‘Atleta do Futuro’ chega a mais 3 cidades e atende mais de 112 mil jovens no estado

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp, de Cruzeiro

Alunos do PAF de Bananal, Lavrinhas e Arapeí, no interior de São Paulo. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

 

O Programa Sesi-SP Atleta do Futuro chegou à marca de 268 cidades na manhã desta terça-feira (19/08). O projeto de formação esportiva foi assinado por mais três prefeituras na cidade de Cruzeiro, alcançando mais de 112 mil crianças e adolescentes atendidos.

Os novos convênios foram feitos com as prefeituras de Lavrinhas, para iniciação esportiva de 160 jovens em voleibol e natação; Arapeí, com a prática da modalidade de futebol para 100 potenciais atletas; e Bananal, com metodologias de ensino da entidade voltada para formação de 210 crianças e adolescentes em basquete, futsal, handebol e vôlei.

A solenidade de assinatura foi realizada no Centro de Atividades do Sesi-SP (CAT) em Cruzeiro. Segundo o diretor da unidade, Carlos Frederico D´Ávila Brito, o Sesi de Cruzeiro atende a 12 municípios da região. “São 11 convênios de cooperação técnica com metodologia do PAF e capacitação de professores. Com a assinatura com essas três cidades chegamos a 3.270 alunos, que estão tendo sua infância e adolescência alteradas por esse programa”, disse Brito.

Para o prefeito de Cruzeiro, Rafic Zake Simão, o PAF preenche um espaço que por vezes é deixado pela gestão pública da cidade por falta de recursos. “Uma dificuldade comum é a deficiência orçamentária de vários prefeitos. Quando a gente tem um parceiro como o Sesi-SP para trabalhar a parte esportiva esse apoio é muito bem-vindo”.

Professor de educação física de formação, o prefeito de Arapeí, Edson de Souza Quintanilha, também assinou o convênio do PAF com o Sesi-SP. Para ele, o programa é tão importante na formação do caráter de crianças e adolescentes quanto na formação de potenciais atletas. “Mesmo que não saia daqui um atleta olímpico, teremos pessoas com outra visão. Esporte também é formação de caráter”, disse.

Talentos descobertos

O judoca e campeão pan-americano Bruno Mendonça faz parte da equipe de atletas do Sesi-SP desde o ano passado. E foi até  Cruzeiro para incentivar os estudantes. “Treinava em Santos e fui um dia treinar no Sesi de Cubatão. Gostei do ambiente, acabei me adaptando e virando parte da família”, contou o atleta, que foi ao Sesi de Cruzeiro para participar de uma clínica com alunos dos PAFs da região sobre judô.

Ele acredita que, por meio do PAF, “muitos talentos são descobertos”. “Tem uma garotadinha que leva jeito. Começando cedo, a probabilidade de ter bons resultados é muito maior”, completou.

Judoca do Sesi-SP Bruno Mendonça, campeão pan-americano de judô. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

 

Clínicas do Sesi-SP como a de judô com Bruno Mendonça devem percorrer o estado, segundo Alexandre Pflug, com o objetivo disseminar esportes ainda pouco explorados. “Nossos alunos vão participar de diversas clinicas de várias modalidades.  A ideia é fomentar a formação esportiva no estado”, completou Pflug.

Na capital paulista

Pflug também falou sobra a assinatura do convênio com a prefeitura de São Paulo para a iniciação esportiva de jovens atendidos pela rede do Centro de Educação Única (CEU). “Fizemos um convênio extremamente vitorioso para o Sesi-SP. Capacitamos cerca de 450 professores e gestores que trabalham no CEU e vai beneficiar cerca de 22 mil crianças”, disse Pflug.