Vídeo: diretor do Deinfra/Fiesp entrevista Ana Toni, do Greenpeace

Juan Saavedra, Agência Indusnet Fiesp

No estúdio do Humanidade 2012, o diretor-titular do Departamento de Infraestrutura da Fiesp, Carlos Cavalcanti, conversou no último sábado (16/06), no Rio, com a presidente do conselho do Greenpeace internacional, Ana Toni.

Logo no início da entrevista, Calvacanti pergunta qual o entendimento do Greenpeace sobre o papel das empresas, e dos diversos atores sociais, em relação à sustentabilidade.

“Em relação ao Greenpeace, o que a gente realmente espera das empresas é que elas tomem a liderança na sustentabilidade. A gente acredita que as empresas têm escolhas importantes a fazer, desde que fornecedores têm, como é que lidam com a comunidade local e outras, mas também que tipo de sociedade queremos ter e montar”, diz Ana Toni na entrevista.

Cavalcanti comenta que a expectativa da indústria é que a Rio+20 produza um acordo ambicioso. “É uma oportunidade única para o planeta – nós não podemos esperar a Rio+40”.

O diretor do Deinfra fala ainda sobre o compromisso de atuação conjunta da Fiesp e Greenpeace. “Muito obrigado pela presença no estúdio e por nós termos assumido um compromisso naquele debate [“Infraestrutura e Sustentabilidade“] de estarmos juntos e iniciarmos um diálogo entre o setor empresarial e o Greenpeace – que é provavelmente a mais importante e maior organização ambientalista do planeta – no sentido de estabelecer um diálogo e propor ações comuns”.

Veja a entrevista:

Humanidade 2012

O Humanidade 2012 é uma realização da Fiesp, do Sistema Firjan, da Fundação Roberto Marinho, do Sesi-SP, Senai-SP, Sesi-RJ e Senai-RJ, com patrocínio da Prefeitura do Rio, do Sebrae e da Caixa Econômica Federal. O evento acontece no Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro, entre os dias 11 e 22 de junho. O espaço de exposições é aberto ao público e a agenda completa de eventos pode ser consultada no site www.humanidade2012.net.

Acompanhe a cobertura da Rio+20 no site da Fiesp

Steinbruch, da Fiesp, pede ao Greenpeace estudo de como indústria pode influenciar demanda

Alice Assunção e Juan Saavedra, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540251763

Da esq. p/dir.: O presidente e o 1º vice-presidente da Fiesp, Paulo Skaf e Benjamin Steinbruch, e o ex-secretário do Meio Ambiente de São Paulo, Fábio Feldmann, durante o debate no Humanidade 2012

Moderador do seminário Infraestrutura e Sustentabilidade, uma das agendas deste sábado (16/06) no evento Humanidade 2012, no Rio de Janeiro, o 1º vice-presidente da Fiesp, Benjamin Steinbruch, propôs à presidente do conselho do Greenpeace internacional, Ana Toni, uma colaboração entre as instituições para estudar possíveis campos de atuação conjunta.

“Eu queria convidar a Ana [Toni] para fazer uma experiência e ver se a Fiesp consegue elaborar uma proposta concreta sobre de que forma o setor produtivo poderia influenciar a demanda. Certamente é uma coisa de interesse de todos, certamente nós temos uma capacidade de influenciar a demanda. Eu queria ver de forma pratica o que nós podemos fazer na visão de vocês”, sugeriu Steinbruch.

O 1º vice-presidente da Fiesp disse ainda que, atualmente, na indústria moderna, não existe mais o empresário que não queira fazer o correto. “Existem prioridades que a gente tem que discutir, encarar e ter alguma solução. Por que não?”

Ana Toni enumerou três campanhas e temas que, segundo ela, o Greenpeace adoraria contar com o apoio das entidades que representam as indústrias: a campanha do desmatamento, a revolução energética e a proteção do oceano.

“Temos muita coisa em comum. E tem coisas que nos diferenciam. Uma delas é a noção de urgência. Sim, todos nós queremos, mas qual a profundidade e o timing da mudança há diferenças. Muita gente acredita que a revolução tecnológica será suficiente, mas não será o bastante. Essa liderança é a que a gente espera e quer do setor empresarial”, disse a presidente do conselho do Greenpeace internacional.

Humanidade 2012

O Humanidade 2012 é uma realização da Fiesp, do Sistema Firjan, da Fundação Roberto Marinho, do Sesi-SP, Senai-SP, Sesi-RJ e Senai-RJ, com patrocínio da Prefeitura do Rio, do Sebrae e da Caixa Econômica Federal. O evento acontece no Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro, entre os dias 11 e 22 de junho. O espaço de exposições é aberto ao público e a agenda completa de eventos pode ser consultada no site www.humanidade2012.net.