Concessões confrontam Infraero com uma realidade de mercado, diz secretário da SAC

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp

Estatal que opera os principais aeroportos do país, a Infraero foi uma das maiores beneficiadas do processo de concessões de cinco importantes aeroportos brasileiros, na avaliação do secretário-executivo da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Guilherme Ramalho.

Segundo ele, pela primeira vez, a empresa se vê confrontada com uma realidade de mercado que vai obrigá-la a rever suas práticas.

“Talvez, a Infraero não tivesse uma cultura da prestação de serviços aderente a essa quebra de paradigma”, afirmou Ramalho, ao se referir ao ganho de qualidade que as concessões de Viracopos (SP), Brasília (DF), Confins (MG), Guarulhos (SP) e Galeão (RJ) trouxeram para o setor.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544482422

Guilherme Ramalho, secretário-executivo da Secretaria de Aviação Civil (SAC), participou de debate sobre concessões aeroportuárias na Semana de Infraestrutura da Fiesp. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Na avalição do secretário da SAC, a realização das concessões contribuiu não só para a modernização dos aeroportos, mas despertou a concorrência no setor.

“As evidências práticas têm mostrado que há uma competição muito forte entre aeroportos em diferentes áreas, uns por serem hubs domésticos, outros pela concentração de carga, e a competição entre os aeroportos se traduz na prática por investimentos em diferenciação e qualidade de serviço prestado ao passageiro”, defendeu ao participar da Semana de Infraestrutura (L.E.T.S.), evento da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) sobre infraestrutura integrada.

Somente em outorga dos cinco aeroportos licitados, segundo Ramalho, o governo deve arrecadar cerca de R$ 50 bilhões. Esse montante deve ser destinado ao Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC) e transformado em recursos a serem investidos nos demais aeroportos do país. E também na ampliação da cobertura do serviço em regiões mais distantes.

“O Brasil tem hoje uma rede de aeroportos com operação regular muito tímida e um dos claros objetivos é ampliar a rede de aeroportos com operação regular no país”, indicou.

“A política que temos trabalhado no governo busca organizar os grandes aeroportos, descentralizar investimentos e ampliar a cobertura geográfica da prestação de serviço.”

Novos aeroportos

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544482422

Eduardo Sanovicz, presidente da Abear. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Na avaliação do presidente da Associação Brasileira de Empresas Aéreas (Abear), Eduardo Sanovicz, já passou o momento de falar das concessões ocorridas.  Agora o debate tem de ser sobre a ampliação das concessões para o interior do país e a construção de novos aeroportos.

“Não estou preocupado em discutir como o modelo veio agora”, disse Sanovicz. “Entendemos como urgente o avanço do debate e da implantação de um programa ainda mais amplo de novos aeroportos e a criação de outros a fim de que o processo de desenvolvimento econômico do Brasil consiga se ampliar para o interior do país”, completou.

Segundo ele, o transporte aéreo brasileiro movimentou ao menos US$ 52,7 bilhões na corrente comercial brasileira.

O presidente da Abear ainda citou projeções para o setor para os próximos anos. De acordo com Sanovicz, o número de passageiros deve aumentar de 113 milhões para 221 milhões em 2020.

No caso dos aeroportos, a oferta de aumentar em 73 novas instalações para 169. Enquanto a frota de aviões registrada pela associação deve crescer para 976 em 2020.

Também participaram do painel sobre concessões aeroportuárias nesta quarta-feira, o CEO do Consórcio Inframerica, Alysson Paolinelli e o executivo do Complexo Empresarial Andaragua, André Ursini.

L.E.T.S.

A Semana da Infraestrutura da Fiesp (L.E.T.S.) representa a união de quatro encontros tradicionais da entidade: 9º Encontro de Logística e Transporte, 15º Encontro de Energia, 6º Encontro de Telecomunicações e 4º Encontro de Saneamento Básico.

O evento acontece de 19 a 22 de maio (segunda a quinta-feira), das 8h30 às 18h30, no Centro de Convenções do Hotel Unique, em São Paulo.

Mais informações: www.fiesp.com.br/lets