Fiesp e embaixada japonesa estudarão aumento de relações comerciais entre os dois países

Elcio Cabral, Agência Indusnet Fiesp

Da esq. p/ dir.: Benjamin Steinbruch e Paulo Skaf (respectivamente, 1º vice-presidente e presidente da Fiesp) recebem Akira Miwa (embaixador do Japão no Brasil)

 

 

O presidente da Fiesp, Paulo Skaf, recebeu nesta segunda-feira (21) o embaixador do Japão no Brasil, Akira Miwa, para discutir a possibilidade de se estabelecer um Acordo de Parceria Econômica (EPA, na sigla em inglês) entre o Mercosul e o Japão.

O EPA, segundo os orientais, é mais abrangente que relações comerciais, e envolve também investimentos, desenvolvimento de recursos humanos, compras governamentais e medidas sanitárias, entre outras questões.

Durante o encontro, Skaf mostrou-se interessado na chance de aumentar as relações com o Japão: “Nós temos total interesse em estimular o comércio entre os países”.

O presidente da Fiesp lembrou da missão governamental ao Japão que chefiou a pedido do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, por ocasião da comemoração dos 100 anos da imigração japonesa para o Brasil. “A relação entre Japão e Brasil é forte, pois a comunidade japonesa escreveu muitas linhas em nossa história”, afirmou.

Ao final do encontro, Skaf determinou a elaboração de um estudo sobre as possibilidades de comércio entre o Japão e o Mercosul, e disse que envolverá representantes do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, do Itamaraty e de setores comerciais e acadêmicos neste trabalho.

O embaixador japonês informou que promoverá estudo similar e, em breve, marcará uma nova reunião sobre o assunto.