Contribuição Sindical Patronal: sua empresa bem representada

Prezado Empresário:

O Sindratar SP – Sindicato da Indústria de Refrigeração, Aquecimento e Tratamento de Ar no Estado de São Paulo atua há quase 50 anos.

Desde nossa fundação, sempre tivemos como missão unir empresas que acreditam na indústria e na prestação de serviços de climatização e refrigeração e em sua importância para o Brasil.

Nossa função é reunir, ouvir, mobilizar e liderar os empresários do segmento, na defesa de propostas que melhorem o ambiente de negócios e as relações de trabalho, com os vários sindicatos laborais da categoria metalúrgica.

Em 2017, atuamos, em conjunto com a FIESP, em várias frentes políticas, tendo como exemplo o forte apoio para a aprovação da Reforma Trabalhista, participação na Regulamentação da legislação da Terceirização, na aprovação do Programa Especial de Regularização Tributária – Novo Refis e, agora, apoiando e trabalhando para a aprovação da Reforma da Previdência Social.

Em prol da defesa tributária do setor, nosso Sindicato distribuiu medida judicial, buscando afastar o ICMS incidente na base do PIS/COFINS.

Fechamos convênios com bancos, instituições de ensino, além de outros serviços, para apoiar sua empresa. Firmamos convênio com a FIESP, para auxiliar na redução de encargos da folha de pagamento, por meio da correta aplicação do FAP/RAT.

Nas negociações sindicais de 2017, ampliamos nossa equipe de negociadores, alcançando resultados como: a introdução do regime de trabalho 12 x 36 horas, há muito pleiteado pelas empresas prestadoras de serviços de manutenção; negociamos e assinamos cinco Convenções Coletivas de Trabalho, incluindo a da Central Sindical Intersindical – Conlutas com quem há quatro anos não assinávamos, mantendo alto nível de entendimento com estas centrais, para superar o momento de transição da Reforma Trabalhista, de maneira a manter cláusulas sociais vigentes e excluir aquelas que já não fazem mais sentido, evitando pleitos de novas.

Os aumentos salariais foram da ordem de 1,83% a 3,5%, perfeitamente adequados à evolução de índices econômicos, que indicavam inflação de 3% no ano de 2017.

Tivemos participação ativa e expressiva na aprovação da recente Lei 13.589/2018, lei que obriga prédios públicos e coletivos com climatização mecânica do ar a elaborarem e implantarem o PMOC – Plano de Manutenção, Operação e Controle.

Um feito para o setor!

A lei nº 13.467/2017, que introduziu a Modernização Trabalhista determina o caráter facultativo do recolhimento da contribuição sindical patronal, em 2018.

Para que o atual nível de atividades de defesa do segmento seja preservado, precisamos do apoio das empresas. Precisamos da continuidade do recebimento desta contribuição.

Assim sendo, anexamos a esta carta um boleto para o recolhimento facultativo por parte da sua empresa. O simples pagamento do mesmo significará o apoio espontâneo e facultativo a estas iniciativas e sua participação no Sindicato.

Contamos com a sua compreensão e antecipadamente agradecemos.

 

Carlos Trombini

Presidente