Ideias da Bíblia aplicadas à carreira e à busca pelo sucesso são apresentadas em palestra

Amanda Viana, Agência Indusnet Fiesp

Conceitos da Bíblia, aplicados em situações do nosso cotidiano, foram apresentados na palestra mensal do Núcleo dos Jovens Empreendedores do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (NJE-Ciesp), realizada na noite desta quinta-feira (21/08), às 18h45, na sede da entidade e da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), em São Paulo.

Na ocasião, o assunto foi apresentado por William Douglas, autor do livro As 25 Leis Bíblicas do Sucesso (Editora Sextante), que  expôs considerações sobre como interpretar a Bíblia de maneira laica. “A Bíblia é o maior manual de administração e negócios escrito até hoje. É um livro atual”, afirmou. De acordo com Douglas, é possível interpretar a Bíblia fazendo uso da argumentação com base na racionalidade e não somente na fé.

Douglas: “A Bíblia é o maior manual de administração e negócios escrito até hoje”. Foto: Beto Moussalli/Fiesp

Douglas: “A Bíblia é o maior manual de administração e negócios escrito até hoje”. Foto: Beto Moussalli/Fiesp

 

Em sua palestra, ele fez comparações entre pensadores de administração e marketing com passagens, valores e versículos bíblicos. Além disso, explicou como podemos utilizar esse conhecimento para nossa vida profissional e pessoal, com sucesso na carreira e integridade em nossas escolhas.

“Os conhecimentos presentes nesse material ainda são muito atuais, podem ser interpretados para a nossa realidade”, disse o palestrante. Segundo ele, existem formas diferentes de se entender o livro bíblico, sendo uma mais filosófica e a outra mais direta. “A Bíblia tem dimensão laica e secular, e não só religiosa. É por isso que temos muito a aprender com ela”, finalizou.

Nessa linha, o autor estabeleceu referências como “os sete pecados capitais na busca do sucesso”. Quais são eles? “Pressa, avareza, inveja, preguiça, orgulho, ira e falta de prazer no trabalho”.

Versículos do livro sagrado também foram vinculados, adaptados à vida empresarial.

Tom Coelho, diretor titular do NJE, reforçou a importância da área técnica do Ciesp ao desenvolver, incentivar e formar novas lideranças.

Para saber mais sobre o autor William Douglas, clique aqui.