Alexandre Borges traz a poesia de Fernando Pessoa e Vinicius de Moraes para o palco do Sesi

Dulce Moraes, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1545215822

Alexandre Borges no espetáculo Poema Bar. Foto: Mauren Ercolani

Um encontro de poetas de todas as idades. Assim foi a apresentação única do espetáculo Poema Bar, na noite desta segunda-feira (12/11), no Teatro do Sesi-SP no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, na capital paulista.

Ao som do piano de João Vasco, músico português idealizador do espetáculo, o ator Alexandre Borges declamou poemas de Fernando Pessoa e Vinicius de Moraes e dividiu o palco com interpretações emocionadas das cantoras Sofia Vitória e Mariana de Moraes.

Uma homenagem à celebração do Ano Brasil-Portugal, o espetáculo trouxe a alma poética dos dois países por meio das obras de seus dois maiores poetas: Vinicius e Pessoa. Como definiu Alexandre Borges, ao término do espetáculo: “Só o que nos separa é o Atlântico”. Borges dedicou a apresentação dessa noite  ao “grande poeta que nos deixou nesta semana”, o ator Marcos Paulo.

O contraste claro-escuro, tristeza-alegria esteve presente no cenário, no figurino e na escolha do repertório do espetáculo.  A cantora portuguesa Sofia Vitória trouxe a dor do fado às belíssimas músicas sobre amor e riqueza da alma. E Mariana de Moraes, neta de Vinícius, convidou o público a cantar o hino de amor Eu sei que vou te amar – Soneto da Fidelidade, de autoria  de Vinícius e Jobim.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1545215822

No palco, o pianista João Vasco, a cantora Sofia Vitória e o ator Alexandre Borges

Borges deu expressão dramática ao Operário em Construção, de Vinicius de Moraes, e fez um despojado Álvaro de Campos (heterônimo de Fernando Pessoa) com a declamação do poema  Sou lúcido. 

O  ator também emprestou todo o charme e humor, tipicamente brasileiro, na interpretação do Feijoada à Minha Moda , de Vinicius de Moraes.


Demonstrando que poesia está no cotidiano das pessoas e que  “todos somos poetas”, Borges incorporou ao espetáculo um sarau, chamando ao palco o grupo Líricas e Prosas Mato adentro, Gente a fora que declamou poemas de Vinícius de Moraes, como o ritmado e brasileiríssimo Samba da Benção, acompanhado em coro pela plateia.

A poeta-mirim Milena de Oliveira, de apenas 9 anos de idade (desde o 6, no grupo), encantou a todos ao declamar Corujinha, poema de autoria de Vinicius que virou música na voz de Elis Regina.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1545215822

Alexandre Borges e os jovens poetas de São Bento de Sapucaí. Foto: Mauren Ercolani


O ator Alexandre Borges conheceu esse grupo de jovens poetas da cidade de São Bento do Sapucaí durante a apresentação do espetáculo Poema  Bar, no Teatro do Sesi São José de Campos, no último dia 8 de novembro. Idealizado por Vanderléia Barboza, o grupo de Sarau Líricas e Prosas Mato adentro, Gente a fora é composto por crianças e jovens da cidade e  realiza espetáculos recitais sempre com poesias e contos de autores brasileiros, regados com belas composições musicais.

Além de São José dos Campos, o espetáculo Poema Bar  teve apresentações únicas nos Teatros do Sesi-SP de  Sorocaba (dia 10), Campinas (dia 11) e Itapetininga (dia 13).

Na noite  do dia 12/11, no Teatro do Sesi-SP na avenida Paulista, os atores Camila Mota e Mariano Martins, que estavam  plateia, participaram desse sarau improvisado com declamação de poemas de Fernando Pessoa e de Vladimir Mayakovsky.

Leia mais