Fiesp e Ciesp participam da abertura da 8ª Semana Nacional de Conciliação, em São Paulo

Agência Indusnet Fiesp*

Após café da manhã na sede da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp), que reuniu especialistas e autoridades, a 8ª edição da Semana Nacional da Conciliação foi aberta às 12 horas desta segunda-feira (2/12) no Parque da Água Branca. O evento acontece até sábado (7/12). O Parque da Água Branca está localizado na Avenida Francisco Matarazzo, 455, em São Paulo.

Na abertura da Semana, o desembargador e vice-presidente do Conselho Superior da Câmara de Conciliação, Mediação e Arbitragem do Ciesp/Fiesp, Kazuo Watanabe, afirmou que “a maior contribuição da Semana Nacional da Conciliação não está apenas nos expressivos números de soluções amigáveis que apresenta ano a ano e sim na consolidação da cultura da paz”.

O presidente do TRF3, desembargador Newton de Lucca, reiterou que a conciliação é sempre preferível: “Conciliar é legal porque juridicamente o acordo tem força de lei e é legal porque troca a filosofia de luta pela de pacificação. Agradeço a todas as entidades que participam do evento pelo decisivo apoio para que a Semana Nacional da Conciliação atinja verdadeiro êxito”.

O presidente do TJSP, desembargador Ivan Sartori, ressaltou que a conciliação é um exercício pleno da cidadania. “A conciliação é o caminho mais rápido e também o menos traumático para que as pessoas encontrem seus direitos”, afirmou.

Durante os seis dias, a Justiça Federal da 3ª Região realizará mais de 4.000 audiências de conciliação nas subseções judiciárias dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul. Entrarão em pauta processos sobre matérias como Sistema Financeiro da Habitação (SFH), dano moral envolvendo a Caixa Econômica Federal, execução de anuidades dos Conselhos Regionais de Classe e concessão de benefícios previdenciários como aposentadoria por idade rural, aposentadoria por invalidez, LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social), auxílio-doença e salário maternidade.

Este ano o evento também contará com o setor de cidadania, que prestará serviços de atendimento e orientação jurídica ao cidadão, valorizando a prevenção de litígios. O espaço contará com a presença de magistrados e servidores do TRF3 e TJ-SP que estarão à disposição da população para esclarecimentos e solucionar dúvidas de caráter jurídico.

*Com informações de Ana Carolina Minorello