Evento debate parcerias entre produtoras de audiovisual nacionais e internacionais

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp

O Seminário Produção Internacional – Oportunidades, Aprovação e Acompanhamento de Projetos, realizado pela Agência Nacional do Cinema (Ancine), pelo Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (Siaesp) e pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), realizado nesta quinta-feira (11/07), reuniu produtores, produtores executivos, profissionais do cinema e amantes da sétima arte na sede da federação, na Avenida Paulista, em São Paulo.

O evento contou com as presenças do diretor-presidente da Ancine, Manoel Rangel, e do chefe de Promoção do Audiovisual do Ministério das Relações Exteriores, José Roberto Rocha Filho.

Um dos principais temas destacados no debate foram os programas de promoção para a produção de conteúdo audiovisual brasileiro no exterior.

André Sturm, diretor-executivo do Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS-SP) e presidente do Programa Cinema do Brasil, de exportação de filmes brasileiros, financiado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) e pelo Ministério da Cultura (Minc), destacou o assunto.

Segundo Sturm, o objetivo do programa de fomento é aumentar o desempenho do audiovisual brasileiro nos mercados estrangeiros, fornecendo apoio para que produtoras nacionais possam realizar parcerias com empresas internacionais.

O presidente do programa “Brazillian TV Producers”, criado em 2004, Marco Altberg, destacou os benefícios que o projeto traz para a indústria nacional. “O programa promove oportunidades de cooperação, além de promover o audiovisual brasileiro no exterior”, disse.

Outro programa de fomento a produções internacionais foi destacado durante o encontro. De acordo com Leyla Fernandes, presidente do programa “Film Brazil”, a indústria do audiovisual nacional mostra que “é forte e está pronta para trabalhar em qualquer lugar do mundo”.

Segundo ela, em 2012 o programa movimentou mais de US$ 20 milhões em produção e, atualmente, conta com parcerias com países como Estados Unidos, Alemanha, França e Japão, entre outros.

Case de sucesso

Para contar como as produções audiovisuais entre diferentes países podem dar certo, o sócio-diretor da Gullane Filmes, Fabiano Gullane, comentou sua experiência na produção de Amazônia – Planeta verde, longa lançado em junho deste ano.  O filme foi feito por uma produtora brasileira e duas produtoras francesas, sendo orçado em 11 milhões de euros.

Para ele, o aumento no número de coproduções internacionais é um sinal de amadurecimento do mercado interno. “Hoje o Brasil é um agente do cinema internacional”, disse.

Curador do Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema destaca diversidade da produção nacional

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp

Nome importante para o cinema brasileiro, André Sturm é o curador do Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema que, em 2014, chega à sua 10ª edição. Atualmente, Sturm é diretor do Museu da Imagem e do Som (MIS), além de ser presidente do Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (Siaesp), administrador do Cine Belas Artes – que deve ser reaberto em maio – e cineasta.

Ele destacou a amplitude que o prêmio alcançou nessas dez edições. “A Fiesp e o Sesi-SP são instituições de âmbito estadual, por isso, além do Prêmio, temos a exposição da mostra nas unidades de todo estado. É muito importante ter esse apoio e esse espaço”, disse.

“Mas, no ano passado, premiamos vários artistas de outros estados. Também é muito importante a Fiesp/Sesi-SP ter esse papel de abertura, de não restringir o prêmio apenas a São Paulo, mas se preocupar com o cinema como um todo.”

Sturm: cinema brasileiro em seu melhor momento. Foto: Julia Moraes/Fiesp

Sturm: cinema brasileiro em seu melhor momento. Foto: Julia Moraes/Fiesp

Sobre os filmes que concorrem, Sturm avalia que eles refletem o momento positivo da produção cinematográfica no país. “O cinema brasileiro vive seus melhores momentos. Ano passado, 22% ingressos foram de filmes brasileiros, o que é uma marca muito importante”, disse. “A mostra que exibiu os filmes que concorrem ao prêmio retrata isso. Tem comédias populares, jovens cineastas, produções mais ousadas e artísticas. É um painel da diversidade.”

Para o cineasta, iniciativas como a produção da Mostra e do Prêmio de Cinema valorizam as produções nacionais.  “O Prêmio Fiesp/Sesi-SP representa uma marca de reconhecimento de qualidade cinema brasileiro pela principal entidade da indústria do país.”

Sobre o prêmio

O Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema tem como objetivo incentivar a produção cinematográfica nacional, divulgar o cinema brasileiro, facilitar o acesso público às produções de filmes nacionais e formar novas plateias. O evento é uma iniciativa da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e do Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (Siaesp).

No ano passado, os grandes vencedores foram os filmes “Xingu”, que recebeu prêmios nas categorias longa-metragem de ficção, direção (Cao Hamburger) e trilha sonora, e “Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios”, também com tripla premiação: atriz (Camila Pitanga), ator coadjuvante (Zé Carlos Machado) e fotografia (Lula Araújo).

A entrega do Prêmio será na noite desta terça-feira (01/04). Antes disso, foi realizada no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso a Mostra de Cinema, que exibiu todos os filmes concorrentes. A mostra será exibida também em outras unidades do Sesi-SP no estado de São Paulo.

Para mais informações sobre a edição 2014 do Prêmio, só clicar aqui.

Fiesp e Sesi-SP anunciam vencedores do 10º Prêmio de Cinema na terça-feira (01/04)

Agência Indusnet Fiesp 

Na próxima terça-feira (01/04), a partir das 20h, serão anunciados no Teatro do Sesi São Paulo, os grandes vencedores do 10º Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema. Concorreram à premiação 151 produções cinematográficas sendo 135 longas e 16 curtas exibidas, em 2013, no circuito comercial de todo o país. O projeto tem curadoria do cineasta, presidente do Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (Siaesp) e diretor executivo do Museu da Imagem e do Som (MIS), André Sturm.

A cerimônia terá como apresentador o ator e diretor de teatro Danilo Grangheia. A programação contará com esquetes musicais de clássicos do cinema mundial interpretados pelo acordeonista e compositor Toninho Ferragutti.

As obras cinematográficas inscritas concorreram em 13 categorias: Filme de Ficção, Filme Documentário, Filme de Curta-metragem, Diretor, Atriz, Ator, Atriz Coadjuvante, Ator Coadjuvante, Roteiro, Montagem, Fotografia, Direção de Arte e Trilha Sonora. Os prêmios em dinheiro totalizam R$ 81 mil.

Entre os indicados na categoria Melhor Ator e Melhor Atriz estão nomes como Irandhir Santos (Tatuagem), Wagner Moura (A Busca), Glória Pires (Flores Raras) e Ísis Valverde (Faroeste Caboclo). Já o músico Jair Rodrigues e atriz Leona Cavalli concorrem ao título de Melhor Ator e Atriz Coadjuvante pela atuação, respectivamente, nos filmes Super Nada e Casa da Mãe Joana 2.

Dois finalistas de cada categoria foram selecionados por um júri popular (público) por meio do site www.sesisp.org.br/premiocinema, de 26 de fevereiro a 12 de março. Outros dois finalistas foram selecionados pelos associados do Sindicato da Indústria Audiovisual de São Paulo. O último finalista foi escolhido pelo Conselho Curatorial de Organização do Prêmio, totalizando cinco finalistas em cada categoria. Os vencedores serão determinados por um júri oficial, constituído por profissionais ligados às áreas cinematográfica e cultural. Simultaneamente à votação, teve início a mostra 10º Prêmio FIESP/SESI-SP de Cinema, que vai até 31 de março, com exibição de 47 longas e 16 curtas que concorrem ao prêmio.

O 10º Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema é uma iniciativa da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), do Serviço Social da Indústria (Sesi-SP) e do Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (Siaesp). O objetivo é incentivar a produção cinematográfica nacional, divulgar o cinema brasileiro, facilitar o acesso público às produções de filmes nacionais e formar novas plateias.

Veja abaixo a relação completa dos finalistas:

  • Melhor Filme – Ficção

A Busca

Anita e Garibaldi

Cru

Faroeste Caboclo

Tatuagem      

  • Melhor Filme – Documentário

As hiper mulheres

Dossiê Jango

Fragmentos de paixão

O renascimento do parto

São Silvestre

  • Melhor Diretor

Alberto Rondalli (Anita e Garibaldi)

Eduardo Chauvet (O renascimento do parto)

Luciano Moura (A Busca)

Rubens Rewald e Rossana Foglia (Super Nada)

Tata Amaral    (Hoje)

  • Melhor Ator

Irandhir Santos (Tatuagem)

Leandro Luna (Satyrianas, 78 horas em 78 minutos)

Lúcio Lima (Trampolim do Forte)

Marat Descartes (Super Nada)

Wagner Moura (A Busca)

  • Melhor Atriz

Glória Pires (Flores Raras)

Ísis Valverde (Faroeste Caboclo)

Laís Gomes (Trampolim do Forte)

Mariana Lima (A Busca)

Rosanna Viegas (Cru)

  • Melhor Roteiro

Alexandre Ribondi, Jimi Figueiredo  (Cru)

Érica de Paula (O renascimento do parto)

Halder Gomes (Cine Holiúdi)

Luciano Moura e Elena Soarez (A Busca)

Marcelo Galvão (Colegas)

  • Melhor Ator Coadjuvante

Enrique Diaz (Noite de Reis)

Fernando Assis (Satyrianas, 78 horas em 78 minutos)

Ítalo Castro (A Floresta de Jonathas)

Jair Rodrigues (Super Nada)

Walmor Chagas (A coleção invisível)

  • Melhor Atriz Coadjuvante

Andréa Marquee (O Que Se Move)

Débora Rebechi (Satyrianas, 78 horas em 78 minutos)

Jéssica Duarte (Trampolim do Forte)

Leona Cavalli (Casa da mãe Joana 2)

Raissa Gregori (Corpo Presente)    

  • Melhor Direção de Arte

Magno Vitor Ferreira, Luiz Rossi, Sergio Silveira (Anita e Garibaldi)

Moacyr Gramacho (A última estação)

José Joaquim Sales (Flores Raras)

Ricardo Movits (Cru)

Tiza Oliveira, Eduardo Antunes (O Tempo e o Vento)

  • Melhor Fotografia

Affonso Beato (O Tempo e o Vento)

Claudio Collepiccolo (Anita e Garibaldi)

Ivo Lopes Araújo (Tatuagem)

Lito Mendes da Rocha (Serra Pelada)

Sergio Sanderson, Lourival de Vieira (Carreras)    

  • Melhor Trilha Sonora

Arrigo Barnabé (Anita e Garibaldi)

Beto Villares (A Busca)

Claudio Faria, Natalia Mallo, Mariá Portugal, Danilo Penteado, Camilo Froideval, Raul Vizzi, Jair de Oliveira e Ramiro Murilo (Super Nada)

Patrick Laplan (Laura)

Wílson Sukorski (Cores)

  • Melhor Montagem

Eduardo Chauvet (O renascimento do parto)

Juliana Rojas (O Que Se Move)

Márcio Hashimoto (Serra Pelada)

Umberto Martins (São Silvestre)

Willem Dias (Super Nada)

  • Melhor Curta

Colostro

Memória do Rio

Nem que tudo termine como antes

Obrigado Tempestade

Preto ou Branco!


Serviço

10º Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema
Data e Horário: 1º de abril, terça-feira, às 20h (somente para convidados)
Local: Teatro do Sesi São Paulo (Av. Paulista, 1.313 – Metrô Trianon-Masp)
Informações: (11) 3146-7405 / 7406


Fiesp e Sesi-SP anunciam nesta terça-feira (11/06) vencedores do prêmio de cinema

Danusa Etcheverria, Agência Indusnet Fiesp

Na noite desta terça-feira (11/06) serão anunciados, no Teatro do Sesi São Paulo, os grandes vencedores do IX Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema, evento que ganha dimensão nacional a partir deste ano. Concorreram à premiação 126 produções cinematográficas, sendo 83 longas e 43 curtas. O projeto tem curadoria do cineasta e presidente do Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (Siaesp), André Sturm.

A cerimônia de premiação terá como apresentador o escritor e jornalista Cadão Volpato. O grande homenageado da noite será o sociólogo e fundador do Espaço Itaú de Cinema, Cinearte e Cinespaço, Adhemar Oliveira, um dos principais responsáveis por transformar a exibição de filmes no eixo São Paulo-Rio de Janeiro. A programação contará ainda com show da banda Del Rey, destaque na cena cultural por seu repertório em homenagem a Erasmo e Roberto Carlos.

O IX Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema é uma iniciativa da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), do Serviço Social da Indústria (Sesi-SP) e do Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (Siaesp). O objetivo é incentivar a produção cinematográfica nacional, divulgar o cinema brasileiro, facilitar o acesso público às produções de filmes nacionais e formar novas plateias.

Classificação

A escolha dos finalistas de cada uma das 13 categorias inscritas contemplou duas etapas: uma seletiva on-line realizada pelo público espectador da mostra IX Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema, realizada de 20 de maio a 10 de junho, e outra feita pelo Conselho Curatorial de Organização do prêmio.

As 13 categorias avaliadas foram: longa ficção; longa documentário; diretor; atriz; ator; roteiro; ator coadjuvante; atriz coadjuvante; direção de arte; fotografia; trilha sonora; montagem; e curta-metragem. Nesta edição, em função da dimensão nacional do prêmio, as três principais categorias – longa ficção, longa documentário e direção – terão seis finalistas. As demais categorias continuam com cinco finalistas cada. Os vencedores receberão troféus e prêmios em dinheiro que totalizam R$ 81 mil.

Entre os indicados na categoria melhor ator e melhor atriz estão nomes como Ney Matogrosso (“Luz nas trevas – A volta do bandido da luz vermelha”); Gustavo Machado e  Camila Pitanga (“Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios”); e Dira Paes (“À beira do caminho”). Já Caco Ciocler e Alice Braga concorrem ao título de melhor ator e atriz coadjuvante pela atuação, respectivamente, nos filmes “Dois Coelhos” e “Futuro do Pretérito – Tropicalismo now!”

Confira abaixo a relação completa dos finalistas:

Melhor Filme – Ficção

  • Área Q
  • Dois Coelhos
  • Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios
  • Peixonauta – Agente secreto da O.S.T.R.A
  • Sudoeste
  • Xingu

Melhor Filme – Documentário

  • A música segundo Tom Jobim
  • Marcelo Yuka no caminho das setas
  • O Liberdade
  • Quem se importa?
  • Raul Seixas, o início, o fim e o meio
  • Tropicália

Melhor Diretor

  • Beto Brant e Renato Ciasca (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)
  • Cao Hamburguer (Xingu)
  • Cíntia Langie e Rafael Andreazza (O Liberdade)
  • Daniela Broitman (Marcelo Yuka no caminho das setas)
  • Gerson Sanginitto(Área Q)
  • Mara Mourão (Quem se importa?)

Melhor Ator

  • Gustavo Machado (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)
  • Irandhir Santos (Febre do rato)
  • Isaiah Washington (Área Q)
  • João Miguel (Xingu)
  • Ney Matogrosso (Luz nas trevas – A volta do bandido da luz vermelha)

Melhor Atriz

  • Camila Pitanga (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)
  • Dira Paes (À beira do caminho)
  • Erika Altimeyer (Ponto Org)
  • Hermila Guedes (Era uma vez eu, Verônica)
  • Tania Khalill (Área Q)

Melhor Roteiro

  • Afonso Poyart  (Dois Coelhos)
  • Beto Brant, Renato Ciasca, Marçal Aquino (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)
  • Cíntia Langie e Rafael Andreazza (O Liberdade)
  • Julia Câmara & Gerson Sanginitto (Área Q)
  • Marcelo Gomes (Era uma vez eu, Verônica)

Melhor Ator Coadjuvante

  • Caco Ciocler (Dois Coelhos)
  • Felipe Camargo (Xingu)
  • João Miguel (Era uma vez eu, Verônica)
  • Murilo Rosa (Área Q)
  • Zé Carlos Machado (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)

Melhor Atriz Coadjuvante

  • Alice Braga (Futuro do pretérito – Tropicalismo now!)
  • Leuda Bandeira (Área Q)
  • Lívia de Bueno (Paraísos artificiais)
  • Silvia Buarque (Gonzaga, de pai para filho)
  • Simone Sou (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)

Melhor Direção de Arte

  • Akira Goto (Eu receberia a piores notícias dos seus lindos lábios)
  • Bianca Dornelles (O Liberdade)
  • Cassio Amarante (Xingu)
  • Daniel Flaksman (Corações sujos)
  • Fábio Vasconcelos (Área Q)    

Melhor Fotografia

  • Adriano Goldman (Xingu)
  • Alberto Alda (O Liberdade)
  • Carina Sanginitto (Área Q)
  • Carlos André Zalasik (Dois Coelhos)
  • Lula Araújo (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)

Melhor Trilha Sonora

  • Avendano Jr (O Liberdade)
  • Beto Villares (Xingu)
  • Luiz Macedo (Muito além do peso)
  • Perry La Marca (Área Q)
  • Simone Sou e Alfredo Belo (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)

Melhor Montagem

  • André Finotti     (A Novela das oito)
  • Cíntia Langie      (O Liberdade)
  • Gustavo Giani   (Xingu)
  • Helgi Thor, David Davidson (Área Q)
  • Willem Dias (Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios)

Melhor Curta

  • A galinha que burlou o sistema
  • A Idade da Inocência
  • A Noite dos Palhaços Mudos
  • Amores (In)versos
  • Animador

Serviço

IX Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema
Local: Teatro do Sesi São Paulo (Av. Paulista, 1.313 – Metrô Trianon-Masp)
Data e horário: 11 de junho, terça-feira, às 20h (somente para convidados)
Informações: (11) 3146-7405 / 7406
Para confirmar presença, acesse:
http://www.sesisp.org.br/Cultura/premio-cinema-2013-contato.htm