Mostra sobre Fundição Artística alia preservação do patrimônio cultural e capacitação de jovens

Dulce Moraes, Agência Indusnet Fiesp

Quem está em busca de programação cultural gratuita e de qualidade na região da avenida Paulista encontra boas opções no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, em frente à estação de metrô Trianon/Masp.

Apesar de temáticas diferentes, as duas exposições de arte em cartaz têm em comum a formação dos artistas e o processo de produção, tecnológica ou manual, das peças.

Na mostra Arte da Tapeçaria: Tradição e Modernidade  48 murais das tradicionais tapeçarias de Portalegre, da região portuguesa do Alentejo, reproduzem obras de consagrados artísticos contemporâneos, como Le Corbusier, Vik Muniz, Burle Marx, entre outros. A mostra fica em cartaz na Galeria de Arte do Sesi-SP até o dia 10 de março.

Já a mostra Fundição Artística no Brasil – em cartaz no Espaço Fiesp até 10 de fevereiro – deve encantar principalmente os apreciadores de monumentos históricos e os interessados em desvendar os processos tecnológicos na produção de esculturas.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539857804

Um dos destaques é Busto D. Pedro II, datada de 1839 e de autoria de Zépherin Ferrez. A peça, pertencente ao acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo, foi recentemente fundida em bronze por alunos do Senai-SP, a partir do original em gesso pertencente a Pinacoteca, onde foram aplicados recursos tecnológicos digitais, tais como prototipagens e simulações para auxílio nos processos metalúrgicos.

Também estão expostas maquetes de monumentos de Victor Brecheret, Galileo Emendabili, Julio Guerra e Leopoldo e Silva, autores de grandes obras em espaços públicos da cidade de São Paulo.

A mostra ficará aberta ao público até o dia 10 de fevereiro. A entrada é gratuita. Mais informações, clique aqui.

Leia mais