Fiesp e Investe SP lançam Atlas da Competitividade da Indústria Paulista

Solange Sólon Borges, Agência Indusnet Fiesp

O estado de São Paulo ganhou instrumento tecnológico de alta performance com o lançamento oficial nesta quarta-feira (27), na sede da Fiesp, do Atlas da Competitividade da Indústria Paulista.

A ferramenta virtual foi desenvolvida pelo Departamento de Competitividade e Tecnologia da Fiesp (Decomtec) da federação, com o apoio da Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade do Governo do Estado de São Paulo e será atualizada periodicamente.

O conjunto de indicadores irá municiar os planejadores estratégicos e a indústria, oferecendo diagnósticos e serviços tecnológicos, além de fazer um retrato fiel à fotografia das reais vocações regionais aptas a receberem investimentos.

Renato Corona Fernandes, gerente do Decomtec

Um dos motivos que levaram à iniciativa de elaboração do mapa está ligado ao fato de nenhum projeto ter usufruído dos R$ 2,6 milhões destinados pelo governo de São Paulo para o Programa de Fomento ao Desenvolvimento Regional, no ano passado. A expectativa dos envolvidos nesse projeto é que o Atlas seja auxiliar na correção dessas distorções.

Ao lançar oficialmente o Atlas, Renato Corona Fernandes, gerente do Decomtec, destacou quatro partes principais da ferramenta que contemplam:

  • As suas funcionalidades;
  • Uma visão panorâmica do estado de São Paulo para fins de análise de políticas públicas;
  • A distribuição dos diversos setores e suas dimensões;
  • Os dados específicos dos municípios – emprego, renda e geração de empregos, entre outros vetores.

Para os participantes do evento, o Atlas deverá ajudar na hora do planejamento e da tomada de decisões sobre políticas públicas e desenvolvimento regional. A partir dos inúmeros dados compilados, será possível identificar as vocações territoriais dos municípios a fim de fomentar setores econômicos e promover atividades de atração de empresas e seus investimentos.

A ferramenta ainda permite acompanhar a evolução do emprego; arrecadação; número de estabelecimentos instalados; salários médios mensais; massa salarial anual, infraestrutura e logística; capital humano; tecnologia e investimentos. E suporta, também, a combinação de variáveis a fim de obter, por exemplo, indicadores específicos de setores industriais, fornecedores e concorrentes.

Acesse o Atlas aqui.