Indústria cobra mais agilidade nos procedimentos da Anvisa

Lucas Alves, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544685351

Os presidentes Dirceu Barbano (Anvisa) e Paulo Skaf (Fiesp), durante reunião com empresários na sede da federação

A diretoria da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) apresentou nesta quarta-feira (8) uma série de demandas ao presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Dirceu Barbano.

Os empresários também se mostraram prontos para contribuir com os trabalhos técnicos da agência.

“A burocracia não pode impedir que o consumidor brasileiro tenha acesso a novos produtos que melhorem sua qualidade de vida”, afirmou o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, fazendo referência ao moroso processo de registro na agência.

Além de agilidade, Skaf também pediu ao presidente da Anvisa padronização nos procedimentos e mais clareza nas regras para evitar dúvidas e insegurança por parte dos setores regulados.

O presidente da Anvisa, Dirceu Barbano, explicou que, a partir de agosto, a agência adotará um modelo por processo, em vez do modelo por objeto, como é realizado atualmente. “Acreditamos que, no médio prazo, isso trará maior clareza e eficiência aos trabalhos”, afirmou.

Fiesp e Anvisa deverão assinar acordo de cooperação para promover seminários temáticos com distintos setores e realizar reuniões de trabalho com técnicos das empresas e da agência.