Em vez de curtir crises, Brasil precisa criar oportunidades, afirma Skaf

Presidente da Fiesp, do Sesi-SP e do Senai-SP anuncia investimento de R$ 260 milhões no Vale do Paraíba

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Fiesp e do Senai-SP, Paulo Skaf, inaugurou nesta sexta-feira (17 de novembro) a nova unidade do Senai-SP em Cruzeiro, que recebeu investimento de R$ 25,5 milhões. Em toda a região do Vale do Paraíba, o investimento do Sesi-SP e Senai-SP supera os R$ 260 milhões. Antes da inauguração, em entrevistas a rádios da região, Skaf destacou que a educação de qualidade ganhou ainda mais importância com as transformações trazidas pela quarta revolução industrial.

Skaf explicou que, apesar do nome, ela não se aplica somente à indústria. “É uma revolução que vai mudar a vida das pessoas, o comportamento, os costumes. Vão nascer outras oportunidades, e para que elas sejam aproveitadas é preciso ter educação de qualidade”, afirmou.

“O Brasil precisa entrar nesta era das grandes transformações. Não podemos ficar aqui curtindo crises”, afirmou Skaf. “Temos que dar oportunidade às pessoas de ter bons empregos, empregos modernos, e de cada vez mais, empreender.”

O presidente da Fiesp, do Senai-SP e do Sesi-SP explicou que os recursos alocados para a região partem do entendimento da indústria paulista de que investir nas pessoas é o melhor investimento, com educação, esporte, qualidade de vida, cultura. “Queria que todas as crianças tivessem escolas com a qualidade das do Sesi-SP.”

Paulo Skaf no Senai de Cruzeiro, nova unidade que recebeu investimento de R$ 25,5 milhões. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

 

O prefeito de Cruzeiro, Thales Gabriel, disse na cerimônia de inauguração da nova escola que ela aumenta a autoestima da cidade e ajuda na inclusão de suas crianças e seus jovens. Com 9.272 metros quadrados de área construída, o novo prédio do Senai-SP em Cruzeiro foi projetado para oferecer cursos nas modalidades de Aprendizagem Industrial, Formação Inicial e Continuada e Técnico. A escola tem 11 salas de aula, 9 laboratórios e 11 oficinas.

Há oficinas de Manutenção Eletromecânica, Tornearia Mecânica, Ajustagem Mecânica, Tornearia CNC, Centro de Usinagem CNC, Ferramentaria, Caldeiraria, Soldagem, Modelagem, Costura e Instalações Elétricas.

A nova unidade também tem laboratórios de Hidráulica/Pneumática, Metrologia, Manutenção Mecânica, Informática, Projetos, CAD/CAM/CNC, Máquinas/Comandos Elétricos, Controlador Lógico Programável e Eletroeletrônica.

A nova escola tem oferta de ensino profissionalizante em nível técnico para o curso de Eletromecânica. Os cursos de Aprendizagem Industrial incluem as formações de Eletricista, Eletricista de Manutenção Eletromecânica, Almoxarife, Assistente Administrativo, Mecânico de Usinagem, Mecânico de Usinagem Convencional, Mecânico de Manutenção e Caldeireiro.

Os cursos de Formação Inicial e Continuada da unidade atenderão às seguintes áreas tecnológicas da indústria: Metalmecânica, Eletroeletrônica, Segurança no Trabalho e Tecnologia da Informação.

Na área de Segurança do Trabalho a escola se destaca por ser a única do Estado a oferecer o curso de Formação Inicial e Continuada de NR 11 – Operação de Ponte Rolante, que tem por objetivo o desenvolvimento de capacidades relativas à operação de ponte rolante, bem como sua conservação e procedimentos de manutenção preventiva do equipamento.

Em 2016 a unidade realizou 2.445 matrículas nas três modalidades de ensino profissionalizante.