Presidente da Fiesp prestigia abertura de seminário na Escola Paulista de Magistratura

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, prestigiou, na manhã desta sexta-feira (28/06), na Escola Paulista de Magistratura,  em São Paulo, a abertura do seminário “Poder Judiciário – Gestão: O Empresariado e a Sustentabilidade”.

Paulo Skaf foi convidado a fazer palestra no seminário: importância da sustentabilidade e da educação. Foto: Junior Ruiz/Fiesp

Convidado a fazer uma palestra no evento, Skaf destacou o valor fundamental do poder judiciário, que “dá segurança ao país, à sociedade e às empresas”. Ele reforçou ainda a necessidade da criação de um poder judiciário, forte, independente e célere. “Infelizmente, no presente momento, o sistema ainda não é célere”, disse.

O presidente da Fiesp fez questão de sublinhar que a rapidez dos processos no campo judicial é imprescindível para o desenvolvimento econômico do país. “É fundamental que haja mais rapidez nos processos analisados e julgados e que todas as esferas trabalhem mais próximas em prol da sociedade. Afinal, faz parte da segurança jurídica a brevidade dos processos.”

Skaf falou também sobre a importância da sustentabilidade – tema principal do seminário – no desenvolvimento da sociedade brasileira. “Sustentabilidade é um tripé que engloba o campo social, econômico e ambiental. Um país precisa ter crescimento e oportunidade para que as pessoas possam se desenvolver e prosperar. Não há crescimento sem que a sustentabilidade esteja presente.”

A educação, considerada por Skaf um pilar para uma sociedade sustentável, também foi citada.  “Sustentabilidade também envolve a oferta de conhecimento e educação, que permite a emancipação do cidadão. Não há desenvolvimento ou sustentabilidade sem educação de qualidade. Acreditamos no investimento de pessoas. Isso é sustentabilidade e é o que fazemos no Serviço Social da Indústria do Estado de São Paulo (Sesi-SP), no ensino básico, e no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Estado de São Paulo (Senai-SP), na formação profissional”, disse.

“Nosso trabalho é muito forte em lazer, cultura, qualidade de vida, formação profissional, educação e muitas outras áreas. Direcionamos os jovens cidadãos brasileiros à educação completa e criamos uma comunidade cada vez mais sustentável e responsável”, concluiu.

O desembargador Armando de Toledo, diretor da Escola Paulista da Magistratura, e o corregedor geral da Justiça do Estado de São Paulo, José Renato Naline, também participaram do encontro.