A educação integrada faz novos campeões mundiais!

A educação integrada faz novos campeões mundiais!

Paulo Skaf

No torneio mundial de robótica realizado em Saint Louis, Estados Unidos, há duas semanas, a equipe da escola do Sesi de Ourinhos, interior de São Paulo, trouxe a medalha de prata. Nosso time competiu com mais de 70 equipes de seis continentes. E não se intimidou. Para subir no segundo lugar mais alto do pódio, derrotou equipes de potências como Estados Unidos, Alemanha e Canadá.

Bárbara Martins, Bianca Miranda, Daniel Ortiz, Giovana Frioli, Julia Camacho, Luiz Felipe Carvalho, Luiza Camacho, Murilo Foz: estes são os nomes do Sesi-SP que brilharam nos Estados Unidos, mostrando que, além da excelência na educação, a entidade valoriza, apoia e trabalha a tecnologia  como fator de desenvolvimento, sociabilização e cidadania.

Nas salas de aula das escolas do Sesi-SP, os alunos são estimulados a desenvolver competências e habilidades para a aplicação da ciência, desmistificando o uso da tecnologia na vida moderna.  Muito mais do que educação, estamos dando aos nossos jovens uma nova maneira de olhar a vida, o futuro e as novas oportunidades que o mundo oferece.

Sempre acreditei no projeto de escola de tempo integral, onde a criança pode ficar durante todo o dia e consegue desenvolver seu talento e sua criatividade nas mais diversas áreas. A equipe vice-campeã é uma prova de que quando cultivamos habilidades, revelamos talentos.

E essa turma não é a única a se destacar. O time de robótica do Sesi de Itapetininga foi classificado para o torneio europeu realizado na cidade de Paderborn,  na Alemanha. Isso mostra o resultado de um trabalho sério e permanente que temos realizado em prol do Brasil. Vamos continuar nesse caminho. Para nós, o ensino é prioritário como base, para que o nosso país seja sempre um campeão no desenvolvimento.