FILE abre 16ª edição com mais de 330 trabalhos

Thatiana Mendes, Agência Indusnet Fiesp

A 16ª edição do FILE – Festival Internacional de Linguagem Eletrônica, o mais importante encontro de arte digital da América Latina, realizado há 11 anos pelo Sesi São Paulo –, foi aberta na Galeria de Arte do Sesi-SP na noite desta segunda-feira (15/6) para um público de 1.220 pessoas no Centro Cultural Fiesp, com a presença de artistas e convidados.

Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Sesi-SP, destaca a importância do FILE, “o principal encontro da América Latina sobre arte digital”. “São iniciativas como essa que queremos desenvolver cada vez mais”, afirma Skaf, pela capacidade que elas têm de surpreender o público, que é ao mesmo tempo desafiado e estimulado a refletir.

Neste ano, a programação gratuita contará com mais de 330 trabalhos em diferentes categorias que expressam novas poéticas da arte e tecnologia por meio de instalações, obras interativas, animações, jogos, performances e a recente imersão estética que utiliza óculos 3D.

Segundo Ricardo Barreto, organizador do FILE ao lado de Paula Perissinotto, o festival teve mais de 800 trabalhos inscritos. “Fizemos uma seleção das principais tendências para este ano no mundo da arte e tecnologia, que podem ser conferidas agora em São Paulo no Sesi-SP, grande incentivador do festival há mais de dez anos”, destacou Barreto durante a festa de abertura.

O festival ocupa os 1.000 metros quadrados da área expositiva da Galeria de Arte do Sesi-SP e outros espaços abertos, como a Galeria de Arte Digital Sesi-SP (na fachada do edifício-sede Sesi-SP/Fiesp), a calçada do outro lado da avenida Paulista em frente ao prédio e os acessos às estações Trianon-Masp e Consolação do Metrô.

Obra do FILE - Festival Internacional de Linguagem Eletrônica. Foto: Everton Amaro/Fiesp

 

Artistas brasileiros, como Rejane Cantoni e Raquel Kogan, e de países como Holanda, Espanha, Alemanha, França e Áustria exibem na mostra 19 instalações. Entre os destaques na Galeria de Arte está a obra interativa Swing, das artistas alemãs Christin Marczinzik e Thi Binh Minh Nguyen, que traz uma balança na qual, com a utilização de um óculos 3D, o espectador é transportado para uma realidade virtual com o movimento embalado pelas imagens desenhadas em aquarela.

Outro ponto alto é a instalação Vídeo Pistoletto, do artista norte-americano Oli Sorenson, que impressionou o público com uma performance ao vivo para a criação de sua obra – perfurando três grandes telas de LCD. Com as rachaduras nos vidros das telas, o cristal líquido se dispersa pelos fragmentos, passando a ideia de formas orgânicas presas sob caixas de luz.

FILE LED Show

Outro destaque da noite foi a abertura do FILE LED Show, que apresenta trabalhos selecionados especialmente para projeções na Galeria de Arte Digital Sesi-SP, na fachada do edifício. Na performance multimídia Monomito, dos brasileiros Paloma Oliveira e Mateus Knelsen, o artista cruza o espaço público vestindo um aparato que reconhece padrões visuais de rostos humanos, projetando-os na máscara do performer, assim como em outros lugares do espaço por onde ele passa. Para a apresentação no FILE, o painel de LED da Galeria de Arte Digital exibe em tempo real as faces capturadas.

Segundo Paloma Oliveira, é desafiadora a utilização da fachada do edifício como plataforma expositiva. Mateus Knelsen, seu parceiro na criação de Monomito, completa: “É uma honra participar de uma mostra icônica de arte e tecnologia como o FILE.”

Sobre o FILE

Realizado pelo Sesi-SP desde 2004 com uma série de atividades gratuitas, o FILE reúne trabalhos de artistas de diversos países no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso. Com uma parceria de 11 anos, o Sesi-SP e o FILE têm como objetivo oferecer uma plataforma interdisciplinar internacional para o fomento e difusão de projetos inovadores e criativos nas áreas de arte e tecnologia, inserindo o Brasil no contexto mundial dessas novas tendências. No festival, o público tem a oportunidade de conhecer obras que estimulam a reflexão e a participação de todos, indo além da contemplação artística.

 

Serviço

FILE SP 2015 – Festival Internacional de Linguagem Eletrônica

Data: de 16 de junho a 16 de agosto de 2015

Local: Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso (avenida Paulista, 1.313)

Informações: (11) 3528-2000

Classificação indicativa: livre para todos os públicos

Entrada gratuita

Agendamento de grupos: de segunda a sexta, das 10 às 20 horas, pelos telefones (11) 3146-7439/7396

 

Exposição, na Galeria de Arte do Sesi-SP

Datas e horários: de 16 de junho a 16 de agosto (todos os dias, das 10 às 20 horas, com entrada permitida até as 19h40)

 

FILE LED Show, na Galeria de Arte Digital Sesi-SP (fachada do edifício Sesi-SP/Fiesp)

Datas e horários: de 16 de junho a 19 de julho (todos os dias, com interação do público das 20 às 22 horas e exibição de obras visuais das 22 às 6 horas)

 

Obra Futuro do Pretérito (Raquel Kogan & Lea van Steen), na avenida Paulista, próximo à estação Trianon-Masp

Datas e horários: de 16 a 21 de junho (todos os dias, das 10 às 20 horas)

 

FILE Metrô, nas estações Trianon-Masp e Consolação

Datas e horários: de 16 de junho a 19 de julho (todos os dias, das 10 às 20 horas)

 

Exibição do filme Shirley – Visions of Reality (Gustav Deutsch), no Teatro do Sesi-SP

Data e horário: 16 de junho, às 20 horas

 

Mais informações em  www.file.org.br