Skaf anuncia criação de time feminino de basquete do Sesi-SP

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, anunciou nesta sexta-feira (23 de março) em Araraquara a criação da equipe feminina de basquete de alto rendimento do Sesi-SP, que vai ficar baseada na cidade. Após o saldo positivo do trabalho realizado no basquete em Franca e a parceria com o vôlei feminino em Bauru, o Sesi-SP dá mais um passo na formação esportiva no país.

“É um time para ser altamente competitivo, ganhar campeonatos, para fazer bonito, dar exemplo para milhões de jovens, que vão praticar esporte, o que vai fazer bem para a saúde”, disse Skaf ao apresentar o projeto, que terá como coordenadora Roseli Gustavo, que foi medalha de prata no basquete feminino na Olimpíada de Atlanta, em 1994. “Nosso time nasceu hoje”, disse Skaf, destacando o empenho do prefeito de Araraquara, Edinho Silva, na formação da parceria que tornou possível a iniciativa.

“Araraquara tem cultura no basquete”, lembrou Skaf. O próprio Sesi-SP tem na cidade times de base, com atletas que serão priorizadas na montagem da equipe de rendimento.

O prefeito comemorou a criação do time. Segundo ele, há um efeito benéfico em ter essa equipe de competição, o que estimula a procura de crianças e adolescentes por escolinhas de esporte. Isso é um dos pilares do Sesi-SP, a pedagogia do exemplo.

“Nada disso seria possível sem Paulo Skaf”, disse Edinho, listando, além do time de basquete, diversas outras ações do Sesi-SP e do Senai-SP na cidade, em cultura, em esporte e em formação profissional. “Você é parceiro da cidade de Araraquara. Coloca os interesses da sociedade de São Paulo em primeiro plano.”

A indústria, por meio do Sesi-SP, prioriza a união do esporte e a educação. Essa prática, que conta hoje com o desenvolvimento de 18 modalidades, sendo elas olímpicas e paralímpicas, totaliza cerca de 700 atletas entre base e rendimento. Modalidades como atletismo, luta olímpica, judô, vôlei, natação, polo aquático, goalball, entre outras, estão divididas entre grande São Paulo, litoral e interior do Estado.

Paulo Skaf durante a apresentação em Araraquara do time de rendimento de basquete feminino do Sesi-SP. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Convênio Atleta do Futuro

Skaf também assinou convênios do programa Atleta do Futuro (PAF) com os municípios de Trabiju, Boa Esperança do Sul e Monte Alto, somando 806 vagas. Criado para estimular a prática esportiva e a cidadania, o programa Sesi-SP Atleta do Futuro está presente em todo o estado de São Paulo. São mais de 100.000 alunos beneficiados pelo programa, que envolve 187 prefeituras conveniadas.

Atendendo 80 alunos, a parceria com o município de Trabiju é voltada para a prática do karatê. Em Boa Esperança do Sul são 276 vagas para as modalidades futebol e karatê. E para Monte Alto, que tem como empresa parceira a HBA Hutchinson Brasil Automotive, o programa oferece 450 vagas para a prática de atletismo, judô, karatê e voleibol.

Skaf também firmou na mesma data convênio do PAF com São Carlos que atenderá 840 alunos com a prática de atletismo, basquete, judô, handebol, futsal, kung-fu e xadrez. Para Descalvado, o programa oferecerá 715 vagas para a prática de natação, futebol, tênis de mesa, badminton e ginástica artística.

Além de introduzir a prática esportiva aos participantes, os alunos recebem orientação em temas transversais como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, dentre outros. Os instrutores trabalham para difundir valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.

Skaf assinou no mesmo dia convênio com o município de Gavião Peixoto, na Câmara Municipal da cidade, beneficiando 170 alunos com a prática de basquete, futsal e karatê.

Skaf inaugura área automotiva ampliada do Senai de Araraquara

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Fiesp, do Ciesp, do Senai-SP e do Sesi-SP, Paulo Skaf, inaugurou nesta sexta-feira (1º de setembro) em Araraquara a ampliação da área automotiva da Escola Senai Henrique Lupo, que atende a diversos setores industriais. “É o que há de melhor no mundo”, disse Skaf em relação ao laboratório montado em parceria com a Volkswagen.

Skaf citou como exemplo dos bons resultados do Senai-SP a vitória na competição mundial de ensino profissionalizante WordSkills, em 2015. E os alunos do Sesi-SP, lembrou, têm se destacado em competições nacionais e internacionais de robótica.

Em entrevista à Rádio Morada do Sol, Skaf destacou que o Brasil está saindo da crise. “É nítida a recuperação. Saímos de -3,8%, -3,6%, para 0,5% [de crescimento] positivo, é importante. Primeiro o agronegócio, já vinha bem, veio a reação no comércio, na indústria, nos serviços. Há realmente a sensação de ainda estarmos embaixo de uma tempestade, mas com esperanças fortes. A tendência é de no próximo ano a economia crescer de 2% a 3%, de daqui para frente diminuir cada vez mais o desemprego, daqui para a frente aumentar o crescimento.”

Skaf destacou a importância das reformas estruturais já efetivadas, como a trabalhista, e das que estão em discussão – por exemplo, a tributária e a da Previdência. “Vamos sair melhor desta crise com inflação controlada, com juros mais competitivos, com melhores condições de termos crescimento duradouro. Porque não adianta crescer, depois ter um ano de crise.”

Paulo Skaf com alunos da Escola Senai Henrique Lupo, em Araraquara. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

 

Funilaria e pintura

A escola tem 17 laboratórios técnicos, 18 salas de aulas e 8 oficinas de práticas profissionais, além da nova área automotiva, que recebeu equipamentos e veículos de alta tecnologia. O novo ambiente proporcionará às indústrias e comunidade da região de Araraquara capacitação e qualificação de mão de obra especializada para o setor automotivo.

A nova área resulta de parceria com a Volkswagen do Brasil. Nesse novo espaço, que inclui o moderno laboratório de colorimetria automotiva, o Senai-SP passa a ofertar cursos de funilaria, alinhamento de carrocerias e de pintura automotiva. Com isso os alunos da Aprendizagem Industrial poderão receber qualificação referente a veículos de médio porte (picapes). O novo espaço poderá ser utilizado para lançamentos nacionais da marca e para capacitação de mão de obra das concessionárias da Volkswagen.

Celeiro de campeões

O Senai de Araraquara abrange diversas áreas tecnológicas. Como resultado da excelência no ensino profissionalizante a escola já revelou campeões em torneios mundiais.

A primeira medalha da escola na WorldSkills, espécie de Copa do Mundo das profissões e que reúne países de todos os continentes, veio em 2009, no Canadá, quando o aluno Danilo Silva conquistou a prata na ocupação Fresagem a CNC. Em 2015, a competição teve como palco a cidade de São Paulo. Foi a vez de Leandro Rumaqueli subir ao pódio, ao conquistar o ouro da modalidade Desenho Mecânico em CAD. Naquela ocasião, Leandro teve de superar 26 competidores de todo o mundo. Atualmente, o campeão brasileiro de Marcenaria de Estruturas é o aluno Rui Lombardi Neto, que em outubro representará Araraquara na WorldSkills 2017, em Abu Dhabi.

Os resultados atestam a qualidade de ensino do Senai de Araraquara, que atende a diversos municípios vizinhos em diversas áreas de atuação. Com os cursos de Formação Inicial e Continuada a unidade abrange áreas tecnológicas como Alimentos, Automação, Automobilística, Eletroeletrônica, Gestão, Logística, Madeira e Mobiliário, Metalurgia, Metalmecânica, Segurança do Trabalho e Vestuário.

Também há oferta de cursos Técnicos de Eletroeletrônica, Eletromecânica e Mecatrônica e cursos de Aprendizagem Industrial nas áreas Automotiva, Madeira e Mobiliário, Eletroeletrônica, Metalurgia e Metalmecânica. Em 2016 a unidade realizou 4.324 matrículas nas modalidades de ensino oferecidas.

Atleta do Futuro

Skaf formalizou, também nesta sexta-feira, no Centro de Atividades Sesi Azor Silveira Leite, em Matão-SP, dois convênios do programa Atleta do Futuro, que preveem o atendimento de 175 alunos de Matão e 260 alunos de Ibitinga com a prática de diversas modalidades esportivas.

No mesmo local firmou o convênio de Responsabilidade Social com a Prefeitura de Ibitinga, que terá apoio do Sesi de Matão. O acordo prevê a capacitação técnica de até 50 pessoas da comunidade para desenvolvimento de projetos que auxiliem na geração de trabalho e renda.

Na sequência, o presidente das entidades da indústria paulistas visitou a Escola Senai Oscar Lúcio Baldan, de Matão, que oferece cursos nas modalidades de Aprendizagem Industrial, Técnico e Formação Inicial e Continuada.

À noite em Araraquara, Skaf assina o Atleta do Futuro com três municípios. A solenidade ocorrerá às 19h45, no Centro de Atividades Sesi Wilton Lupo. Serão 410 vagas para Araraquara, 485 para o município de Santa Lúcia e 420 para Rincão.

No sábado, Paulo Skaf assinará mais três convênios do programa Sesi Atleta do Futuro. Em Pirassununga, às 11 horas, na Academia da Força Aérea, serão firmados dois acordos. O primeiro, que terá como parceiro a própria AFA, beneficiará 200 alunos. O segundo, em parceria com a Prefeitura Municipal de Pirassununga, prevê atendimento de mais 100 crianças e adolescentes.

E em Porto Ferreira, às 14h45, Skaf firmará a maior parceria do programa na região. O Atleta do futuro beneficiará com a prática esportiva 1.280 alunos do município. A solenidade ocorrerá no Centro Cultural Fepasa, durante a programação do projeto Praças do Amanhã, iniciativa do Sesi-SP e do Senai-SP. Logo após a assinatura do convênio haverá show gratuito com o cantor Daniel, às 15 horas.

Atleta do Futuro

Criado para estimular a prática esportiva e a cidadania, o programa Sesi-SP Atleta do Futuro está presente em 201 municípios e contempla 84 mil participantes entre 6 e 17 anos. Além da prática esportiva, os alunos recebem orientação em temas transversais como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, dentre outros. Os instrutores trabalham para difundir valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.

 

Município

Parceiros

Alunos

Modalidades

Matão

Prefeitura Municipal de Matão e Confecções Elite

175

Natação

Ibitinga

Prefeitura Municipal de Ibitinga e Zilio Alimentos

260

Atletismo, basquetebol, futebol, futsal, handebol, tênis de mesa, voleibol, xadrez

Araraquara

Prefeitura Municipal de Araraquara e Indalfa Plásticos

410

Futsal, natação e voleibol

Santa Lucia

Prefeitura Municipal de Santa Lúcia

485

Capoeira, futebol, futsal, voleibol

Rincão

Prefeitura Municipal de Rincão e Axihum Fertilizantes

420

Basquetebol, futsal e handebol

Pirassununga

Comando da Aeronáutica – AFA – Academia da Força Aérea

200

Atletismo, futebol, karatê, tênis e voleibol

Pirassununga

Prefeitura Municipal de Pirassununga

100

Ginástica Artística

Porto Ferreira

Prefeitura Municipal de Porto Ferreira

1.280

Basquetebol, Futebol, futsal, ginástica artística e voleibol

Foto: Skaf lança em Araraquara campanha contra aumento de impostos “Não Vou Pagar o Pato”

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Fiesp e do Ciesp, Paulo Skaf, participou nesta segunda-feira (16/11) do lançamento em Araraquara da campanha “Não Vou Pagar o Pato”, contra o aumento de impostos. A iniciativa recolhe assinaturas para mostrar a rejeição às propostas feitas pelo Governo de elevar ainda mais a carga tributária – por exemplo, com a volta da CPMF. Mais de 950 mil pessoas já assinaram o manifesto.

Skaf se reuniu com empresários em Araraquara e concedeu entrevista coletiva a jornalistas da região.  Explicou que a campanha do pato é um movimento da sociedade para dizer não a qualquer tentativa dos governos de aumentar impostos. “As pessoas já pagam impostos demais. O que elas querem é ter serviços de qualidade.”

Paulo Skaf durante o lançamento em Araraquara da campanha "Não Vou Pagar o Pato". Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Perfil Exportador Paulista

O Perfil Exportador Paulista (PEP) é um relatório anual que oferece uma perspectiva mais detalhada das exportações do Estado, por meio de uma abertura setorial e também regional.  O estudo classifica os produtos conforme seu nível de intensidade tecnológica e tem por objetivo contribuir para a elaboração de políticas públicas, que aumentem a competitividade do comércio exterior paulista. As informações foram cedidas pelo Departamento de Estatística e Apoio à Exportação (Deaex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Mdic). A elaboração da análise é do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Marcelo Jeneci se apresenta em Franca e Araraquara

Agência Indusnet Fiesp,

O compositor e músico paulistano Marcelo Jeneci faz shows gratuitos em duas unidades do Sesi-SP: quinta-feira (09/10), em Franca e sexta-feira (10/10) em Araraquara. Em um formato intimista, a apresentação mostra a trajetória do artista, já considerado um dos grandes nomes da música popular brasileira.

Parceiro de Arnaldo Antunes, Chico César e Zé Miguel Wisnik, Marcelo Jeneci vem fazendo sucesso por onde passa. Seu primeiro álbum, Feito pra Acabar, foi eleito um dos melhores de 2010 por diversas publicações musicais. Em 2013, lançou o segundo disco, De Graça, produzido por Kassin e com coprodução de Adriano Cintra, mais um trabalho reconhecido pela crítica e pelo público.

Entre seus maiores sucessos estão as músicas “Felicidade”, “Dar-te-ei” e “Pra sonhar”, considerada esta “homenagem ao amor” e uma das mais tocadas em casamentos pelo Brasil.

Serviço
Marcelo Jeneci
Sesi Araraquara – 9 de outubro, quinta-feira, às 20h
Sesi Franca – 10 de outubro, sexta-feira, às 20h
L – Livre para todos os públicos
Duração: 60 minutos
Gênero: música popular

Entrada gratuita

Araraquara e Cândido Rodrigues vão atender 360 alunos no Programa Atleta do Futuro

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp, de Matão

Em uma semana de muitas parcerias do Programa Atleta do Futuro, foram assinados, na tarde desta quarta-feira (27/08), mais dois convênios com as Prefeituras de Araraquara e Cândido Rodrigues.

Juntas, as cidades irão atender 360 alunos, entre 6 e 17 anos, no programa criado pelo Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) para promover a prática esportiva, disseminando os valores do esporte.

Alexandre Pflug com o prefeito. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

 

“O grande diferencial do programa é que ele faz avaliação física, mas também atitudinal, porque não estamos avaliando o esportista, mas o aluno como um todo”, explicou Alexandre Pflug, diretor da Divisão de Esporte e Qualidade de Vida do Sesi-SP.

“Outro destaque do PAF é o envolvimento da família. Muitas vezes, quando a criança vai mal na escola, os pais proíbem a prática do esporte, mas assim ele não está ajudando, porque o esporte só pode ajudar no processo educacional.”

Na cidade de Araraquara, a parceria do Sesi-SP com a Prefeitura foi renovada e ampliada. Agora, participam 200 alunos, nas modalidades futsal e karatê. A iniciativa tem apoio da empresa Indalfa Plásticos.

O prefeito Marcelo Barbieri ressaltou a importância do PAF para Araraquara. “É uma honra estar assinando esse projeto, que é de extremo interesse público para a comunidade. Por meio dele, ampliamos, melhoramos e fortalecemos esse vínculo com o Sesi-SP e valorizamos a qualidade de vida das crianças”, afirmou, durante a solenidade de assinatura do convênio, realizada na sede da Prefeitura.

A parceria com o município de Cândido Rodrigues foi firmada no Centro de Atividades (CAT) do Sesi-SP, em Matão. O objetivo é atender 160 crianças e jovens, na prática de futebol, futsal e karatê.

Para o prefeito Antonio Cláudio, o PAF é um presente para a cidade. “É muito importante o que o Sesi-SP vai trazer para Cândido Rodrigues, porque somos um município pequeno, com poucos recursos. Nossas crianças e jovens só tem a ganhar com essa parceria, porque educação é mais do que ler e escrever. Esporte também faz parte.”

Presidente da Fiesp destaca investimento de R$ 40 milhões no Senai-SP de Araraquara

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), Paulo Skaf, foi entrevistado, na manhã desta terça-feira (28/01), no programa Jornal da Cidade, da Rádio Morada do Sol, de Araraquara, no interior paulista. Na conversa, Skaf destacou os investimentos do Senai-SP no município.

“Vamos firmar um acordo com Prefeitura para a doação de 7 mil metros quadrados do terreno contínuo ao nosso do Senai”, explicou. “Com isso, vamos dobrar a área construída do Senai de Araraquara. Hoje oferecemos pouco mais de 9 mil matrículas, vamos passar a oferecer quase 13 mil matrículas quando esse investimento, de R$ 40 milhões, estiver pronto”.

E as boas notícias não pararam por aí. De Araraquara, o presidente da Fiesp seguirá para São Carlos, para a apresentação da equipe de triathlon do Sesi-SP em 2014. “Vou para São Carlos para lançar a nossa temporada do triathlon, temos uma equipe de 30 atletas. São campeões, como o Reinaldo Colucci, por exemplo”.

O reconhecimento dos talentos do esporte está ligado a um visão mais ampla da educação na rede Sesi-SP. “Acredito na educação completa que o aluno recebe desde cedo na sala de aula e nos laboratórios, mas também nas quadras de esporte, na alimentação, nas atividades culturais”, afirmou. “Construímos 104 quadras cobertas, 50 campos de futebol de grama sintética, aquecemos 50 piscinas. Além disso, apoiamos 20 esportes de rendimento”, disse. “Em 2016 devemos ter 50 atletas com as cores brasileiras formados e apoiados pela indústria de São Paulo nas Olimpíadas do Rio de Janeiro”.

Segundo Skaf, essas iniciativas são capazes de promover mudanças. “Essa é a educação completa e é nela que eu acredito”, afirmou. “Não se transforma um país e um estado se não for pela educação”.

Em Araraquara, João Carlos Martins rege a Bachiana e coral de alunos dos Novos Núcleos de Música do Sesi-SP

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp

Ao menos 3.500 pessoas assistiram na noite deste sábado (14/12) a uma apresentação da orquestra Bachiana Sesi-SP, sob regência do maestro João Carlos Martins, interpretando peças de compositores como Beethoven, Mozart e Villa-Lobos no Ginásio Municipal de Esportes Castelo Branco, em Araraquara, a aproximadamente 277 quilômetros da capital.

O evento contou com a presença do presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e Serviço Social da Indústria (Sesi-SP), Paulo Skaf.

Paulo Skaf e maestro João Carlos Martins. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

 

Também se apresentou, pela primeira vez, o coral de alunos dos Novos Núcleos de Música do Sesi-SP, projeto que deve formar ao menos 22 orquestras de cordas até o final de 2014. O projeto inova pelo método Alla Corda, desenvolvido pelo violinista e educador Ênio Antunes. É o primeiro método nacional de ensino de instrumentos de cordas.

Para o maestro João Carlos Martins, a apresentação deste sábado (14/12) foi apenas “uma degustação” do que esses alunos, com idade entre sete e 19 anos, devem aprender até o final do próximo ano.

“São crianças que vão passar a estudar instrumentos de corda. Até lá eles vão ter uma degustação através do que Deus deu para o ser humano: melodia, ritmo e voz”, afirmou o maestro. Ele explicou que as crianças e adolescentes devem aprender violino, violoncelo e contrabaixo.

Ao conversar com a reportagem, Paulo Skaf disse que apresentações como essas significam “democratizar a música clássica”. A formação de 22 orquestras de cordas, destacou o presidente, é apenas o início. “Nós queremos atingir 100 orquestras, assim como temos hoje filhotes da bachiana em 100 municípios”, afirmou.

Sob a coordenação do maestro João Carlos Martins, o projeto Novos Núcleos de Música do Sesi-SP selecionou 1.200 crianças e adolescentes de 10 escolas do Sesi-SP para aprender instrumentos de cordas e 2.798 alunos da Sesi-SP de ensino para participar das oficinas de vivência musical. Os alunos devem ser formados até o final de 2014, compondo 22 cameratas, orquestras de menor porte.

Os mais de 500 alunos do projeto que se apresentaram na noite deste sábado (14/12) são das cidades de Bauru, Botucatu, Diadema, Indaiatuba, Jacareí, Jaú, Limeira, São Caetano e São Carlos.

Sob regência de Ênio Antunes e acompanhados pela orquestra, eles interpretaram “Asa Branca”, de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, “Se Essa Fosse Minha”, de Villa-Lobos, “Jubilosos Te Adoramos”, “Tema da 9ª Sinfonia de Beethoven”, “Jesus”, “Alegria dos Homens”, de Bach e “Noite Feliz”, com arranjo de Franz Gruber para coro e orquestra.

Mais de 500 alunos participaram do coral de alunos dos Novos Núcleos de Música do Sesi-SP.

Estreia

Foi a primeira vez que Gustavo Fonseca, 16, e Katy Caroline da Silva, 18, tiveram a oportunidade de se apresentar para um público de milhares de pessoas. Eles são de Botucatu, município a 230 km da capital, e esperam um dia fazer parte de uma orquestra como a Bachiana do Sesi-SP.

“Quem sabe um dia a gente está lá tocando com ele”, disse Katy, referindo-se ao maestro João Carlos Martins.

Para Gustavo, ser regido pelo maestro representa muito. “Disseram que a gente iria conhecer o maestro, mas vê-lo regendo a gente, falando o que a gente deve fazer, é uma honra muito grande”, disse o rapaz, que sonha em aprender a tocar violino, decisão tomada assim que viu, pela primeira vez ao vivo, uma apresentação.

Já Katy escolheu o contrabaixo. “Meus pais perguntaram se eu ia conseguir tocar, mas eu gosto muito daquele som grave.”

Foto: Paulo Skaf visita escola do Senai-SP em Araraquara

Agência Indusnet Fiesp 

De passagem pelo município de Araraquara (SP), na manhã desta sexta-feira (09/08), o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), visitou a Escola Senai Henrique Lupo.

O ponteiro da equipe masculina de vôlei do Sesi-SP, Murilo Endres, acompanhou a visita.

Murilo Endres e Paulo Skaf e na visita à unidade do Senai-SP em Araraquara. Foto: Junior Ruiz/Fiesp

Para crescer, país precisa derrubar a burocracia, afirma Paulo Skaf em entrevista a rádio do interior

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, foi o convidado da edição da manhã desta sexta-feira (09/08) do programa Jornal da Cidade, transmitido pela rádio Morada do Sol – líder de audiência em Araraquara (SP) e região.

Respondendo a perguntas do jornalista José Carlos Magdalena, Skaf falou sobre os investimentos da indústria em educação, a qualidade dos serviços públicos e a necessidade de dar fim à burocracia no Brasil para que o país possa crescer.

>> Ouça a entrevista: Parte 1 | Parte 2

“O que nós precisamos fazer é desburocratizar, simplificar a vida de quem quer produzir, de quem trabalha, fazer com que a vida das pessoas seja mais fácil. É muita burocracia, é muita regra, é muita exigência, é muita complicação”, assinalou, destacando a necessidade de o país retomar o crescimento para proporcionar oportunidades aos milhares de jovens que a cada ano ingressam no mercado de trabalho.

Skaf destacou a série de inaugurações de novas escolas do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e da entrega de unidades em perfeito funcionamento.

“Mais do que prédio novo, dentro dessas escolas tem professores estimulados, tem alunos aprendendo, praticando esporte, tendo atividades culturais e se alimentando bem. E aí, sim, formando bons cidadãos do futuro.”

Skaf falou sobre temas como a importância de recuperação da competitividade do país, a aprovação da MP dos Portos e lutas bem sucedidas da Fiesp como a redução das tarifas de energia e a sanção presidencial ao projeto de lei que desonera os impostos federais dos produtos da cesta básica.

“Algumas coisas boas já aconteceram, mas (…) nós temos que lutar para que a gente consiga muitas outras coisas no sentido de baratear, de recuperar a competitividade do Brasil, e, com isso, nós vamos ter melhores condições de ter crescimentos maiores e, com crescimento, geração de oportunidades e empregos, que é o que mais interessa ao país.”

A entrevista pode ser ouvida em duas partes: Parte 1 | Parte 2

 

Indústria fecha 4,5 mil vagas de trabalho em junho; Fiesp revisa para baixo estimativa para 2013

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp

Paulo Francini, diretor do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Fiesp. Foto: Everton Amaro/Fiesp

A indústria paulista encerrou o mês de junho com 4,5 mil empregos a menos em comparação com o quadro de funcionários verificado em maio, mostrou a Pesquisa Nível de Emprego do Estado de São Paulo, divulgada pela Federação e pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp). Segundo as entidades, o setor manufatureiro paulista deve encerrar 2013 com 20 mil empregos gerados. O prognóstico ficou abaixo da expectativa anterior da Fiesp e do Ciesp, que estimavam a criação de 30 mil vagas no ano.

“Não é um mês de junho bom e acho que vai ao tom do desempenho da própria economia brasileira desse ano”, afirmou Paulo Francini, diretor do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Fiesp. “Estamos fazendo uma revisão das nossas projeções e a atividade da indústria de transformação vai para um valor mais próximo de 1%”, acrescentou. A Fiesp está revisando também seu prognóstico para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2013, com viés de baixa.

Apesar dos estímulos à atividade industrial dados pelo governo desde o ano passado, a indústria ainda não mostra vigor em sua trajetória de recuperação, uma vez que a retomada de crescimento deve acontecer com o tempo. Nem mesmo a correção da taxa de câmbio, uma demanda do setor manufatureiro, conseguiu dar fôlego à produção. Segundo Francini, a correção cambial é positiva para o desempenho da indústria, mas no médio prazo.

“A taxa de câmbio possui dois componentes: um que direciona para a geração de inflação e outro que melhora a atividade da indústria; porém, não ocorrem ao mesmo tempo”, afirmou o diretor.

Ele explicou que o efeito adverso da desvalorização cambial sobre a inflação acontece antes do efeito benéfico. “Como estamos em uma situação delicada de inflação, com uma taxa quase superior a meta, há um pouco de preocupação”, completou.

Para Francini, o patamar atual do dólar perto de R$2,20 é “de qualquer maneira uma melhora para indústria”.

Emprego em Junho
A Pesquisa de Nível de Emprego do Estado de São Paulo apontou uma queda de 0,23% em junho, considerados os efeitos sazonais, o equivalente a 4,5 demissões no mês.

De janeiro a junho deste ano foram gerados pela indústria paulista 59,5 mil empregos, com uma variação positiva de 2,31%. Mas a pesquisa revelou que nos últimos 12 meses foram fechados 28 mil postos de trabalho, o equivalente a uma queda de 1,05% no mês passado em relação a junho de 2012.

De acordo com Francini, a indústria de transformação não terá condições de recuperar a perda registrada em 2012, a demissão de pouco mais de 50 mil empregados.

Do total de demissões no mês, a indústria de açúcar e álcool foi responsável pelo fechamento de 2.670 vagas, enquanto os outros setores da indústria de transformação demitiram 1.830 trabalhadores em junho.

No acumulado do ano, a indústria sucroalcooleira criou 28.077 vagas, número que deve zerar ao final do ano com o término da colheita da safra 2013/2014. Já os outros segmentos do setor manufatureiro criaram 31.423 novos empregos desde janeiro até o mês passado.

Setores e regiões
Das atividades analisadas no levantamento, 12 computaram queda, oito fecharam o mês em alta e duas ficaram estáveis. O emprego no setor de Fabricação de Coque de Produtos Derivados do Petróleo e de Biocombustíveis registrou a maior queda do mês com 1,6%, o que representa a demissão de 790 empregados. Outro desempenho negativo foi o da indústria de Impressão e Reprodução de Gravações, que encerrou o mês com perdas de 1,5% ao fechar 676 vagas em junho.

O emprego nos setores de Produtos Diversos e de Outros Equipamentos de Transporte apurou ganhos no mês de 2,3% e 1,3% respectivamente. O segmento de Produtos Diversos contratou 1.490 empregados, enquanto a indústria de Outros Equipamentos de Transporte abriu 390 postos de trabalho.

A pesquisa da Fiesp e do Ciesp mostrou ainda que das 36 regiões analisadas, 19 apresentaram quadro negativo, 13 ficaram positivas e quatro regiões encerraram o mês estáveis.

Santos foi a cidade que apresentou a maior alta, com taxa de 2,20% em junho, impulsionada por Produtos Alimentícios (4,37%) e Confecção de Artigos do Vestuário (3%). A região de Santo André registrou ganho de 1,23% sob influência positiva dos setores de Produtos Diversos (26,52%) e Confecção de Artigos do Vestuário (5,26%).

O índice de emprego em Jacareí subiu 0,63%, influenciado por Produtos de Borracha e Material Plástico (4,28%) e Produtos de Minerais Não Metálicos (0,57%).

Entre as cidades com desempenho negativo, Araraquara computou a queda mais expressiva do mês com 2,06%, abatida pelas perdas em Produtos Têxteis (-6,48%) e Produtos de Borracha e Plástico (-2,15%). São Carlos fechou o mês com baixa de 1,79%, pressionada pelo desempenho ruim dos setores de Produtos Alimentícios (-8,31%) e Produtos de Metal, exceto Máquinas e Equipamentos (-5,13%). O emprego em Matão caiu 1,44%, com fortes perdas em Produtos de Metal, exceto Máquinas e Equipamentos (-6,81%) e Produtos Alimentícios (-3,92%).

Araraquara ganha nova escola do Sesi-SP na quarta-feira (13/06)

Rosângela Gallardo, Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Fiesp, Paulo Skaf, inaugura nesta quarta-feira (13/06), a partir das 15 horas, a nova escola do SESI e as novas instalações esportivas do Centro de Atividades Wilton Lupo, em Araraquara, localizado na avenida José de Alencar, 1031 – Jardim Floriana.

A escola foi projetada com 16 salas de aula, três salas de convivência, salas de preparação e treinamento, sala de música, sala de artes cênicas, Laboratório de Línguas, Laboratório de ciência e tecnologia, dois laboratórios de informática educacional com 37 computadores cada, laboratório de química e biologia, laboratório de ciências físicas, biblioteca escolar com acervo atualizado, recreio coberto e ambientes administrativos, amplos e confortáveis, para atendimento aos pais e professores.

Com as novas instalações, a unidade passa a absorver os alunos da antiga escola externa. O novo prédio atenderá os alunos do Ensino Fundamental em tempo integral e da Educação de Jovens e Adultos (Eja). O segundo prédio, na antiga estrutura escolar, abrigará os estudantes do Ensino Médio e do Ensino Fundamental em tempo parcial. Todas as atividades pedagógicas são associadas a diversas atividades e serviços nas áreas de saúde, alimentação, cultura, esporte e lazer.

Durante a solenidade, também serão apresentadas duas novas quadras poliesportivas cobertas e o campo de futebol society.

Serviço
Data: 13 de junho de 2012
Hora: 15 horas
Local: Avenida José de Alencar, 1031 – Jardim Floriana – Araraquara

Sesi-SP lança seu Sistema de Ensino nas escolas municipais de Araraquara

Rosângela Gallardo, Agência Indusnet Fiesp

O prefeito de Araraquara, Marcelo Barbieri (esq.), e o presidente do Sistema Fiesp, Paulo Skaf, durante o lançamento da implantação do Sistema Sesi de Ensino nas escolas da rede municipal

 

 

O Sesi-SP e a prefeitura de Araraquara lançaram na manhã desta sexta-feira (4) a implantação do Sistema Sesi de Ensino nas escolas da rede municipal. A implantação iniciou-se com uma aula inaugural realizada no salão paroquial da Igreja Santa Cruz, com a participação dos diretores de Educação (Fernando Carvalho) e de Operações (César Callegari) do Sesi-SP.

Em seguida o prefeito da cidade, Marcelo Barbieri, e presidente da Fiesp, Ciesp, Sesi-SP e Senai-SP, Paulo Skaf, destacaram a importância desta parceria. De acordo com Skaf, o Sistema Sesi de Ensino busca sinergia e união de esforços entre o Sesi-SP e a Prefeitura local. “O Sesi respeita e confia nos professores de Araraquara. Com certeza poderemos fazer muito pela educação, juntos”, ressaltou.

A formalização desta parceria foi selada em 1º de dezembro do ano passado, na sede da Fiesp, entre o presidente Paulo Skaf, o prefeito Marcelo Barbieri e o superintendente do Sesi-SP, Walter Vicioni. O projeto atenderá 7.159 alunos de 6 a 14 anos matriculados nas 13 unidades de Ensino Fundamental do município.

Diferencial

O Sistema Sesi de Ensino tem como diferencial estimular o professor a identificar e atender às expectativas de aprendizagem dos alunos mediante orientação e acompanhamento de todas as etapas da implantação da metodologia, indo muito além da substituição de livros didáticos para alunos e professores.

Em Araraquara, a implantação do Sistema iniciou-se no segundo semestre do ano passado e contemplou todos os profissionais que compõem a cadeia de ensino municipal, desde a equipe gestora da Secretaria Municipal de Educação até os professores, passando pelos coordenadores pedagógicos locais.

Para garantir a qualidade do ensino, o processo será monitorado pela equipe de educação do Sesi-SP, mensalmente, durante todo este primeiro ano de implantação do sistema. Os alunos também serão avaliados constantemente, com análises e interpretações dos resultados obtidos nos exames do Saresp.

Ensino de qualidade

Para as prefeituras, a vantagem do sistema é que ele contribui para a elevação da qualidade de ensino por meio da melhoria dos processos e em sintonia com as especificidades sociais e culturais locais, além de estimular a melhoria da infraestrutura e dos ambientes educacionais em função das inovações didáticas e tecnológicas introduzidas pelo Sesi-SP.

Os produtos e serviços educacionais oferecidos pelo Sesi-SP incluem: referenciais curriculares da rede escolar; introdução ao fazer pedagógico da rede escolar do Sesi-SP; material didático; livro do professor; livro texto; livro de atividades; sistema de administração escolar; capacitação da equipe gestora do município; avaliação dos processos e da dinâmica escolar; monitoramento e orientações in loco.

Sistema Sesi de Ensino atenderá mais de 8 mil alunos do Ensino Fundamental em Araraquara

Rosângela Gallardo, Agência Indusnet Fiesp

Na foto à esquerda: Walter Vicioni (superintendente operacional do Sesi-SP), Marcelo Barbieri (prefeito de Araraquara) e Paulo Skaf (presidente da Fiesp e do Sesi-SP). À direita: aula inaugural realizada no salão paroquial da Igreja Santa Cruz, em Araraquara

Uma aula inaugural para mais de 400 professores marcou o lançamento do Sistema Sesi de Ensino em Araraquara. Durante o evento, os docentes do município conheceram com mais propriedade a metodologia desenvolvida pela entidade e que já é aplicada para mais de 104 mil estudantes do Ensino Fundamental da rede Sesi-SP no estado.

Baseado na autonomia do professor em sala de aula e na aprendizagem integral do aluno, o Sistema Sesi de Ensino fundamenta-se em três pilares: tratamento global dos temas em estudo; abordagem multidisciplinar; e enfoque socioafetivo. Em Araraquara, a previsão é que o Sistema atenda cerca de 8.200 crianças matriculadas nas 13 escolas municipais.

Segundo o presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, a parceria representa uma sinergia para se alcançar o ensino de excelência. “Juntos, somaremos esforços para resultados melhores, pois somente a educação dá oportunidade igual às pessoas.”

Construção coletiva

Walter Vicioni, superintendente operacional do Sesi-SP, reforçou que o ingresso do Sistema em Araraquara é uma construção coletiva. “Nossa metodologia valoriza o professor, pois ele é o agente das mudanças em sala de aula”.

Em Araraquara, Paulo Skaf confere obras da nova escola do Sesi-SP e encontra-se com alunos dos segundo ano do Ensino Fundamental

Para o prefeito Marcelo Barbieri, as mudanças em andamento na rede municipal deverão melhorar em 30% os indicadores educacionais: “Nossos estudantes viverão uma nova era porque haverá uma integração harmoniosa entre nosso magistério e os especialistas do Sesi-SP.”

Barbieri também informou que o novo projeto prevê um orçamento de R$ 12,00 por aluno/mês e que, para este ano, serão destinados recursos superiores a R$ 106 milhões para a educação do município.

Após a solenidade, o presidente da Fiesp visitou as obras da nova escola do Sesi no Centro de Atividades (CAT) de Araraquara. A nova unidade tem previsão de conclusão em agosto deste ano e receberá os estudantes atualmente matriculados na unidade externa.

Skaf aproveitou a visita para também falar com uma turma do segundo ano do Ensino Fundamental e ouvir sugestões dos estudantes do Ensino Médio.