Iniciativas Sustentáveis: Cotton Star – Atitudes Responsáveis

Imagem relacionada a matéria - Id: 1563406353

Por Karen Pegorari Silveira

Santa Catarina é o segundo maior polo têxtil produtor e exportador do Brasil, atrás de São Paulo. No estado, o setor conta com mais de 9 mil estabelecimentos, que representam 18,5% de toda a indústria catarinense. A maior concentração de empresas do ramo está no Vale do Itajaí, como é o caso da empresa Cotton Star Indústria e Confecção.

Para competir em um mercado tão desafiador, a empresa apostou em práticas de Responsabilidade Social simples, mas que são importantes diferenciais para quem deseja fornecer para grandes empresas de moda.

Entre as iniciativas estão a campanha do agasalho, que já soma um total de 1000 kg de roupa doados; a Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (SIPAT) com palestras sobre saúde, atenção no trânsito, alimentação saudável e feminicídio; a Feira do Colaborador; a Campanha Atitude Sustentável, com ações de doação de 1 muda de árvore para cada colaborador – totalizando 500 árvores que poderão ser plantadas; mudanças como instalações de secadores de mãos e sensores de luz nos banheiros, adesivos de consumo responsável em todas as impressoras, tomadas e máquinas de ar; kits com caneca lavável e squeeze para novos colaboradores; festa de Dia das Crianças; biblioteca com livros e computadores de livre acesso para colaboradores; e destinação correta de resíduos.

De acordo com a analista de Gestão Humana da empresa, Flavia Carolina Campestrini, “a Cotton anda muito junto com a C&A e com as certificações de responsabilidade social da Associação Brasileira do Varejo Têxtil (ABVTEX), Sistema Sul Certificador (SSC) e Facility and Merchandise Authorization Application and Instructions (Disney FAMA). Estamos sempre tentando melhorar os nossos desperdícios tanto do processo quanto em materiais mais simples como copos plásticos e papel toalha. Nos sensibilizamos com o meio ambiente e a sociedade ao nosso redor e a família do colaborador.  Um dos nossos 5 valores é a responsabilidade social e ‘Cumprir todas as legislações, bem como participar de projetos de sustentabilidade’”, conta ela.

A analista Administrativa e responsável pelas auditorias na empresa, Romana Esser Schultz, conta que a SSC (C&A) tem uma equipe própria de auditores que além de fazerem o trabalho de auditoria fazem o trabalho de orientação e suporte na sua rede de fornecimento para que esta seja sustentável com o passar do tempo, procurando condições de trabalho mais justas e seguras. Além das questões do check list elaborado em cima de bases legais onde é verificado as condições de trabalho, regularização das empresas, saúde, segurança, meio ambiente, sistema de gestão, controle de químicos e de resíduos, são realizadas entrevistas com funcionários e verificação nos setores de toda a empresa para confrontamento de evidências. “Nós, como fornecedores também fazemos nosso papel ativo na nossa rede de fornecimento, procurando realizar visitas constantemente para que a monitoração seja constante e funcional. Hoje temos orgulho de ser uma empresa modelo em todo esse processo de sustentabilidade onde nossa maior conquista é isso, trabalho para todos e com dignidade procurando sempre melhorar’, completa.

Sobre a Cotton Star

Criada em 2003, iniciou suas atividades na cidade de Indaial (SC), permanecendo até 2008. Com as novas instalações, mudou-se para a cidade de Blumenau (SC) e em 2011 começou seus processos de certificações: ISO-9001 – 2008, ABVTEX e FAMA. Atualmente conta com 370 colaboradores.

Iniciativas Sustentáveis: Emphasis – Responsabilidade e Competitividade

Imagem relacionada a matéria - Id: 1563406353

Por Karen Pegorari Silveira

Sendo o quarto maior parque produtivo do mundo e com faturamento anual de 45 bilhões de dólares, é possível entender a relevância do setor têxtil brasileiro para o mundo. O setor emprega 8 milhões de pessoas, com cerca de 1,5 milhão de colaboradores.

Trabalhar com estes números exige responsabilidade e cuidado, assim como faz a indústria Emphasis, localizada na cidade de Sorocaba, interior de São Paulo.

A empresa é mantenedora da ‘Associação Ser Consciente’, que foi idealizada pelos sócios fundadores e atua com os filhos dos colaboradores e também com crianças em geral da cidade de Sorocaba, onde a mesma está localizada. A associação fornece aulas de informática, música e pintura para crianças de 8 a 16 anos. Hoje, há 150 crianças assistidas. Com o ‘Programa bolsa de estudos’, a empresa oferece, anualmente ao colaborador uma porcentagem do valor da matrícula para incentivar a crescer dentro da organização ou voltar aos estudos. Além da Associação Ser Consciente, a Emphasis destina ainda parte do seu faturamento para instituições do terceiro setor. No Programa Menor Aprendiz, a empresa promove cursos juntamente com o Senai de costura na cidade de Votorantim, acompanhando os alunos no seu desenvolvimento e contratando os melhores no fim do curso.

Para cuidar da saúde dos seus colaboradores a empresa criou o ‘Mês da qualidade de vida’, em 2018, e incentiva seus colaboradores a terem uma vida mais saudável, buscando exercícios físicos para melhorar a qualidade de vida tanto dentro quanto fora da empresa, além de promover a interação entre os processos internos. Também realizam Ginástica Laboral com objetivo de prevenir lesões, estresse, entre outros, e implantaram a metodologia OCRA em seus processos produtivos, com o intuito de prevenção de distúrbios musculoesqueléticos de membros superiores. Além disso, a empresa aderiu às campanhas Setembro Amarelo (suicídio), Outubro Rosa (câncer de mama) e Novembro Azul (câncer de próstata) para promover a conscientização dos colaboradores.

Há também o cuidado com o trabalho digno na cadeia produtiva, o que garantiu o Selo da Associação Brasileira do Varejo Têxtil (ABVTEX), criado pelas grandes marcas da moda, com intuito de combater o trabalho análogo ao escravo e infantil na cadeia de valor, e está entre os fornecedores de grandes redes de moda como a C&A.

Segundo a diretora Administrativa, Gabriele Ghiselini Cavaliunas, “para a Emphasis, responsabilidade social é um investimento no futuro! Investir no bem-estar e em um melhor ambiente para nossos colaboradores e na sociedade como um todo faz parte da nossa estrutura, é um dos nossos valores! ”, diz.

Sobre a Emphasis

A Emphasis foi criada em 1989 com quatro colaboradores e três máquinas de costura. Hoje a Empresa conta com 1500 colaboradores entre diretos e indiretos, uma produção de 350 mil peças por mês e capacidade instalada para 450 mil peças.

Para 460º aniversário de São Paulo, 2 unidades do Sesi-SP na capital se “vestem” de arte

Dulce Moraes, Agência Indusnet

Se o artista tem que ir aonde o povo está, o público que frequentar alguns dos Centros de Atividades do Sesi-SP poderá encontrar arte por várias partes desses espaços.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1563406353

A obra Anoã ilustra a fachada do Sesi-SP Vila Leopoldina. Foto: Arquivo Sesi-SP

Em sete unidades do Sesi-SP em todo o estado, as obras estarão “literalmente” nos muros, arquibancadas, jardins, janelas, paredes e outros áreas que se transformaram em plataformas expositivas.

As obras em questão fazem parte do projeto Ocupação Artística no Sesi-SP e estarão disponíveis nas unidades até o mês de outubro.

Além de ter contato direto com as obras, o público, em alguns casos, poderá acompanhar o processo de criação e construção da obra.

Na capital paulista — que, no próximo dia 25, completa seus 460 anos — o público poderá apreciar as obras “Anoã”, no Sesi Vila Leopoldina e “Graffiti Fine Art Cidade”, no Sesi AE Carvalho.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1563406353

A obra Graffite Fine ArtCidade no Sesi AE Carvalho

Logo na fachada do Centro Cultural Sesi Vila Leopoldina, na zona oeste, o público se depara com uma imensa e colorida ilustração da artista Prila Paiva. O painel “Anoã”, faz referência ao grafismo da etnia indígena cadiuéu, do Mato Grosso do Sul, e é uma releitura contemporânea do registro fotográfico de mesmo nome, feito por Darcy Ribeiro, nos anos 1940.

Já, no Sesi A. E Carvalho, na zona leste da cidade, o público visualizará o imenso “Graffiti Fine Art Cidade” na fachada do Teatro e da cantina. A obra é de autoria do grafiteiro Nick Alive, conhecido por seus personagens andrógenos e pelo traço como forma expressiva primordial, tanto em desenhos digitais, em nanquim ou à lápis.

O projeto Ocupação Artística no Sesi-SP contemplou outras cinco cidades do interior do estado. Para saber mais sobre cada obra e locais das instalações, clique abaixo: