Adaulete Marello, prestigia lançamento do Programa Atleta do Futuro em Paraibuna

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp, de Paraibuna

Hospitaleira e cheia de belezas naturais, a cidade de Paraibuna, conhecida como “Chão Caipira”, ganhou mais um atrativo nesta sexta-feira (21/03): o Programa Atleta do Futuro, que vai oferecer 60 vagas para crianças e jovens praticarem jiu-jitsu e terem uma iniciação no esporte.

O convênio foi assinado entre o prefeito local, Antônio Marcos de Barros, e o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), Paulo Skaf, na sede da prefeitura.

A parceria aconteceu por meio do projeto social Idhem, que promove a prática de artes marciais. Quando conheceu a história do Idhem, o presidente do Sesi-SP entrou em contato para colaborar com o trabalho do projeto por meio do Atleta do Futuro. Com a parceira feita junto à prefeitura e à empresa Bananinha Paraibuna, o projeto começa com o atendimento de 60 crianças, mas com possibilidade de expansão.

“Estamos muito felizes por esse convênio com o Sesi-SP. Por estarmos em uma cidade pequena, é muito difícil conseguir apoio para um projeto de esporte”, afirmou Adaulete Marello, coordenadora do Idhem, tricampeã mundial de jiu-jitsu e bicampeã mundial de levantamento de peso.

O prefeito de Paraibuna agradeceu o apoio para incentivar as crianças no esporte. “Nossa cidade estará sempre de portas abertas para as parcerias como Sesi-SP.” O presidente do Sesi-SP reforçou a importância da prática esportiva. “A indústria investe no esporte por saber que é fundamental para a educação, para a saúde e para a formação do cidadão.”

Depois do evento, Skaf fez um breve passeio na cidade e visitou a igreja matriz de Santo Antônio.

Atletas

Os nadadores da equipe de alto rendimento do Sesi-SP, Lucas Cortini e Mariana Serrano, participaram do evento em Paraibuna. “É muito bom incentivar o esporte desde cedo, porque isso ajuda na educação e na saúde da pessoa. Quanto mais crianças praticarem esportes, vamos encontrar mais atletas e possíveis campeões”, comentou Mariana.

“Começar no esporte desde pequeno ajuda na construção de personalidade e caráter. O esporte ajuda a ter mais responsabilidade, alcançar a maturidade mais rápido, coisas que a gente leva pra vida”, declarou Lucas.

José Montanaro Júnior, gestor do voleibol do Sesi-SP, também esteve em Paraibuna e falou do orgulho de fazer parte de uma entidade que incentiva o esporte. “Fico maravilhado ao ver o brilho nos olhos dessas crianças. Porque a gente sabe o que pode  representar para elas o envolvimento com os valores do esporte. Disciplina, respeito, dedicação, saber ganhar e perder. E é disso que o Brasil precisa”, declarou. “Sou um fã do esporte e, por isso, fã do trabalho feito pelo Sesi-SP.”

Sobre o PAF

Presente em mais de 180 municípios, o Programa Atleta do Futuro contempla 74 mil participantes entre 6 e 17 anos e as atividades estão organizadas em três fases, adequadas para cada faixa etária.

Na fase que compreende crianças entre seis e oito anos, os instrutores trabalham para promover qualidade de vida, integração e socialização por meio de jogos e brincadeiras lúdicas. A partir dos oito anos, os participantes iniciam a prática esportiva, conhecendo as diversas modalidades e suas diferenças. Então, dos 11 aos 17 anos, os alunos optam por uma modalidade e realizam treinos específicos. Nesta fase, os atletas podem representar a equipe do Sesi-SP em competições estaduais e nacionais.

Por se tratar de programa de formação esportiva com metodologia própria do Sesi-SP, as aulas esportivas são complementadas por intensa programação nos finais de semana com a participação da família. Todos os profissionais envolvidos passam por capacitações e os alunos têm acesso a todos os materiais necessários para a prática de diferentes modalidades de esporte.