Skaf, Gurría e Levy discutem o que o Brasil pode fazer para enfrentar a crise

O presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp), Paulo Skaf, o secretário–geral da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Angel Gurría, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e outros especialistas e autoridades nacionais e internacionais discutem, na próxima quinta-feira (5/11), o que o Brasil pode fazer para enfrentar a crise.

Eles estarão presentes no seminário “Uma agenda positiva para o Brasil: aprendendo com práticas internacionais” promovido pela Fiesp em parceria com a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que trará exemplos de evoluções e resoluções de boas práticas de governança pública e, consequentemente, a retomada do crescimento e da competitividade, eficiência orçamentária, ética e redução da burocracia.

O objetivo principal é ver de que forma o Brasil pode construir um novo caminho, inspirado por exemplos de países desenvolvidos e auxiliado pelos mecanismos oferecidos pela mais importante organização internacional para o desenvolvimento econômico e social.

Para ver a programação completa, clique aqui.