Atividade industrial cai 4,5% em 2012; Fiesp reavalia crescimento para 2013

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Paulo Francini, diretor-titular do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos. Foto: Júlia Moraes

A atividade da indústria paulista registrou queda de 4,5% em 2012 na comparação com 2011, mostrou nesta quinta-feira (31) o Indicador de Nível de Atividade (INA) da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp). A queda foi maior que o previsto pelas entidades, de -4,1%, e sugere uma revisão para baixo da estimativa de crescimento da atividade em 2013.

“A perda de vitalidade ocorrida no final de 2012 fez com que revíssemos o desempenho para 2013: antes prevíamos crescimento de 3,9%; agora acreditamos que ficará em 2,3%”, afirmou Paulo Francini, diretor-titular do Departamento de Pesquisas e Estudos e Econômicos (Depecon) da Fiesp e do Ciesp.

“Temos uma expectativa de que as coisas melhorem, porém, não temos clareza de como isso vai acontecer”, acrescentou o diretor do Depecon, citando informações do Banco Nacional do Desenvolvimento e Social (BNDES) sobre o aumento de consultas para investimento. “O BNDES aponta que o volume de consultas para novos investimentos cresceu bastante no segundo semestre, porém, isso ainda ocorre em um estágio prévio de ser sentido pela indústria de transformação.”

Frustração
Paulo Francini avaliou que houve no segundo semestre de 2012 uma tendência de recuperação “não vigorosa, porém ocorrendo”, mas o fraco desempenho dos últimos meses do ano passado frustraram as expectativas.

Na leitura mensal, o INA registrou quedas de 0,3% em dezembro, ante novembro, e 0,8% em novembro, versus outubro, na comparação com ajuste sazonal. Sem o ajuste, no entanto, a atividade da indústria caiu 12,7% em dezembro e 4,7% em novembro, em relação ao mês imediatamente anterior.

Atividade Indústria Nov-Dez/2012 from Fiesp Federação das Indústrias do Estado de SP

O diretor do Depecon pondera, contudo, que as recentes medidas tomadas pelo governo da presidente Dilma Rousseff são positivas no sentido de tentar recuperar o fôlego da indústria brasileira, mas ainda não foram suficientes para revitalizar a produção.

Francini reconhece que as medidas do governo, como a redução da taxa Selic e a elevação do câmbio a um patamar mais competitivo, “objetivaram a melhoria da indústria. No entanto, os estragos anteriores causaram mais danos que os imaginados e agora estamos percebendo isso na prática”.

Segundo ele, ainda há espaço para a taxa de câmbio ser elevada a um patamar mais confortável para a produção nacional. “O governo também tem essa sensação, mas a discussão é sobre qual o momento de fazer o reajuste. Tomara que isso ocorra em 2013”.

Atividade
Segundo o levantamento de conjuntura da Fiesp e do Fiesp, a queda do indicador em 2012 na comparação com 2011 foi acompanhada por perdas de 3,5% no item Horas Trabalhadas na Produção, 3,3% em Horas Médias Trabalhadas e 0,7% no Total de Horas Pagas.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) manteve-se praticamente estável em 82% em dezembro, versus 81,7% em novembro do ano passado, na leitura com ajuste sazonal. Sem ajuste, o componente apresentou ligeira queda de 82,8% em novembro, versus 79,6% em dezembro.

Na comparação de dezembro com novembro, a atividade industrial nos setores de Produtos Têxteis, de Veículos Automotores, de Celulose, Papel e Produtos de Papel e de Produtos Químicos, Petroquímicos e Farmacêuticos apontaram ganhos de 7,4%, 1,3%, 0,3% e 4,3%, respectivamente.

Já na leitura de novembro ante outubro, os quatro segmentos apresentaram queda. A atividade no grupo Produtos Têxteis caiu 1,8% no mês, enquanto o item Veículos Automotores diminuiu 2,8%. O segmento de Celulose, Papel e Produtos de Papel registrou variação negativa de 0,2% em novembro, enquanto a atividade em Produtos Químicos, Petroquímicos e Farmacêuticos anotou baixa de 2,5%.

Expectativa
A percepção geral dos empresários com relação ao cenário econômico no mês de janeiro, medida pelo Sensor Fiesp, melhorou: 49,8 pontos, contra 45 pontos em dezembro.

A sondagem com relação ao item Mercado também apresentou uma melhora de cinco pontos e chegou a 52,8 pontos, versus 47,2 pontos em dezembro. O mesmo aconteceu com o indicador Vendas, que subiu de 38,9 pontos no mês passado para atuais 49,8 pontos.

Sensor Janeiro/2013 from Fiesp Federação das Indústrias do Estado de SP

O indicador de Estoque caiu para 44,4 pontos em janeiro, ante 45,7 pontos em dezembro, enquanto o Emprego subiu para 50,6 no mês corrente, contra 44,8 pontos no mês anterior.

A percepção dos empresários quanto ao Investimento também apresentou melhora, passando de 48,4 em dezembro para 51,5 em janeiro.
Com exceção do item Estoque, resultados do Sensor acima de 50 pontos revelam expectativas positivas.

Retrospectiva 2012 – O ano do presidente

Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Paulo Skaf faz campanha em rádios e televisões pela 'Energia a Preço Justo'

Ao longo de 2012, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, cumpriu uma intensa agenda em busca de ações para ampliar a competitividade do Brasil.

Skaf procurou estreitar os laços comerciais do Brasil com o mundo e recebeu relevantes visitas internacionais na sede da Fiesp. Além disso, empenhou-se para buscar uma aproximação do país com um dos principais parceiros comerciais, a Argentina.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Paulo Skaf no Humanidade 2012. Foto: Divulgação

Em junho, o presidente da Fiesp inaugurou o projeto Humanidade 2012 – uma realização conjunta da Fiesp, Sistema Firjan, Fundação Roberto Marinho, Sesi-Rio, Sesi-SP, Senai-Rio, Senai-SP, com patrocínio da Prefeitura do Rio, do Sebrae e da Caixa Econômica Federal, para realçar o importante papel que o Brasil exerce hoje como um dos líderes globais no debate mundial sobre o desenvolvimento sustentável. O evento aconteceu paralelamente à Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20).

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Skaf comemora com os alunos a inauguração da nova escola do Sesi-SP em José Bonifácio. Foto: Junior Ruiz

Ao longo do ano, Skaf inaugurou sete escolas do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) no Estado e lançou o curso de MBA para gestores de escolas públicas em parceria da Firjan e dos governos de São Paulo e Rio de Janeiro. Participou de comemorações dos 70 anos de Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP). No âmbito do esporte, acompanhou e incentivou as conquistas dos atletas do Sesi-SP e inaugurou um programa de rúgbi.


Lutas 

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Paulo Skaf participou de diversas entrevistas na grande mídia brasileira

O presidente da Fiesp se posicionou sobre os grandes temas da economia brasileira por meio de artigos publicados em jornais e entrevistas a veículos de comunicação, como Jornal Nacional, Globo News, Roda Viva, Rádio Jovem Pan, Rádio Estadão ESPN, Revista Isto É, Valor Econômico, Brasil Econômico. Além disso, veiculou anúncios em prol da competitividade do país, como as campanhas do Dia da Indústria e pela aprovação da Medida Provisória 579, que garante Energia a Preço Justo para todos os cidadãos brasileiros. Em prol da aprovação da proposta, o presidente da Fiesp participou no final de outubro de audiência com a presidente da República, Dilma Rousseff.




Retrospectiva 2012 – Elaboração do Compete Brasil, estudo entregue ao governo, foi o principal fato do ano

10º Construbusiness - José Carlos de Oliveira Lima. Foto: Everton Amaro

José Carlos de Oliveira Lima. Foto: Everton Amaro

A realização da décima edição do Construbusiness foi o principal acontecimento do ano de 2012 na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Lançado em agosto, na sede da Fiesp, o evento foi realizado em 03/12 na sede da entidade e teve como tema “Competitividade na Cadeia Produtiva da Indústria da Construção – Brasil 2022: Planejar, Construir, Crescer”.

10º Construbusiness - Michel Temer, vice-presidente da República. Foto: Everton Amaro

Michel Temer, vice-presidente da República, participa do 10º Construbusiness. Foto: Everton Amaro

O evento contou com a presença do vice-presidente da República, Michel Temer; do secretário de Habitação do Estado de São Paulo, Silvio Torres; do ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro; da secretária nacional da Habitação do Ministério das Cidades, Inês Magalhães; da chefe da Assessoria Econômica do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, Esther Dweck; e do gerente de projetos do Ministério do Esporte, Elder Vieira.

Durante a abertura do evento, o presidente da Fiesp, Paulo Skaf,  pediu maior sinergia entre governos e iniciativa privada e entregou o caderno técnico com as propostas do 10º Construbusiness – Congresso Brasileiro da Construção 2012, para Michel Temer e Aguinaldo Ribeiro.

O documento é um programa completo, chamado Compete Brasil, que oferece soluções em Planejamento e Gestão; Aspectos Institucionais e Segurança Jurídica; Funding; Mão de Obra; Impactos Tributários e Custos Produtivos, além de Sustentabilidade.

10º Construbusiness - Paulo Skaf. Foto: Junior Ruiz

Paulo Skaf durante o 10º Construbusiness. Foto: Junior Ruiz

O estudo foi detalhado durante o evento pela diretora da consultoria LCA, Claudia Viegas, que destacou que a indústria a construção é dos grandes expoentes da economia brasileira, responsável por 8% do Produto Interno Bruto (PIB) do país. Além disso, ela ressaltou que o setor é o 4º maior gerador de empregos e contabilizou um crescimento de 101% de trabalhadores formais no período de 2005 a 2010.

Na manhã seguinte ao Construbusiness 2012, o governo federal anunciou desoneração e outros estímulos para a construção civil.

Outros eventos

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Estande do Senai-SP na Feicon/Batimat

No mês de março, a Fiesp participou da 20ª edição da Feicon Batimat, maior salão internacional do setor de construção na América Latina,  com um estande de 140 m² no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, onde apresentou os principais resultados obtidos pelo Congresso Brasileiro da Construção 2010 e o Senai-SP ministrou 19 palestras gratuitas na área da construção civil.

Em evento paralelo à Feicon Batimat, a III Conferência Internacional Processo Aqua, o vice-presidente da Fiesp, José Carlos de Oliveira Lima, e o diretor do Departamento Jurídico (Dejur) da entidade, Hélcio Honda, palestraram sobre as oportunidades de investimentos em habitação e infraestrutura para o crescimento sustentável nos dez anos seguintes e sobre a segurança jurídica dos investimentos sustentáveis no Brasil.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

José Roberto Bernasconi, presidente regional do Sinaenco e membro do Consic/Fiesp

Em visita à Fiesp, o presidente do Sindicato Nacional de Arquitetura e Engenharia Consultiva (Sinaenco), José Roberto Bernasconi, avaliou que solução para acelerar obras da Copa seria “planejar investimentos”.

O vice-presidente da Fiesp , José Carlos de Oliveira Lima, participou, em maio, de um encontro com mais de 45 empresários  americanos do setor de construção civil, no Consulado do Brasil em Nova York, que demonstraram grande interesse com oportunidades de investimentos no Brasil.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Ministro das Cidades Aguinaldo Ribeiro, durante reunião do Consic na Fiesp

O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, participou da reunião do Conselho Superior da Indústria da Construção (Consic) da Fiesp, em maio, para discutir a participação do ministério no desenvolvimento da construção civil no Brasil. Na ocasião, Ribeiro anunciou que o governo federal criaria, ainda este ano, um grupo de estudos para viabilizar a modernização da Lei 8666/1993, a qual estabelece normas gerais para licitação de obras que façam uso de verbas públicas.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Paulo Skaf recebe empresários paulistas do setor da construção no Humanidade 2012. Foto: Junior Ruiz

Em junho, uma comitiva de 25 empresários paulistas do setor da construção civil visitou o Humanidade 2012. A visita foi organizada pelo diretor-titular do Departamento da Indústria da Construção (Deconcic) da Fiesp, José Carlos de Oliveira Lima. Após percorrerem o circuito, os empresários foram recebidos pelo presidente da federação, Paulo Skaf.

O presidente do comitê organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, esteve na Fiesp para um encontro com empresários onde apresentou oportunidades de negócios e possibilidades de patrocínio durante a preparação para o evento. Segundo Nuzman, a expectativa é de que o evento proporcione uma receita de US$ 11 bilhões para economia nacional, além da geração de 90 mil postos de trabalho.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Carlos Arthur Nuzman. Foto: Everton Amaro

Na ocasião, Paulo Skaf avaliou que os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio-2016 representam uma excelente oportunidade para o Brasil apresentar ao mundo sua cultura, desenvolvimento tecnológico e os projetos na área de inovação.

O I Congresso Internacional do Instituto Brasileiro de Direito da Construção (IBDiC) aconteceu em agosto, na sede da entidade, em parceria com a Câmara de Conciliação, Mediação e Arbitragem Ciesp/Fiesp e teve como objetivo debater temas que vão além da área jurídica, passando por aspectos técnicos e econômicos. Na abertura do evento, o presidente do IBDiC, Fernando Marcondes, afirmou que o judiciário não é capaz de resolver os problemas com celeridade alinhada às demandas do setor de construção.

O evento abordou o tema da mediação, que, segundo palestrantes é a melhor solução para contratos da construção; e contou com a participação do presidente do Conselho Consultivo do Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo (Secovi-SP), João Batista Crestana.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

José Carlos de Oliveira Lima no Concrete Show South America 2012. Foto: Everton Amaro

O vice-presidente da Fiesp, José Carlos de Oliveira Lima, participou da abertura da Concrete Show 2012, maior feira do setor na América Latina. “Este setor é importante, pois representa a base de toda a construção. E hoje a indústria de cimento merece nossos elogios porque se organizou, melhorou tecnologicamente e conseguiu reunir toda a cadeia do cimento”, analisou.

A reunião de setembro do Consic da Fiesp, que contou com a participação do presidente do IBDiC, Fernando Marcondes, apresentou a instituição aos conselheiros e empresários do setor.

Já a reunião de outubro teve como convidado o presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, Carlos Arthur Nuzman, que ressaltou números do evento programado para 2016 na cidade do Rio de Janeiro.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Reuni‹ão do Conselho Superior da Indústria da Construção (Consic). Foto: Julia Moraes

Na ocasião, o presidente do Conselho, José Carlos de Oliveira Lima, foi homenageado com uma placa comemorativa pelas realizações e resultados conquistados à frente do Departamento da Indústria da Construção (Deconcic) da entidade.

Em outubro, o Teatro do Sesi-SP foi palco da cerimônia de entrega do Prêmio MasterInstal. O projeto, que conta com apoio institucional da Fiesp e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), valoriza as melhores práticas aplicadas na direção da qualidade conformidade e eficiência das instalações das edificações. Foram entregues troféus ouro, prata e bronze para as empresas vencedoras da 7ª edição do evento.

Retrospectiva 2012 – Confira as ações e os investimentos em educação ao longo do ano

Agência Indusnet Fiesp 

Educação que transforma

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Inauguração escola do Sesi Santa Rita do Passa Quatro. Foto: Junior Ruiz

Em 2012, a indústria paulista ampliou os investimentos na construção e modernização de unidades de ensino do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), além de garantir cursos de capacitação para os educadores. 

Reiterando o compromisso da indústria paulista com a educação e a propagação do ensino de excelência no Estado de São Paulo, o Serviço Social da Indústria (Sesi-SP), inaugurou sete novas escolas do Sesi-SP, que atendem estudantes do Ensino Regular e Educação de Jovens Adultos.

As novas unidades de ensino são dotadas de modernos laboratórios de ciência, química e biológicas, ciências físicas, ciências e tecnologia, informática educacional, biblioteca com acervo atualizado, quadra esportiva, áreas de convivência e ambientes administrativos e pedagógicos.

Veja aqui uma seleção de imagens das escolas inauguradas.

Bienal do livro

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Estande da Editora Senai-SP na 22ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

Em 2012, o Sesi-SP e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP) lançaram editoras próprias na 22º Bienal Internacional do Livro de São Paulo, o maior encontro literário da América Latina.

Em 10 dias de evento (de 9 a 19 de agosto, no Anhembi, na capital paulista), o estande das editoras realizou: 25 lançamentos de livros, revistas e cadernos didáticos, dois lançamentos de DVDs; 13 palestras e mesas de debate; e nove atividades culturais, entre concertos da Filarmônica do Senai, apresentações teatrais, leituras dramáticas, entre outras.

O Senai-SP também levou para o evento duas unidades móveis de nanotecnologia: salas de aula com design inovador e equipadas com o que há de mais novo em microscópios eletrônicos e equipamentos de alta tecnologia. Nelas, o visitante pôde assistir a demonstrações e experiências de aplicações práticas de nanociência e nanotecnologia.

Capacitação profissional

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Lançamento do Proeducador do Senai-SP. Foto: Junior Ruiz

Para ampliar a qualidade do ensino técnico oferecido pelo Senai-SP, Paulo Skaf anunciou em outubro o lançamento do Proeducador, iniciativa inédita de formação e aperfeiçoamento, que beneficiará,  em sua primeira fase, 3.200 docentes em todo o Estado de São Paulo, proporcionando benefícios direto em todos os setores produtivos da indústria.

Além disso, a Fiesp, em parceria com a Federação das Indústria do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), lançou o Curso de Especialização Lato Senso MBA em Gestão Empreendedora – Educação, e os governos dos Estado de São Paulo e do Rio de Janeiro, que tem como objetivo melhorar a qualificação profissional dos gestores de escolas públicas de educação básica dos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro.  A iniciativa beneficiará cerca de 4.400 professores.

Em novembro, em Paris, Skaf assinou um acordo de cooperação com a Universidade de Sorbonne, da capital francesa, visando a criação de uma cátedra intitulada “Globalização e mundo emergente Fiesp-Sorbonne”, que inclui treinamento e capacitação de pessoas; cooperação científica, técnica e consultiva; e atividades de grande visibilidade institucional.

Heróis do Futuro

Alunos do Sesi Igaraçu do Tiête, vencedores na categoria escolar Sesi/Senai-SP, comemoram ao lado do presidente das entidades, Paulo Skaf

Alunos do Sesi Igaraçu do Tiête, vencedores na categoria escolar Sesi/Senai-SP. Foto: Everton Amaro

Os alunos do Sesi Igaraçu do Tietê foram os grandes vendedores – categoria escola Sesi/Senai-SP – do concurso Heróis do Futuro. A cerimônia de premiação foi realizada no auditório do Humanidade 2012, evento paralelo ao Rio +20, fruto da parceria entre a Fiesp, Sistema Firjan e Fundação Roberto Marinho.

O projeto mobilizou alunos entre 10 e 15 anos, da rede Sesi-Senai dos dois Estados, que participaram de um jogo on-line que incentiva uma reflexão para os desafios de um desenvolvimento sustentável no mundo.

Mundo Senai

MUNDO SENAI 2012. Foto: Mauren Ercolani

Mundo Senai 2012. Foto: Mauren Ercolani

Entre os dias 27 e 29 de setembro, o Senai-SP abriu as portas de 79 unidades de ensino, em todo o Estado de São Paulo, para edição do Mundo Senai. Neste período, as instituições de ensino realizaram visitas monitoradas e atividades especiais dedicadas aos estudantes, trabalhadores e a comunidade, com o intuito de apresentar as atividades educacionais e serviços técnicos e tecnológicos oferecidos pela instituição. Veja aqui o infográfico com os resultados do Mundo Senai.

Olimpíada do Conhecimento

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

São Paulo é o grande vencedor da Olimpíada do Conheicmento 2012. Foto: Everton Amaro

O Senai-SP foi o grande vencedor da 7ª edição da Olímpiada do Conhecimento. A equipe, formada por 71 alunos, conquistou medalhas em diversas categorias. Destas, 25 foram de ouro nas modalidades que contam pontos para a classificação geral.

O evento, realizado no período de 12 a 18 de novembro, reuniu 640 estudantes de cursos técnicos e profissionalizantes dos 26 Estados e do Distrito Federal, que competiram em 50 ocupações indústrias e quatro do setor de serviços. Nesta edição, 36 participantes concorreram em modalidades para pessoas com deficiência.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Dilma Rousseff, Gilberto Kassab, Walter Vicioni, Paulo Skaf e Fernando Pimentel. Foto: Junior Ruiz

Durante as competições, a presidente Dilma Rousseff visitou as instalações no Anhembi, onde foi recebida pelo presidente da Fiesp e do Senai-SP, Paulo Skaf, e, acompanhada por ele, assistiu a uma simulação de robôs no torneio de Robótica do Sesi, além da demonstração da área de construção civil da Olimpíada do Conhecimento em uma sala fechada que simulava com projeção uma linha de produção. No final, em cerimônia com a presença do governador Geraldo Alckmin e do prefeito Gilberto Kassab, entre outras autoridades, Dilma assinou um memorando oficializando a cidade de São Paulo como anfitriã da competição internacional WordSkills.

No mesmo período, Brasil conquistou o primeiro lugar no World Skills Americas 2012, com 26 medalhas de ouro, quatro de prata e quatro de bronze. A comitiva contou com participação de 12 alunos do Senai-SP.

Torneio de Robótica

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Torneio de Robotica. Foto :Mário Castello

Durante os meses de novembro e dezembro, cerca de 1.200 competidores de 150 escolas do Sesi-SP participaram da 4ª edição do Torneio de Robótica – torneio voltado aos estudantes dos ensinos fundamentais I e II do Sesi-SP. As 34 equipes com as melhores colocações nas oito seletivas classificam-se para Etapa Estadual da competição. Destas, oito equipes são classificadas para Etapa Nacional, que acontece no mês de dezembro.

Destaques da última edição do torneio nacional, três equipes do Sesi-SP garantiram vagas na disputa de torneios internacionais, realizados nos Estados Unidos e Alemanha.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Exposição Senai 70 anos na estação República do metrô, em São Paulo. Foto: Egberto Alves

Senai 70 anos

Em comemoração ao 70º aniversário do Senai-SP, a instituição organizou uma exposição com painéis fotográficos na estação República do Metrô,  que apresentou em ordem cronológica a história  da mais destacada agência de formação profissional brasileira, criada em 22 de janeiro de 1942.

Retrospectiva 2012 – Fiesp marcou sua atuação em 2012 na luta pelo aumento da competitividade do Brasil

Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Skaf na Globo News. Foto: Junior Ruiz

Ao longo de 2012, a batalha pelo aumento da competitividade do Brasil foi a principal causa global empreendida pela Federação e pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp).

Em todos os fóruns e em entrevistas a jornalistas, o presidente da Fiesp e Ciesp, Paulo Skaf, sustentou que o país precisava de avanços para poder competir em condições de igualdade com os concorrentes estrangeiros.

“O problema não está da porta para dentro das fabricas. Está no custo elevado da energia, do gás, na logística cara, nos juros elevados – a taxa Selic está baixando, mas os spreads ainda são altos, aquilo que a indústria toma [emprestado] ainda é alto. O câmbio melhorou, mas estamos vivendo um câmbio 10% maior do que era em 2000 e de lá para cá tivemos 120% de inflação. A somatória de tudo isso prejudica muito a competitividade do Brasil e a indústria da transformação”, disse Skaf em entrevista à Globo News no mês de julho.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Presidente Dilma faz pronunciamento na TV

A competitividade do Brasil em 2011, de acordo com estudo divulgado em novembro pelo Departamento de Competitividade (Decomtec), ocupou apenas a 37ª colocação em um ranking com 43 países, que representam 90% do PIB mundial.

Efeito direto ou não das reivindicações da Fiesp e do setor produtivo, a presidente da República, Dilma Rousseff, elegeu o tema da competitividade como prioridade na agenda de seu governo durante pronunciamento do dia 7 de setembro.

Energia

Após ampla campanha da Fiesp, lançada em 2011, a presidente Dilma anunciou em setembro um plano para reduzir as tarifas de energia: a antecipação da renovação das concessões que vencem em 2015 mediante desconto no preço da conta de luz, conforme prevê a Medida Provisória 579.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326“[A medida] (…) contribui para o crescimento da economia e para que a indústria recupere um pouco sua capacidade de competir com as estrangeiras”, saudou Paulo Skaf em artigo no Diário de S. Paulo.

Ante a pressão de algumas estatais pela derrubada da MP, a Fiesp lançou em novembro uma campanha em defesa da medida. “A Fiesp fez a sua parte. A Presidenta Dilma fez a sua parte. Mas, para a nossa surpresa, tem gente jogando contra”, reforça o anúncio.

Resolução 72

Em 2012, a cruzada da Fiesp para melhorar o cenário competitivo no país teve início, para o grande público, com a mobilização da Fiesp e Ciesp no Grito de Alerta, circuito de manifestações de diversas entidades empresariais e de trabalhadores a favor da indústria e do emprego no Brasil, foi mais um marco em defesa de medidas – inclusive a Resolução 72 – que aumentassem a competitividade do país.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

"Esta é uma manifestação em defesa da competitividade do Brasil", disse Paulo Skaf, presidente da Fiesp/Ciesp. Foto: Helcio Nagamine



Em São Paulo, a manifestação aconteceu no dia 5 de abril, com uma caminhada da Avenida Paulista até o local do evento, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. O manifesto ganhou destaque na imprensa.

A primeira grande luta foi contra a chamada “Guerra dos Portos” – os incentivos fiscais concedidos por governos estaduais como mecanismo de incentivo à entrada de produtos importados.

Em fevereiro deste ano, o Decomtec/Fiesp da entidade divulgou o estudo Custos Econômicos e Sociais da Guerra Fiscal do ICMS na Importação  no qual informava que, por causa da prática,  o Brasil havia deixado de gerar 915 mil postos de trabalho em 10 anos.


Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Skaf, em Brasília, com governadores de Estados que praticam a chamada Guerra dos Portos, defendeu a aprovação da Resolução 72



Em março, o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, foi à Brasília defender o fim dos incentivos fiscais a produtos importados. “O interesse de alguns Estados não pode estar acima dos interesses do Brasil”, afirmou ao participar da audiência pública do Senado.

A aprovação da Resolução 72, no dia 24 de abril, pelo plenário do Senado Federal, foi o desfecho bem-sucedido da causa da Fiesp. A medida unifica em 4%, a partir de 2013, a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre produtos importados, colocando ponto final à chamada Guerra dos Portos.

“Isto é importante para o emprego – e para o bom emprego – porque a indústria de transformação é o melhor salário, o melhor emprego”, disse Skaf, que parabenizou o governo federal e os senadores Romero Jucá e Eduardo Braga pela atuação em favor da Resolução 72.

Desoneração

Entre outras medidas para destravar o crescimento econômico, a Fiesp também pleiteou a desoneração da alíquota do INSS sobre a folha de pagamento para setores da indústria.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Ministro da Fazenda, Guido Mantega. Foto: Everton Amaro

Depois de anunciar em abril a desoneração para 15 setores, em setembro deste ano, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, divulgou um incremento de 25 setores à lista de segmentos da produção brasileira que, a partir de janeiro de 2013, devem substituir a contribuição de 20% do INSS pelo pagamento da alíquota de 1% ou 2% sobre o faturamento.

Em dezembro deste ano, o setor de construção civil foi incluído à lista de desoneração sobre folha de pagamento. Com a mudança, o setor, que gasta por ano R$ 6,280 bilhões com a contribuição, passará a pagar R$ 3,430 bilhões, uma economia de R$ 2,850 bilhões anuais, segundo estimativas do Ministério da Fazenda.

Câmbio

Em abril, o Banco Central adotou medidas – os leilões de compra de dólares, entre elas – para pressionar a moeda americana a patamares mais elevados.

A desvalorização cambial, que levou o dólar a níveis menos desfavoráveis na competição com os concorrentes internacionais, era uma das medidas reivindicadas pela Fiesp – uma posição reforçada em nota oficial no dia 6 de março, data da divulgação do Produto Interno Brasileiro (PIB).

Taxa Selic

Este ano, a taxa básica de juros, Selic, chegou ao menor patamar da história, a 7,25% ao ano. O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central informou, no entanto, que deve manter esse patamar por “tempo suficientemente prolongado” em 2013.

Ao longo de 2012, a Fiesp defendeu que o setor produtivo brasileiro precisa de taxas ainda menores.  Em nota oficial comentando a última decisão do Copom no ano sobre juros, Paulo Skaf afirmou que “para que o país possa realmente voltar a crescer em 2013 são necessárias ainda mais ações efetivas que reduzam os custos de produção no país”, citando a aprovação pelo Congresso Nacional da MP 579, que reduz as tarifas de energia; a necessidade de o governo aprofundar as desonerações do setor produtivo; e a redução da burocracia.

“Os bancos também precisam reduzir ainda mais seus spreads, que ainda são elevadíssimos”, diz a nota.

Logística

Infraestrutura e logística são itens essenciais para competitividade. E a Fiesp sustentou a necessidade de investimentos em diversos fóruns e na imprensa. A causa encontrou eco em medidas anunciadas pelo governo. que anunciou em agosto um total de R$ 133 bilhões de investimentos na modernização.

Em nota oficial, a Fiesp elogiou a medida. “A decisão de não utilizar as concessões como instrumento de arrecadação do Estado vai ao encontro da necessidade de reduzir o custo logístico para a indústria e de reestabelecer a competitividade da economia brasileira”, comentou Paulo Skaf.

Alongamento de prazo

Como medida de curto prazo para estimular a competitividade da indústria, a Fiesp fez um novo pleito ao governo federal e estadual: a ampliação do prazo para recolhimento de impostos em mais 60 dias.

Em julho, durante participação do ministro da Fazenda, Guido Mantega, em evento na Fiesp, Paulo Skaf sugeriu a medida. “Isso irrigaria a economia com recursos de forma linear, democrática, correta, horizontal.”

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Governador Alckmin em reunião na Fiesp. Foto: Junior Ruiz

No final do mesmo mês, em reunião de diretoria que contou com a participação do governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, e do secretário de Fazenda do Estado, Andrea Calabi, Skaf pediu a Alckmin mais prazo para recolher ICMS e revisão de outras questões tributárias.

“O prazo para recolhimento do ICMS no Estado de São Paulo — e isso pode servir como exemplo para o Brasil e para o Governo Federal — tem que ser alongado”, defendeu Skaf, lembrando que estudo da Fiesp mostra que, em média, as indústrias pagam os impostos 50 dias antes de receberem pela venda dos produtos.

Inovação

Para ampliar as chances de êxito nos negócios da indústria, o Decomtec/Fiesp lançou em outubro uma versão atualizada do aplicativo Inteligência de Mercado da Indústria.

“O objetivo é entender a realidade mutante de mercado. Hoje a classe média aumentou bastante e houve também mudanças de hábito de consumo”, explicou José Ricardo Roriz, diretor-titular do Decomtec.

Dia da Indústria

Em homenagem ao Dia da Indústria, a Fiesp veiculou no dia 25 de maio, na TV aberta em todo o Estado de São Paulo, uma campanha institucional valorizando o setor industrial e os 75 anos da entidade.

No filme de 90 segundos, o presidente Paulo Skaf reforça que a indústria paga quase metade dos impostos do país e gera 20 milhões de empregos, comenta problemas que aumentam os custos de produção e incentiva o governo Dilma a prosseguir com medidas para aumentar a competitividade brasileira.

Retrospectiva 2012 – Ano de conquistas e de realizações no Sesi-SP

Agência Indusnet Fiesp

O Serviço Social da Indústria (Sesi-SP) acredita que o esporte é uma importante ferramenta de inclusão social e educacional e, por isso, investe na formação de novos talentos do esporte brasileiro. Os resultados não podiam ser diferentes. Em 2012, os 611 atletas da equipe de rendimento do Sesi-SP, divididos em nove modalidades esportivas, conquistaram títulos nacionais e internacionais.

Inspirados pelo bom exemplo dos atletas da indústria paulista, os alunos da instituição e crianças e jovens da comunidade decidiram dar os primeiros passos na prática esportiva por meio do Programa Sesi-SP Atleta do Futuro, que neste ano atendeu 58.644 crianças e jovens com idade entre 6 e 17 anos, em todo o Estado de São Paulo.

Jogos Olímpicos 2012

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Os atletas Murilo, Sidao e Serginho

Talentos do voleibol brasileiro, os jogadores da equipe de vôlei masculino do Sesi-SP Murilo, Serginho e Sidão  e as atletas do time feminino Dani Lins, Fabiana e Tandara foram convocados pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) para representar o Brasil na disputa dos Jogos Olímpicos de Londres.

Durante a etapa de preparação, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) escolheu o ginásio do Sesi Vila Leopoldina para um breve período de treino da seleção brasileira masculina de vôlei. A equipe masculina da Austrália também utilizou as instalações da Vila Leopoldina para a etapa final de treinamentos e, antes de seguir para os Jogos Olímpicos, fez três amistosos com o Sesi-SP.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Seleção brasileira de vôlei feminino é ouro nas Olimpíadas de Londres


Em Londres, os atletas do Sesi-SP fizeram bonito durante a disputa do Jogos Olímpicos. Entre os destaques, a levantadora da indústria paulista Dani Lins foi peça importante para a conquista da vaga na final das Olimpíadas. Em partida eletrizante, a seleção brasileira conquistou a medalha de ouro, após derrotar o time norte-americano.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Seleção brasileira feminina de vôlei desfila em carreata pelas ruas de SP


A festa, que começou em Londres, prosseguiu nas ruas da capital paulista onde as medalhistas olímpicas participaram de uma carreata e receberam o carinho da torcida. Apesar do cansaço de mais de 12 horas de viagem, as jogadoras do Sesi-SP, Fabiana e Tandara visitaram a sede da Fiesp, onde foram homenageadas pelo presidente Paulo Skaf.

Já a seleção masculina ficou com a prata, após a derrota no tie break para equipe da Rússia. Na volta ao Brasil, os atletas também passaram pela Fiesp e foram recebidos pelo presidente Paulo Skaf, e depois receberam uma homenagem dos alunos da unidade do Sesi Vila Leopoldina.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Paulo Skaf e atletas do vôlei do Sesi-SP, medalhistas olímpicos



Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

O atleta do Sesi-SP, Reinaldo Colucci, ao centro. Foto: Valterci Santos/AGIF/COB

O triatleta Reinaldo Colucci foi outro que participou dos Jogos de Londres. Considerado um dos grandes nomes da modalidade esportiva, antes de viajar, Colucci foi recebido por Paulo Skaf, que desejou boa sorte ao atleta.

No Hyde Park, Colucci foi o brasileiro mais bem colocado na prova de triatlo masculino, terminando a competição na 36º colocação, com o tempo de 1h50m59.


Jogos Paralímpicos 2012

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Atleta do Sesi-SP Janaina Cunha foi a maior pontuadora da partida, com 17 finalizações . Foto: Guilherme Taboada/CPB/Divulgação

Seguindo a meta de desenvolver o esporte no Brasil formando atletas em diversas modalidades, o Sesi-SP teve 10 atletas convocados para os Jogos Paralímpicos de Londres. Também se juntaram a eles o técnico do vôlei sentado feminino, Ronaldo Gonçalves de Oliveira, e seu assistente técnico, Celio César Mediato.

Base da seleção feminina de vôlei sentado, as atletas do Sesi-SP encerraram a competição na 5º posição, um feito inédito na história da modalidade esportiva no país. Convocado para seleção masculina de vôlei sentado, o atleta Carlos Eduardo e os demais jogadores do time brasileiro foram eliminados nas quartas de final da competição.

Vôlei masculino


Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Sesi-SP conquistou seu quarto título consecutivo na Copa São Paulo


Com os reforços do oposto Lorena, do ponteiro Cléber, do levantador Everaldo, do central Éder e do ponteiro Tiago Wesz (Mão),  o time de vôlei masculino começou a temporada 2012/13 com a conquista do tetracampeonato da Copa São Paulo e o tricampeonato paulista, títulos muito comemorados pela torcida e pelo presidente da instituição, Paulo Skaf, que ofereceu um jantar em homenagem ao time vitorioso do técnico Giovane Gávio.

Vôlei feminino


Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Equipe comemora o título com troféu e medalhas ao lado do presidente do Sesi-SP e da Fiesp, Paulo Skaf

Com o time renovado, a equipe de vôlei feminino do Sesi-SP comemorou a conquista do seu primeiro título: a Copa São Paulo. O presidente da Fiesp, Paulo Skaf, ofereceu um jantar especial para toda a equipe e a comissão técnica.

Após a conquista do ouro olímpico, a central Fabiana foi condecorada com o prêmio Brasileiros do Ano 2012, categoria esporte. O troféu foi entregue pelo presidente da Fiesp, Paulo Skaf.

Talentos do esporte

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Ellen Furtado garantiu a medalha de prata na categoria acima de 70 kg

Promessas do judô brasileiro, os atletas Hugo Praxedes (categoria +90 Kg) e Ellen Furtado (categoria + 70 Kg) conquistaram, respectivamente, medalha de ouro e de prata no Pan-Americano realizado em Cali, na Colômbia.

Gustavo Guimarães (o Grummy), uma das estrelas do polo aquático do Sesi-SP,  foi homenageado pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) depois de ser eleito MVP (melhor jogador) do Pan-Americano Junior 2012, competição vencida pelo Brasil, em Montreal, Canadá.

Outra atleta do Sesi-SP, Laís Nunes, conquistou o tricampeonato pan-Americano de luta olímpica, na Guatemala, e a medalha de ouro no campeonato sul-americano, realizado em Lima, no Peru.

Troféu José Finkel

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Paulo Skaf (Fiesp) e Coaracy Nunes Filho (CBDA) entregam medalhas no Troféu José Finkel

Palco dos principais jogos de vôlei do Sesi-SP, o elogiado complexo aquático da Vila Leopoldina recebeu entre os dias 20 e 25 de agosto um grande evento: o 41º Troféu José Finkel de Natação (Brasileiro Absoluto de Inverno). O torneio contou com a participação de grandes estrelas da natação brasileira, como o medalhista olímpico Cesar Cielo e jovens talentos da modalidade esportiva. O Sesi-SP terminou a competição no 11º lugar geral. O campeão do torneio foi a equipe do Minas Tênis Clube.

Virada esportiva

No mês de julho, o prédio da Fiesp foi o palco de uma atividade esportiva nada convencional: um rapel feito por seis pessoas na fachada de 60 metros de altura. O evento divulgou a 6ª edição do projeto Virada Esportiva, iniciativa apoiada pelo Sesi-SP. Na ocasião, os atletas da equipe de bocha paralímpica do Sesi-SP fizeram uma demonstração da modalidade esportiva.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Partida reuniu equipe de vôlei masculino paralímpica do Sesi-SP e nomes como Montanaro (gestor do vôlei), Giovane Gávio (técnico da equipe masculina) e Talmo de Oliveira (técnico da equipe feminina).

Além disso, os medalhistas olímpicos e técnicos do Sesi-SP Giovane Gávio e Talmo de Oliveira participaram do jogo-exibição entre as equipes de vôlei masculino profissional e paralímpico, onde foram aplicadas as regras do vôlei sentado.

Programa esportivo de vela

Entusiasta do esporte brasileiro, o presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, lançou em junho o programa esportivo de vela para criança, com idade entre 6 e 17 anos, no litoral norte de São Paulo, que começam o aprendizado à pratica esportiva na categoria Optimist. Veja aqui as imagens do evento.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Mais de 8 mil pedalaram em SP. Foto de divulgação

Bike tour

Em comemoração ao aniversário de 458 anos da cidade de São Paulo, a Fiesp apoiou a Edição 2012 do World Bike Tour São Paulo, que reuniu mais de oito mil pessoas para um circuito de 11 quilômetros – da ponte Octávio Frias de Oliveira (Estaiada) até a portaria 14 da Cidade Universitária (USP). Além disso, a Fiesp sediou o VI Seminário Internacional – Saúde, Esporte e Ação Social, promovido pela World Bike Tour.

Try Rugby

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Lançamento projeto Try Rugby SP

Em setembro, o presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, anunciou o lançamento do projeto Try Rugby-SP: iniciativa inédita que promove o intercâmbio, esportivo e cultural entre os técnicos britânicos, funcionários do Sesi-SP e alunos da instituição. O projeto é resultado da parceria entre a instituição, o British Council e a Premiership Rugby, a liga do esporte na Inglaterra e acontece em 12 unidades do Sesi-SP no Estado de São Paulo, beneficiando mais de 10 mil crianças e jovens.


Retrospectiva 2012 – Na área internacional, Fiesp assume papel importante nas negociações entre Brasil e Argentina

Agência Indusnet Fiesp

Paulo Skaf e Guillermo Moreno, secretário de Comércio Interior da Argentina. Foto: Junior Ruiz

Paulo Skaf e Guillermo Moreno, secretário de Comércio Interior da Argentina. Foto: Junior Ruiz

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) liderou em 2012 uma aproximação comercial entre Brasil e Argentina, especialmente depois que o país vizinho passou a adotar restrições comerciais a produtos importados, inclusive os brasileiro.

As ações incluíram desde missões empresariais, seminários e rodadas de negócios, realizadas na sede na entidade, até encontros do presidente Paulo Skaf com autoridades argentinas.

Veja um resumo de algumas das principais ações e desdobramentos.

As reuniões tiveram início com o anúncio das barreiras comerciais impostas pela Argentina, em 1º de fevereiro, quando o país passou a exigir informações prévias sobre todas as importações de bens para consumo.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Brasileiros e argentinos reúnem-se na Fiesp para discutir saídas para comércio bilateral

Preocupado com o impacto que o anúncio causaria na indústria nacional, o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, convocou líderes empresariais e entidades representativas para discutir as novas barreiras impostas pela Argentina.

As novas medidas argentinas levaram Skaf a cumprir uma agenda em Buenos Aires, em fevereiro, com o objetivo de encontrar soluções para as dificuldades no comércio entre o Brasil e a Argentina – um levantamento da Fiesp apontou que cerca de 74% das exportações brasileiras para o país vizinho poderiam ser afetadas.

Skaf visita empresa de autopeças acompanhado pela ministra de Indústria da Argentina, Débora Giorgi

Skaf visita empresa de autopeças acompanhado pela ministra de Indústria da Argentina, Débora Giorgi. Foto: Junior Ruiz

A agenda incluiu um encontro com o ministro de Economia da Argentina, Hernan Lorenzino, e a ministra de Indústria, Débora Giorgi, além dos secretários de Comercio Exterior, Beatriz Pagliari, e de Comércio Interior, Guillermo Moreno. Durante a visita a Buenos Aires, Skaf propôs a aproximação entre setores automobilístico e de autopeças do Brasil e Argentina e anunciou a realização de evento com empresários brasileiros e argentinos para avaliar novas oportunidades de investimentos.

Um estudo feito pelo Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex) da Fiesp, em fevereiro, mostrou que a corrente de comércio entre Brasil e Argentina bateu recorde de US$ 39,6 bi em 2011, sendo que o automóvel foi o produto brasileiro com maior participação no mercado argentino. O saldo foi positivo para o Brasil, que apresentou superávit de US$ 5,8 bilhões.

Paulo Skaf (à esq.) e o embaixador argentino Luis Maria Kreckler falam à imprensa após encontro na Fiesp. Foto: Junior Ruiz

Paulo Skaf (à esq.) e o embaixador argentino Luis Maria Kreckler. Foto: Junior Ruiz

Com o objetivo de equilibrar o comércio entre a Argentina e o Brasil, Paulo Skaf recebeu na Fiesp, em 13/02, o novo embaixador argentino no país, Luis Maria Kreckler, para planejar um encontro entre os países membros do Mercosul em abril, cujo assunto principal seria a expansão de investimentos comerciais entre as nações. A reunião serviu para reduzir a tensão comercial entre os dois países e reforçar o papel de Skaf na condução das negociações. O presidente da Fiesp deu “voto de confiança” ao país vizinho.

Na ocasião, órgãos de imprensa dos dois países destacaram a atuação de Skaf para encontrar uma solução amigável depois que o país vizinho passou a adotar restrições comerciais para produtos importados. O diário Clarín, um dos mais importantes da Argentina, informou que ficou claro que o governo de Cristina Kirchner “decidiu dar um papel de protagonista à entidade industrial paulista”.

Contudo, pesquisa inédita da Fiesp revelou, em março, que diversos setores industriais do Brasil foram prejudicados pelas barreiras impostas pela Argentina, causando queda nas exportações brasileiras ao país vizinho.

Em maio, o Derex da Fiesp divulgou uma pesquisa com empresas brasileiras importadoras dos 38 produtos identificados pelo governo argentino como prioritários para o aumento de vendas ao Brasil. A pesquisa mapeou a visão dos empresários sobre a possibilidade de ampliar importações do país vizinho e apontou os produtos com maior potencial de negócios, além de provar que muitos empresários brasileiros têm pouco conhecimento de fornecedores argentinos.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Paulo Skaf recebe o secretário do Interior da Argentina, Guilhermo Moreno, e o embaixador da Argentina no Brasil, Luis Maria Kreckler. Foto: Junior Ruiz

A fim de estimular uma agenda positiva, a Fiesp promoveu, em seguida, uma Rodada de Negócios Brasil-Argentina, com representantes de 330 empresas argentinas e 270 indústrias brasileiras. No encerramento do evento, Paulo Skaf destacou que brasileiros e argentinos desejam maior proximidade.

Em setembro, a Fiesp recebeu pela segunda vez, em menos de quatro meses, o secretário de Estado do Comércio Interno argentino, Guillermo Moreno, que desembarcou em São Paulo com uma comitiva de 100 empresários argentinos do setor de autopeças e acessórios automotivos. Eles tiveram encontros com outros 100 empresários brasileiros. Após a rodada de negócios, Paulo Skaf afirmou, em entrevista coletiva, que o esforço da Fiesp visa aproximar empresas brasileiras e argentinas. Já Moreno disse que os negócios em moeda local seriam um avanço importante no comércio entre os dois países.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Julio de Vido e Paulo Skaf. Foto: Junior Ruiz

Poucos dias depois, Skaf recebeu, na sede da Fiesp,  o ministro do Planejamento e Investimento Público da Argentina, Julio de Vido, que apontou  as oportunidades de investimentos brasileiros em seu país, particularmente, no setor energético.

Após nova rodada de negócios entre os dois países, promovida na Fiesp, em novembro, e dessa vez com foco no setor farmacêutico, Paulo Skaf reiterou a importância de Brasil e Argentina estabelecerem uma agenda positiva em comum.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073326

Paulo Skaf participa da 18ª Conferência Industrial Argentina. Foto: Junior Ruiz

Ainda em novembro, o presidente da Fiesp foi a Los Cardales, a 60 quilômetros de Buenos Aires, para acompanhar de perto a 18ª Conferência Industrial Argentina – evento que contou com a presença das presidentes Dilma Rousseff e Cristina Kirchner. E, no dia seguinte, participou do seminário Capitalismo nacional e integração regional, organizado pelo governo argentino na Grande Buenos Aires.

Paulo Skaf recebe o governador da Província de Buenos Aires, Daniel Scioli. Foto: Junior Ruiz

Skaf e Scioli conferem a iluminação especial da fachada do prédio da Fiesp: bandeira argentina. Foto: Junior Ruiz

Para encerrar o ano, Paulo Skaf recebeu, na sede da Fiesp, no início de dezembro, o governador da Província de Buenos Aires, Daniel Scioli. O visitante chegou com comitiva para reuniões com empresas brasileiras. Ao final da visita, Skaf convidou a todos para ver a Galeria de Arte Digital exposta na fachada do prédio da entidade, onde, em homenagem à comitiva, acenderam-se milhares de luzes reproduzindo a bandeira argentina.


Retrospectiva 2012 – Fiesp recebe autoridades internacionais e fecha acordos de cooperação que beneficiam indústria brasileira

Agência Indusnet Fiesp

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) recebeu ao longo de 2012 diversas autoridades e personalidades ilustres de várias partes do mundo, interessadas em estabelecer parcerias e fortalecer relações comerciais com o Brasil.

Destaque para a visita de chefes de governo como o primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron; do presidente do governo da Espanha, Mariano Rajoy; do  presidente eleito do México, Enrique Peña Nieto, e do príncipe de Orange, Willem-Alexander, além da série de encontros para estreitar relações com o governo e empresários da República Argentina.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073327

Paulo Skaf e Geraldo Alckmin. Foto: Junior Ruiz

Alguns dos encontros resultaram em acordos de cooperação internacionais. Entre eles: o memorando de entendimento em cooperação empresarial com a Austrália; o memorando de entendimento com o governo esloveno; o protocolo de intenções em assuntos internacionais com o governo do Estado de São Paulo; o memorando para cooperação em biotecnologia com o governo de Illinois (EUA); e os acordos de cooperação em Serviços e Coalizão Brasileira para a Liberalização de Serviços com o Reino Unido.

Veja um resumo de 2012:

Reino Unido

(640x440)David Cameron, primeiro-ministro do Reino Unido. Foto: Ayrton Vignola

David Cameron, primeiro-ministro do Reino Unido, discursa em encontro com o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, o 1º vice-presidente da entidade, Benjamin Steinbruch, autoridades britânicas e empresários

Em sua primeira visita oficial ao Brasil, em setembro, o primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, incluiu a Fiesp em sua agenda de compromissos e, em encontro com o presidente Paulo Skaf, afirmou: ‘Estou aqui para encorajar o investimento do Reino Unido no Brasil’. Skaf respondeu que a Fiesp não defende protecionismo, mas recuperação da competitividade e entregou ao primeiro-ministro a medalha Ordem do Mérito Industrial. A passagem de Cameron pela Fiesp terminou com uma rápida passagem pelo Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, onde ele conferiu alguns dos quadros da exposição “Observadores: Fotógrafos da Cena Britânica desde 1930 até hoje”. Veja os principais momentos da visita de Cameron no infográfico.

Espanha

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073327

Da esq. p/ dir.: O presidente da Fiesp, Paulo Skaf, o presidente do governo da Espanha, Mariano Rajoy, e o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab

Em junho, o presidente do governo da Espanha, Mariano Rajoy, esteve na Fiesp e reforçou a necessidade de aproximação, lembrando que o Brasil é o segundo país do mundo em que a Espanha mais investe. Paulo Skaf ressaltou que considerava a visita como “um divisor de águas” nas relações comerciais entre Brasil e Espanha e colocou a Fiesp “à inteira disposição para ajudar nas relações entre os dois países”. Presente ao encontro, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, chamou a atenção para a necessidade de mostrar aos empresários espanhóis a série de oportunidades existentes no Brasil.

México

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073327

Paulo Skaf, Enrique Peña Nieto e Benjamin Steinbruch durante reunião com empresários na sede da Fiesp

Eleito em julho deste ano, Enrique Peña Nieto escolheu a Fiesp para seu primeiro compromisso oficial como presidente eleito do México. Na ocasião, ele declarou intenção de ampliar integração comercial com o Brasil. Paulo Skaf disse que o México é impulsionado pela indústria, que cresce porque país tem competitividade.

Itália

Marta Dassú, Gian Mario Spacca e Paulo Skaf assinam carta de intenções entre Brasil e Itália

Marta Dassú, Gian Mario Spacca e Paulo Skaf assinam carta de intenções entre Brasil e Itália

Fórum Econômico Brasil-Itália, realizado em maio na Fiesp, apresentou o mercado brasileiro aos empresários italianos e contou com a presença do embaixador da Itália no Brasil, Gherardo La Francesca. Na ocasião, Paulo Skaf, assinou uma carta de intenções entre a entidade e a região Marche, unidade territorial da Itália central, com 1,5 milhão de habitantes.

Em setembro, a Skaf recebeu a visita do ministro do Desenvolvimento Econômico, Infraestrutura e Transportes da Itália, Corrado Passera, que declarou querer mais investimentos de empresas brasileiras na Itália. “Temos que fazer o fluxo de comércio aumentar”, assinalou Paulo Skaf na ocasião, recordando que o industrial Francisco Matarazzo, primeiro presidente da entidade, era italiano. “A história desta casa tem muita afinidade com a Itália”.

Holanda

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073327

Príncipe de Orange, Willem-Alexander, e o 2º vice-presidente da Fiesp, João Guilherme Sabino Ometto. Foto: Helcio Nagamine

Em novembro, a Fiesp recebeu o Príncipe de Orange, Willem-Alexander, que liderou uma delegação da Holanda com o objetivo de fortalecer as relações comerciais com o Brasil em setores como a agricultura.

EUA

Em setembro, o novo cônsul-geral dos Estados Unidos em São Paulo, Dennis Hankins, visitou a sede da federação e agradeceu a parceria da entidade com o consulado americano durante o ano de 2012.

No mês anterior, em junho, o então embaixador norte-americano Thomas A. Shannon, esteve na federação para participar do Fórum Brasil-Estados Unidos e concordou em perseguir uma agenda que priorize o tema inovação tecnológica na relação entre os dois países.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073327

O embaixador norte-americano Thomas A. Shannon, durante Fórum Brasil-EUA, na Fiesp

“Da mesma maneira que devemos reinventar a relação Brasil-EUA em áreas de comércio, também temos de repensar em relação à área de tecnologia. A relação deve ser colaborativa, temos que pensar em acordos que vão facilitar a transferência de tecnologia”, disse Shannon.

Em julho, Paulo Skaf recebeu a visita do governador do Estado norte-americano de Iowa, Terry Branstad, que apresentou os benefícios de investir no Estado. no final de novembro, o prefeito da cidade de Los Angeles (EUA), Antonio Villaraigosa, participou de um encontro com empresários brasileiros na Fiesp.

No mês de fevereiro, a Fiesp, em conjunto com autoridades brasileiras, enviou uma carta aos EUA, acompanhada de um estudo, pedindo, pela quarta vez, que o país seja retirado da lista de atenção do comércio norte-americano.

Cuba

Cumprindo agenda oficial em Havana, em maio, o presidente da Fiesp reuniu-se com duas autoridades cubanas: Antonio Luis Carricarte Corona, primeiro vice-ministro de Comércio Exterior, e Ricardo Cabrisas Ruíz, vice-presidente do Conselho de Ministros. Também se encontrou com empresários locais, a fim de estreitar relações comerciais entre os dois países.


Em outubro, foi a vez do ministro de Comércio Exterior e Investimentos de Cuba, Rodrigo Malmierca, vir à sede da Fiesp, acompanhado por empresários e autoridades de seu país. Durante os dois dias de missão, a comitiva cubana reuniu-se com empresários brasileiros para falar de negócios na área de energia e no setor biofarmacêutico. Neste último caso, com a finalidade de identificar canais de comunicação, ampliar parcerias bilaterais no desenvolvimento de novos produtos e estabelecer cooperação entre laboratórios dos dois países.

China

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073327

Embaixador Rubens Barbosa, presidente do Coscex

A Fiesp e a Universidade de São Paulo (USP) realizaram, em setembro, o seminário A Competitividade Industrial Chinesa no Século 21, durante o qual o embaixador Rubens Barbosa, presidente do Conselho Superior de Comércio Exterior (Coscex) da entidade, afirmou que a economia brasileira sofre com redução de demanda chinesa. Dois meses depois, a Fiesp sediou o seminário Mercado Foco China e recebeu uma missão chinesa, que veio em busca parcerias e investimentos no setor de agronegócio.

E-cool

Visando atender às necessidades das indústrias e de quem usa os meios digitais, a Fiesp lançou, em outubro,  a nova versão do Certificado de Origem on-line, com a implementação de assinatura digital – recurso que deixa o processo de exportação mais ágil, prático e seguro. Clique aqui para entender as mudanças.

Personalidades

Também passaram pela sede da Fiesp em 2012 personalidades de várias nações. Entre eles:


Retrospectiva 2012 – Na área cultural, Fiesp e Sesi-SP presenteiam público com projetos inéditos e obras consagradas

Agência Indusnet Fiesp

Homenagens, exposições, peças teatrais, galerias, tecnologia, cinema e muito mais. Ao longo de 2012, uma série de atividades culturais e artísticas foram promovidas no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso e nos teatros e unidades Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) por todo oEstado.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073327A própria fachada o edifício-sede das entidades – a emblemática  pirâmide na avenida Paulista – transformou-se em  Galeria de Arte Digital a céu aberto, a primeira da América Latina, e durante meses exibirá obras de arte de artistas contemporâneos em um gigantesco painel de luzes leds.


Veja os principais acontecimentos de 2012 na área cultural

Nelson Rodrigues 100 Anos

De maio a dezembro, o Sesi-SP realizou o projeto  Nelson Rodrigues 100 anos, sob curadoria do biógrafo do autor e dramaturgo, Ruy Castro, e direção artística de Marco Antônio Braz, especialista na obra de Nelson.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073327

Rivelino, Francisco Horta, Neila Tavares, Ruy Castro e Carlos Heitor Cony. Foto: Talita Camargo

Além de uma exposição, a programação contou com espetáculos teatrais inéditos, debates, leituras dramáticas e oficinas sobre a vida e a obra de Nelson Rodrigues, realizados na capital paulista e nos 19 teatros da entidade localizados na Grande São Paulo e no interior do Estado. Todos com entrada franca.

O Teatro do Sesi-SP, localizado no Centro Cultural Fiesp Ruth Cardoso, por exemplo, foi palco de 13 mesas-redondas sobre temas importantes na trajetória do dramaturgo – a censura, a crítica, o futebol, a televisão, o cinema, a psicanálise e vários outros –, com a participação de personagens ilustres como Fernanda Montenegro, Daniel Filho, Christiane Torloni, Lucélia Santos, Alessandra Negrini, Vera Vianna, Carlos Heitor Cony, entre outros.





Também no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso foram realizadas leituras dramáticas de 15 das 17 peças do autor, além da encenação das outras duas (Boca de Ouro A Falecida), tendo como protagonistas os atores Marco Ricca, Maria Luísa Mendonça e Lucélia Santos, sob a direção de Marco Antônio Braz.

Parceria com TV Cultura

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073327

Paulo Skaf parceria TV Cultura. Foto: Junior Ruiz

Em outubro, o Sesi-SP e a TV Cultura anunciaram parceria para coprodução de uma obra audiovisual televisiva e multimídia dedicada ao público infantil.

A série, provisoriamente intitulada Crocs, foi concebida pelo premiado cineasta Cao Hamburger e será destinada ao público de três a 10 anos e será composta por 50 episódios, contando com a distribuição via internet e outras mídias digitais.

Exposição de arte

Ao longo de 2012, a Galeria de Arte do Sesi-SP recebeu diversas exposições. Abrindo a temporada do ano, a mostra Joias do Deserto apresentou uma seleção de adornos corporais pertencentes ao acervo etnográfico da historiadora Thereza Collor. O acervo reuniu 2.000 peças, entre brincos, colares, braceletes, vestes do século XIX e início do XX, além de fotos dos principais desertos do mundo.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073327Iniciativa do Sesi-SP em parceria com British Council, a mostra Observadores: fotógrafos da cena britânica desde 1930 até hoje mostrou a história e os costumes do povo da Grã Bretanha nos últimos 80 anos e recebeu a ilustre visita do Primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, durante sua visita ao Brasil.

A exposição foi  a vencedora do Prêmio APCA 2012, da Associação Paulista dos Críticos de Arte, na categoria Artes Visuais – Fotografia.

Já a exposição Meu Querido Inimigo trouxe pela primeira vez ao Brasil uma coleção de painéis ilustrados, com títulos de diferentes gêneros retratando a importância da paz e da tolerância.

Espetáculos no palco do Sesi

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073327

Coração na Bolsa

Com entrada franca, a peça Coração na Bolsa, do Núcleo de Dramaturgia Sesi-British Council, ficou em cartaz no mezanino do Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, de 22 de março a 1º de julho. O espetáculo simbolizou a imersão num mundo de horrores sem abdicar do convite ao riso e ao prazer da fruição.

Em homenagem ao centenário de Jorge Amado, o espetáculo juvenil Amado, inspirado na vida e obra do escritor baiano de Jorge Amado e realizado em parceria com o Instituto Brincante, sob consultoria artística de Antonio Nóbrega, fez uma leitura sobre diversos protagonistas criados pelo escritor baiano.

Com inspiração livre da obra de Carlos Drummond de Andrade, a peça juvenil Menor que o mundo, da Cia. Cênica Nau de Ícaros, tirou proveito de elementos simbólicos do universo drummondiano, por meio do entrelaçamento do circo, da música, da dança e do teatro, para mostrar ao público um poema cênico de sete faces: sete personagens em cena que carregavam o engenho, a ironia e a melancolia do poeta mineiro.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073327

Alexandre Borges no espetáculo Poema Bar. Foto: Mauren Ercolani

O ator Alexandre Borges trouxe a poesia de Fernando Pessoa e Vinicius de Moraes para o palco do Teatro do Sesi-SP.

O projeto Poema Bar, em celebração ao Ano Brasil-Portugal, realizou apresentações únicas na capital e em mais quatro cidades paulistas. Ao som do piano de João Vasco, músico português idealizador do espetáculo, Borges declamou poemas de Fernando Pessoa e Vinicius de Moraes e dividiu o palco com interpretações emocionadas das cantoras Sofia Vitória e Mariana de Moraes.

As relações humanas na era digital foram dramatizadas no espetáculo Máquina de Escrever Reticência, que ficou em cartaz no Espaço Mezanino do Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso e teve entrada  gratuita.

Dois espetáculos teatrais apresentados no primeiro semestre no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, no Teatro Sesi-SP, foram indicados para concorrer à 25ª edição do Prêmio Shell, considerado mais relevante reconhecimento do segmento no Brasil.

Entre as peças relacionadas em São Paulo estão duas montagens que passaram pelo L’illustre Molière e Mistero Buffo. A cerimônia que anunciará os vencedores acontece no início de 2013.

Arte Digital

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073327Maior encontro do país sobre arte digital, o Festival Internacional de Linguagem Eletrônica (File) , mais uma vez atraiu milhares de fãs para o Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso. Com entrada gratuita, a 13ª edição do festival ficou exposta na Galeria de Arte do Sesi e reuniu trabalhos que colaboram com a propagação de novas linguagens eletrônicas e digitais.
Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073327Desde o dia 03/12, o prédio da Fiesp, um dos principais cartões postais paulistanos, se transformou em um espaço inédito e permanente de arte digital para exibição de obras visuais a céu aberto. Segundo Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Sesi-SP, a Galeria Digital do Sesi-SP é um presente das entidades da Indústria para São Paulo. A inauguração marcou também o início da primeira edição do SP_Urban Digital Festival, com curadoria da brasileira Marília Pasculli e da alemã Susa Pop.

Festival Ars Brasilis

Milton Nascimento, o grande homenageado do Festival Ars Brasilis Sesi-SP 2012, emocionou as mais 6.500 pessoas que compareceram ao Centro de Atividade (CAT) de Itapetininga, no interior paulista, para conhecer os nove finalistas da 1ª edição do concurso. O show marcou o encerramento do Festival, que é voltado a arranjadores instrumentais de todo o país. Os três primeiros colocados ganharam, respectivamente, R$ 10 mil, R$ 7 mil e R$ 5 mil.

Sétima arte

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073327No mês de maio, a VII edição do Prêmio Fiesp/Sesi-SP do Cinema Paulista teve como grande vencedor o filme Meu País, do diretor André Ristum e estrelado por Rodrigo Santoro, Cauã Reymond e Débora Falabella. A produção Estamos juntos, do diretor Toni Venturi, conquistou prêmios em três categorias.

Em sua 7ª edição, a Mostra Paulista de Cinema Nordestino exibiu, em sessões gratuitas, 20 filmes em 32 unidades do interior e da capital paulista. A seleção de 2012 reuniu 20 títulos de diversos períodos e Estados nordestinos, sendo 11 curtas, 5 médias e 4 longas-metragens. Um dos destaques foi o longa Capitães de Areia, exibido em homenagem ao centenário de nascimento do escritor Jorge Amado. Outros destaques foram o longa O Homem que Engarrafava Nuvens, o documentário Fábio Fabuloso e a animação Morte e Vida Severina.

Cultura itinerante

Em julho, o Sesi-SP anunciou uma parceria inédita com o Educativo Bienal, que levou, gratuitamente, a arte contemporânea e obras da 30ª Bienal de São Paulo a 53 unidades do Sesi em São Paulo. A iniciativa contou com encontros de formação e exibições de videoarte.

Retrospectiva 2012 – Sucesso de público, Humanidade 2012 foi palco de discussões sobre sustentabilidade em paralelo à Rio+20

Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073327

Instalações do Humanidade 2012 no Forte de Copacabana. Foto: Helcio Nagamine

Mais de 210 mil pessoas passaram pela mais visível iniciativa paralela à Rio+20, o Humanidade 2012, resultado de uma realização conjunta da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Sistema Firjan, Fundação Roberto Marinho, Sesi-Rio, Sesi-SP, Senai-Rio, Senai-SP, com patrocínio da Prefeitura do Rio, do Sebrae e da Caixa Econômica Federal.

Idealizado com o objetivo de realçar o importante papel que o Brasil exerce hoje como um dos líderes globais no debate sobre o desenvolvimento sustentável, o espaço – amplamente elogiado pela imprensa brasileira –reuniu autoridades, especialistas e sociedade civil entre os dias 11 e 22 de junho.

Ao todo foram 49 eventos realizados, com 105 painéis temáticos e grupos de trabalho. A principal atração foi o circuito expositivo no Forte de Copacabana, um dos principais cartões postais da cidade do Rio de Janeiro.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073327

Paulo Skaf durante o Humanidade 2012. Foto: Divulgação

Na avaliação do presidente da Fiesp, Paulo Skaf, o evento superou as expectativas. “Nós vamos nos esforçar muito para que perdure esse astral que houve aqui durante esses 11 dias de exposição aberta ao público”, afirmou o presidente da Fiesp em entrevista coletiva.

Skaf publicou o artigo ‘Humanidade 2012’, no jornal Diário de S. Paulo, em que resume a visão da entidade sobre os desafios da humanidade com relação ao desenvolvimento sustentável.

A desigualdade é insustentável

Durante o Humanidade 2012, a Fiesp e a Firjan divulgaram o documento ‘A desigualdade é insustentável, com a  visão da indústria sobre os principais temas que envolvem o desenvolvimento sustentável. O documento  foi entregue à delegação brasileira que participou da Rio+20. As entidades declararam forte engajamento para tornar realidade, por meio de ações viáveis e concretas, a valorização da diversidade humana, equidade de gênero e a preservação da biodiversidade do Planeta.

Para ler o documento na íntegra, clique aqui. Para facilitar o acesso das delegações estrangeiras ao documento, a indústria produziu versões em três outros idiomas: inglês, francês e espanhol.

Exposição

Uma das atrações do Humanidade 2012 foi o circuito expositivo, composto por 16 espaços – entre eles, a vista panorâmica do alto do Forte de Copacabana. A exposição, gratuita, continha diversas salas, com ventilação e iluminação naturais e foi idealizada pela diretora e cenógrafa Bia Lessa.




Visitas ilustres

Diversas autoridades e personalidades passaram pelo Humanidade 2012. Veja aqui uma seleção de imagens de algumas dessas visitas.

Homenagem

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540073327

Gouvêa Vieira homenageia Skaf em agradecimento à parceria entre Fiesp e Firjan. Foto: Helcio Nagamine

O presidente do Sistema Firjan,  Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, homenageou o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, com uma placa em agradecimento pela parceria e o esforço na realização do Humanidade 2012.

Resíduos sustentáveis

Localizada no próprio Forte de Copacabana, a Central de Triagem de Resíduos do Humanidade 2012 funcionou a todo vapor durante os 12 dias de evento e recolheu mais de cinco toneladas de resíduos gerados no evento, sendo cerca de três toneladas de material reciclável. No final, todo esse material, bem como o usado na estrutura, foi destinado para reaproveitamento.

Discussões em pauta

Alguns departamentos da Fiesp participaram do evento, promovendo encontros e debates. Veja o resumo:
Departamento do Meio Ambiente (DMA) – Entre os diversos painéis, debates sobre temas como governança da água, saneamento básico, mudança de clima e biodiversidade. Para acessar os links de todas as notícias, clique aqui.

Departamento de Infraestrutura (Deinfra) – Infraestrutura e sustentabilidade, energias renováveis, biocombustíveis para aviação, entre outros temas foram o foco dos painéis realizados. Para acessar os links de todas as notícias, clique aqui.

Departamento de Agronegócio (Deagro) – Autoridades e especialistas reunidas nos diversos painéis discutiram temas como segurança alimentar, agricultura tropical, entre outros. Para acessar os links de todas as notícias, clique aqui.

Comitê de Responsabilidade Social (Cores) – O “Fórum Equidade de Gênero – pressuposto para o desenvolvimento sustentável e erradicação da pobreza” abordou a igualdade de oportunidades e de tratamento entre homens e mulheres nas empresas, instituições e organizações. Paulo Skaf propôs campanha para garantir creches a todas as mães que trabalham.

Comitê de Jovens Empreendedores (CJE) – José Junior, da ONG carioca AfroReggae participou de um talk show no evento, a fim de debater sustentabilidade e transformação social.

Educação

Durante evento A Voz do Professor, Skaf destacou a importância dos professores. Além disso, o presidente da Fiesp e do Sesi-SP encontrou-se com alunos do Sesi/Senai-SP de Cruzeiro. O evento foi palco também da premiação da categoria escolar do concurso Heróis do Futuro, tendo como vencedor o Sesi Igaraçu do Tietê.

Agradecimento

Ao final do evento, a Fiesp e o Sistema Firjan publicaram um anúncio em alguns dos principais veículos impressos do país, em agradecimento aos mais de 200 mil visitantes que passaram pelo Humanidade 2012.


Números do Humanidade 2012

Dias de evento: 12
Horas: 156
Minutos: 9.360
Segundos: 561.600
Eventos realizados: 49
Painéis temáticos e reuniões de trabalho: 105
Colaboradores que trabalharam no projeto: 300
Pessoas que atuaram na produção: 1.200
Alunos de escolas do Sesi e Senai de SP e do RJ e de escolas públicas do RJ que visitaram o
Humanidade 2012: + de 10 mil