Na nova escola de Agudos, alunos do Sesi-SP já fazem planos para futuro profissional

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp, de Agudos

Tornar-se advogado, arquiteta, veterinária e professora – são estas as aspirações de alguns alunos entre 9 e 10 anos da nova escola do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) em Agudos.

Em conversa com a reportagem, momentos antes da solenidade de inauguração, as crianças mostram convicção ao falar de planos para um futuro não tão próximo.

A poucas semanas de completar 10 anos, Daniela Nogueira quer ser veterinária quando crescer e “ter uma lojinha para abrigo de animais. Vou ter uma gatinha também”, diz a aluna do Sesi-SP, que gosta das aulas de educação física e matemática.

Já a amiga Gabriele Ravezes, também com 9 anos, quer ser arquiteta. O que ela mais gosta de fazer na escola são os projetos com montagem de peças e tecnologia. Ela se inspirou na escolha profissional da mãe para decidir pela carreira. “Minha mãe está estudando para ser arquiteta, quero ser igual a ela.”

Também influenciado pela família, Vitor Augusto Murbach, 9 anos, pretende ser advogado. “É porque minha irmã mais velha diz que pareço um”, diz com as mãos cruzadas sobre a mesa.

Já Yasmin Piotto Sanches Silva, 9 anos, encontrou no jeito “legal” da professora uma inspiração para seguir a profissão. “Ela ensina muitos jogos legais. Também quero ser professora. Eu já brinco de escolinha.”

A aula preferida de Yasmin e da amiga Bruna Aparecida Simões Terra, com 10 anos, é a de educação física. Mas Bruna também gosta do espaço da sala de aula. E pensa em seguir a profissão dos pais: comerciante de artigos eletrônicos.

Da esquerda para a direita, Yasmin, Nicole e Bruna: não faltam planos para o futuro. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

Da esquerda para a direita, Yasmin, Nicole e Bruna: não faltam grandes planos. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp


Mais falante do grupo, Nicole Cunha Romacho, de 10 anos, não sabe exatamente o que quer ser quando crescer, mas tem uma certeza. “Quero é ganhar muito dinheiro para comprar roupa, sapato, comida. Já pensei em cuidar de planta, ser cabeleireira”, conta a menina ao resumir seus planos para levar uma vida confortável no futuro.

Senai-SP deve oferecer ao menos 1.500 matrículas em Agudos em 2014

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp, de Agudos

O presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp), Paulo Skaf, anunciou nesta quinta-feira (13/02), em Agudos, que o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP) deve oferecer ainda neste ano de 2014, por meio e parcerias com entidades da região, ao menos 1.500 matrículas de ensino profissionalizante

“Cerca de 80% dessas matrículas deve ser gratuita”, afirmou.

De janeiro a novembro de 2013, o Programa Comunitário de Formação Profissional, fruto de um convênio entre a prefeitura de Agudos e o Senai-SP, matriculou 43 alunos.

Skaf: parcerias com entidades da região. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Skaf: parcerias com entidades da região. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Skaf durante a solenidade de inauguração de uma escola do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) no município, em evento que contou com a presença do prefeito Everton Octaviani e do diretor regional do Senai-SP e superintendente do Sesi-SP, Walter Vicioni.

Localizado no centro-oeste do estado de São Paulo, Agudos fica a aproximadamente 330 quilômetros da capital.

Macatuba

À tarde, Skaf visitou o Centro Municipal Profissionalizante de Macatuba, no interior de São Paulo.

O  Senai-SP e o centro são parceiros desde 1996 em cursos de gestão, informática, costura, elétrica, mecânica automotiva, mecânica de usinagem e mecânica de manutenção para 220 alunos. No convênio, o Senai-SP oferece os professores, o material de didático e os equipamentos.


Sesi-SP inaugura escola em Agudos para 464 estudantes

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp, de Agudos

Inaugurada oficialmente nesta quinta-feira (13/02), a nova escola do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) em Agudos – município a aproximadamente 330 quilômetros da capital – recebeu investimentos de R$12,4 milhões.

Construída em terreno com 25,8 mil m², a escola recebeu, somente em obras, aporte de R$11,4 milhões, além de um R$ 1 milhão em equipamentos. Os alunos estrearam as novas instalações da unidade em 27 de janeiro.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542064084

Paulo Skaf na cerimônia: “A gente não inaugura plantas, nem pedra fundamental”. Foto: Ayrton/Vignola/Fiesp


“Essa escola está em perfeito funcionamento”, afirmou o presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp) e do Sesi-SP, Paulo Skaf, na solenidade de abertura, explicando que obteve essa resposta positiva ao conversar com os alunos durante sua visita à unidade.

Dos 464 estudantes, 288 são atendidos no ensino fundamental, sendo 256 no período integral. A escola também oferece ensino médio para 96 alunos e Educação para Jovens e Adultos a 80 pessoas.

Skaf fez questão de reiterar que é padrão do Sesi-SP inaugurar oficialmente depois de algum tempo de funcionamento da escola. “A gente não inaugura plantas, nem pedra fundamental.”

Os prefeitos de Bauru, Rodrigo Antônio de Agostinho Mendonça, de Pederneiras, Daniel Camargo, e de Agudos, Everton Octaviani, participaram do evento.

Para Octaviani, que já foi aluno do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), “a Fiesp tem feito seu papel para melhorar a condição do nosso estado” por meio de investimentos em educação. “Essa escola é o sonho de Agudos”.

Alunos da escola do Sesi-SP em Agudos na cerimônia de inauguração nesta quinta-feira (13/02). Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

Alunos da escola do Sesi-SP em Agudos na cerimônia de inauguração da unidade. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp


Também participou da inauguração oficial, o diretor regional do Senai-SP e superintendente do Sesi-SP, Walter Vicioni.

Segundo Vicioni, o Sistema de Ensino do Sesi-SP, uma metodologia de aprendizado criada pela entidade, é aplicada em escolas públicas de 21 municípios paulistas.

“Essa é a contribuição da indústria para a busca da excelência da educação brasileira”, afirmou Vicioni.

O presidente da Fiesp e do Sesi-SP anunciou ainda que o Senai-SP deve oferecer neste ano ao menos 1.500 matrículas de ensino profissionalizante em Agudos.


Estrutura para ensino em tempo integral

A escola do Sesi-SP em Agudos foi projetada com 12 salas de aula, duas áreas de convivência, uma biblioteca escolar com acervo atualizado, um laboratório de informática educacional, um laboratório de ciência e tecnologia, um laboratório de química e biologia, um laboratório de física, uma sala multidisciplinar, cozinha com despensa e refeitório e quadra poliesportiva coberta com vestiários.

A nova unidade oferece ensino fundamental em tempo integral, o que permite que os alunos permaneçam nos períodos da manhã e tarde na escola realizando vivências complementares de esporte, arte, cultura e tecnologia, além das refeições diárias compostas de café da manhã, almoço e lanche da tarde.

O Sesi-SP desenvolve seu próprio material didático, um diferencial da metodologia da entidade que engloba processos de ensino, aprendizagem e pesquisa. Essa concepção educacional parte da perspectiva de que toda criança ou adolescente é capaz de aprender se lhe forem oferecidas boas situações de aprendizagem.


Sesi-SP inaugura unidade em Agudos, nesta quinta-feira (13/02)

Agência Indusnet Fiesp 

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), Paulo Skaf, inaugura nesta quinta-feira (13/02), a Escola Sesi de Agudos.

A nova unidade é mais um passo para a consolidação do novo modelo educacional da entidade iniciado em 2007, que prevê a oferta de ensino fundamental em tempo integral, ensino médio articulado com a educação profissionalizante do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP) e a construção de 100 escolas no estado. Os prédios já entregues oferecem equipamentos modernos e ambientes amistosos para o processo de aprendizagem.

Neste ano, já ocorreram duas inaugurações, respectivamente nos municípios de Igaraçu do Tietê e Itapira.

Projeto diferenciado

A escola do Sesi foi projetada com 12 salas de aula, duas áreas de convivência, uma biblioteca escolar com acervo atualizado, um laboratório de informática educacional, um laboratório de ciência e tecnologia, um laboratório de química e biologia, um laboratório de física, uma sala multidisciplinar, cozinha com despensa e refeitório e quadra poliesportiva coberta com vestiários.

A nova unidade passará a oferecer ensino fundamental em tempo integral, o que permitirá que os alunos permaneçam nos períodos da manhã e tarde na escola realizando vivências complementares de esporte, arte, cultura e tecnologia, além das refeições diárias compostas de café da manhã, almoço e lanche da tarde.  Dos 464 estudantes, 288 serão atendidos no ensino fundamental, sendo 256 no período integral. A escola também oferecerá ensino médio para 96 alunos e Educação para Jovens e Adultos a 80 pessoas.

O Sesi-SP desenvolve seu próprio material didático, um diferencial da metodologia da entidade que engloba processos de ensino, aprendizagem e pesquisa. Essa concepção educacional parte da perspectiva de que toda criança ou adolescente é capaz de aprender se lhe forem oferecidas boas situações de aprendizagem. A escola foi construída em terreno com 25,8 mil m².

Serviço

Inauguração da escola do Sesi em Agudos
Data e horário: 13 de fevereiro de 2014, quinta-feira, às 9h
Local: Rua Pedro Rudini, 180  – Centenário Park.