Edifício da Fiesp

Quem passa pela primeira vez na Avenida Paulista dificilmente deixa de notar um edifício de formato inusitado: a sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Inaugurado em 1979, o edifício ainda hoje se sobressai na paisagem com sua fachada predominante preta e desenho piramidal. É hoje um cartão postal da cidade e um marco emblemático da vocação paulista para o desenvolvimento.

Tudo começou nos anos 70, com um concurso. O desafio então imposto aos participantes era o de desenvolver um projeto de edifício que reunisse características expressivas capazes de transformá-lo em uma referência.

O projeto selecionado, de autoria do escritório Rino Levi Arquitetos Associados, criou um prédio de estrutura dividida em dois blocos superpostos separados por um andar “pilotis” (baseado na sustentação através de colunas): o bloco inferior e térreo; e o bloco superior, a torre.

O que mais chama a atenção, para quem o vê de fora, é a progressão dos andares em direção ao topo em formato de pirâmide – aspecto estético e ao mesmo tempo funcional por garantir maior insolação dos andares inferiores.

Aproveitando o desnível entre a Avenida Paulista e a rua imediatamente paralela, a Alameda Santos, o projeto original incluiu quatro andares para garagem, reservatórios de água e a parte técnica, além de espaço para um teatro e galeria de artes em pavimento meio nível abaixo da Avenida Paulista.

Em 1998, o prédio passou por uma reformulação, que conferiu nova estrutura ao piso térreo. A assinatura dessa segunda fase do projeto é do arquiteto Paulo Mendes da Rocha. Um dos marcos dessa intervenção foi a recuperação da distância original entre o asfalto automotivo e a entrada principal do prédio na Avenida Paulista. Para isso, o arquiteto fez um “corte” da laje do pavimento superior ao passeio público e recuou a laje inferior onde hoje está situado o Centro Cultural Fiesp.

O edifício-sede da Fiesp tem 16 andares e abriga também o centro de operações e atividades do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), Instituto Roberto Simonsen e a sede de diversos sindicatos filiados.

O nome do prédio faz referência a Luís Eulálio de Bueno Vidigal Filho, ex-presidente da Fiesp.

Edifício-Sede da Fiesp
Av. Paulista, 1313, São Paulo-SP
CEP 01311-923