2017 coroa mais de uma década de conquistas da Fiesp

Retomada de protagonismo econômico e ganho de peso político caracterizam gestão de Paulo Skaf

A Fiesp, que ao lado do Ciesp, do IRS, do Sesi-SP e do Senai-SP representa a indústria paulista e defende os interesses da sociedade brasileira, ganhou nos últimos anos grande força política, além de retomar seu protagonismo em questões econômicas, tornando-se a grande autoridade produtiva do Brasil. Também abraçou novos setores, como agronegócio, micro e pequenas indústrias, construção civil, defesa, segurança e saúde.

Com Paulo Skaf na presidência das cinco entidades nesse período, houve um processo de modernização que beneficiou diretamente milhões de pessoas, tanto por sua atuação em defesa do crescimento econômico quanto pelas atividades educacionais, educativas e culturais oferecidas pela estrutura montada e mantida pela indústria.

Em 2017 a Fiesp se manteve atenta e atuante contra o aumento de impostos e se manifestou continuamente sobre a necessidade de reduzir os juros e aumentar a oferta de crédito para empresas e consumidores. Apoiou as reformas estruturais que vão permitir o crescimento sustentável do Brasil, caso da modernização trabalhista. E neste ano inaugurou o novo Centro Cultural Fiesp, com galerias de arte e fotografia e o Teatro do Sesi-SP.

Mais de 22 milhões de pessoas já viram shows e exposições oferecidos pelo Sesi-SP. E mais de 6 milhões de brasileiros ganharam formação profissional nas mais de 160 unidades do Senai-SP, que oferecem mais de 1.500 opções de cursos. Só de pós-graduação há mais de 60, em 16 faculdades. Também o Sesi-SP oferece ensino superior, preparando professores que vão melhorar a formação dos alunos do ensino básico e fundamental. E ao longo da gestão de Skaf o Sesi-SP inaugurou mais de 100 escolas que são grandes centros educacionais, com padrão de primeiro mundo.