Equipe feminina de vôlei do Sesi-SP é vice no Campeonato Paulista 2015

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

O time feminino de vôlei do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) entrou em quadra na manhã deste domingo (25/10) no ginásio José Liberatti, em Osasco para enfrentar o Vôlei Nestlé em busca do título inédito do Campeonato Paulista Feminino 2015. Em uma partida rápida, na qual as donas da casa garantiram o placar de 3 sets a 0 (25/16, 25/18 e 25/20), o time do técnico Talmo de Oliveira ficou com o vice-campeonato e agora volta as atenções para a temporada 2015/16 da Superliga. A estreia está marcada para o dia 14 de novembro, contra o São Bernardo Vôlei, na Vila Leopoldina.

Com um desempenho melhor em 2015 do que na edição passada, quando caíram na semifinal, Sesi-SP e Vôlei Nestlé reeditaram a final de 2013, quando a equipe de Osasco também se sagrou campeã. Neste ano a decisão já começou melhor para as adversárias. No primeiro jogo entre as equipes, o Sesi-SP recebeu o Vôlei Nestlé em casa e ficou na desvantagem após perder por 3 a 1. Neste domingo, com o ginásio lotado, as meninas da Vila Leopoldina não conseguiram imprimir um bom jogo dentro de quadra e acabaram superadas mais uma vez.

Na avaliação do técnico Talmo de Oliveira, o time não conseguiu desenvolver seu jogo. “Mesmo com alguns momentos de reação, a gente não teve o domínio do jogo, e essa foi nossa dificuldade. Tentamos equilibrar um pouco a partir do segundo set, mas não tivemos o domínio. O mérito é da equipe adversária, que jogou muito bem”, comentou.

A central Bia e a ponteira Jaqueline, foram as maiores pontuadoras do Sesi-SP com 10 pontos cada. Bia acertou quatro bloqueios. Ivna, oposta do Osasco, liderou a pontuação do jogo com 15 acertos. O time entrou em quadra com Fabiana, Ellen Braga, Carol Leite, Andreia, Jaqueline, Bia e a líbero Suelen. Entraram Dayse, Pri Heldes e Sabrina.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073644

Sesi-SP na segunda partida da final do Paulista 2015. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp


O jogo

A equipe do Sesi-SP abriu o marcador após um ataque fora do Vôlei Nestlé. Na sequência foi a vez das donas da casa pontuarem e abrirem vantagem no placar. Sem dar muitas chances para o time de Talmo, a equipe de Osasco abriu cinco pontos de vantagem na primeira parada técnico do jogo (8/3). Com o bloqueio bem posicionado, impedindo a efetivação do ataque do Sesi-SP, ampliou um pouco no segundo tempo técnico (16/9). Com a entrada de Dayse, Pri Heldes e Sabrina no lugar de Jaqueline, Andreia e Carol Leite a equipe voltou a aparecer no jogo. Após uma sequência de quatro saques bem colocados da ponteira Ellen, sendo um deles ace, o time da Vila esboçou uma reação, mas não conseguiu superar o Vôlei Nestlé, que fechou o set com 25/16.

Diferentemente do começo da partida, o segundo set começou equilibrado. Mesmo com o adversário abrindo 3 a 0, as meninas da Vila não se deixaram abater. Com a entrada de Dayse no lugar de Ellen e a permanência da levantadora Pri Heldes, a equipe jogou de igual para igual, ficando atrás na primeira parada técnica do set por apenas um ponto (8/7). Na volta, mais uma vez Adenizia e companhia voltaram a ditar o jogo e com mais facilidade garantiram a segunda parcial técnica do set com 16/11. Um pouco melhor do que no começo da partida, o Sesi-SP chegou a virar bolas boas com Dayse, mas, mais uma vez ficou atrás (25/18).

No terceiro set, mais uma vez o equilíbrio no placar foi visto. Houve empate até os 5 a 5, quando o Vôlei Nestlé abriu três pontos e chegou na frente no primeiro tempo técnico do set (8/5). Dayse voltou a aparecer no jogo com três saques bem colocados e ficaram faltando dois pontos para empatar (15/13). Com a possibilidade de crescer no jogo, as meninas do Sesi-SP acabaram desperdiçando alguns pontos, e com a torcida empurrando as donas da casa, mais uma vez o time de Osasco garantiu o set e o título do campeonato.

Campanha:

SESI-SP 3 x 0 CONCILIG/VÔLEI BAURU

SESI-SP 3 x 0 UNIARA/AFAV

SESI-SP 3 x 0 E.C. PINHEIROS

SÃO CRISTOVÃO SAÚDE 0 x 3 SESI-SP

SESI-SP 0 x 3 VÔLEI NESTLÉ

RENATA VALINHOS/ 0 x 3 SESI-SP


FASE QUARTAS-DE-FINAL

RENATA VALINHOS/COUN           0 x 3 SESI-SP

SESI-SP 3 x 0 RENATA VALINHOS/COUN


FASE SEMIFINAL

CONCILIG/VÔLEI BAURU 1 x 3 SESI-SP

SESI-SP 3 x 0            CONCILIG/VÔLEI BAURU


FASE FINAL

SESI-SP 1 x 3 VÔLEI NESTLÉ

VÔLEI NESTLÉ 3 x 0 SESI-SP

Com Bia de volta, Sesi-SP encara Molico/Osasco na primeira semifinal da Superliga

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp 

As meninas do Sesi-SP ganharam um reforço e tanto para a primeira partida das semifinais da Superliga, nesta sexta (11/04), contra o Osasco, às 21h30, no Ginásio José Liberatti. Quarta melhor bloqueadora na Superliga 2013/2014, Bia roeu todas as unhas enquanto as companheiras lutavam para se classificar contra o Praia Clube, nas quartas de final, confronto decidido apenas no tie-break do terceiro jogo, com a vitória paulista por 3 sets a 2.

Vítima do surto de dengue que atacou a região oeste de São Paulo, Bia ficou fora da equipe nas duas partidas decisivas, mas treinou bem nesta semana e está confirmada para a partida, formando com Fabiana umas das duplas mais fortes e precisas da competição.

Para a jovem camisa 20 do Sesi-SP, o time teve apresentações abaixo do que podia apresentar contra o Praia Clube, mas a fase passou e a motivação em enfrentar o invicto Osasco fará o nível da equipe da Vila Leopoldina subir.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073644

Vítima do surto de dengue que afetou a zona oeste paulistana, a meio de rede Bia ficou afastada, mas está de volta às quadras e confiante na vitória. Foto: Divulgação/Fiesp

“Nas quartas a gente jogou bem abaixo do que podia por causa do nervosismo. A derrota em Minas influenciou. Nosso time, no papel, podia fazer bem mais do que fez, mas acabou jogando em um nível abaixo do que treinou. Agora, contra o Osasco, sabemos que é um adversário que invicto na competição e vale vaga na inédita final para o Sesi-SP. É outra motivação”, comentou a meio de rede, que garante que o fantasma de enfrentar a equipe de Sheilla não existe mais.

“A gente tinha um histórico bem ruim contra elas, mas nessa temporada ganhamos duas partidas jogando bem, e a principal de todas, o Sul-Americano. Não é mais aquele bicho de sete cabeças. Sabemos que podemos vencer lá dentro e vamos lá com esse pensamento. Precisamos sacar muito bem, pois isso vai facilitar nosso jogo”, completou Bia, lembrando a vitória histórica na final do campeonato continental, quando o Sesi-SP venceu das rivais por 3 sets a 0 e garantiu a vaga para o Mundial de Clubes em maio, na Suíça.

Confiante, porém realista, Bia sabe que será uma disputa intensa e acredita que o resultado final não virá antes do terceiro jogo.

“Todas estamos pensando em três jogos, pois acho que essa é a semifinal mais difícil. Mas vamos ver o primeiro jogo antes. O fato de jogar em casa dá moral para elas e precisamos ir bem nessa partida”, finalizou.

Bia aproveitou para mostrar sua torcida pela equipe masculina, que decide neste domingo (13/04) a final da Superliga, contra o Sada/Cruzeiro, em Belo Horizonte (MG). “Vai ser 3 sets a 1 pro Sesi-SP, pode apostar”, disse.

Após o jogo desta sexta-feira (11/04), Sesi-SP e Molico/Osasco se reencontram no sábado (19/04), no Ginádio da Vila Leopoldina, na capital paulista. Se uma terceira partida for necessária, ela será disputada novamente em Osasco, na terça-feira (22/04).

A final da Superliga Feminina está marcada para domingo (27/04), com transmissão ao vivo pela Rede Globo.

Na reta final de classificação da Superliga, vôlei feminino do Sesi-SP vence Brasília Vôlei

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp, do ginásio da Vila Leopoldina

Confirmando a boa fase na segunda rodada da Superliga, o time feminino do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) venceu a equipe do Brasília Vôlei por 3 sets a 0 nesta quinta-feira (06/03), no Ginásio da Vila Leopoldina. As parciais foram de 21/12, 21/16 e 21/19.

Com o resultado, o Sesi-SP mantém chega a 47 pontos, precisando de mais uma vitória de três pontos para assegurar, sem depender de outros resultados, a quarta colocação na etapa classificatória da Superliga. Os quatro mais bem colocados levam para as quartas de final a vantagem de jogar em casa um possível terceiro jogo dos playoffs. O quinto colocado, o Banana Boat/Praia Clube (MG) tem 40 pontos, e um jogo a menos.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073644

No bloqueio duplo, Dayse e Bia sobem para marcar mais um ponto. Foto: Fiesp


Na vitória sobre o Brasília Vôlei, o time titular do Sesi-SP foi formado por Fabiana, Dani Lins, Suelle, Ivna, Dayse, Bia e a líbero Suelen. Carol Albuquerque entrou no final do terceiro set.

A oposta Ivna foi a maior pontuadora, com 13 acertos. Já o troféu Viva Vôlei foi para a central Bia, que saiu feliz com a atuação do time. “Entramos muito concentradas hoje, porque o jogo lá em Brasília foi difícil, perdemos de 3 a 1, então a gente se preparou melhor para esse jogo”, disse a jogadora.

A central reforçou a boa fase do Sesi-SP no returno da Superliga, em que o time perdeu apenas um jogo. “Nós nos concentramos muito, estudamos muito bem o time delas, que tem jogadoras muito boas e experientes. Bloqueamos muito bem, nosso sistema defensivo funcionou e nosso time encaixou certinho.”

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073644

Montanaro e Bia com o troféu Viva Vôlei. Foto: Fiesp

O técnico do Sesi-SP, Talmo de Oliveira, destacou a evolução da equipe na segunda fase da competição. “Hoje, o terceiro set poderia ser melhor do que foi. Temos que estar mais concentrados ainda, buscando cada detalhe para não deixar escapar um jogo que está na nossa mão”, comentou.

“Nosso time evoluiu, está melhorando, todos os sistemas estão funcionando bem, com as jogadoras fazendo mais variações. Demos mais um passo hoje e agora é focar no próximo jogo”, concluiu Talmo.

Nas duas rodadas restantes da etapa classificatória, o Sesi-SP recebe o Maranhão Vôlei/Cemar no dia 11/03 (terça-feira), às 20h, no ginásio da Vila Leopoldina, e no dia 14/03 (sexta-feira), às 21h30, enfrenta o Uniara/Afav em Araraquara. Mesmo que vença os dois jogos, o Sesi-SP não tem chances de chegar ao terceiro lugar, colocação hoje ocupada pelo Unilever, com 55 pontos.

O jogo

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073644

Ivna, 13 pontos no jogo, enfrenta bloqueio da bicampeã olímpica Paula Pequeno e da norte-americana Danielle Scott. Foto: Fiesp

O Sesi-SP dominou o primeiro set, desde o comecinho, quando abriu vantagem de 03/00, fazendo com que o técnico adversário pedisse tempo. E a vantagem só aumentou até o fim do set, vencido por 21/12. O Brasília entrou mais atento no segundo set e evitou que o Sesi-SP abrisse grande vantagem no placar, chegando a empatar em 13/13. A partir daí, as donas da casa encaixaram as jogadas e fecharam o set por 21 /16.

Em desvantagem no jogo, o Brasília Vôlei não facilitou e começou o terceiro set marcando 03/00. Não demorou para o Sesi-SP assumir a liderança novamente, virando para 04/03 em um ataque de Ivna. Mesmo bem na partida, a equipe da capital federal não conseguiu conter a força do ataque e o poder do bloqueio do Sesi-SP, que venceu o último set por 21/19.


Sesi-SP é time com mais jogadoras convocadas para a Seleção de Vôlei

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp 

O técnico José Roberto Guimarães anunciou a convocação de 22 atletas para compor a seleção brasileira feminina que vai disputar o Grand Prix de vôlei. Na lista, estão seis jogadoras do Sesi-SP, equipe que mais teve atletas convocadas: a levantadora Dani Lins, a oposta Ivna, a ponta Priscila Daroit, as centrais Fabiana e Bia e a líbero Suelen.

A competição internacional será realizada entre os dias 2 de agosto e 1º de setembro. Serão três semanas com disputa entre grupos e uma semana para a fase final.

A seleção brasileira começa sua campanha no Grand Prix jogando o Grupo A, em Campinas, entre 2 e 4 de agosto, com Estados Unidos, Rússia e Polônia. Na semana seguinte, o time joga o Grupo G, em San Juan, contra República Dominicana, Porto Rico e Bulgária. Entre 16 e 18 de agosto, o desafio é em Almaty contra Cuba, Holanda e Cazaquistão.

Se conseguir a classificação para a fase final, a seleção irá para Sapporo, no Japão, onde será realizada a disputa pelas primeiras colocações do torneio.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073644

Veja a lista completa das convocadas:

Levantadoras:
Claudinha (Campinas)
Dani Lins (Sesi-SP)
Fabíola (Osasco)

Opostos:
Sheilla (Osasco)
Tandara (Campinas)
Monique Pavão (Praia Clube)
Ivna (Sesi-SP)

Pontas:
Natália (Campinas)
Fernanda Garay (Fenerbahce)
Ellen (Pinheiros)
Michelle Pavão (Praia Clube)
Priscila Daroit (Sesi-SP)
Gabi (Rio de Janeiro)

Centrais:
Juciely (Rio de Janeiro)
Adenízia (Osasco)
Fabiana (Sesi-SP)
Thaisa (Osasco)
Letícia Hage (Praia Clube)
Bia (Sesi-SP)

Líberos:
Camilla Brait (Osasco)
Fabi (Rio de Janeiro)
Suelen (Sesi-SP)

CBV convoca três atletas do Sesi-SP para seleção feminina de vôlei

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) divulgou nesta quinta-feira (11/04) a lista das atletas convocados pelo técnico da seleção feminina de vôlei, José Roberto Guimarães, para a etapa de treinamentos visando as competições da temporada.

Das 10 jogadoras convocadas, três são atletas do Sesi-SP: a central Bia e as medalhistas olímpicas Dani Lins (levantadora) e Tandara (oposta/ponteira). A data para apresentação está marcada para próxima segunda-feira (15/04), no Centro de Desenvolvimento de Voleibol, em Saquarema (RJ).

Defendendo a camisa do Sesi-SP, as atletas conquistaram o título da Copa São Paulo e o 4ª lugar na Superliga feminina de vôlei 2012/13.

Acompanhe outras notícias na página do Sesi Esporte 

Vôlei: Sesi-SP renova contrato de Bia e Suelle para temporada 2013/14

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073644

Central Bia tem seu nome confirmado para a temporada 2013/14.

Campeão da Copa São Paulo de vôlei feminino e semifinalista da Superliga feminina de vôlei, o Sesi-SP já começou a montar a sua equipe para temporada 2013/14.

Nesta sexta-feira (05/04), a divisão de esporte do Sesi-SP anunciou a renovação do contrato da central Bia e da ponteira Suelle.

Outro nome confirmado é o da medalhista olímpica Fabiana, que já havia assinado um contrato de dois anos com a equipe.

De acordo com a divisão de esporte do Sesi-SP, outras renovações devem ser anunciadas em breve.