Senai-SP de Barueri recebe visita do presidente da instituição

Agência Indusnet Fiesp, com reportagem de Ariett Gouveia, de Barueri

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544917756

Paulo Skaf, presidente do Senai-SP, visita instalações da insituição em Barueri. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Depois de passar por Osasco e por Carapicuíba, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), Paulo Skaf, visitou a unidade do Senai-SP em Barueri, município da região metropolitana.

Skaf passou principalmente pela área gráfica da escola, recentemente equipada com novos equipamentos em acordo de comodato.

Ao conversar com alunos do curso de eletrônica, o presidente da Fiesp e do Senai-SP ouviu as demandas, jogou uma partida de tênis de mesa e elogiou a conservação e limpeza da escola, inaugurada em 2009. “Pela entrada de uma fábrica, já percebemos se ela faz um produto é primeira ou de segunda. Essa escola está de parabéns pela maneira como se apresenta. Parece que foi inaugurada hoje.”

Uma das estudantes que participaram da recepção ao presidente foi a jovem Bruna Moraes, de 16 anos. Ela termina o curso de auxiliar de produção gráfica no fim de 2014 e pretende fazer o técnico em 2015, ano em que pretende participar da chamada Olimpíada do Conhecimento.

“O Senai-SP foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida porque abriu novas portas para o meu futuro. Quero crescer na carreira, trabalhar em grandes empresas e mostrar o meu potencial tudo que aprendi no Senai-SP”, disse Bruna.

De olho na final do Paulista, Sesi-SP supera Barueri pela Superliga feminina de vôlei

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544917756

Ivna recebeu o troféu Viva Vôlei. Foto: Caio Lopes/Fiesp

A equipe feminina do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) venceu o Barueri por 3 sets a 0 (parciais 21/13, 21/15 e 21/12) em jogo válido pela Superliga feminina de vôlei, na noite desta sexta-feira (29/11), na Vila Leopoldina, em São Paulo.

Sem encontrar muitas dificuldades para superar a defesa adversária, o Sesi-SP venceu o primeiro set por 21/13, sem jamais ser incomodado no placar.

O segundo set foi um pouco mais complicado, mas a técnica de Dani Lins, Fabiana, Ivna e companhia prevaleceu e a equipe da casa venceu por 21/15.

O domínio do Sesi-SP continuou durante a última etapa do jogo. Sempre com boa folga no placar, o time de Talmo de Oliveira fechou o terceiro set em 21/12.

O time a passa o foco agora para a final do Campeonato Paulista, que será disputada no próximo domingo (01/12) contra o Molico/Osasco.

Segundo Talmo, o time mostrou maturidade contra um rival considerado perigoso. “Entramos com a cabeça no jogo, focado na Superliga”, disse o técnico. “Temos pela frente o Osasco e acreditamos que estamos prontos para o título”, completou o treinador.

Para a central Ivna,  que ganhou o troféu Viva Vôlei, concedido à melhor da partida,  a partir de agora a equipe volta a concentração para a final do Paulista. “Se jogarmos o que jogamos hoje temos grande chance de ser campeãs.”

O jogo

O Sesi-SP dominou todo o primeiro set, abrindo vantagem já nos minutos iniciais. Destaque para os ataques de Ivna e Fabiana, bloqueios de Suelle e saques de Ana Beatriz, a Bia.

Mostrando superioridade técnica, o Sesi-SP chegou à conquista do primeiro set em pouco mais de 20 minutos de jogo, cravando 21/13 na primeira etapa.

No segundo set, o Barueri surpreendeu e abriu 05/00 nos primeiros minutos. O Sesi-SP soube reagir. E com 17 minutos jogados, ultrapassava o rival, fazendo 15/13.

Com 21 minutos na segunda etapa, o Sesi-SP fechava o segundo set em 21/15.

O domínio do Sesi-SP continuou durante a última etapa do jogo. Fim do terceiro set (21/12) e do jogo: 3 sets a 0.

Com tie-break fulminante, Sesi-SP supera Barueri e vence a terceira partida no Paulista Feminino

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp 

Depois dos muitos erros na partida anterior, na sexta-feira (04/10), quando foi derrotada por 3 sets a 2 pelo São Caetano na estreia pela Superliga, a equipe feminina do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) se reencontrou na quadra diante do Barueri e conseguiu sua terceira vitória no Campeonato Paulista 2013. O triunfo por 3 sets a 2 (21/19, 17/21, 21/16, 18/21, 15/04) colocou a equipe na terceira colocação, atrás do Vôlei Amil/Campinas e do Molico/Osasco.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544917756

A ponta Mari foi destaque no jogo com sua vibração contagiante. Foto: Lucas Dantas/Fiesp

Os destaques da noite ficaram por conta da central Fabiana Claudino, que brilhou no bloqueio, com seis pontos; da oposto Ivna, que soltou o braço com autoridade, marcando 15 pontos de ataque e ainda quatro de bloqueio; e da ponta Mari, que, com muita energia e vibração, contagiou a equipe após o quarto set perdido.

Para o técnico Talmo de Oliveira, a equipe conseguiu aprender com os erros do último jogo e reverter as dificuldades em superação para a vitória. “Nós treinamos as deficiências e sempre vamos trabalhando os erros. Hoje foi um jogo importante para ver essa evolução. Tivemos a Carol no sacrifício por conta da contratura, a Fabiana voltando da seleção e fazendo um trabalho especial, a Pri Daroit também”, afirmou.

“São muitas dificuldades que em alguns jogos pesam mais. E hoje conseguimos superar e fazer uma partida difícil, mas com um quinto set muito bom”, comentou o técnico, que espera uma partida dura contra o Molico/Osasco, próximo adversário pela competição. “Já tem uma rivalidade, um histórico. É preciso agora sentar, estudar o time de lá e preparar tudo nos detalhes para fazer uma boa partida”, declarou.

O Sesi-SP enfrenta o Molico/Osasco na segunda-feira (14/10), às 21h, no ginásio da Vila Leopoldina.

O jogo

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544917756

Campeonato Paulista de Vôlei Feminino: Sesi-SP vence Barueri no tie-break. Foto: Lucas Dantas/Fiesp

O Sesi-SP entrou em quadra com a levantadora Carol Albuquerque, as ponteiras Ju Costa e Pri Daroit, a oposta Ivna e as centrais Fabiana e Barbara, além da líbero Suellen. No primeiro set, o time da casa demorou a se encontrar em quadra e correu atrás do Barueri até o primeiro tempo técnico, sofrendo com os bloqueios de Renatinha e Cibele. Após a conversa com Talmo, Carol Albuquerque começou a desfilar seu arsenal de opções. Acionando bastante Fabiana e Pri Daroit, a levantadora comandou a arrancada da equipe, que foi para o segundo tempo técnico vencendo por 14/10.

Na sequência, o Sesi-SP forçou os erros do Barueri (7, só neste set) e o time da casa chegou a abrir cinco pontos de diferença: 20/15. Porém, as adversárias emplacaram quatro ataques seguidos e encostaram, dando contornos de drama para o jogo. Mas em jogada rápida de Carol, Fabiana subiu alto e bateu forte no meio da quadra rival fechando o set em 21/19.

No segundo set, o equilíbrio se manteve, mas o Barueri foi mais consistente nas ações, principalmente no bloqueio com a eficiente Renatinha. Foi um set em que o Barueri nunca esteve atrás do placar, ganhou os dois tempos técnicos e conseguiu impor seu jogo até fechar em 17/21, com grande atuação de Fe Isis.

A derrota no segundo parcial mexeu com os brios da equipe da Vila Leopoldina. Com um início arrasador, o time de Talmo de Oliveira começou forte e abriu logo 05/02. Carol alternava bem nas opções, ora usando Pri Daroit, ora chamando Ivna, o que confundiu as rivais. O Barueri chegou a empatar o placar em 06/06, mas Ivna estava impossível, além de contar com a precisa Ju Costa, que recepcionava com sucesso quase todas as bolas. Após abrir 14/08 no segundo tempo técnico, o Sesi-SP matou o set e segurou a ponta até fechar em 21/16 e fazer 2 sets a 1 na partida.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544917756

Vitória do Sesi-SP: garra e determinação. Foto: Lucas Dantas/Fiesp

O jogo continuou acirrado no quarto set. Sesi e Barueri se caçavam nos pontos, um alternando a liderança com o outro a todo momento, não deixando o rival escapar. O paredão Fabiana funcionou no bloqueio com diversas defesas seguidas e diminuiu um pouco as opções adversárias. A entrada da oposto Neneca na equipe, quando estava 15/17 para o Barueri, colocou o time do Sesi-SP de volta no set, empatando a partida. Mas um saque errado de Carol Albuquerque e um bloqueio bem sucedido de Renatinha (mais um) abriram dois pontos de vantagem que as visitantes souberam administrar até fechar em 21/18 em 23 minutos.

O jogo foi para o tie-break. E quando todos esperavam que o equilíbrio se mantivesse, ocorreu exatamente o inverso. Com uma atuação irrepreensível, o Sesi-SP definiu o set em 15/04, fechando o jogo em 3 sets a 2.

Uma vitória que traz de volta a tranquilidade e permite pensar apenas no próximo confronto.

Começa nesta 2ª feira a etapa nacional da Olimpíada do Conhecimento

Alice Assunção e Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

Acompanhado do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), Paulo Skaf,  chegou na tarde desta segunda-feira (12/11)  ao Ginásio Poliesportivo José Correa, em Barueri, na Grande São Paulo, para a cerimônia de abertura da etapa nacional das Olimpíadas do Conhecimento, maior torneio entre alunos de educação profissional do país.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544917756

Paulo Skaf na abertura da Olímpiada do Conhecimento 2012. Foto: Junior Ruiz


A 7º Etapa Nacional da Olimpíada do Conhecimento – São Paulo Skills, que será realizada no Pavilhão de Exposições do Anhembi até o dia 17 de novembro, é voltada a estudantes de cursos técnicos e de formação profissional de unidades do Senai e do Senac de todo o Brasil.

Ao chegar ao ginásio, Skaf fez questão de tirar fotos ao lado da delegação do Senai-SP, que conta com 84 alunos competidores. Para o presidente da entidade, a expectativa de que alunos do Senai-SP dominem o pódio ao final da competição é “total”.

O evento conta ainda com a presença do presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade.


Paulo Skaf faz homenagem a José Mindlin no Senai de Barueri

Rosângela Gallardo, Agência Indusnet Fiesp

Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Senai-SP, prestou homenagem póstuma na manhã desta sexta-feira (21) ao empresário e bibliógrafo José Mindlin, que se tornou patrono da Escola Senai de Barueri, localizada na alameda Waghi Salles Nemes, 124, Centro.

A iniciativa é um reconhecimento à trajetória empresarial e enorme contribuição na área de cultura do advogado que se tornou, na década de 60, um dos mais bem-sucedidos empresários do país e, mais tarde, um grande incentivador da literatura e cultura.

“José Mindlin foi um grande empresário, de sucesso, que esteve à frente do seu tempo. Ele já discutia inovação há 40 anos, e para nós é um orgulho e um privilégio nomear a Escola Senai de Barueri em sua homenagem porque tudo aquilo que Mindlin simboliza, essa escola do Senai representa para a cultura, educação e ao espírito inovador”, reconheceu Skaf.

“É muito emocionante receber em nome do meu pai essa homenagem tão especial. Particularmente acho apropriado a escola receber o nome dele, que sempre foi uma pessoa voltada para a cultura e tecnologia”, afirmou, emocionado, Sérgio Mindlin que, ao lado da irmã, Sonia Mindlin, representaram a família do empresário.

Prestigiaram a cerimônia os alunos do Senai; o prefeito de Barueri, Rubens Furlan; a prefeita de Jandira, Anabel Sabatine; vereadores da região; Carlos Eduardo Moreira Ferreira, presidente emérito da Fiesp e do Ciesp e Walter Vicioni, superintendente operacional do Sesi-SP.

Educação de qualidade

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544917756

Paulo Skaf entre os alunos da Escola Senai José Mindlin, em Barueri


A Escola Senai de Barueri foi uma reivindicação da indústria regional para oferecer programas de capacitação para as áreas de arte gráfica e eletroeletrônica. Iniciou suas atividades em 29 de janeiro de 2009 e oferece cursos de iniciação profissional para jovens. Entre os quais auxiliar de produção gráfica – que será ministrado a partir do próximo ano – e o de eletricista de manutenção eletroeletrônica.

A unidade dispõe também de 32 títulos voltados à iniciação, qualificação, aperfeiçoamento e especialização profissional nas áreas das artes gráficas, eletrônica industrial, CLP, automação industrial, robótica, logística, gestão e hidráulica e pneumática; além do curso técnico em impressão gráfica, direcionado a jovens e adultos, cujas inscrições para o processo seletivo estão abertas até 9 de novembro. Desde início de suas atividades, a escola já contabilizou 5.608 matrículas.

O homenageado

José Mindlin exerceu a profissão de advogado até o início da década de 50, quando, ao lado de outros sócios, fundou a empresa Metal Leve, dedicada à produção de pistões automotivos. Em 1960, ocupou a vice-presidência da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Em 1965, constrói em sua casa o primeiro espaço destinado a abrigar sua vultosa biblioteca, paixão iniciada quando criança e alimentada nas livrarias do centro de São Paulo. Na década de 70, patrocina a reedição de diversas revistas importantes, como a Revista de Antropofagia, a Revista do Salão de Maio e a Verde, além de livros de arte e literatura.

Em 1975, é nomeado secretário da Cultura, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo, atuando diretamente na publicação e reedição de títulos importantes da literatura nacional. Paralelamente, promove melhorias na Pinacoteca do Estado, no Arquivo Público e na Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. Abandona o cargo no ano seguinte, em protesto contra o assassinato do jornalista Vladimir Herzog (1937-1975), por ele escolhido para ocupar o cargo de chefe do Departamento de Jornalismo da TV Cultura.

Em 1984, herda a biblioteca do bibliófilo Rubens Borba de Moraes (1899-1986), o que o leva a ampliar, em sua residência, o espaço destinado a abrigar seu acervo. No ano de 1995, passa a presidir a Associação de Bibliófilos do Brasil.

É eleito membro da Academia Brasileira de Letras (ABL) em 2006, ocupando a cadeira número 29. Em 2009, doa parte de seu acervo de mais de 40 mil livros para USP. José Mindlin faleceu no ano passado, em São Paulo.

Leia mais:

Saiba mais sobre as iniciativas do Sesi/Senai-SP na área de educação