicada nesta quarta-feira (29/10), às 19h, na segunda semifinal contra o São Cristóvão Saúde/São Caetano. Com a derrota na primeira partida disputada na segunda-feira (27/10) por 3×2, Fabiana e cia agora precisam vencer o jogo e depois conseguir outra vitória no golden set para ficar com a vaga na final.

No último confronto, o Sesi-SP venceu os dois sets em que abriu larga vantagem, mas não conseguiu superar as rivais quando a pontuação ficou próxima. Para o técnico Talmo de Oliveira, um fundamento foi essencial para definir a partida, além da falta de ritmo. Com a classificação direta para a semifinal, o Sesi-SP ficou 16 dias sem jogar.

“O diferencial do primeiro jogo foi o saque. Quando sacamos bem, no segundo e no quarto set, vencemos. Nos outros, elas foram melhores. Me surpreendeu um pouco porque não foi como treinamos. O São Caetano tem um time muito rápido e muito bem preparado. Não conseguimos colocar em prática nosso melhor jogo. Também pesou a falta de ritmo de duas semanas sem jogar, enquanto elas vieram de uma semifinal dura contra o Uniara.

Agora que o jogo já passou, Talmo sabe a receita e ela passa por um jogo conjunto melhor e menos erros. O treinador não divide a partida em duas. É um jogo só.

“Para esta partida, precisamos jogar muito mais conscientes e com conjunto melhor. Demos muitos pontos de bobeira, temos que diminuir os erros. Tem que ser um jogo de pelo menos quatro sets. Então vamos entrar sabendo disso”.

Durante a partida da segunda-feira, Fabiana ficou no banco a maior parte do tempo, entrando só no terceiro set. Talmo justificou, mas garante que para esta quarta, a capitã começa jogando.

“A Fabiana chegou agora e o entrosamento com a Claudinha ainda não é o ideal. Claro que vamos trabalhar muito, mas a Bárbara e a Bia vinham jogando e estavam bem. Só que a Bárbara começou a ter dificuldade na virada de bola então coloquei a Fabiana. E a presença dela impacta, também. É uma imagem forte, marcante. Quarta, ela joga de início”.

Sesi-SP vence Brasil Kirin em Campinas e é campeão paulista masculino de vôlei

Ariett Gouveia, de Campinas, Agência Indusnet Fiesp

Na segunda partida final do Campeonato Paulista de Vôlei Masculino, o time do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) venceu novamente o Brasil Kirin e chegou ao tetracampeonato estadual – é o terceiro título consecutivo. O Sesi-SP venceu por 3 sets a 1 em jogo disputado nesta quinta-feira (31/10), no ginásio do Taquaral, em Campinas, com lotação máxima de público. As parciais foram de 22/20, 21/15, 14/21 e 21/15.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539874466

Presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, e superintendente do Sesi-SP, Walter Vicioni, comemoram título com atletas e comissão técnica. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Na partida decisiva, jogaram pelo Sesi-SP o levantador Sandro, o oposto Evandro, os centrais Sidão e Lucão, os ponteiros Lucarelli e Ary e o líbero Serginho. Além deles, entraram no jogo Renan, Mão, Lucianinho, Rogério e Tiaguinho. Evandro foi o maior pontuador do jogo com 18 pontos.Também pontuaram o central Lucão (12 pontos), Lucarelli (11), Ary (sete), Sidão (quatro) e Rogério (um).

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Sesi-SP, Paulo Skaf, assistiu à partida no ginásio do Taquaral e entregou as medalhas para os jogadores campeões. O superintendente do Sesi-SP, Walter Vicioni, também comemorou o título na quadra ao lado da comissão técnica, dos jogadores, do diretor de Esportes e Qualidade de Vida do Sesi-SP, Alexandre Plug, e do gestor do vôlei do Sesi-SP, José Montanaro. Na torcida, alunos de escolas do Sesi-SP em Hortolândia, Campinas e Vinhedo.

O Paulista foi o primeiro título do meio de rede Lucão com a camisa do Sesi-SP. “Conseguir chegar nessa camisa do Sesi-SP, já ganhando um título e em cima de um time como o Brasil Kirin é muito importante. Nosso time foi montado para ser campeão, para buscar os títulos e o primeiro a gente já conseguiu. Agora é manter esse foco que tivemos no Paulista para a Superliga.”

Para o levantador e capitão Sandro, a conquista mostrou a força do trabalho realizado pelo Sesi-SP. “A equipe de Campinas valorizou a nossa conquista, foi um grande adversário, que não se entregou em nenhum momento. Foi uma grande conquista, fruto de um trabalho de base, que é muito consolidado pelo Sesi-SP. Temos que agradecer pela estrutura que a gente tem. E o resultado está aí: mais um título para o Sesi-SP.”

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539874466

Jogadores celebram título com o presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Marcos Pacheco, técnico do Sesi-SP, fez uma análise da partida. “Foi um jogo duro como nós esperávamos, extremamente difícil. O Campinas é uma equipe experiente. Arrancamos muito bem, com 2 sets a 0, mas o Brasil Kirin melhorou no terceiro set e nós relaxamos. Mas soubemos voltar para o jogo e buscar as melhores opções e isso nos trouxe a vitória.”

Consciente dos talentos individuais que tem a disposição, Pacheco afirma que está no caminho para consolidar a equipe. “ Hoje não são apenas peças, já temos um time formado, mas temos um lastro de crescimento ainda. A equipe pode crescer mais, conhecer mais nossas virtudes e nossos problemas. Temos o que evoluir, mas já somos uma equipe, com certeza.”

Perto de deixar as quadras, o líbero Serginho disse que nesse momento, mais do que nunca, cada vitória tem muito valor. “Fico feliz de estar jogando em alto nível com 38 anos e quatro parafusos nas costas. Agora estou vivendo um dia por vez, porque logo mais eu paro de jogar, então tenho que desfrutar desses momentos. Toda final, toda conquista tem um gosto diferente.”

O jogo

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539874466

Evandro, Sidão e Lucarelli comemoram. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp


No primeiro set, pela força dos ataques e pela vibração dos jogadores a cada ponto, era fácil perceber a vontade de vencer das duas equipes, mas também havia ainda um pouco de nervosismo dos dois lados. O placar ficou apertado durante todo o set, mas o Sesi-SP conseguiu vencer por 22/20.

Embalado, o Sesi-SP voltou para o segundo set mais forte. No primeiro tempo técnico, o placar era de 07/03 para o time da indústria, que manteve a vantagem até o fim do set, dando pouca chance para o adversário e fechando em 21/15.

A reação do Brasil Kirin veio no terceiro set, em que logo no começo a equipe de Campinas abriu a vantagem de 05/02. Em poucos momentos do set, o Sesi-SP chegou perto de empatar, mas o Brasil Kirin conseguiu encaixar suas jogadas e venceu o set por 21/14.

No último e decisivo set, o Sesi-SP voltou a dominar desde o início e mostrou a força do seu conjunto, com jogadores atuando bem em todos os fundamentos, da recepção ao bloqueio. O resultado foi a vitória no set por 21/15 e a conquista de mais um título.

>> A campanha do Sesi-SP no campeonato paulista de vôlei masculino
>> Conheça o elenco campeão
>> Saiba como foi o primeiro jogo da final entre Sesi-SP e Brasil Kirin 

Saiba como foi a campanha do Sesi-SP no campeonato paulista de vôlei masculino

Agência Indusnet Fiesp

Fase classificatória

#1 Sesi-SP 3 x 0 São Caetano
Parciais: 21/18, 21/15 e 21/12
Data: 03/08/13
Local: Vila Leopoldina, São Paulo
Leia mais: Sesi-SP vence São Caetano em estreia no campeonato paulista de vôlei

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539874466

Sesi-SP venceu por 3 sets a 0 na disputa com a equipe do São Caetano. Foto: Juan Saavedra/Fiesp


#2 Sesi-SP 3 x 2 São José dos Campos
Data: 10/08/13
Parciais: 24/26, 21/14, 21/18, 14/21 e 15/12
Local: ADC-GM – São José dos Campos
Leia mais: Fora de casa, Sesi-SP vence São José dos Campos por 3 a 2

#3 Sesi-SP 3 x 0 Climed/Atibaia
Data: 14/08/13
Parciais: 21/12, 21/16 e 21/17
Local:Vila Leopoldina, São Paulo
Leia mais: Sesi-SP vence mais uma no campeonato paulista: 3 a 0 no Climed/Atibaia

#4 Sesi-SP 3 x 2 Funvic/Taubaté
Data: 17/08/2013
Parciais: 18/21, 21/19, 19/21, 21/17 e 17/15
Local: Ginásio do Abaeté, Taubaté
Leia mais: De virada, Sesi-SP vence Funvic/Taubaté por 3 sets a 2 

Equipe de vôlei e comissão técnica com presidente do Sesi-SP e da Fiesp. Paulo Skaf. Foto: fanpage no Facebook do jogador Sidão

Equipe de vôlei e comissão técnica com presidente do Sesi-SP e da Fiesp. Paulo Skaf. Foto: Facebook Sidão


#5 Sesi-SP 3 x 0 São Bernardo
Data: 24/08/13
Parciais: 21/18, 21/18 e 24/22
Local: Vila Leopoldina, São Paulo
Leia mais: Na estreia de Lucão, vôlei do Sesi-SP vence São Bernardo: 3 sets a 0

#6 Sesi-SP 2 x 3 Brasil Kirin
Data: 31/08
Parciais: 21/17, 21/18, 13/21, 18/21 e 15/12
Local: Vila Leopoldina, São Paulo
Leia mais: Ainda buscando entrosamento, Sesi-SP perde em casa para Brasil Kirin

Quartas de final

#7 Sesi-SP 3 x 1 São Caetano
Data: 11/09/2013
Parciais: 21/16, 21/15, 33/35 e 21/13
Local: São Caetano
Leia mais: Sesi-SP vence São Caetano na primeira partida das quartas de final do campeonato paulista

#8 Sesi-SP 3 x 0 São Caetano
Data: 19/09/2013
Parciais: 21/10, 21/10 e 21/15
Local: Vila Leopoldina, São Paulo
Leia mais: Sesi-SP supera São Caetano e avança para a semifinal do campeonato paulista

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539874466

Renan ataca pela saída da rede em lance do jogo contra o São Caetano. Foto: Lucas Dantas/Fiesp


Semifinais

#9 Sesi-SP 3 x 0 São José dos Campos
Data: 15/10/2013
Parciais: 21/18, 21/19 e 21/15
Local: São José dos Campos
Leia mais: Em noite de festa para Serginho, Sesi-SP vence primeira partida da semifinal do campeonato paulista de vôlei

#10 Sesi-SP 3 x 1 São José dos Campos
Data: 18/10/2013
Parciais: 21/19, 19/21, 21/15 e 21/13
Local: Vila Leopoldina, São Paulo
Leia mais: No masculino, Sesi-SP vence São José e está na final do Paulista de vôlei

Finais

#11 Sesi-SP 3 x 1 Brasil Kirin
Data: 27/10/2013
Parciais: 21/18, 18/21, 21/16 e 21/15
Local: Vila Leopoldina, São Paulo
Leia mais: Sesi-SP vence Brasil Kirin por 3 sets a 1 e larga na frente na decisão do Campeonato Paulista

#12 Sesi-SP 3 x 1 Brasil Kirin
Data: 31/10/2013
Parciais: 22/20, 21/15, 14/21 e 21/15
Local: Ginásio do Taquaral, Campinas
Leia mais: Sesi-SP vence Brasil Kirin e é campeão paulista masculino de vôlei


Vôlei: Sesi-SP vence mais uma no campeonato paulista: 3 sets a 0 no Climed/Atibaia

Agência Indusnet Fiesp

Na volta de Sidão, eleito melhor jogador do campeonato sul-americano de vôlei, a equipe do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) precisou de apenas 54 minutos para superar o Climed/Atibaia pelo placar de 3 sets a 0 (21/12, 21/16 e 21/17).

A partida, realizada na noite desta quarta-feira (14/08) no ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo, foi a terceira do Sesi-SP na competição depois de triunfos ante São Caetano e São José dos Campos.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539874466

Alisson ataca pela entrada da rede.. Foto: Lucas Dantas/Fiesp


No primeiro set, o Sesi-SP começou em desvantagem, (04/07), mas logo virou, chegando ao segundo tempo técnico obrigatório em 14/08 e fechando em 21/12 em 16 minuros. No segundo parcial, o Sesi-SP manteve o ritmo e abriu 07/02. A vantagem foi mantida e a equipe de Marcos Pacheco com o placar de 21/16 em 19 minutos. No terceiro e último parcial, o Climed/Atibaia conseguiu equilibrar as ações e chegou na frente ao final do primeiro tempo técnico obrigatório: 06/07. A vantagem de um ponto foi mantida na segunda parada: 13/14. O Sesi-SP melhorou e fechou em 21/17 em 19 minutos.

O oposto Evandro foi o maior pontuador do Sesi-SP, com 11 pontos, seguido de Alisson (oito) e Sidão e Tarcisio (sete, cada um).

Time feminino do Sesi-SP perde por 3 sets a 0 e encerra participação no campeonato paulista

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539874466

Ponto do segundo set.

Não deu para as meninas do Sesi-SP. Repetindo o placar da primeira partida,  a equipe do Vôlei Amil superou a do Sesi-SP novamente por três sets a zero (25/22, 25/23 e 25/22) e é o primeiro time a se classificar para a final feminina da edição 2012 do campeonato paulista. O jogo aconteceu na noite desta quinta-feira (18/10) no ginásio do Sesi Vila Leopoldina, em São Paulo.

“A gente sabe da qualidade do time delas. Jogamos muito abaixo do que a gente pode e a temos que melhorar bastante o bloqueio, defesa”, afirmou Sassá, ponteira do Sesi-SP. “Agora é pensar na Superliga e trabalhar pra passar logo por essa fase”, completou.

Com a derrota para o Vôlei Amil, o Sesi-SP encerra a participação no campeonato paulista. O sonho do primeiro título na competição fica adiado para 2013.

O jogo

No primeiro set, apesar do bloqueio eficiente, a equipe do Sesi-SP cometeu muitas falhas, aproveitadas pelo Vôlei Amil, que fechou o parcial em 25/22 em lance da meio-de-rede Natasha.

O segundo set apresentou um jogo mais equilibrado, com boas defesas por parte da equipe feminina do Sesi-SP, que contrabalançaram os erros de recepção. Mas prevaleceu a boa atuação da central adversária Walewska. A campeã olímpica em Pequim-2008 fez o ponto do set para a equipe de Campinas: 25/23.

Para o terceiro set, decisivo para as duas equipes, o técnico do Sesi-SP, Talmo de Oliveira, mudou a posição da oposta Tandara para a ponta de rede e substituiu Suele, na recepção do saque, por Elisângela, que assumiu a outra ponta de rede.

As mudanças fortaleceram as donas da casa, mais concentradas e assertivas no terceiro set. Não foi o suficiente. Depois de superar um passageiro descontrole emocional, o time do técnico José Roberto Guimarães cravou 25/22  em ataque da  ponteira Pri Daroit, garantindo seu lugar na final.

Time de vôlei feminino do Sesi-SP recebe Amil/Campinas e busca segunda posição na tabela

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp

Nesta quarta-feira (03/10), a partir das 18h, o time do Sesi-SP receberá, na Vila Leopoldina, o Amil/Campinas em disputa direta pela vice-liderança do Campeonato Paulista 2012.

A duas partidas de encerrar a primeira fase, a liderança na tabela é muito difícil. Porém, a segunda colocação está em jogo e o Sesi-SP quer dar um grande passo para alcançá-la e conseguir uma significativa vantagem na semifinal do campeonato.

Isso porque, independentemente do resultado de quarta-feira (e confirmando a liderança do Sollys Osasco), o confronto na semifinal será entre as duas equipes em melhor de três. A vice-líder na tabela terá o mando em duas partidas e a possibilidade de decidir em casa a vaga na final. O adversário tem um jogo a menos e com dois jogos a realizar, hoje está com 24 pontos, contra 23 do Sesi-SP.

Na última partida, o time da indústria levou um susto e quase entregou uma vitória tranquila contra o São Bernardo. Após ter vencido o primeiro set por incríveis 25×7 e o segundo por 25×22, o time se desconcentrou e perdeu os dois seguintes (25×27 e 23×25). O técnico Talmo de Oliveira mexeu, voltou com a equipe do primeiro set e fechou o jogo em 15×7.

O equilíbrio da partida foi ressaltado pelo treinador, mas a recuperação do time também não foi esquecida e servirá como combustível para o confronto de quarta-feira. “O primeiro set foi ótimo para nós, porém mascarou um pouco o resultado”, afirmou ao explicar que nos sets seguintes, o jogo foi mais parecido com o primeiro turno [vitória do Sesi-SP por 3×1]. O problema, para ele, foi que “nós as deixamos jogar e quase perdemos uma partida que vencíamos por 2×0. No tie-break reencontramos nosso jogo e vencemos bem”, alertou. “Esse é o espírito que quero para quarta-feira. Sabemos que podemos vencer e vamos lutar ponto a ponto pela vitória”, afirmou.

No primeiro turno, o Amil provocou a primeira derrota do Sesi-SP na competição [3×1] em partida que marcou a volta das campeãs olímpicas Fabiana, Dani Lins e Tandara. Para o treinador, as jogadoras ainda careciam de entrosamento e condições físicas naquela partida, o que é diferente agora. “Elas já estão bem melhores e mais entrosadas, além de aguentar a partida inteira. Será outro jogo”, completou.

Após o jogo contra o Amil/Campinas, a equipe do Sesi-SP fechará a primeira fase fora de casa contra o líder Sollys/Osasco na terça-feira (09/10), às 18h30.

Serviço
Sesi-SP x Amil/Campinas
Data e horário: 03/10/2012, quarta-feira, às 18h
Local: Ginásio da Vila Leopoldina (Rua Carlos Weber, 835, Vila Leopoldina, São Paulo)

Sesi-SP derrota o Climed/Atibaia e chega à 11º vitória no Paulistão

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

Onze partidas. Onze vitórias. Essa é a trajetória da equipe de vôlei masculino do Sesi-SP, líder isolado do campeonato paulista. Com o apoio da torcida, que compareceu ao ginásio do Sesi Vila Leopoldina, na noite desta terça-feira (18/09), o time do técnico Giovane Gávio derrotou o Climed/Atibaia por 3 sets a 0 (25/19, 25/17 e 26/24), em partida válida pela 4ª rodada do returno do Paulistão.

O resultado mantém o Sesi-SP na liderança isolada da competição, com 31 pontos – cinco a mais que o segundo colocado, o time do Medley/Campinas. Já a equipe de Atibaia permanece na quinta colocação, com 14 pontos: quatro vitórias e cinco derrotas.

Nesta quinta-feira (20/09), o time do técnico Giovane Gávio enfrenta o BMG/São Bernardo, às 18h30, no ginásio do Sesi Vila Leopoldina. A partida será transmitida pelo canal SporTV.

Leia mais

Acompanhe as notícias de esporte do Sesi-SP no site: www.sesisp.org.br

Na volta de Sassá, Sesi-SP derrota São Caetano pelo campeonato paulista

Agência Indusnet Fiesp

Foto: Renato Tavolari

Campeonato Paulista de vôlei feminino - Sesi-SP x São Caetano

Mesmo atuando na casa das adversárias, a equipe feminina do Sesi-SP não teve problemas para superar a do São Caetano por 3 sets a 0 (25/11, 25/14 e 25/12) na noite desta terça-feira (18/09), em jogo válido pelo campeonato paulista.

Com bom volume de saque e bloqueio, o time comandado por Talmo de Oliveira dificultou as ações do São Caetano. Os destaques da partida foram as atletas Bia, Fabiana e Tandara.

A noite marcou a volta às quadras de Sassá, que jogou apenas alguns pontos, mas foi festejada pelas companheiras. Sassá sofrera uma lesão durante a preparação da seleção brasileira em Saquarema, antes dos Jogos Olímpicos de Londres-2012.

O próximo compromisso do Sesi-SP é na quinta-feira (20/09), às 21h, na Vila Leopoldina, diante da equipe da Uniara de Araraquara. O jogo tem transmissão do Sportv.

Leia mais


Sesi-SP recebe Sollys na Vila Leopoldina para apagar derrota e recuperar a ponta

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp

A partida deste sábado (15/09) do time feminino de vôlei do Sesi-SP contra o Sollys/Nestlé promete. Na escalação das duas equipes, oito jogadoras campeãs olímpicas em Londres. Na tabela, a disputa pela melhor posição no final do turno. Em quadra, duas equipes que prometem realizar uma partida memorável e disputada ponto a ponto.

Sesi-SP x Sollys/Nestlé tem tudo para ser o grande jogo da última rodada do primeiro turno do Campeonato Paulista de Vôlei Feminino, no ginásio da Vila Leopoldina, às 11h.

Pelo Sesi-SP, o técnico Talmo de Oliveira conta com as medalhistas olímpicas Fabiana, Tandara e Dani Lins para superar o Sollys/Nestlé, que tem as também campeãs em Londres Adenízia, Jaqueline, Thaísa, Sheilla e Fernanda Garay, sob o comando de Luizomar de Moura. Um confronto de ouro, sem dúvida, que o técnico do Sesi-SP vê como uma decisão.

“Ainda tem o segundo turno, mas esse jogo é diferente, um dos principais do campeonato. Tem quase uma seleção do outro lado”, declarou Oliveira, que colocou o adversário de sábado no triângulo dos favoritos ao título paulista. “As equipes do Sesi-SP, Sollys e Amil despontam como fortes candidatas ao título, mas ainda há muitos jogos pela frente e tudo pode acontecer”, salientou.

Apostas

A tabela, contudo, dá algumas pistas para futuras apostas. Enquanto não haviam se enfrentado, as três equipes ganharam todos os seus jogos com pouquíssimos sets perdidos. A primeira derrota do Sesi-SP foi exatamente para a Amil, no último sábado (08/09), por 3×1. O resultado do embate entre os times de Osasco e Campinas, na última quarta-feira (12/09), foi a vitória do Sollys, por 3×0.

Para o jogo deste sábado (15/09), a equipe do Sesi-SP não contará apenas com Sassá, que ainda se recupera de lesão. Mas as campeãs olímpicas Fabiana, Tandara e Dani Lins estão confirmadas para a partida, porém, o técnico não adianta se começam jogando.

“Elas estão recuperando a forma física e técnica após as Olimpíadas. Já Tandara e Fabiana, recém-contratadas, ainda estão se entrosando com a equipe, o que é natural. Mas tenho até o dia do jogo para definir a escalação”, disse Oliveira.

Serviço
Sesi-SP x Sollys/Nestlé
Data/horário: 15 de setembro de 2012, às 11h
Local: Ginásio da Vila Leopoldina – Rua Carlos Weber, 835, Vila Leopoldina, São Paulo
Entrada Franca

Leia mais

Sesi-SP é líder isolado do Campeonato Paulista de Vôlei Masculino

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

A sétima rodada do Campeonato Paulista de Vôlei Masculino foi marcada pelo clássico entre as duas principais equipes de voleibol paulista. Em quadra, Sesi-SP e Medley/Campinas promoveram uma disputa acirrada pela liderança isolada do Paulistão.

Em ótima fase, a equipe do técnico Giovane Gávio venceu o time campineiro por 3 sets a 1. Parciais 27 a 25, 25 a 22, 22 a 25 e 25 a 17, neste sábado (01/09), no ginásio do Taquaral.

Com o resultado, o Sesi-SP permanece invicto na competição e assume a liderança isolada do Paulistão, com 19 pontos. Já o time do Medley/Campinas permanece na 2ª colocação, com 15 pontos.

Na próxima rodada, o Sesi-SP contará com o apoio da sua torcida na partida contra o São Caetano, que acontecerá no dia 06 de setembro (quinta-feira), às 18h, no ginásio do Sesi Vila Leopoldina, em São Paulo.

Leia mais


Vôlei feminino: Sesi-SP vence mais uma e segue na liderança do Paulistão

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

Três partidas. Três vitórias. Essa é a trajetória da equipe de vôlei feminino do Sesi-SP na disputa do Campeonato Paulista de Vôlei Feminino. Em ótima fase, a equipe do técnico Talmo de Oliveira derrotou,  nesta quinta-feira (30/08),  o time do São Caetano por 3 sets 0. Parciais: 25/15, 27 /25 e 25/20, partida realizada no ginásio do Sesi Vila Leopoldina.

Com o resultado, o Sesi-SP soma nove pontos e divide a liderança do campeonato estadual com o Sollys/Osasco. Na outra ponta da tabela está a equipe do São Caetano, que ainda não somou pontos na competição.

Nesta partida, o técnico Talmo de Oliveira não contou com as medalhistas olímpicas Dani Lins, Fabiana e Tandara – que se recuperam da sequência de jogos durante os Jogos Olímpicos de Londres – e com a ponteira Sassá, afastada pelo departamento médico para o tratamento de uma lesão.

O próximo desafio da equipe da indústria será neste sábado (01/09), contra a equipe do BMG/São Bernardo, às 11h, no ginásio do Baetão, em São Bernardo do Campo.

Leia mais

Vôlei feminino do Sesi-SP vence mais uma: 3 a 0 sobre Pinheiros pelo campeonato paulista

Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539874466

Alunos do Sesi da região de Bauru posam com jogadoras do time feminino do Sesi-SP

Jogando em casa, a equipe feminina do Sesi-SP venceu na manhã deste sábado (25/08), no ginásio da Vila Leopoldina, o time do Esporte Clube Pinheiros por 3 a 0 (parciais de 25/22, 25/19 e 25/10), pelo campeonato paulista de vôlei.

Com o resultado, a segunda vitória em dois jogos, a equipe do Sesi-SP se mantém na liderança, com seis pontos. O próximo compromisso é diante do São Caetano, na quinta-feira (30/08), às 18h, também na Vila Leopoldina.

O time do técnico Talmo de Oliveira manteve um bom volume de jogo durante os três sets, demonstrando evolução em relação à final da Copa São Paulo duas semanas atrás (em 11/08), quando também superara o Pinheiros. Os destaques foram as atacantes Elisangela (23 pontos), Suelle (22 pontos) e Ingrid (20 pontos).

“Agora que terminou parece fácil, mas fizemos o jogo ser assim. Cometemos poucos erros, estávamos focados e o time soube se comportar muito bem. Para o próximo jogo [São Caetano] pegaremos uma equipe muito mais entrosada e com ritmo, pois vem de competições que estão disputando há mais tempo”.

O jogo contou com a presença de 160 alunos do Sesi da região de Bauru. O Sesi Vila Leopoldina realiza agendamento de grupos nos jogos dos times masculino e feminino.

Veja também


Time masculino do Sesi-SP vai a São José dos Campos em busca de mais uma vitória no Paulista

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp

Sem perder um set sequer no Campeonato Paulista de Vôlei Masculino, o Sesi-SP enfrentará nesta quarta-feira (15/08), na casa do adversário, o São José dos Campos, que vem de duas derrotas consecutivas, sendo a última por 3 a 1, para o BMG/São Bernardo do Campo. Uma vitória manterá a equipe da indústria em ótima colocação na tabela. Hoje, o Sesi-SP está na segunda posição, atrás do Medley/Campinas apenas pela quantidade de pontos perdidos (117 contra 107 do Medley).

Para a partida contra o São José, o Sesi- SP não contará com o líbero Lucianinho e o oposto Leozão, que se recuperam de contusão. Para o técnico Giovane Gávio, mesmo com esses desfalques a equipe se mantém equilibrada, mas a pressão do adversário será forte. “É uma equipe que correrá atrás da vitória porque está precisando muito. Na última vez que jogamos contra eles tivemos um duelo difícil, por isso não espero nenhum cenário diferente desta vez”.

O treinador também comentou a respeito da minimaratona de jogos fora de casa. Após o confronto contra o São José dos Campos, o Sesi-SP vai a Atibaia, onde enfrenta o Climed, dia 18/08, e depois a São Bernardo do Campo, dia 25/08, para jogar com o time da casa. A próxima partida em casa será o clássico contra o Vôlei Futuro, no dia 29/08.

“Isso agora é até bom, pois no segundo turno os mandos se invertem e teremos mais jogos em casa para decidir nossa classificação”, avaliou Giovane.

Embalado pela conquista do tetracampeonato da Copa São Paulo, o Sesi-SP busca seu terceiro título no Campeonato Paulista. O time da indústria foi campeão em 2009 e 2011, sendo vice em 2010.

Confira aqui a tabela de jogos do Sesi-SP no Campeonato Paulista

Leia mais

Veja outras notícias na página do Sesi Esporte

Meninas do Sesi-SP derrotam Pinheiros e conquistam Copa São Paulo de vôlei feminino

Agência Indusnet Fiesp, com informações da assessoria de imprensa da Federação Paulista de Volleyball

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539874466

Equipe comemora o título com troféu e medalhas ao lado do presidente do Sesi-SP e da Fiesp, Paulo Skaf

Pouco depois do ouro olímpico pelas companheiras Dani Lins, Fabiana e Tandara, a equipe do Sesi-SP entrou na quadra do Esporte Clube Pinheiros, em São Paulo, na tarde deste sábado (11/08) para enfrentar as donas da casa.

E o resultado foi mais um pódio. O time comandado pelo técnico Talmo de Oliveira venceu por 3 sets a 1 16/25, 25/18, 25/20 e 25/17, em uma hora e 46 minutos.

O título foi conquistado de forma invicta, com outras duas vitórias: Sesi 3 x 1 BMG/São Bernardo (na sexta, 10/08) e Sesi/SP 3 x 1 Uniara (na quinta, 09/08).

A cerimônia de premiação contou com a presença do presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Serviço Social da Indústria (Sesi-SP), Paulo Skaf.

O torneio serve de preparação para o Campeonato Paulista Adulto da Divisão Especial, com início programado para esta semana.

O jogo

A final da Copa São Paulo começou equilibrada, mas a partir do primeiro tempo técnico, o Pinheiros assumiu o controle do jogo, defendendo bem e aproveitando as chances de contra-ataque, fechando o parcial em 25/16.

No segundo set, o Sesi-SP voltou melhor. A série seguiu praticamente igual até o segundo tempo técnico, quando o Sesi passou à frente e empatou o jogo: 25/18.

Apesar do equilíbrio nos sets seguintes, prevaleceu a maior experiência do Sesi-SP, principalmente a boa atuação da ponteira Elisângela. A levantadora Marcela também se saiu bem, assim como a líbero Vere. Com mais paciência e tranquilidade nos pontos decisivos, o Sesi-SP venceu por 25/20 e 25/17 e conquistou o primeiro título da temporada 2012.

De acordo com Talmo de Oliveira, técnico do Sesi-SP, o destaque da equipe foi a recuperação após perder o primeiro set. “Tivemos sobriedade para recuperar a confiança, mesmo jogando na casa do adversário. O grupo percebeu que tem de pensar em cada ponto por vez e todos estão de parabéns pela virada e conquista importante. Sem dúvida, dará mais confiança para os futuros desafios”, afirmou.

A Copa São Paulo Feminina 2012 tem organização e promoção da Federação Paulista de Volleyball.