Iniciativas Sustentáveis: Honda – Com projeto de parque eólico, empresa deixará de emitir mais de 2 mil toneladas de CO2 por ano

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539849069

Por Karen Pegorari Silveira/ Foto: Divulgação

A iniciativa da fabricante de automóveis Honda de criar um parque eólico na cidade de Xangri-lá, Rio Grande do Sul, é inédita no Brasil e veio para suprir 100% da demanda de energia elétrica da unidade fabril de Sumaré, no interior de São Paulo. O projeto receberá investimento inicial de R$100 milhões e deve iniciar suas atividades em 2015, concretizando o compromisso da empresa em minimizar os impactos ambientais de suas atividades.

Nove turbinas de 3MW, com capacidade instalada de 27MW, representará a geração de 95.000 MW ao ano, o equivalente ao consumo de energia de uma cidade com aproximadamente 35 mil habitantes e a mesma demanda de energia elétrica da planta de Sumaré, que possui capacidade instalada para a produção de 120 mil carros por ano. Com o projeto, a empresa deixará de emitir cerca de 2,2 mil toneladas de CO2 por ano, aproximadamente 30% do total gerado pela fábrica, e diminuirá ainda 45% do custo de energia na unidade com retorno do investimento estimado para pouco mais de sete anos.

O presidente da Honda Energy, Carlos Eigi Miyakuchi, declara estar satisfeito com o início das obras do parque e ressalta que a empresa continuará neste caminho. “Estamos muito satisfeitos em iniciar as obras do parque e avançar mais um passo na utilização de energias renováveis. A Honda continuará trabalhando proativamente em busca de atividades a favor do meio ambiente”, destaca.

De acordo com a empresa, até 2020 a meta é reduzir em 30% as emissões de CO2 de seus automóveis, motocicletas e produtos de força, e também de seus processos produtivos em todo o mundo.

A Honda é uma empresa japonesa, atua no Brasil desde 1971, possui 2 parques fabris nos estados de São Paulo e Amazonas e tem a sustentabilidade como base de seus negócios. Em suas fábricas o nível de CO2 emitido é constantemente monitorado nos processos. Os conceitos de sustentabilidade adotados pela empresa também auxiliam na redução dos impactos ambientais em toda a cadeia produtiva. Das motocicletas produzidas em Manaus (AM), por exemplo, 93% são transportadas em um sistema que reduz o volume de embalagens. Desde a implantação do projeto, em 1997, até o final de 2012, deixaram de ser consumidos 137 mil toneladas de madeira; 2,7 milhões de litros de óleo de proteção; 33 mil toneladas de papelão e 143 mil toneladas de aço.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539849069 VEJA OUTRAS INICIATIVAS SUSTENTÁVEIS