CCFB entrega a 8ª edição do Prêmio de Comércio Exterior França-Brasil

Juan Saavedra, Agência Indusnet Fiesp

Ao final do VI Fórum de Inovação e Tecnologia, realizada na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), com o apoio da entidade, a Câmara de Comércio França-Brasil (CCFB) fez a entrega de duas premiações: o VIII Prêmio de Comércio Exterior França-Brasil, uma iniciativa da CCFB em parceria com a CCI International, e o primeiro Prêmio Empreendedor.

A Maïqual Consultoria e Engenharia ganhou o prêmio Santos Dumont. A francesa Stéphanie Cherubin, diretora da empresa que vem concentrando seus esforços no Brasil no agronegócio, especialmente no planejamento de silos para cana-de-açúcar, recebeu o troféu. “Conseguimos fidelizar nossos clientes. Isso para gente é a melhor prova que nosso trabalho é de qualidade”, disse ela.

Stéphanie Cherubin, diretora da Maïqual Consultoria e Engenharia, recebeu o prêmio das mãos do empresário Alberto Lemos Araújo Filho, da Bull. Foto: Everton Amaro

A empresa de origem brasileira Granado recebeu o prêmio Villegaignon. De acordo com a diretora de marketing e vendas da empresa, Nazish Munchenbach, é um grande orgulho levar uma marca brasileira de tradição para a França. “Chegar na França foi um desafio grande. Está sendo uma grande sucesso. Uma das razões para isso é ter ficado muito fiel às nossas raízes. Não foi preciso inventar uma história”, disse ela, reconhecendo que um dos desafios é a inovação e que o aprendizado é constante diante das diferenças culturais existentes entre as diversas regiões do Brasil.

Nazish Munchenbach, diretora de marketing e vendas da Granado, recebeu o prêmio das mãos de Denis Lepetit. Foto: Everton Amaro/Fiesp

O I Prêmio Empreendedor  é da Arkadin, que presta serviços de vídeo e web conferência para o meio empresarial. Ao receber o troféu das mãos do diretor titular adjunto do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex) da Fiesp, Antonio Bessa, o diretor da empresa no Brasil,

O diretor da Fiesp, Antonio Bessa (à direita na imagem), entregou o prêmio a Luis Kazuo, diretor da Arkadin. Foto: Everton Amaro/Fiesp

disse ser um orgulho para a empresa francesa, que tem apenas 13 anos de atividades. “Temos o objetivo de reunir pessoas que estão geograficamente distantes para acelerar seus negócios, fazendo reuniões virtuais e entregando produtividade e velocidade nas decisões.”