Na torcida pelo bi, time feminino do Sesi-SP reforça apoio à seleção brasileira de vôlei

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

Time feminino de vôlei do Sesi-SP torce pela seleção brasileira em Londres

Time feminino de vôlei do Sesi-SP na torcida pela seleção brasileira

As jogadoras do time de vôlei feminino do Sesi-SP deram uma pausa nos treinos no início da tarde desta segunda-feira (30/07). Elas se juntaram no centro esportivo da entidade na Vila Leopoldina, na zona oeste de São Paulo, para torcer por Dani Lins, Fabiana e Tandara, suas companheiras de equipe convocadas para representar o Brasil em Londres.

Em quadra, a seleção de vôlei feminino foi derrotada pelo time dos Estados Unidos por 3 sets a 1 (25/18, 25/17, 22/25 e 25/21), em partida realizada no Centro de Convenções Earls Court, em Londres.

O técnico do Sesi-SP, Talmo de Oliveira, lamentou a derrota e elogiou a boa atuação das atletas do Sesi-SP: “O time dos Estados Unidos é muito forte defensivamente e aproveitou muitas oportunidades de contra-ataque. Nós tivemos a Fabiana, que fez uma boa partida, a Dani, que entrou e mudou um pouco o ritmo de jogo, conseguiu imprimir um pouco mais de velocidade e ajudou muito no bloqueio, que é a assinatura dela. Tandara jogou um pouco menos, mas acho que as três estão cumprindo um bom papel durante esses jogos e ajudando a seleção.  Tem muita coisa ainda para acontecer e a gente vai se encontrar ainda lá na frente, na semifinal e final.”

Medalhista em Pequim (2008), a levantadora Carol Albuquerque também acompanhou a partida e destacou a atuação da levantadora do Sesi-SP. “A Dani Lins entrou muito bem no jogo e ajudou o time a vencer o terceiro set.”

Cortada da seleção após uma lesão, a ponteira Sassá, que subiu ao ponto mais alto do pódio em Pequim, comentou que a seleção brasileira não se deixará abater por essa derrota. “Infelizmente não deu, mas agora as meninas precisam pensar no próximo jogo. A competição está apenas no começo e, provavelmente, as duas seleções ainda vão se encontrar”.

O jogo

Aparentando nervosismo nos dois primeiros sets, a seleção brasileira não soube tirar proveito das bolas de ataque e mostrou deficiências no bloqueio – os Estados Unidos venceram ambos com certa facilidade (25/18 e 25/17).

Com a entrada da levantadora Dani Lins, no terceiro set, a equipe do técnico José Roberto Guimarães ganhou velocidade no ataque, fator decisivo para a vitória brasileira  (22/25).

Após um quarto set bastante equilibrado, a seleção brasileira não soube aproveitar as bolas de contra-ataque. As norte-americanas não perdoaram: 25/21.

Nesta quarta-feira (01/08), a seleção feminina entra em quadra contra a Coreia do Sul, às 18h, também em Earls Court. A partida tem transmissão ao vivo na TV Record e nos canais por assinatura SporTV e ESPN Brasil.

Acompanhe o Sesi-SP em Londres – clique aqui.