Ana Marcela, nadadora do Sesi-SP, ganha mais uma medalha para o Brasil no Mundial de Barcelona

Agência Indusnet Fiesp

Mais um resultado histórico para a maratona aquática do Brasil no Mundial de Desportos Aquáticos de Barcelona, nesta terça-feira (23/07).  As atletas brasileiras Poliana Okimoto e Ana Marcela Cunha fizeram a segunda dobradinha no pódio, na prova dos 10km, conquistando as medalhas de ouro e prata, respectivamente.  A prova aconteceu no porto de Barcelona, Espanha. Angela Maurer, da Alemanha, completou o pódio.

No sábado (20/07), as nadadoras já haviam subido juntas ao pódio, na prova dos 5 km, em que Poliana ganhou a prata e Ana Marcela o bronze.

As maratonistas aquáticas do Brasil, Ana Marcela Cunha (à esquerda) e Poliana Okimoto. Foto: Divulgação/CBDA

As maratonistas aquáticas do Brasil, Ana Marcela Cunha (à esquerda) e Poliana Okimoto. Foto: Divulgação/CBDA

“Na prova dos 5km eu não sabia como ia ser e sai com o bronze. Hoje confiei muito mais em mim. Quando passou dos 7,5, vi que viramos junto… Nem tem o que falar, hoje o Brasil está na ponta”, afirmou a nadadora do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), Ana Marcela, em entrevista ao portal UOL.

Ana Marcela disputa ainda a prova dos 25km neste sábado (27/07). A competição mais longa da maratona aquática é a especialidade da atleta. No Mundial de Xangai, no ano passado, ela ganhou a medalha de ouro nos 25 km.

Três atletas do Sesi-SP buscam consolidar natação feminina do Brasil no Mundial

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp

Com o desafio de elevar o patamar da natação feminina brasileira, três nadadoras do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) embarcam para o Mundial de Barcelona nesta sexta-feira (19/03). Etiene Medeiros, Daynara de Paula e Jessica Cavalheiro são esperança de bons resultados na competição.

A primeira a cair na piscina é Daynara, que no dia 28/07 nada a prova dos 100m borboleta e o revezamento 4x100m livre. Depois, ainda disputa mais duas provas dos 50m borboleta (02/08) e o revezamento 4x100m medley (04/08). Em seu terceiro mundial – foi finalista duas vezes –, a atleta afirma estar preparada e confiante.

No sentido horário, a equipe de natação do Sesi-SP que vai para Barcelona: Fernando Vanzella, Etiene, Thiago Pereira, Jéssica, Fernando Possenti, Ana Marcela e Daynara. Foto: Everton Amaro/Fiesp

No sentido horário, a equipe de natação do Sesi-SP que vai para Barcelona: Fernando Vanzella, Etiene, Thiago Pereira, Jéssica, Fernando Possenti, Ana Marcela Cunha e Daynara. Foto: Everton Amaro/Fiesp

 

“Estou me sentindo bem e feliz por poder representar o Brasil. Na seleção, treinei com atletas mais novos, que estão indo para sua primeira competição internacional importante. Isso me trouxe de volta uma emoção que eu já tinha esquecido como era”, disse a nadadora. Ela sabe que vai ser uma disputa difícil, mas garante que está focada no seu próprio desempenho. “Minha principal adversária sou eu mesma, que me cobro bastante, sempre quero mais, ir além”.

No dia 29 de julho, é a vez de Etiene Medeiros nadar sua primeira prova, nos 100m costas. Ela volta para a piscina no dia 31 de julho, para nadar os 50m costas, e no dia 4 de agosto, para o revezamento 4x100m medley. Para a nadadora, o treinamento e a preparação para o Mundial foram fundamentais para chegar com segurança em Barcelona.

“Participamos de duas provas do Circuito Mare Nostrum, em Canet e em Barcelona, que foi uma experiência muito gostosa, não só pela competição, mas para conhecermos a cidade onde vamos competir o Mundial e também pelo clima de seleção, por treinarmos juntos”, disse. “E foi bom ter conseguido uma medalha na etapa francesa”, contou. “Agora é levar toda expectativa e experiência que eu ganhei nesse período novamente para Barcelona.”

Jessica Cavalheiro nada o revezamento 4x200m livre no dia 2 de agosto, mesmo dia em que completa 22 anos. Para Barcelona, seu primeiro Mundial, a atleta tem os objetivos traçados. “Espero melhorar minha marca e minha posição no ranking, nadar abaixo dos 2min00s e bater o recorde sul-americano”, afirma Jessica. “Na hora, é só canalizar toda a preparação, todo o treinamento. Se me concentrar direitinho, vai dar tudo certo”.

Em Barcelona, Thiago Pereira comemora dez anos do seu primeiro Mundial

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp

Os bons resultados conquistados em competições recentes deram mais confiança ao nadador do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) Thiago Pereira, que embarca na próxima sexta-feira (19/07) para disputar mais um Mundial de Natação, em Barcelona. O atleta busca a sua primeira medalha na competição.  E disputa as provas de 200m medley (31/07), 100m borboleta (02/08) e 4 x 100m medley (04/08).

“Os meus últimos resultados, no [torneios] Maria Lenk, no Sette Colli da Itália e no Open da França me deram mais segurança para o Mundial”, disse. “É sempre bom chegar mais confiante, sabendo que está bem e pronto. Isso pode ser o diferencial. Na natação, todo detalhe faz a diferença”, explicou Thiago.

Pereira: mais confiante para encarar a piscina em Barcelona. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

Pereira diz estar mais confiante para encarar a piscina em Barcelona: diferencial. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

 

Será a primeira competição internacional importante do nadador desde que ele passou a integrar a equipe do Sesi-SP. E Thiago promete fazer o seu melhor para conquistar a primeira medalha em Mundial para a equipe. “Vou para as minhas competições em busca de superar as minhas próprias marcas. Meu foco está em cada prova, na sua hora, seja eliminatória, semifinal ou final. A medalha é consequência.”

Thiago ainda tem uma motivação especial na disputa de Barcelona: foi na cidade espanhola que ele fez a sua estreia em mundiais, há dez anos. “Vou nadar a mesma competição na mesma piscina em que nadei meu primeiro Mundial, em 2003, quando eu tinha 17 anos e fui convocado pela primeira vez para a seleção absoluta”, lembra o atleta. “Na época, o Gustavo Borges e o Xuxa ainda competiam pelo Brasil e eu cheguei sem nenhuma experiência. De lá pra cá, participei de campeonatos Mundiais, Pan-Americanos e de três Olimpíadas”, contou. “Volto para Barcelona muito mais experiente e confiante de que posso estar entre os primeiros.”

O Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos começa no dia 19 de julho e vai até o dia 4 de agosto. As provas serão transmitidas pela TV Record e pelo SportTV.

Nadadora do Sesi-SP, Ana Marcela Cunha embarca para o Mundial de Barcelona

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp

Depois de uma temporada de muita dedicação e esforço, com treinos intensos e competições preparatórias, os atletas convocados para integrar a seleção brasileira de Natação começam a embarcar para Barcelona, na Espanha, onde será sediada a disputa do Campeonato Mundial, que acontece de 19/7 a 04/8. O primeiro grupo, que viajou nesta quinta-feira (11/07), reuniu os nadadores das maratonas aquáticas, entre eles a atleta do Sesi-SP Ana Marcela Cunha, uma das promessas de medalha na competição, que é considerada a mais importante do ano para a Natação Mundial.

Atual campeã do mundo na prova de 25 km, Ana Marcela vai defender seu título no dia 27/7, além de nadar mais duas provas de resistência: 5 e 10 km, nos dias 20/7 e 23/7, respectivamente. Ainda há a possibilidade de disputar a prova de revezamento. Confiante, a nadadora afirma estar preparada para qualquer condição. “Independentemente de quem vai competir, de quais serão as adversárias, das condições que vamos encontrar, seja da temperatura até o mar no dia, eu estou pronta. Treinei muito e estou focada. Acredito que toda a preparação vai ser recompensada.”

Ana Marcela: treinos para fazer bonito no Mundial em Barcelona. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

Ana Marcela: treinos para fazer bonito e defender título no Mundial em Barcelona. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

 

Como parte do treinamento para o Mundial, a atleta passou 21 dias na cidade de San Luis Potosi, no México, uma das mais altas do mundo (3.967 metros de altitude). Para atletas de provas de resistência, o treino na altitude é indicado para melhorar a oxigenação. Ao voltar do México, ainda fez um “treinamento de luxo”, de acordo com o técnico Fernando Possenti, ao disputar uma etapa do Campeonato Brasileiro em Juazeiro, na Bahia.

“Na etapa do Brasileiro em Juazeiro simulamos o que a gente planeja fazer em Barcelona. E deu muito certo, a Ana fez uma ótima largada e nadou muito bem”, conta Possenti. “A expectativa é a melhor possível, porque ela se dedicou muito e deu o máximo de si durante todos os treinamentos.”

Para a nadadora, participar de uma prova na Bahia é sempre especial, por ser o seu estado de origem. Ela nasceu em Salvador. “Eu me esforço para disputar as competições que posso na Bahia, porque ajuda a revigorar as minhas forças”, conta Ana Marcela, que aos 8 anos já fazia travessias no mar. “Lá, desde pequenininho, a gente já vai pro mar e começa a nadar para competir.”

Posenti: barba grande até Ana Marcela alcançar seu objetivo. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Possenti: barba grande até Ana Marcela alcançar seu objetivo, como apoio. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Além da torcida da Bahia e do Brasil todo, Ana Marcela conta com o apoio do técnico, que, mais do que cuidar do treinamento, também se esforça para dar apoio moral à atleta. Possenti deixou a barba crescer e disse que só vai tirar quando a nadadora atingir seu objetivo. “Foi a forma que encontrei de mostrar que estamos juntos. Não gosto da barba e não estou feliz com ela”, disse. “Mas com isso mostro que acredito tanto no trabalho que fizemos que vou fazer esse esforço e só tirar a barba na hora certa: quando ela conquistar um bom resultado.”