Dori Alimentos – Uso Racional da Água


A Dori Alimentos Ltda., de Marília, SP, em sua unidade matriz, atua no ramo alimentício, na produção e comercialização de balas de amido e gelatina, confeitos de amendoim, amendoim salgado, confeitos de chocolate e caramelo. Cerca de 99% do recurso hídrico utilizado na planta para fins de abastecimento sanitário e industrial é proveniente de três poços tubulares profundos, cujo aqüífero explorado é o Bauru, pertencente à Bacia Hidrográfica Aguapeí.

O controle do consumo da água utilizada na empresa é realizado por meio da leitura diária de hidrômetros instalados nas saídas de água dos reservatórios bem como em alguns equipamentos de maior consumo como caldeiras e torres de refrigeração. O consumo mensal de água na unidade é em média 9.040 m³, sendo o uso diário de aproximadamente 347 m³ (dados considerando 26 dias de atividade no mês).

Medida adotada

O Projeto Uso Racional da Água Valorizando o Precioso Líquido tem como ações:

a) Água de reuso do desmineralizador – a água passou a ser bombeada para um reservatório de 15.000 L de capacidade, no qual após correção de pH, a água é levada até caixas d’ águas menores com capacidades de 1.000 e 500 L, destinadas exclusivamente para uso em 12 vasos sanitários.

b) Reutilização de água na caldeira (lavador de gases) – anteriormente, essa água era descartada para a rede de esgoto. O projeto proposto compreendeu a adequada canalização dessa água até o lavador de gases da chaminé da caldeira. Esse lavador de gases trabalha com água de reposição devido à evaporação causada pela alta temperatura dos gases de saída, água essa que antes era captada dos poços artesianos profundos. O lavador de gases trabalha lavando, por aspersão, a fumaça exaurida da caldeira. A nova tubulação adequada com a água de condensação garantiu a reposição da água necessária para o funcionamento do sistema, cujo consumo estimado é de 600 l / hora.

Investimentos

  • Água de reúso do desmineralizador: R$ 16.000;
  • Reutilização de água na caldeira (lavador de gases): R$ 6.000.

 

Resultados ambientais e econômicos

  • São consumidos durante o mês, no processo de regeneração de resinas, cerca de 120m³ de água que, com o sistema de reúso, deixa de ser descartada na rede pública e passa a ser reutilizada nos vasos sanitários, deixando, dessa forma, de ser captada do poço com conseqüente redução no consumo mensal.

  • O lavador de gases consome 0,6 m3/hora. Com a implantação do sistema de reúso, deixa de ser captada do poço cerca de 432 m³ de água/ mês.

  • Desde a implantação das duas ações, a economia de água captada dos poços foi de 5.304 m³. Considerando o consumo no mesmo período (fevereiro/06 a janeiro/07) de 108.480 m³, a economia gerada na captação representou 4,9 %. A cada tonelada produzida no período, em média, é consumida 0,00346 m³ de água. Com o reúso, a cada tonelada é consumida 0,0032 m³ de água, representando uma economia, a cada tonelada, de 0,00026 m³, ou seja, 260 ml/tonelada produzida.

  • As ações implantadas tiveram investimento de R$ 22.000,00, considerado o custo de R$ 0,79/m³ e a redução do consumo de água no período, de 5.304 m³ (R$ 4.190,00). O tempo de retorno dos investimentos (payback) será de aproximadamente cinco anos.

  • O potencial de difusão é grande, considerando que o custo do investimento e o tempo de retorno é consideravelmente pequeno, somado ao fato de várias empresas possuírem o mesmo sistema de tratamento de água para caldeira (desmineralização).

  • Os projetos desenvolvidos tiveram como benefício a redução do volume de água captada do lençol freático, mostrando o comprometimento da alta direção na preservação dos recursos naturais, bem como o aumento da conscientização dos colaboradores.

  • O monitoramento do uso da água no processo da cadeia produtiva permite a identificação de pontos de desperdício, permitindo o desenvolvimento de projetos que facilitem o seu reaproveitamento.

  • Todos os colaboradores, ao serem admitidos na empresa, recebem um treinamento de boas práticas ambientais, em que são abordadas as ações desenvolvidas pela empresa no âmbito ambiental, buscando o comprometimento de cada um, para o seu êxito. Além do referido treinamento, os colaboradores anualmente passam por um curso de reciclagem no qual um dos assuntos abordados se refere ao uso racional dos recursos naturais (água e energia elétrica).