Mensagem: O Nosso Parabéns às Indústrias Paulistas

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542063961

 Por João Guilherme Sabino Ometto*

Dia 25 de maio é comemorado o Dia da Indústria e nós, da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, estamos trabalhando para que este importante setor celebre ainda muitos outros anos de vida. E para isso, já sabemos, é preciso caminhar na rota da sustentabilidade.

Muitas indústrias paulistas já despertaram para a importância de integrarem a sustentabilidade em seus processos de gestão a fim de melhorar sua competitividade, legitimidade e perenidade. Se, por um lado, as empresas ganham em aumentar sua performance econômica e seu reconhecimento público, por outro, a sociedade também recebe os benefícios de contar, cada vez mais, com produtos e serviços comprometidos em minimizar o impacto negativo no meio ambiente e na população.  A consciência socioambiental dos empresários está mudando e esta evolução pode ser percebida na participação crescente dos eventos promovidos pelo Comitê de Responsabilidade Social da Fiesp, e também comprovado por meio de uma série de mudanças que a indústria está realizando em sua gestão e em seus processos.

É o caso da Honda com a criação de um parque eólico para abastecer uma de suas fábricas inteira; da Cisper/ Owens-Illinois com a reciclagem de vidro diminuindo os resíduos em aterros; da BRF e seu monitoramento da cadeia de fornecedores que, consequentemente, diminui emissão de CO2, entre outras empresas, que podem ser vistas no site da Fiesp, em Iniciativas Sustentáveis.

Muitos avanços foram conquistados em prol da sustentabilidade e empresas, inclusive do mesmo setor, se uniram para fazer a diferença. É o caso da parceria entre a Ford e a Toyota, que trabalharam juntas no desenvolvimento de um novo sistema híbrido para pequenos caminhões e SUVs e das japonesas Sony e Panasonic, na produção de aparelhos com telas OLED (Organic Light-Emitting Diode), mais eficiente no consumo de energia.

Esse é o caminho que precisamos seguir, com ética, transparência e cooperação, alinhados ao mesmo objetivo, ser um mercado competitivo e sustentável.

Até breve!

* João Guilherme Sabino Ometto é engenheiro, vice-presidente da Fiesp e coordenador do Comitê de Mudanças Climáticas da entidade