Ainda não há certeza sobre retirada de embargo russo à carne brasileira, diz Michel Temer

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540205105

Temer: 'Vamos levar todas as medidas que foram tomadas, inclusive as sanitárias'

O governo brasileiro e o primeiro-ministro da Rússia, Dmitry Medvedev, vão se reunir nesta quarta-feira (20/02) com o objetivo de negociar o embargo russo às importações de carne brasileira e, segundo o vice-presidente da República, Michel Temer, há indícios de que a restrição seja revogada pelo lado russo.

“Vamos levar todas as medidas que foram tomadas, inclusive as sanitárias. E o nosso desejo é que se consiga fazer isso, ainda que parcialmente, em relação a frigoríficos de alguns Estados brasileiros”, afirmou Temer, nesta segunda-feira (18/02), após participar da reunião inaugural dos Conselhos Superiores Temáticos da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, na sede da entidade.

Michel Temer pondera, no entanto, que “ainda não há nenhuma certeza, vamos ter de esperar”.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540205105

Mendes Ribeiro: 'Todas as questões foram atendidas'

Em junho de 2011, a Rússia impôs um embargo às importações de carne do Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso, os três maiores produtores do Brasil. O embargo foi suspenso, mas, para que as importações do produto brasileiro sejam retomadas, é necessário um certificado de autorização da compra emitido por autoridades sanitárias russas.

Também presente à reunião dos Conselhos da Fiesp, o ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro, afirmou: “Todas as questões foram atendidas. Vamos aguardar e fazer com que essa reunião seja o mais produtiva possível”.