Alunos do Senai-SP conquistam 5 medalhas no maior torneio de profissões do mundo

Alex de Souza, Agência Indusnet Fiesp

O Senai-SP conquistou um terço das medalhas do Brasil na WorldSkills Abu Dhabi 2017, o maior torneio de profissões do mundo, realizado de 14 a 19 de outubro. Na modalidade Tornearia CNC, a medalha de ouro ficou com o aluno Mateus Henrique Dias Morel, da Escola Senai Antonio Devisate, de São José do Rio Preto. Ele também foi o competidor com maior pontuação entre os 56 brasileiros que foram para o Oriente Médio.

Da Escola Senai Armando de Arruda Pereira, de São Caetano do Sul, saiu a medalha de prata na modalidade Desenho Mecânico em CAD, para o aluno Kévin Affonso Rocha Nascimento. Também conquistou a prata, na modalidade Manutenção Industrial, o competidor Kennedy Yoshinori de Souza Yamashita, da Escola Senai Nadir Dias de Figueiredo, de Osasco. A terceira medalha de prata veio da Escola Senai de Lençóis Paulista, com Michael Cesar Ferraz, na modalidade Construção de Estruturas Metálicas. Por fim, o medalhista de bronze foi o aluno Rui Lombardi Neto, da Escola Senai Henrique Lupo, de Araraquara.

Na colocação geral o vencedor da competição foi a Rússia. O Brasil se mantém na elite da educação profissional e alcançou a segunda colocação no ranking geral da competição, à frente da China (terceira) e Coreia do Sul (quarta colocada). A delegação brasileira conquistou 15 medalhas e 26 certificados de excelência profissional. Foram 7 medalhas de ouro, 5 de prata e 3 de bronze.

Mateus Henrique Dias Morel, de São José do Rio Preto, ouro na modalidade Tornearia CNC. Foto: Divulgação/WorldSkills

Em Abu Dhabi, “atletas” do Senai-SP disputam WorldSkills 2018

Agência Indusnet Fiesp

A equipe brasileira que compete na edição 2018 da WorldSkills, a maior competição de profissões técnicas do mundo, tem 17 atletas da indústria paulista, jovens profissionais do Senai-SP. A disputa, que ocorre em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, começou neste domingo (15 de outubro). Até quarta-feira (18), mais de 1.200 competidores de 68 países vão enfrentar provas que reproduzem o dia a dia de 52 profissões técnicas. O Brasil tem 56 inscritos.

Os competidores têm de executar os desafios com excelência e agilidade. Em alguns casos, todos os módulos são surpresa, como na Tecnologia da Moda. Em outros, como a Robótica Móvel, eles apresentam uma solução previamente desenvolvida a um problema apresentado. A cada dia, é dada uma pontuação, e sua soma aponta o campeão em cada ocupação.

Os competidores do Senai-SP tiveram, antes de ir à WorldSkills, uma conversa com o presidente da Fiesp e do Senai-SP, Paulo Skaf, no dia 4 de setembro, no Teatro do Sesi-SP, no Centro Cultural Fiesp.

“Não tenho dúvidas de que eles cumprirão bem o seu papel, representando bem o Brasil e o Senai-SP”, afirmou Skaf a respeito da delegação. O Senai-SP vai lutar por medalhas em 17 modalidades, e a expectativa por bons resultados é muito alta. Na edição anterior do torneio, disputada há dois anos, em São Paulo, a delegação brasileira conquistou 27 medalhas e se sagrou campeã. Desse total, o Senai-SP foi o responsável por 11 medalhas: 6 de ouro, 4 de prata e 1 de bronze.

Um dos campeões do Senai-SP, Luis Carlos Sanches Machado Junior (de Bauru), ficou com três prêmios. Levou medalha de ouro em Tecnologia Automotiva, foi escolhido Melhor da Nação, como atleta brasileiro que mais se destacou na competição, e ganhou o prêmio Albert Vidal, pela máxima pontuação no torneio – na prática, é o melhor do mundo entre todas as profissões.

Kévin Affonso Rocha Nascimento, do Senai-SP, que disputa em Desenho Mecânico em CAD, durante segundo dia de prova em Abu Dhabi. Foto: José Paulo Lacerda/CNI

 

Competidores do Senai-SP:

 

  NOME DO COMPETIDOR ESCOLA CIDADE MODALIDADE
1. Rui Lombardi Neto Escola Senai “Henrique Lupo” Araraquara Marcenaria de Estruturas
2. João Paulo Luis da Silva Escola Senai “João Martins Coube” Bauru Manutenção de Veículos Pesados
3. Larissa Moreira Antonio Escola Senai “João Martins Coube” Bauru Design Gráfico
4. Lucas Henrique de Lira Escola Senai “João Martins Coube” Bauru Tecnologia Automotiva
5. Lucas Yuri Bessoni Campos Escola Senai “João Martins Coube” Bauru Pintura Automotiva
6. Paulo Renan Ferreira Molaia Escola Senai “João Martins Coube” Bauru Funilaria Automotiva
7. Paulo Ricardo Carneiro Escola Senai “João Martins Coube” Bauru Pintura Decorativa
8. Paulo Sérgio de Medeiros Junior Escola Senai “João Martins Coube” Bauru Instalações Elétricas Prediais
9. Yudi Hayashi Escola Senai “João Martins Coube” Bauru Jardinagem e Paisagismo
10. Michael Cesar Ferraz Escola Senai de Lençóis Paulista Lençóis Paulista Construção de Estruturas Metálicas
11. Benedito Augusto Vitor Escola Senai “Nadir Dias de Figueiredo” Osasco Modelagem de protótipos
12. Kennedy Yoshinori de Souza Yamashita Escola Senai “Nadir Dias de Figueiredo” Osasco Manutenção Industrial
13. Gabriel Alves de Souza Escola Senai “Suzana Dias” Santana de Parnaíba Eletrônica
14. Kévin Affonso Rocha Nascimento Escola Senai “Armando de Arruda Pereira” São Caetano do Sul Desenho Mecânico em CAD
15. Mateus Henrique Dias Moriel Escola Senai “Antonio Devisate” São José do Rio Preto Tornearia CNC
16. Lucas Henrique Silva de Alcantara Escola Senai “Roberto Simonsen” São Paulo Brás Panificação
17. Thais Freitas de Lima Escola Senai “Horácio Augusto da Silveira” São Paulo Barra Funda               Confeitaria

 

“Cumprirão seu papel”, afirma Skaf sobre campeões do Senai-SP na WorldSkills 2017

Alex de Souza, Agência Indusnet Fiesp

Uma roda de conversa informal, para falar sobre os resultados passados e as expectativas futuras. Foi assim que o presidente da Fiesp e do Senai-SP, Paulo Skaf, recebeu os 17 competidores do Senai-SP que disputarão a WorldSkills Abu Dhabi 2017. O encontro foi realizado na manhã desta segunda-feira (4 de setembro), no Teatro do Sesi-SP, no Centro Cultural Fiesp.

“Não tenho dúvidas de que eles cumprirão bem o seu papel, representando bem o Brasil e o Senai-SP”, afirmou Skaf a respeito da delegação que estará na capital dos Emirados Árabes Unidos de 14 a 19 de outubro para o maior torneio de formação profissional do mundo, que reunirá mais de 1.200 competidores de 55 países.

O Senai-SP vai lutar por medalhas em 17 modalidades, e a expectativa por bons resultados é imensa. Na última edição do torneio mundial, disputada há dois anos, em São Paulo, a delegação brasileira conquistou 27 medalhas. Desse total, o Senai-SP foi o responsável por 11 medalhas: 6 de ouro, 4 de prata e 1 de bronze.

Se depender da vontade e da preparação, todos os 17 competidores são candidatos fortíssimos à conquista de medalhas na WorldSkills de Abu Dhabi. “Temos trabalhado duro nos treinamentos, porque precisamos fazer o melhor em cada uma das etapas que compõem as provas”, afirma Lucas Yuri Bessoni Campos, da Escola Senai João Martins Coube, de Bauru. Sua modalidade, Pintura Automotiva, exige do competidor habilidade para executar múltiplas tarefas, tais como reparo na funilaria, acerto de tonalidade e a pintura propriamente dita, sempre de acordo com padrões internacionais de qualidade.

Em todas as provas, sempre há o elemento surpresa, o que faz o competidor mudar ou prosseguir com a estratégia previamente traçada para a desenvolvimento das atividades. Para o osasquense Benedito Augusto Vitor, da Escola Senai Nadir Dias de Figueiredo, a conquista de bons resultados passa pela capacidade de se adaptar às circunstâncias imprevistas durante a competição. “Quem não conseguir ter flexibilidade para mudar os processos durante a prova tem poucas chances de conquistar medalhas. Mas o grupo todo está confiante, porque o Senai-SP nos capacita para diversas situações reais do dia a dia”, define Benedito, representante do Brasil na modalidade Modelagem de Protótipos.

Para chegar até aqui, todos os competidores passaram por fases de seleção local e estadual. A classificação definitiva para a WorldSkills veio depois de seletivas disputadas com alunos do Senai em outros Estados. Cada um dos 17 paulistas foi o primeiro em sua modalidade. Agora, buscam ser os melhores do mundo.

Ouça boletim sobre essa notícia

Paulo Skaf com os campeões do Senai-SP que integram a equipe brasileira da WorldSkills Abu Dhabi. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Paulo Skaf com os campeões do Senai-SP que integram a equipe brasileira da WorldSkills Abu Dhabi. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

 

Competidores do Senai-SP

 

NOME ESCOLA CIDADE MODALIDADE
Rui Lombardi Neto Escola Senai “Henrique Lupo” Araraquara Marcenaria de Estruturas
João Paulo Luis da Silva Escola Senai “João Martins Coube” Bauru Manutenção de Veículos Pesados
Larissa Moreira Antonio Escola Senai “João Martins Coube” Bauru Design Gráfico
Lucas Henrique de Lira Escola Senai “João Martins Coube” Bauru Tecnologia Automotiva
Lucas Yuri Bessoni Campos Escola Senai “João Martins Coube” Bauru Pintura Automotiva
Paulo Renan Ferreira Molaia Escola Senai “João Martins Coube” Bauru Funilaria Automotiva
Paulo Ricardo Carneiro Escola Senai “João Martins Coube” Bauru Pintura Decorativa
Paulo Sérgio de Medeiros Junior Escola Senai “João Martins Coube” Bauru Instalações Elétricas Prediais
Yudi Hayashi Escola Senai “João Martins Coube” Bauru Jardinagem e Paisagismo
Michael Cesar Ferraz Escola Senai de Lençóis Paulista Lençóis Paulista Construção de Estruturas Metálicas
Benedito Augusto Vitor Escola Senai “Nadir Dias de Figueiredo” Osasco Modelagem de protótipos
Kennedy Yoshinori de Souza Yamashita Escola Senai “Nadir Dias de Figueiredo” Osasco Manutenção Industrial
Gabriel Alves de Souza Escola Senai “Suzana Dias” Santana de Parnaíba Eletrônica
Kévin Affonso Rocha Nascimento Escola Senai “Armando de Arruda Pereira” São Caetano do Sul Desenho Mecânico em CAD
Mateus Henrique Dias Moriel Escola Senai “Antonio Devisate” São José do Rio Preto Tornearia CNC
Lucas Henrique Silva de Alcantara Escola Senai “Roberto Simonsen” São Paulo Brás Panificação
Thais Freitas de Lima Escola Senai “Horácio Augusto da Silveira” São Paulo Barra Funda               Confeitaria

Depois do melhor resultado da história na WorldSkills, Senai-SP começa preparação para Abu Dabi

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP) registrou sua melhor performance em competições da WorldSkills, maior torneio de ensino profissionalizante do mundo.  Nesta segunda-feira (17/8), os campeões da indústria paulista foram recebidos por Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Senai-SP. Após a vitória em casa, os campeões paulistas saem da comemoração para trabalhar nas escolas do Senai-SP como instrutores dos próximos competidores do torneio em Abu Dabi, em 2017.

“Nós temos em novembro a programação do estadual, onde vamos selecionar novamente os melhores do Estado de São Paulo. Vamos treinar estes meninos para o nacional, que será em 2016; vencendo o nacional, mais um ano de preparação para o Abu Dabi. Então é uma maratona atrás da outra, na verdade”, disse José Carlos Dalfré, coordenador da equipe do Senai-SP na edição deste ano da WorldSkills, que terminou neste domingo (16/8) na capital paulista.

Segundo Dalfré, os alunos vencedores devem ser “contratados como trainees do Senai-SP e auxiliarão na nova geração que vem aí”.

Neste domingo, o Senai-SP levou seis medalhas de ouro, quatro de prata, uma de bronze e seis diplomas de excelência, entregues aos competidores que ultrapassam a marca dos 500 pontos no torneio.

“Nunca tivemos um resultado tão significativo como esse. Todos voltaram com premiações. Isso é fantástico”, afirmou Dalfré.

Só alegria

Luis Carlos Sanches Machado Júnior conquistou ouro na ocupação Tecnologia Automotiva. Ele também foi eleito o melhor do Brasil e foi o melhor do mundo (num triplo empate) em pontuação, entre todas as categorias.

“A gente sempre deseja, mas àas vezes não acredita”, disse o competidor sobre a sensação de receber a medalha de ouro na véspera. Ele ainda não definiu o que vai fazer depois do ouro, mas garantiu que o momento agora é “só alegria”.

A equipe do Senai-SP na WorldSkills São Paulo 2015 com Paulo Skaf. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

 

Ouça entrevistas com os campeões do Senai-SP

Iracema de Arruda Vilalva não esperava subir ao pódio neste domingo. A competidora levou a medalha de prata na modalidade Panificação.

“Eu não esperava medalha porque é a primeira vez que a panificação participa da WorldSkills. Esperava mais uma troca de experiência”, disse Iracema.

Ela pretende terminar o curso de Tecnólogo em Alimentos, mas não descarta a possibilidade de ser instrutora no Senai-SP.

“Dentro do Senai é uma oportunidade bem interessante”, concluiu.